16 de agosto de 2016

George Soros é hackeado, seus documentos são postados online


George Soros é hackeado, seus documentos são postados online

Um novo site chamado DCLeaks.com está expondo vários americanos importantes, inclusive o bilionário George Soros.

Rachel Kaplan
Comentário de Julio Severo: Hackers russos desnudaram o bilionário George Soros, um dos maiores ativistas esquerdistas do mundo que financia desde movimentos de boicotes contra Israel até movimentos “populares” na Ucrânia para aproximar esse país da União Europeia e distanciá-la da Rússia. No Brasil, Soros é amigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o fundador do PSDB. Apesar de ter origem judaica (que faz com que alguns o identifiquem erradamente como judeu “sionista”), Soros trabalha contra o Estado de Israel. Os judeus sionistas, quer socialistas ou não, sempre trabalham pelo bem de Israel. Esse não é o caso de Soros. Leia agora a reportagem do jornal israelense Israel National News, que mostra como Soros está financiando a esquerdista pró-aborto Hillary Clinton em sua pretensão de se tornar presidente dos EUA:
George Soros
Há um novo hacker na cena: O DCLeaks.com, presumivelmente os mesmos hackers russos que violaram o servidor de e-mails da Convenção Nacional Democrata, tem postado informações sobre personalidades americanas importantes, inclusive o bilionário americano George Soros.
Soros, cujo patrimônio líquido está em 23 bilhões de dólares de acordo com estimativas da revista Forbes, usa sua fortuna principalmente para ativismo mundial. Isso inclui financiar organizações de boicote contra Israel, como a Mada al-Carmel, o Centro Árabe de Pesquisa Social Aplicada, Adala, NIF, Mulheres contra Violência, o Centro Mossawa e Molad, que trabalha para fazer com que o público se posicione contra as colônias judaicas na Judeia e Samaria.
O DCLeaks postou relatórios e estratégias das Fundações Sociedade Aberta (FSA) de Soros. Essas fundações colocam “Palestina” em suas listas como um estado em elevada necessidade de bolsas e assistência. Outro documento indica que a grande estratégia das FSAs é “focar no encarecimento da ocupação [israelense] e acabar com ela por um lado e em ativismo e proteção de direitos humanos por outro.”
As FSAs comunicaram ao FBI (polícia federal americana) a violação de segurança em junho, disse a porta-voz Laura Silber. Ela acrescentou que a violação parece ter sido limitada a um sistema de intranet usado por membros da diretoria, funcionários e parceiros das fundações.
Um email da Convenção Nacional Democrata, entre 20 mensagens vazadas pelo Wikileaks, indica que Soros assessorou a candidata presidencial democrata Hillary Clinton sobre como tratar a Albânia como secretária de Estado em 2011, tranquilizando-a de que “minha fundação na capital da Albânia está monitorando a situação bem de perto, e pode fornecer análise independente da crise.” A Soros Fund Management, uma entidade de Soros que arrecada dinheiro para finalidades políticas, doou 7.044.600 dólares para a campanha da eleição de Hillary em 2016.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do jornal israelense Israel National News: George Soros hacked, documents posted online
Leitura recomendada:

4 comentários :

Enéas Oliveira disse...

Desconfio também que este homem financiou a tentativa de tirar as olimpíadas e a copa do mundo da Rússia...

Marcelo Victor disse...

Segundo o saudoso dr Enéas, esse sujeito foi tido, por uma revista internacional, como um dos grandes barões do tráfico internacional de drogas: https://www.youtube.com/watch?v=ZJSq2Yr52S4

Uma coisa puxa a outra, uma perversão leva a outra e um abismo leva a outro, de sorte que tudo que esse sujeito defende e está envolvido não passa de trevas e mais trevas.

Enéas Oliveira disse...

Tem um Grupo de pessoas nas Olimpíadas que está incentivando vaia aos atletas russos e a mídia não demostram(principalmente a Red Esgoto)

Evandro Carlos disse...

Até quando essas trevas cairão sobre nós... E que Deus faça justiça!