17 de janeiro de 2017

China combate “crise” de masculinidade com novo livro escolar para meninos


China combate “crise” de masculinidade com novo livro escolar para meninos

Comentário de Julio Severo: A Bíblia diz que quando aqueles que conhecem a verdade se calam, Deus pode usar as pedras — gente dura — para clamar e falar o que outros deveriam estar falando. Enquanto nos EUA e no Brasil livros pró-homossexualismo para crianças nas escolas se espalham, a China está combatendo essa feminilização da masculinidade. Nesse aspecto, a China ganhou do Brasil e dos EUA. A China pode ter um milhão de coisas erradas, mas nesse aspecto, ela está certíssima. Leia o artigo da FoxNews:
Ao que tudo indica a China está preocupada que seus meninos estejam se tornando efeminados demais. A solução da China: um livro escolar que promove a masculinidade. O livro se chama “Homenzinhos.”
O livro ilustrado fala sobre pais e filhos, e incentiva os meninos a dar prioridade ao seu lado masculino, com administração financeira e outros assuntos ostensivamente adequados para homens.
A NBC News informa que a preocupação é generalizada e que os cidadãos culpam a “crise sexual” em tudo desde muito trabalho doméstico (e pouca atividade física) a serem mimados pelos pais que tiveram permissão de ter só um filho. “As meninas estão ficando mais como os meninos enquanto os meninos estão se tornando mais como meninas, introvertidos e acanhados,” se queixa um pai.
Um jornal de língua inglesa na China culpou o problema percebido nos atores e estrelas populares “efeminados” na cultura japonesa e coreana.
O novo livro, que contém seis capítulos, foi impresso em dezembro pela Editora Educacional Xangai e foi dado como teste em algumas escolas. A ideia é que os meninos serão ensinados com o livro durante a aula, enquanto as meninas não terão aula, informa o jornal South China Morning Post.
A antropóloga Tiantian Zheng disse a NBC que a preocupação sobre a masculinidade é vista como prioridade entre autoridades governamentais, e ela indica que o resultado pode ser a criação de escolas de ensino médio voltadas exclusivamente para estudantes do sexo masculino.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da FoxNews: China fights masculinity 'crisis' with new textbook for boys
Leitura recomendada:

4 comentários :

Marcelo Victor disse...

Interessante como A BÍBLIA É A INFALÍVEL PALAVRA DE DEUS, pois algumas atitudes, tomadas por pessoas que nem sequer conhecem ao Deus de Israel, acabam testificando exatamente isso:
"Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; os quais mostram A OBRA DA LEI ESCRITA EM SEUS CORAÇÕES, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; no dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho" (Romanos 2:14-16).
Já o ocidente, que, de certa forma, conhece a Bíblia, receberá mais duro castigo do que aqueles que nunca ouviram falar que, no princípio, Deus criou homens e mulheres, com papeis distintos e bem definidos, algo que, se alterado, pode representar a extinção da espécie humana (por questões naturais).
Glória a Deus!!!

equipepro disse...

A feminização é forte e ao longo dos anos isso ocorre gradualmente. Os meios de comunicação das trevas se encarregam disso. As atitudes que devemos tomar é ter uma personalidade forte e se fechar contra qualquer influência da mídia e das escolas. Personalidades fortes e independentes só nascem quando andamos na presença do Senhor.

Marcelo Victor disse...

"Eu digo a vocês, respondeu Jesus: se estes se calarem, as pedras clamarão." Lucas 19:40

Julio Zandamela disse...

Temos que acabar com toda essa palhaçada. Acho ate que quando fala se do poder da Besta, que deve ser adorada em Apocalipse, refere se exatamente da mulher.
Precisamos acabar logo com essa palhaçada toda.