19 de dezembro de 2016

Igrejas católica, luterana, anglicana e presbiteriana defendem Jean Wyllys


Igrejas católica, luterana, anglicana e presbiteriana defendem Jean Wyllys

Julio Severo
As igrejas católica, luterana, anglicana e presbiteriana, mediante sua organização ecumênica CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil), enviaram uma carta oficial, datada de 15 de dezembro de 2016, à Câmara dos Deputados em defesa do deputado homossexualista Jean Wyllys.
Imagem ilustrativa de uma reunião do CONIC, com a presença de dom Leonardo, secretário-geral da CNBB
Na carta, o CONIC disse aos deputados federais que “dirige-se aos senhores para expressar solidariedade ao deputado federal Jean Wyllys, que está sendo julgado por quebra de decoro parlamentar.”
O caso envolvendo falta de decoro do Wyllys ocorreu em 17 de abril, no plenário da Câmara dos Deputados, durante a votação sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Naquele dia, o deputado Jair Bolsonaro dedicou seu voto de impeachment em memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, militar que comandou o Destacamento de Operações Internas (DOI-Codi) de São Paulo entre 1970 a 1974.
A homenagem foi considerada ofensiva por Wyllys, que vê Ustra como “torturador,” mas não vê Che Guevara e Fidel Castro como torturadores. Mesmo assim, Wyllys reagiu cuspindo em Bolsonaro.
Eu discordo totalmente do Wyllys, mas nunca cuspi nele. Se eu tivesse uma só vez cuspido nele, tenho certeza de que ele, cheio de chiliques e gritinhos, usaria isso como prova de que sou um “homofóbico” que desejo “matá-lo”! Aliás, discordo também totalmente da promessa de Bolsonaro, que disse que se eleito colocaria como ministro da Cultura um homem que está cada vez mais famoso como filósofo da Inquisição. Apoiar a Inquisição é uma aberração equivalente a apoiar Fidel Castro. Mas, por minha discordância, nunca cuspi nem em Bolsonaro nem no tal filósofo.
Se Bolsonaro tivesse cuspido em Wyllys por defender Fidel, Wyllys se oporia à suspensão de Bolsonaro? Claro que não. Mesmo assim, o CONIC defende o deputado homossexualista cuspidor.
A carta do CONIC também diz: “Jean Wyllys tem desempenhado um relevante protagonismo na promoção da diversidade religiosa… e… diálogo sobre temas relacionados à orientação sexual.”
O CONIC então pede que o processo seja anulado: “As provas apresentadas contra o deputado Jean Wyllys são frágeis e não se sustentam. Nesse sentido, pedimos pelo bom senso de Vossas Excelências e que este caso seja arquivado. O deputado representa um dos grupos sociais que mais sofre agressões em nosso país. Condenar o seu mandato significaria fechar as portas para uma sociedade que precisa identificar caminhos para a superação da violência.”
Em resposta, Wyllys disse publicamente: “O apoio que recebo do CONIC coloca o amor e a compaixão entre os seres humanos acima das pressões ilegítimas de mercadores da fé. É uma lição importante, em meio a tanta ganância. Agradeço a todos e todas, em especial à pastora Romi Márcia Bencke, sensível para o sofrimento dos mais vulneráveis e uma grande parceira que sempre se faz presente no Seminário Nacional LGBT que realizamos anualmente no Congresso Nacional.”
Como todo parlamentar normal, Wyllys precisa ser punido por falta de decoro. Se ele não for punido, ou apelar para o truque baixo da “homofobia,” o Congresso Nacional vai virar uma boate gay de cuspições e anarquia.
Fazem parte do CONIC a Igreja Católica Apostólica Romana, a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e a Igreja Presbiteriana Unida. Se alguma dessas igrejas discordar da solidariedade oficial do CONIC ao deputado homossexualista, tem a liberdade e obrigação cristã de se desligar dessa entidade apóstata.
Mesmo discordando totalmente da postura irresponsável de Bolsonaro querer como ministro um defensor da Inquisição, considero a postura do CONIC de prestar solidariedade ao deputado homossexualista totalmente irresponsável, anárquica e apóstata. Nesse caso específico, quem precisa de solidariedade é Bolsonaro, não Wyllys.
Por suas ações de querer castrar psicologicamente as crianças do Brasil mediante doutrinações do movimento homossexual impostas nas escolas e seus currículos, Jean Wyllys merece a condenação, censura e oposição unificada de todas as igrejas cristãs do Brasil. Se o CONIC não mudar sua posição imediatamente, merecerá igualmente condenação, censura e oposição unificada e imediata de todas as igrejas cristãs.
Leitura recomendada:
Leitura recomendada sobre o CONIC:

49 comentários :

Mylena disse...

Por que será que eu não estou surpresa?

Alex disse...

Onde está a carta?
Por favor poste a fonte para leitura.

Irei cobrar amanhã dia 19/12/2016 uma posição do Sínodo Centro Sul da Igreja Luterana.

Meire Ferraz disse...

Sou membro da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, e gostaria de saber qual é esta Presbiteriana Unida??

Marcelo Victor disse...

O Provérbio 19:29 diz: "Preparados estão os juízos para os escarnecedores e os açoites para as costas dos tolos".

Tolos e escarnecedores merecem algo - uma surra! É a única coisa que eles entendem (Pv 26:3)! Só outros tolos tentam protegê-los de umas chibatadas ou lhes dá alguma consideração. Homens santos permanecem com o SENHOR e desprezam os tolos e os escarnecedores. A não ser que se arrependam eles devem ser severamente punidos. Lhes dar honra ou tratá-los com bondade é rebelião contra Deus.

Homens sábios não necessitam de punição, pois a correção e a instrução são suficientes. Eles ouvem a repreensão da verdade, e eles corrigem as suas vidas para adequá-la devidamente. Eles prestam atenção à instrução e ganham entendimento (Pv 1:5; 9:9). Eles se beneficiam do ensino, diferente dos tolos e escarnecedores. "Mais profundamente entra a repreensão no prudente do que cem açoites no tolo." (Pv 17:10).

Tolos são estúpidos; escarnecedores são rebeldes. Tolos são teimosos; escarnecedores são maliciosos. Ambos merecem ser punidos, porque eles violam flagrantemente as leis de uma sociedade ordeira. Portanto, as autoridades devem tratá-los com severidade, punindo-os - especialmente o governo civil, que legalmente impõem juízo e castigo para os transgressores civis (Dt 25:1-3).

Chibatadas geralmente marcam as costas. A chibata era um dos principais meios de disciplina nas casas, escolas, forças armadas e sociedade. Confira em qualquer enciclopédia antiga. Claro, a nossa geração confusa e efeminada trata até os criminosos violentos com delicadeza. A chibata agora é considerada abusiva, desumana e dos tempos do homem de neandertal; mesmo tendo sido comum até pouco tempo atrás. Que Deus seja verdadeiro: (Pv 10:13; 13:24; 18:6; 19:18,25; 22:15; 23:13-14; 26:3; 29:15)

O homem sábio, o rei Salomão de Israel, sabia mais do que a nossa geração. Ele entendeu que certos homens só reagem a uma coisa - dor. Portanto, ele sabia o valor de um código penal severo. Era a única maneira para se comunicar com os tolos e escarnecedores. A ignorância e a arrogância deles os excluem de uma aprendizagem por instrução, por isso têm que ser punidos.

Sentimentalistas ignorantes protegem e prestigiam os tolos e os escarnecedores. A punição os dissuade de suas maldades (Ec 8:11). E serve de exemplo para os outros (Pv 19:25; 21:11). A redução da punição promove o orgulho e a rebelião. A nação está colhendo o amargo fruto daquilo que semeou. A atual juventude não tem nada a temer pelas suas tolices e escárnios. Prestigiar um tolo ou um escarnecedor é errado (Pv 26:1). Eles devem ser evitados, rejeitados e punidos.

Desde a paternidade até o votar para preencher cargos públicos, um severo sistema de justiça criminal e um severo código penal promovem a sabedoria e a retidão nos lares e na sociedade. A terrível dor e sofrimento causados atualmente por rebelião e violência poderiam ter sido evitados se este simples provérbio tivesse sido seguido à risca, o que os nossos bisavós entendiam perfeitamente.

Israel não tinha prisões. Pois o sistema de justiça de Deus não tinha necessidade deles. A Lei de Moisés condenava à morte imediata os transgressores capitais, usavam as chibatadas para outros crimes, exigia restituições pesadas por outros crimes e o vendia como escravo se você não pudesse pagar. Nem um centavo era gasto num sistema penitenciário, onde tolos depravados e escarnecedores pudesse desfrutar de três refeições por dia e um mútuo estímulo para pensar e planejar coisas más.

Tolos e escarnecedores que não são punidos em virtude de terem pais fracos e/ou uma sociedade efeminada deveria lembrar que há um Deus no céu, que vê cada ato de arrogância e rebelião; Ele punirá sem qualquer comprometimento (Nm 32:23; Sl 5:4-6; Ec 12:13-14).


www.LetGodBeTrue.com, 212 East Standing Springs Road, Simpsonville, SC 29680

Marcelo Victor disse...

Diga com quem tu andas e direi quem tu és!!! (Pv 13:20)

Renato Hoerlle disse...

Certamente, aí não está representada a Igreja Evangélica Luterana do Brasil, por seu claro posicionamento a partir Escrituras (posicionamento histórico gramatical). Expor denominações dessa forma, publicamente, significa pecar pela difamação.

MUNTUERA disse...

Sabia que era a confissão Luterana e não a Luterana! tem diferença sabiam!?
Bem mas também o que se esperar de uma igreja ecumênica não e mesmo...

Unknown disse...

Pelo comentarios q vejo dos Presbliteriano em rede sociais pra eles uniico pecado existe e so teologia da prosperidade,restante fecham olhos,esse pessoal com rarissimas excessoes preferem o deputado gay do q Malafaia,na verdade morrem de inveja do sucesso alheio.

Unknown disse...

Olá Julio, pelo que vi no site da CONIC, a Igreja Sirian Ortodoxa de Antioquia - ISOA também é membra desse conselho

Unknown disse...

Eu não entendo, essas igrejas reformadas são as mais fidedignas à Palavra de Deus, não deveriam, portanto, se posicionar contra o que esse deputado (Jean Willys) vem fazendo e organizando contra nossas crianças? Onde está o sola scriptura, solus Christus, sola gratia?

Paróquia Concórdia disse...

Decepcionante!
Sou da Igreja Evangelica Luterana Do Brasil. E não fazemos parte do Conic justamente por essas e outras posições ridículas.

Unknown disse...


Resumo: Vigaristas defendendo vigarista. Nada há de novo debaixo do sol.

Jorge Santos disse...

É uma igreja homossexual criada em Atibaia em 1979. A igreja verdadeira não participa desse grupo gay. O arco íris é um dos símbolos da Unida, que é ligada à PCUSA.

Jorge Santos disse...

Desculpe informá-lo mas a igreja luterana apostatou faz décadas. Não conheço igrejas luteranas contra o homossexualismo. Se houver, indique, fiquei curioso.

pauloplates disse...

Que mentirada mais estapafúrdia. Isso não é a verdade. Kkkkkkkkkkkkkk

Adilson Nagamine disse...

O ex-BBB global está defendendo O TRABALHO INFANTIL! TRABALHO INFANTIL PARA 0S DIMENOR TRAFICANTES NAS FAVELAS! CNBB CONIC TAMBÉM DEFENDEM?

Julio Severo disse...

Aos presbiterianos revoltados com esta postagem: O adjetivo “presbiteriano” não é e nunca foi monopólio da IPB. Se vc provar em cartório que existe uma patente com o adjetivo “presbiteriano” pertencente exclusivamente à IPB, aí vc pode ter o direito de buscar procuração e fazer acusações contra quem quer que seja. Enquanto não existir tal patente, “presbiteriano” sempre significará quaisquer das várias denominações que usam tal designação, inclusive (mas não exclusivamente) a IPB. A IPB é dona exclusiva da patente “Igreja Presbiteriana do Brasil,” que não foi citada no meu texto. Se a IPB puder provar juridicamente que é dona exclusiva de “presbiteriano,” deverá notificar a Igreja Presbiteriana Unida, que está citada no meu artigo, para que remova o título “Presbiteriana.” Até um burro consegue entender isso, não?

Marcelo Victor disse...

O mistério de apocalipse está sendo desvendado: eis as filhas da grande meretriz e mãe das prostituições e abominações da terra (Ap 17:5).
Já estão marcadas com o sinal da besta nas suas consciências e nas suas mãos, adorando a imagem que fala.

luciano souza disse...

Não conheço essa Igreja Presbiteriana Unida, mas tanto a Igreja Presbiteriana do Brasil quanto a Independente não apoiam de forma alguma o ex-BBB

Welington Ramalho disse...

Prezado,

Onde é citado "presbiteriana unida"?

Só vejo "presbiteriana" o que deixa claro o intento de criar "confusão" no leitor.

Retifique o texto deixando claro "presbiteriana unida".

Grato

Julio Severo disse...

Wellington, deixe de ser preguiçoso. O texto tem a Igreja Presbiteriana Unida. No título, não sou obrigado a colocar “Presbiteriana Unida” só para agradar a bebês chorões. Como deixei muito claro, a palavra “presbiteriano” não é e nunca foi propriedade da IPB. “Presbiteriano” é um termo genérico que inclui muitas igrejas presbiterianas. A IPB é só uma delas.

Paróquia Concórdia disse...

Jorge Santos,
Não conheço a posição oficial da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (que faz parte do Conic) sobre o homossexualismo. Mas, a Igreja Evangélica Luterana do Brasil ((ielb.org.br), num dos seus documentos oficiais tratando do assunto Relações Homoafetivas, assim diz num determinado parágrafo: "A IELB manifestou abertamente sua posição contrária à homofobia, à heterofobia e a todo tipo de preconceito, mas reconhece o pecado em todos os comportamentos de orientações homoafetivas. E ensina que Deus ama o pecador e o ama de tal maneira que, por causa dele, enviou o seu Filho Jesus Cristo ao mundo, para que se arrependendo dos pecados e crendo nele, tenha a sua vida restaurada e seja salvo (Carta 2015)". Veja o documento na íntegra em
http://www.ielb.org.br/sistema/uploads/postagens/101/arquivos/c67cea950aa7e070a468f2ae0ac28ba4.pdf

Abrço, Jadir

Jorge Santos disse...

Realmente pesquisei e existe a Igreja Evangélica Luterana e a Igreja Evangélica da Confissão Luterana. Alguém sabe informar se a outra ainda é bíblica?

Ev. Ivan Rodrigo disse...

Essa turma da Conic nada mais é do que caixa de ressonância da propaganda comunista

Jorge Santos disse...

Paz e graça.

Káledy disse...

IELB não, a IELB não compactua com isso, o modelo do documento também não é oficial, nós respeitamos e devemos amar nosso próximo, isso não significa apoiar movimentos como este da IECLB https://www.facebook.com/inclusaoluterana/ e outro ponto, a IELB não participa deste conselho.

Sergio Luis NH disse...

Porque não fico surpreso que estas entidades estão na contramão de Deus.

luciano betim disse...

Graça e paz a todos

Penso que para se evitar confusão seria bom uma chamada de noticia bem clara. No mais, infelizmente o CONIC reúne um grupo nada conservador.

A Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) não faz parte do CONIC e é uma igreja conservadora: http://www.ielb.org.br/sistema/uploads/postagens/101/arquivos/c67cea950aa7e070a468f2ae0ac28ba4.pdf


Do mesmo modo, a Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) não faz parte do CONIC: http://ipbms.org.br/noticias.php?noticia=13

Essas duas denominações herdeiras da reforma não são perfeitas, alías, como nenhuma igreja o é.

Que Deus abençoe a todos.

Marcelo Victor disse...

Para as denominações calvinistas, sempre é bom lembrar um pouquinho da história dos fundadores dessa teologia, cujas ações refletem seus pensamentos (contra fatos não há argumentos):

A POLÍTICA DO SÍNODO DE DORT
Depois da morte de Arminius, a igreja na Holanda encontrava-se dividida entre Calvinistas e arminianos, então em 1610 e 1612 foram feitas conferências para ajudar a superar, a disputa, mas não foram bem sucedidas. Em 1614 o governo proibiu as discussões destas doutrinas dentro da igreja. Em 1617, o príncipe Maurice, que era Calvinista, requereu um sínodo nacional para no ano seguinte em Dort. De acordo com Simon Episcopius, Maurice estava com medo do grande estadista Van Olden Barnevelt, e viu na disputa religiosa, uma oportunidade única de tomar o controle total das províncias holandesas.
Esse sínodo deveria ter seis representantes de cada província, escolhidos nos sínodos provinciais, mas devido à certas manobras, até mesmo nas províncias onde os arminianos eram maioria, quase todos os representantes enviados eram calvinistas.
Ficaram 39 Calvinistas, contra 3 arminianos e dos 33 representantes estrangeiros convidados, todos eram calvinistas. Somando-se a tudo isso, os três membros arminianos, ainda foram impedidos de falar a favor do arminianismo, e deixaram as sessões antes de fazerem o juramento Calvinista.
Este sínodo condenou o arminianismo como heresia, e proibiu sua propagação nos países baixos. Em 1619, a sentença do sínodo foi aprovada pelo governo e os líderes arminianos foram banidos ou presos. Espiões foram contratados para relatar aos líderes se qualquer um deles reotornasse para visitar suas famílias, e cerca de 18.000 tornaram-se mártires, mortos por mercenários contratados pelo grupo contra-Remonstrance*.
*Remonstrance foi um documento dirigido ao governo da Holanda, escrito por John Uytenbogart, amigo mais próximo de Arminius, que enumerava cinco doutrinas sustentadas por Uytenbogart e seus associados, refletindo as diferenças entre o que era chamado de arminianismo e calvinismo. Os defensores e assinantes dessas teses ficaram conhecidos como Remonstrantes.

Jorge Santos disse...

Eu iria compartilhar a notícia, mas desisti. Há muitos analfabetos funcionais que iriam deturpar a informação, generalizando-a, devido ao título.

luciano betim disse...

O grande mal é o maldito fundamentalismo hiper-calvinista, ultra-pentecostal, hiper-arminiano... Que um dia a igreja de Cristo possa entender que apesar de algumas diferenças teológicas, todos somos família de Jesus.


Pai santo, protege-os em teu nome, o nome que me deste, para que sejam um, assim como somos um. (Jo 17.11 - NVI)

Lu Rosas Acupuntura disse...

Muito bom saber que existe gente lúcida, amorosa e que entende de história e da vida , que inclui as pessoas e não tem palavras e atos excludentes ! Esta é a verdadeira religião , aquela que nos religa a compaixão e ao amor ao próximo ! Fico muito feliz pelo Jean receber este apoio , ele merece tudo de bom pelo empenho ferrenho em proteger os marginalizados e essas minorias que sofrem e sempre sofreram nas mãos de gente mal resolvida que tem ódio do diferente. As pessoas andam com uma falta enorme de interpretação de texto ou aceitando a palavra distorcida contra o que o Jean prega sem pesquisar e procurar saber de verdade o que ele realmente quer dizer e fomentam milhões de distorções ou por não compreenderem o texto ou por puro narcisismo. Não entendi muito o texto de quem escreveu pois está meio mal escrito pois ele não reporta ele diz o que pensa no meio é isso ? Qdo não compreendo, pergunto.... Só pra saber , o escritor comparou Ustra com Fidel? É isso? Só para lembrar vc sabe qtas pessosa morreram de bala perdida em Cuba em 50 anos? Nenhuma, Sabe qtos moradores de rua existem em Cuba? Nenhum . Sabe qtos analfabetos existem em Cuba? Nenhum. Sabe quantas pessoas ficam sem assistência médica em Cuba ? Nenhuma, Sabe qtas crianças fora da escola existe em Cuba? nenhuma Sabe qtos universitários não conseguem terminar a faculdade por falta de dinheiro? Nenhum.... e dizem que é um país pobre.... e eu pergunto, o que fez o Ustra? torturou. matou gente jovem cheios de ideais sabe por quê? Simplesmente pelos ideais serem diferentes dos dele ! Um psicopata! Com certeza o dono do blog não publicará o que escrevi pois gente assim detesta quem pensa diferente..... tipo Ustra e Boçalnaro.

Jorge Santos disse...

O tal Maurice era Maurício de Nassau, aquele que colonizou Recife. Se ele tivesse ficado, talvez fôssemos um país mais desenvolvido e livre do catolicismo lusitano.

Jorge Santos disse...

O parlamentar defende o homossexualismo que é pecado.

Frosty (Carlos) disse...

Prezada Lu, Ustra poderia ser o pior ser humano que já viveu e Cuba um paraíso, ainda assim um parlamentar não pode cuspir no outro e ficar por isso mesmo, esse é o ponto. Só não vê quem não quer.

João Marçal disse...

É uma pequena denominação presbiteriana em nosso país de linha liberal. São poucas igrejas mas faz um esteago em nossa imagem!!!!

João Marçal disse...

Cuidado ao falar de coisas que acha que sabe "unknown"

Jorge Santos disse...

O socialismo cega. Eu já fui e é assim que funciona. Eu não acreditava nas maracutaias da esquerda, até que vi um dos primeiros discursos da Dilma. A mão direita do então presidente não conseguia falar direito. Aí eu percebi que fui enganado todo esse tempo. Foi na mesma época que me converti e Jesus abriu os meus olhos definitivamente, espiritual e materialmente.

Marcelo Victor disse...

"Assim como o chicote foi feito para o cavalo, e o freio, para o jumento, a vara da disciplina é para as costas do tolo".

Marcelo Victor disse...

"Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem" (Rm 1:32).
Por isso que a Bíblia é odiada pelos que não conhecem a Deus, religiosos ou não, porque Ela fala a verdade divina.

Marcelo Victor disse...

O seguinte vídeo mostra um pastor sendo ridicularizado por crer na Bíblia, sofrendo ataques inclusive de um religioso: https://www.youtube.com/watch?v=cppURA4biTY

É curioso observar que muitos ainda não se aperceberam da última manobra dos filhos do diabo, para calar os cristão genuínos: chamá-los de INTOLERANTES.

Mas, se pensarmos bem, os cristãos genuínos, embora preguem a verdade bíblica, não podem ser chamados de intolerantes, pois, ainda que não tolerem o pecado, não saem pelas ruas obrigando as pessoas a crerem como eles, e nem, tão pouco, estão dispostos a ameaçar e/ou tirar vidas alheias por causa de sua fé.

Ao contrário, os cristãos pregam o amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, o que, necessariamente, inclui o ódio ao pecado e às perversões sexuais, sem, contudo, pregar a violência contra os pecadores.

Além disso, os cristãos não se colocam na posição de juízes e esperam, unicamente, a manifestação da justiça divina, a qual se dará no pós-morte, no Dia em que Jesus virá julgar os vivos e os mortos. Crêem, portanto, que cabe a eles decidir quem vai e quem não vai para o céu. Por isso, das religiões, o cristianismo genuíno é a menos intolerante que existe.

Quem um dia quis ou ainda quer, abertamente, impor suas crenças, e, por isso, pode ser chamado de intolerante são:
1 - Os muçulmanos (na atualidade) que matam aqueles que não professam a sua fé, aos quais chamam de inimigos e nutrem ódio (principalmente pelos judeus);
2 - A igreja romana (fundadora e perpetradora da inquisição) que extirpou milhares de vidas inocentes por não crerem nos seus dogmas diabólicos;
3 - Os Fundadores do Calvinismo (por volta de 1619), uma corrente teológica que atribui a Deus a origem do MAU MORAL, tendo, para tanto, decretado a queda do homem e criado um anjo de luz para ser o diabo; e
4 - Os comunistas (ao longo da história), os quais assassinaram milhares de cristãos por não aceitarem o Estado como o deus das suas vidas, chamando a religião de "o ópio do povo".

O que se percebe atualmente é que tem surgido um grupo de verdadeiros intolerantes, formado por pessoas de diversas religiões, as quais estão se dizendo liberais, e, por conveniência e interesses pessoais, estão se juntando aos que decidiram assumir abertamente que odeiam o cristianismo, para, todos juntos, jogar os cristãos no calabouço ou entregá-los aos leões.

Marcelo Victor disse...

No meu último comentário, onde se lê: "Crêem, portanto, que cabe a eles decidir quem vai e quem não vai para o céu". Leia-se: "Crêem, portanto, que NÃO cabe a eles decidir...".

Estér B.P. Freitas disse...

Correto a I.P.B. não faz parte do Conic e não apóia JW de maneira alguma.

Estér B.P. Freitas disse...

Fico com vergonha dessas posições tomadas por algumas Igrejas ou melhor denominações. É preciso esclarecer que a primeira Igreja chamada de Presbiteriana no Brasil é a I.P.B. fora disso são dissidências ou melhor "insubordinação", falta de conformidade com as leis e diretrizes da IPB e tb com sua forma hierárquica. Daí surgiram I.P. Independente./ Igreja Presbiteriana Renovada, Conservadora,Comunidades e a IP Unida que é de confissão liberal, totalmente de esquerda e foge totalmente dos princípios absolutos e Bíblicos.
Respeito a IPU como a quaisquer outras Igrejas e credos, mas não concordo com sua postura, ideologia e práticas.
Que Deus tenha misericórdia de todos nós e nos faça prontos a ouvir somente a SUA voz e não ao modismo secular.

Estér B.P. Freitas disse...

Onde?

Marcelo disse...

Das igrejas citadas, a Presbiteriana é a única considerada evangélica ou evangelical. Pelo visto, tantos anos de cessacionismo (creem no fim dos dons espirituais, no dom de línguas, etc.) acabaram por minar dessa denominação a fé genuína. Esperemos que se arrependa e volte ao primeiro amor.
Temo pela batista - os batistas são crentes, de verdade, mas o grande problema são as instituições. Instituições, poderosas e ricas, produzem ricos, poderosos, e fica um grupelho super poderoso dizendo o que é certou ou errado, dando as ordens e, claro, praticando injustiça.
Parece que a única saída, nos dias de hoje, é deixarmos as instituições, inclusive as igrejas. Vamos seguir uma fé de pequenos grupos. Nada de denominação, nada de templo, nada de oficiais da igreja (pastores, diáconos e que tais). Vamos viver a fé, congregados, mas nada oficial, nada marcado como religião, instituição, nada de templos.

Marcelo Victor disse...

Impérios e mais impérios sendo levantados EM NOME DO SENHOR JESUS, justamente aquele que nasceu numa manjedoura, viveu entre os pescadores, não tinha onde reclinar a Sua cabeça, morreu pobre e de uma morte maldita, e, quando andou pela terra, disse: MEU REINO NÃO VEM COM APARÊNCIA EXTERIOR.
Alguns justos e fiéis a Deus não suportarão a hipocrisia e outros serão postos pra fora desses grandes impérios por causa da verdade que sairá das suas bocas...o fim vem!!!

Retratos da Terra disse...

Querida, onde estão as fontes que comprovam aquilo que você escreveu acerca de Cuba?

Augusto Paiva disse...

Ele não foi predestinado.