1 de maio de 2016

Rastreando as raízes marxistas do ataque à família


Rastreando as raízes marxistas do ataque à família

Jerry Newcombe
Aristóteles disse uma vez: “os homens iniciam mudanças revolucionárias por razões ligadas à sua vida privada”. Existe uma ligação para Karl Marx e seu próprio fracasso abismal como um homem de família e o ataque total sobre a família tradicional atualmente?
Sim, diz o Dr. Paul Kengor, autor de best-sellers do New York Times em seu novo livro chamado Takedown: From Communists to Progressives, How the Left Has Sabotaged Family and Marriage (Demolição: De comunistas a progressistas, como a esquerda sabotou a família e o casamento).
Se você viu o primeiro filme de Dinesh D’Souza sobre Obama, então deve ter visto Paul Kengor. Ele estava falando sobre seu livro The Communist (O comunista), que documenta que o presidente Obama, quando jovem, foi orientado por um membro de carteirinha do Partido Comunista dos EUA.
Frank Marshall Davis foi o “Frank” que Obama menciona 22 vezes em seu próprio livro de memórias, Sonhos de Meu Pai. Ele começou a doutrinação do jovem Barack quando o futuro presidente tinha nove anos de idade. Acontece que Davis era também do Partido Comunista EUA, como membro de nº 47544.
Nada disso significa que toda pessoa que atualmente apoia o casamento de mesmo sexo ou outras alternativas para a família tradicional, incluindo o presidente, são comunistas. Claro que não. Mas há uma ligação histórica, e percisa ser conhecida.
Falei recentemente com Paul Kengor no meu programa de rádio, e ele disse que escreveu o livro porque estava à procura de um livro como esse e não conseguia encontrar um. Então ele decidiu escrevê-lo.
Kengor disse no meu programa de rádio: “Eu lia o People’s World, o sucessor do Daily Worker, todos os dias. De repente os vi muito entusiasmados, celebrando o mês do orgulho LGBT, constantemente escrevendo artigos em apoio ao casamento gay… ver ainda a Cuba de Castro, onde costumavam jogar gays na prisão, para vê-los defendendo marchas do orgulho gay, aderindo ao casamento gay. Percebi que tudo isso faz sentido quando você vê o esforço de 200 anos da esquerda para abolir a família, redefinir o casamento, e demolir o casamento natural, tradicional, bíblico”.
O pai do comunismo, Karl Marx (1818-1883), se atreveu a ensinar ao mundo como conduzir os seus assuntos financeiros, mas ele não conseguir cuidar de sua própria casa e manter a comida na mesa. Ele teve uma vida familiar desastrosa — tanto em sua família de origem e, depois, em seu casamento. Ele viveu na miséria, sendo um sanguessuga do dinheiro do amigo Frederick Engels, que tinha herdado dinheiro.
Kengor observa que “quatro dos seis filhos de Marx morreram antes dele, e pelo menos duas das filhas cometeram suicídio, uma delas ao que consta em um pacto de suicídio com o marido – um genro que Marx tinha ridicularizado”.
Kengor diz isso acerca do casamento do pai do comunismo: “… em 1862, Marx escreveu uma carta a Engels comentando que diariamente sua esposa manifestava o desejo de morrer, tal era a sua miséria. Em outra carta a Engels durante uma de suas muitas crises financeiras, Marx afirmou ao seu parceiro, ‘Bendito aquele que não tem família.'”
Kengor me disse: “Engels nunca se casou. Ele se recusou a casar com essas mulheres pobres, as suas amantes, que estavam pedindo-lhe para casar com elas”.
Um dos princípios do livro clássico que Marx escreveu com Engels em 1848, O Manifesto Comunista, afirma: “A abolição da família! Até mesmo os mais radicais exultam com essa proposta infame dos comunistas!”
Kengor comenta como os resultados foram devastadores para a família tradicional no auge da União Soviética, onde o marxismo foi totalmente testado e visto como falho. Os divórcios estavam fora de controle. O aborto era tão comum que, para cada bebê nascido, havia cerca de três abortos. No entanto, ao longo de décadas, a União Soviética representou o futuro para muitos progressistas do Ocidente.
Muitos esquerdistas na América vieram a crer na ideia da noção marxista de que a família tradicional era opressiva por natureza. Kate Millett, formada pela Universidade de Columbia e autora do popular livro Política Sexual, realizou uma reunião com colegas esquerdistas onde eles declararam seu objetivo de “destruir a família”, a fim de “destruir o Patriarca americano”.
Como eles fariam isso? A resposta foi: “promovendo a promiscuidade, o erotismo, a prostituição e a homossexualidade!”
Millett foi capa da Time, sendo descrita como “o Mao Tse-Tung da Libertação das Mulheres”. Kengor cita a irmã de Millett, anos mais tarde, sobre o impacto desta pioneira feminista marxista: “Conheço várias mulheres que se apaixonaram por essa crença em sua juventude e que agora, já na idade de cinquenta e sessenta anos, choram até dormir décadas depois de incontáveis noites lamentando pelos filhos que elas nunca tiveram e pelos que elas friamente assassinaram…”
Demolição ajuda a conectar alguns pontos cruciais nesta longa luta contra o projeto de Deus para a família.
Kengor comenta que mesmo se o Supremo Tribunal “redefina” o casamento para todos os americanos, estabelecendo o casamento gay para todo o país, eles ainda estarão desafiando (parafraseando Jefferson) as leis da natureza e da natureza de Deus.
Dr. Jerry Newcombe é um arquivista da Biblioteca James Kennedy e um produtor de TV cristão. Ele também escreveu ou co-escreveu 23 livros, incluindo O livro que fez da América: Como a Bíblia Formou a nossa nação e (com D. James Kennedy), E se Jesus nunca tivesse nascido? Seus pontos de vista são seus próprios.
Traduzido por Emerson de Oliveira e revisado por Julio Severo do original em inglês do Christian Post: Tracing the Marxist Roots of the Assault on the Family
Divulgação: www.juliosevero.com
Outros artigos sobre Paul Kengor:

21 comentários :

"Política sem medo" disse...

Um primoroso artigo de Jerry Newcombe, caro Julio Severo. Muito conveniente nesses tempos de apologia a tudo o que nao presta como gayzismo, vadiagem, prostituicao, abuso dos simbolos religiosos dos Catolicos, pedofilia, deboche pelas ideias Evangelicas, desfacatez e abuso da liberdade de agir sem nocao alguma do que e errado, tudo pela liberdade de expressao, sem atentar para os direitos dos outros. Isso tudo evidentemente para mostrar que eles nao estao dispostos a retroceder e que continuarao o ativismo insano ate a destruicao dos pilares plantados durante seculos pelas familias, tradicionalmente constituidas. Bom que debruca sobre esses assuntos Julio porque os marxistas insistem em mostrar aberracoes para ir condicionando a populacao a aceitar as outros tipos de atitudes insanas como normais e por isso eles mostram coisas absurdas, como atos indignos que ocorreram durante a visita do papa como apresentarem-se nus introduzindo imagens de santos catolicos, crussifixos, a imagem da mae de Cristo e outras objetos nas genitalias, atitudes essas que seriam impensadas em qualquer pais muculmano ou mesmo comunista. E claro e evidente que pessoas que pensam assim nao tem familias tradicionais e uma convivencia feliz com elas. E pena porque nao tem ideia do que perdem a cada dia de suas vidas. Deus Pai que tenha misericordia dessas criaturas, cuja vida nao tem sentido.

Vicente disse...

Boa noite. Existe tradução das obras desses autores citados, Paul Kengor e Jerry Newcombe, aqui no Brasil?

Anônimo disse...

O homem que ousa contrariar o plano divino acaba sofrendo muito nesta vida...

marcelo victor disse...

Isso me cheira a história daquelas pessoas que cursam psicologia pra tentar entender a si próprias e, sem conseguir, acabam transferindo por seus clientes suas próprias misérias.

Anônimo disse...

Pessoas mal amadas e mal resolvidas buscando transferir pros outros suas próprias frustrações.

Anônimo disse...

Espírito de FANATISMO, como aquele que dominou o velhote sem-vergonha FHC, o qual, ao invés de ir curtir o pouco tempo que lhe resta com sua família, não larga o ossos de jeito nenhum...não passa de um tarado pelo PODER!!!
Vai pro INFERNO e quer levar um monte consigo!!!

Anônimo disse...

Foram guiados pelos demônios para escrever esses livros, tanto é que suas ideias diabólicas continuam contaminando milhões pelo mundo, cegando-lhes o entendimento completamente, ao ponto de não conseguirem enxergar os resultados práticos dessa doença: Cuba, Coréia do Norte, China...

Ass. Rodrigues

Anônimo disse...

No Brasil, me parece que não foi essa ideologia que os petralhas queriam implantar.
Segundo notícias, eles queriam mesmo era enriquecer a si, seus familiares e amigos; queriam entregar nossas riquezas a terceiros; queriam rapar fora e morar em propriedades compradas fora do pais.
Quase conseguiram, não fosse uma providencia divina, mas ainda restam alguns terroristas de 64 ocupando cargos públicos e se dizendo democratas.
O perigo ainda persiste!!!

Anônimo disse...

Marta Suplicy, outra comunista, está de volta em SP, por certo, usando a estratégia de fingir que rompeu com os petralhas (me engana que eu gosto).
Isso confirma o que foi dito sobre o tal ESPÍRITO DE FANATISMO PELO PODER, algo tão terrível que, sai ano entra ano, não muda nada. É sempre o mesmo discurso, são sempre as mesmas justificativas, propostas antigas com roupagens novas, sempre as mesmas pessoa, os mesmos patrocinadores...não muda nada, só piora a realidade social e econômica do Brasil.
Os índices pioram a cada dia: violência aumenta absurdamente, os jovens das escolas públicas estão cada dia mais burros, o tráfico de drogas assola a juventude, o número de vagabundos andando pelas cidades aumenta, o sistema de saúde fale cada dia mais um pouco, as pichações aumentam, as obras se multiplicam pela cidade, as verbas públicas vão pro ralo, a polícia é impedida de trabalhar, as ONGs se proliferam como abutres, etc.
Ouvi falar em Erundina de novo...só faltava essa!!!

Anônimo disse...

Erundina e Marta de novo, meu Deus!!! Isso parece museu ou cemitério (coisa velha e morta).
É bem capaz que elas emplaquem, pois os paulistanos não são mais paulistanos, mas migrantes de outras regiões que elegem sempre essa gente.

Anônimo disse...

Pobre SP, não vai sair dessa, não consegue decolar, pois essa gente descobriu a mina de ouro que é o estado mais rico do Brasil e ficam, como abutres, rondando pra lá e pra cá, contaminando as universidades, fazendo obras assistenciais pra inglês ver, inventando armadilhas pra tirar dinheiro do povo (controlar, multa, pedágios, taxas do lixo, kit de primeiros socorros, extintores milagrosos, etc).

Quem anda pela cidade de SP fica enojado com a quantidade de mendigos, desocupados, drogados, com o fedor, com o abandono...enquanto isso os comunistas se alternam no poder, com promessas e, principalmente, obras e mais obras.

Anônimo disse...

Elas estão de volta pra destruir SP:
http://www.tvmaisnoticias.com.br/erundina-encabeca-a-criacao-de-novo-partido-e-declara-apoio-a-marta/

Ass. Rodrigues

Anônimo disse...

Há uma aula fantástica e bem esclarecedora de Ana Amelia Franco sobre quem de fato foi Karl Marx, dizendo que o governo obscuro dos petralhas e tucanalhas está introduzindo nas faculdades e escolas no Brasil uma mentalidade errônea e mau contada da realidade dos fatos que compõem o comunismo.
https://www.youtube.com/watch?v=hjHF9LljL40

Mr Galeto

marcelo victor disse...

As universidades estão repletas de COMUNISTAS criminosos que falam o que bem entendem, mas não respondem por suas falas:
https://www.youtube.com/watch?v=ve-7Cf34Naw

Se fosse Bolsonaro, ele já estaria em cana, mas, pelo jeito, FHC, José Serra e a corja comunista protege esse CANALHA que ameaça abertamente de morte as pessoas, exatamente como pensavam os guerrilheiros de 64!!!

Anônimo disse...

Devem estar vindo mais impostos e mais aumento de água, luz, gasolina, tudo como justificativa pra sairmos da crise.
Nenhum candidato diminui o preço das nossas contas, nem dos impostos, nem da gasolina...é sempre MAIS, MAIS e MAIS.
Aliás, os comunistas vivem das arrecadações pra patrocinar seus projetos megalomaníacos.

Anônimo disse...

Nada de novo pelo fronte, pois os comunistas tomaram conta do cenário político nacional, sempre incentivando a luta de classes: a bandeira do feminismo, do gayzismo, dos direitos dos empregados, dos deveres dos empregadores, da desestruturação da família tradicional, do misticismo, etc).
Suas falas, mais doce do que o mel, não confere com aquilo que pregam, pois, se assim fosse, os países que estão submetidos a esse regime seria o PARAÍSO NA TERRA (e estão muito longe disso!!!).
Será que o povo não se cansa disso?

Anônimo disse...

Cuba o modelo mais perfeito do que é o COMUNISMO, pois tem sido tomado como exemplo por diversas populistas da AL.
Será que a vida dos cubanos não nos comprova o que é esse regime?
Até quando vai durar essa ilusão?

Anônimo disse...

Quem sabe o jeito seja dar dupla cidadania por Fidel Castro e elege-lo imperador do Brasil!!!
Aí sim esses estudantes universitários vão ver o que é bom...vão aprender a cortar cana e trabalhar no pesado pra não ganhar nada.

Anônimo disse...

As comunistas Marta e Erundina estão de volta pra arrasar SP novamente, com o mesmo papo furado de sempre, que nos levou à realidade que vivemos.
Se eles estão há mais de 20 anos no poder, quem seriam os responsáveis pelo caos que atravessamos?
Fiquemos de olho nas novas promessas miraculosas dessas duas figurinhas carimbadas dos petralhas.

Anônimo disse...

Será que o povo vai entrar nessa de novo, mesmo depois de toda corrupção de seus líderes?
Elas acham que mudando de partido está tudo resolvido...só IDIOTA pra votar nesses museus!!!

Anônimo disse...

A fonte dessa desgraça é o príncipe das trevas deste século.