17 de julho de 2016

Virei embaixador?


Virei embaixador?

Não, mas parece que alguém na redação do O Globo está lendo Julio Severo demais

Julio Severo
Lendo notícias no jornal O Globo, um grande site noticioso possuído pelo poderoso conglomerado Globo, fiquei surpreso de ver… meu nome como embaixador!
Na desordem na Turquia depois de uma tentativa fracassada de golpe, parlamentares brasileiros encurralados na Turquia foram auxiliados por um “embaixador Julio Severo,” conforme noticiado pelo O Globo aqui.
Contudo, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, o nome do embaixador brasileiro na Turquia é Antonio Luis Espinola Salgado.
Como é que então um “embaixador Julio Severo” deu um jeito de aparecer numa grande reportagem sobre brasileiros e seu embaixador na Turquia? Não sei.
Fiz uma pesquisa no Google, e não achei nenhum “embaixador Julio Severo.”
Talvez, enquanto estava preparando sua reportagem, o membro da equipe editorial de O Globo estivesse lendo meu blog e sem perceber introduziu meu nome. Geralmente, “Julio” em português é escrito com acento: “Júlio.” A forma sem acento é menos comum, e a reportagem traz a forma menos comum, que eu uso.
Enquanto estou lendo O Globo, parece que O Globo está lendo meu blog!
Ao ler meu blog demais, O Globo distraído poderia, também por acaso, acabar introduzindo meu nome numa reportagem sobre a presidência dos EUA ou do Brasil! Então de “embaixador” para “presidente”?
Não sou desconhecido para a Globo. Na visita que o presidente americano George W. Bush fez ao Brasil em 2007, a Globo fez contato comigo para uma entrevista, porque, de acordo com sua jornalista, eu era um dos poucos brasileiros que apoiavam Bush. Meu apoio era baseado em valores pró-vida e pró-família. A reportagem da Globo, intitulada “Em minoria, fãs defendem Bush no Brasil,” está aqui.
Versão em inglês deste artigo: Have I Become an Ambassador?
Leitura recomendada:

Um comentário :

marcelo victor disse...

A Bíblia diz que Deus nos fez EMBAIXADORES do Evangelho de Jesus Cristo, ou seja, representantes oficiais de um Reino que não é deste mundo e que nunca será abalado, cuja bandeira é o AMOR.