20 de agosto de 2016

Católicos realizam “Liturgia de Pedido de Perdão” aos LGBTQs


Católicos realizam “Liturgia de Pedido de Perdão” aos LGBTQs

(Sydney Star-Observer) A Igreja Católica de Newton, Austrália, se tornou uma das primeiras igrejas do mundo a pedir perdão aos indivíduos LGBTI pelo sofrimento causado pela ação e inação de indivíduos e igrejas católicas e cristãs.
Em junho, o Papa Francisco exortou que todos deveriam pedir perdão aos gays e lésbicas e a Igreja Católica de São João em Newtown se tornou uma das primeiras a responder realizando uma Liturgia de Pedido de Perdão organizada pela Interagência Católica Arco-Íris para o Ministério na sexta-feira.
“Foi difícil escolher quais casos pessoais compartilhar durante a liturgia; cada caso individual é muito forte, único e precioso,” disse Francis Voon, um organizador católico.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês do WND (WorldNetDaily): Catholics hold “Liturgy of Apology” to LGBTQs
Leitura recomendada:

5 comentários :

Enéas Oliveira disse...

Faz bem o Vladimir Putin proteger a Igreja Ortodoxa!O povo Russo acreditam como a verdadeira igreja criada por Jesus Cristo, além de não reconhecerem o Papa como autoridade...

Elender Góis Gallas disse...

deveriam é fazer que nem o papa e pedir perdão pela perseguição aos protestantes...

Unknown disse...

Pedir perdão, por que? "Pois tendo conhecido a Deus, não o honraram como Deus nem lhe renderam graças; pelo contrário, eles se perderam em vãos arrazoados,e seu coração insensato ficou nas trevas. Por isso Deus os entregou a paixões aviltantes: suas mulheres mudaram as relações naturais por relações contra a natureza; igualmente os homens, deixando a relação natural com a mulher, arderam em desejo uns para com os outros, praticando torpezas homens com homens e recebendo em si mesmos a paga da sua aberração. (Romanos 1:23-26).
O pecado deles(como todo pecado) é contra Deus. A Igreja não deve expulsá-los, mas deixar bem claro que Ela está intercedendo dia e noite a favor deles, pois não há pecado que o amor de Deus e sua graça não possam cobrir.

"Em verdade, em verdade, te digo: quem não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus" (João 3:3).

g.vianna disse...

É uma palhaçada atrás da outra...q ridículo e que mentira! defender o que Deus não aprova isso sim é uma ofensa terrível!

ALEX disse...

Nó!!!
Que resposta!
É pra calar a boca de qualquer um.