21 de setembro de 2016

Jair Bolsonaro promete campanha voltada para a verdade, que não agradará A, B ou C


Jair Bolsonaro promete campanha voltada para a verdade, que não agradará A, B ou C

Então, por que ele está agradando Olavo de Carvalho?

Julio Severo
Em reunião com eleitores do Rio, Jair Bolsonaro prometeu uma campanha voltada para a verdade, que não agradará A, B ou C.
E então ele fez outra promessa que apunhalou a primeira promessa: colocar como ministro da Cultura o maior defensor do revisionismo da Inquisição no Brasil. Essa punhalada afeta especialmente evangélicos e judeus que não aceitam tal revisionismo que deturpa e mutila a história e faz pouco caso das vítimas de abusos de direitos humanos cometidos em nome da religião.
Assista ao vídeo completo aqui: https://youtu.be/XWx3wzh0dVE

Pode uma pessoa culta defender o revisionismo da Inquisição?
Pode uma pessoa culta defender genuinamente a vida dos bebês em gestação quando ao mesmo tempo tripudia com o sangue derramado de inocentes judeus e protestantes perpetrado pela Inquisição?
Existe alguma verdade no revisionismo da Inquisição?
Ao tratar do tema da Inquisição horas atrás, Olavo de Carvalho publicamente opinou que os opositores da Inquisição, a quem ele chamou de “paladinos da fé,” são muito piores do que comunistas. Ele disse:
“Jamais vi um comunista, no exercício da verborréia revolucionária mais feroz e difamatória, descer aos abismos de malícia e perversidade em que se deleitam, neste país, os paladinos da fé.”
Se evangélicos (e também judeus) anti-Inquisição são piores do que comunistas, o que Olavo está fazendo vivendo como imigrante no maior país evangélico do mundo? Por que ele não se muda para a Cuba comunista, já que os EUA protestantes são piores? Ou ele detesta tanto evangélicos anti-Inquisição que prefere viver no meio deles?
Minha opinião? Não vejo diferença entre o sujeito que luta apaixonadamente pelo revisionismo da Inquisição ou do Holocausto. Ambos movimentos matavam judeus. A inquisição, além de torturar e matar judeus, também o fazia com evangélicos.
Mas, na opinião do Olavo, se você abre a boca contra a Inquisição, você é pior do que um comunista.
Para ele, você é mais malicioso e perverso do que um comunista.
Para ele, você é pior do que o Foro de São Paulo (que ele trata como a organização comunista mais poderosa do universo).
Dá para crer em alguém que enfeita a Inquisição e maliciosamente enfeia seus opositores?
Evidentemente, Bolsonaro crê — ao ponto de querê-lo numa posição que afeta a cultura brasileira, que já não está bem, graças aos marxistas. Mas com um ministro pró-Inquisição, como é que ela vai ficar melhor?
E agora, eleitor evangélico?
Leitura recomendada sobre Olavo de Carvalho e a Inquisição:
Postar um comentário