7 de novembro de 2016

“Uma sociedade que não consegue defender suas crianças não tem futuro,” diz Putin ao condenar o modo como a Europa lida com os imigrantes muçulmanos e diz que estupro de menino na Áustria mostra “enfraquecimento de valores nacionais”


“Uma sociedade que não consegue defender suas crianças não tem futuro,” diz Putin ao condenar o modo como a Europa lida com os imigrantes muçulmanos e diz que estupro de menino na Áustria mostra “enfraquecimento de valores nacionais”

Jennifer Newton para o MailOnline
Vladimir Putin atacou energicamente a crise imigratória condenando o modo como a Europa lida com buscadores de asilo e dizendo que um caso de estupro de um menino na Áustria “enfraquece os valores nacionais.”
O presidente russo em grande parte tem se mantido em silêncio sobre a crise de refugiados na Europa, mas está agora manifestando sua descrença com o modo como a Europa está lidando com essa crise, afirmando que um continente que “não consegue proteger suas crianças não tem futuro.”
Seus comentários foram feitos por causa de um caso na Áustria na semana passada, onde um imigrante iraquiano, que estuprou um menino de 10 anos numa piscina em Viena, teve sua condenação revogada.
Originalmente, ele foi condenado pelo crime, mas a condenação foi revogada porque um tribunal não provou que imigrante percebeu que o menino estava dizendo “não.”
O imigrante, identificado como Amir A., de 20 anos, afirmou que foi uma “emergência sexual” porque ele não tinha tido relações sexuais por quatro meses.
Um segundo julgamento pelo estupro ocorrerá no próximo ano, mas o agressor provavelmente permanecerá preso até então. 
E falando numa entrevista coletiva à imprensa nesta semana, Putin criticou severamente a política de imigração europeia e citou o caso, onde a vítima era de uma família sérvia vivendo na Áustria.
Ele disse: “Num país europeu, uma criança foi estuprada por um imigrante, o tribunal o solta. Isso não me entra na cabeça. O que é que está dando neles? Não consigo ver uma explicação lógica para isso. Será que é um sentimento de culpa diante dos imigrantes? O que está acontecendo? Não dá para entender.”
Ele também afirmou que o caso frisa “o enfraquecimento dos valores nacionais tradicionais” acrescentando: “Uma sociedade que não consegue defender suas crianças não tem futuro.”
E as palavras de Putin parecem ter tido um efeito, pois ele é extremamente popular entre os sérvios [que são cristãos ortodoxos].
No caso do estupro, o menino havia chegado à Áustria com sua mãe sérvia, que pagou para ele ir à piscina de Theresienbad, onde ele sofreu um ataque violento.
O menino ficou com ferimentos tão sérios que precisou de tratamento hospitalar, mas será forçado a voltar ao tribunal para o segundo julgamento do iraquiano, provocando indignação na comunidade sérvia na Áustria.
Os meios de comunicação austríacos dizem que o caso endureceu a posição da comunidade sérvia contra os buscadores de asilo. Antes, essa comunidade estava dividida entre votar pelo candidato esquerdista do Partido Verde e votar pelo direitista Nobert Hofer nas próximas eleições.
Contudo, não é a primeira vez que a Rússia critica o modo como a União Europeia lida com a crise de imigrantes.
Em março, Konstantin Romodanovsky, diretor do Serviço de Migração Federal da Rússia, acusou líderes de deliberadamente ignorarem diferenças culturais que têm provocado atrito e caos generalizado no continente europeu.
Ele também acrescentou que “o multiculturalismo fracassou” porque a Europa nunca formou uma estratégia unificada para integrar os refugiados na sociedade ocidental.
Ele disse: “A Comissão Europeia deixou sob a responsabilidade de cada nação decidir como quer tratar os buscadores de asilo — apesar do fato de que as políticas e recursos dos países membros são muito diferentes.”
Romodanovsky também acusou os países da União Europeia de ignorarem as “diferenças em cultura, tradições religiosas e costumes” dos refugiados, a vasta maioria dos quais são islâmicos.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Putin condemns Europe's handling of migrants
Leitura recomendada:

2 comentários :

Arne Krogdahl disse...

Infelizmente a coisa vai ficar mais feia. É tarde demais pra tomar alguma providência. Que Deus abençoe o frágil Velho Continente.

Saga Oliveira disse...

Severo eu não entendi.

Quer dizer que na Austria, de não for ouvido um "não", a sodomia com crianças de de dez anos é permitida? Só é tomado como crime de estupro com provas de que não foi sodomia consentida?