5 de abril de 2016

Lições da Guatemala para o Brasil no meio de uma forte crise política


Lições da Guatemala para o Brasil no meio de uma forte crise política

Julio Severo
Protestos contra um presidente corrupto? Uma população pedindo o impeachment do presidente corrupto? É isso o que o Brasil está vivendo neste exato momento. E é isso o que a Guatemala viveu no ano passado.
Mas há uma diferença enorme entre os presidentes de ambas as nações. Enquanto a presidente Dilma Rousseff era uma terrorista marxista que combatia o governo militar do Brasil na década de 1960, o presidente guatemalteco Otto Pérez Molina era um general que combatia os comunistas no passado. Aliás, ele foi treinado para tal combate.
Otto se graduou na Escola do Exército dos EUA, também conhecida como Escola das Américas, uma instituição cuja meta específica era ensinar “treinamento contra insurgência comunista.” Ele também se graduou na Faculdade de Defesa Interamericana, que fica em Washington, D.C. Ele é um dos alunos mais eminentes dessa faculdade.
Como general aposentado, Otto fundou em 2001 o Partido Patriótico (em espanhol: Partido Patriota, PP), que é conservador e direitista.
O ativismo político passado de Otto e Dilma é oposto e antagônico. Ela é uma ateia com um histórico marxista perfeito. Ele é um católico com um histórico antimarxista perfeito. Mas as presidências deles foram igualmente infestadas de corrupção em massa, e protestos em massa.
Apesar de suas diferenças ideológicas irreconciliáveis, eles igualmente sofreram protestos de forças políticas contrárias. Otto, de forças esquerdistas; Dilma, de forças direitistas.
Dilma poderá sofrer impeachment ou ser deposta em 2016, enquanto Otto, cuja oposição queria lhe fazer impeachment, renunciou devido a fraude e corrupção em 2015.
Mas na Guatemala, uma Esquerda corrupta não foi vitoriosa contra um presidente direitista corrupto. A Igreja Guatemalteca estava ativa em todo o processo da crise política, realizando reuniões de oração, vigílias de oração e jejum.
“Deus colocou Sua mão na Guatemala, é um milagre o que aconteceu,” o participante das orações Marco Antonio Ruiz disse. “Reunimo-nos como Igreja e clamamos com uma só voz. A oração do justo muito pode. Deus ouviu a voz de todos os que se juntaram a nós em oração.”
Depois da renúncia de Otto, a Guatemala realizou novas eleições, e Jimmy Morales, que é evangélico conservador e estudou teologia, foi eleito num processo eleitoral igualmente marcado por reuniões de oração, vigílias de oração e jejum. Jimmy apoia a pena de morte para assassinos e se opõe ao aborto e ao “casamento” gay.
Acerca de leis que promovem esses males, que estão infestando o Brasil e principalmente os EUA, Jimmy disse: “De acordo com minha convicção, minha ideologia, eu teria de vetar tais leis. Penso que na Guatemala não teremos essas coisas por causa da mentalidade conservadora. Caso o Congresso aprove tais leis, minha posição seria contra elas.”
Muitos cristãos guatemaltecos creem que o presidente Jimmy é uma resposta às suas orações. Por causa das reuniões de oração, vigílias de oração e jejum, a transição de um presidente direitista corrupto para um presidente evangélico conservador foi muito pacífica.
Há uma lição mais forte para o Brasil do que o exemplo da Guatemala neste momento de intensa crise brasileira?
A resposta não está em políticos esquerdistas, inclusive Marina Silva.
Muitos brasileiros veem oficiais militares anticomunistas como a única esperança do Brasil.
Mas a resposta máxima não está neles.
A resposta está em Deus, que responde orações.
Talvez a Igreja Brasileira devesse convidar a Igreja Guatemalteca para lhe ensinar sobre reuniões de oração, vigílias de oração e jejum.
Se Deus deu à Guatemala um presidente conservador de verdade, o que o impede de dar a mesma bênção ao Brasil?
Com informações de ChristianHeadLines.
Leitura recomendada:

25 comentários :

ÉLQUISSON disse...

Eu não sei se muitos daqui irão concordar comigo, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso (me corrijam se eu estiver errado):

Uma certa vez, me perguntaram, durante uma pregação na igreja onde eu congrego, se o nosso Brasil seria grandioso se fosse um país evangélico. Eu, prontamente, respondi que não.

Num primeiro momento, essa minha resposta causou um certo espanto a todos os que estavam presentes ao culto. Aí eu tive que explicar tudo detalhadamente para não deixar transparecer nenhum mal entendido. Eu disse precisamente isto:

"Amados irmãos e irmãs, de que adianta uma nação dizer que é evangélica e não obedecer plenamente à Palavra de Deus? É verdade que, nestas últimas décadas, a população evangélica tem crescido muito no nosso país. Mas de que adianta sermos evangélicos somente em número e continuarmos negligentes na obediência à Palavra de Deus? Olhem o que está acontecendo com os Estados Unidos: foi um país que, no início, começou sendo obediente a Deus (e à Sua Palavra). Só que, com o passar do tempo, os seus governantes, devido ao progresso científico–material–financeiro e também devido à influência de filosofias erradas e seitas anti–cristãs (como a Maçonaria), desprezaram a Palavra de Deus (ou melhor, relegaram a obediência à Palavra de Deus a segundo plano). Hoje, os Estados Unidos está totalmente corrompido (e destruído) moralmente. O que temos lá são somente evangélicos nominais (ou seja, evangélicos somente de boca). Aqui no Brasil, está acontecendo a mesma coisa: estamos crescendo somente em quantidade (e não em qualidade)".

Alguém dizer que é cristão da boca pra fora é muito fácil (qualquer um pode dizer isso, independente de estar obedecendo ou não à Palavra de Deus). Dizer que crê em Deus qualquer um diz (até mesmo o diabo). É como bem disse o apóstolo Tiago:

"Tu crês que só existe um Único Deus? Fazes bem; porque até os demônios também crêem e tremem" (Tiago 2:19)

Adianta alguém (ou alguma nação) dizer que crê em Deus, mas não obedece à Sua Palavra? Adianta alguém se dizer cristão, mas não ter uma vida santificada? Obediência à Palavra de Deus também significa ter uma postura firme contra o pecado: tem que denunciar o que estiver errado, não tolerar nada fora da Palavra de Deus, não ser condescendente com o erro (seja de quem for), resistir às tentações, enfim, é servir integralmente a Deus (mesmo com todas as adversidades). Novamente o apóstolo Tiago se manifesta:

"E sede cumpridores da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos" (Tiago 1:22)

O que está realmente faltando para muitas pessoas (e nações) que se dizem cristãs é um compromisso sério com a obediência total e irrestrita à Palavra de Deus. Falando num tom bem direto: o verdadeiro cristão tem que fazer a diferença onde estiver. É como disse o apóstolo Paulo:

"E não vos conformeis com este mundo; mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, perfeita, e agradável vontade de Deus" (Romanos 12:2)

"Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; Para que sejais sinceros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo" (Filipenses 2:14–15)

Finalizo a minha mensagem dizendo o seguinte: enquanto a liderança cristã do Brasil não for radicalmente transformada ou substituída, não haverá esperança do Brasil mudar (eu também penso assim).

P.S: Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade

Tonia disse...

UAU!!! Esse Otto era o Bolsonaro da Guatemala! Será que o Bolsonaro do Brasil, depois de eleito, vai dar no mesmo problema?

marcelo victor disse...

Esses demônios, que assaltaram o poder com urnas eletrônicas e tudo o mais, provavelmente só vai sair do palácio do planalto debaixo de bala...eles são guerrilheiros, são terroristas, gente assassina que tem prazer em destruir vidas (vide o caso de Celso Daniel).

Eles sabem que quando saírem (pela porta dos fundos) não voltam mais, por isso, o povo que se prepare pra enfrentar a fúria do diabo. Eles vão espalhar desgraça...o número de mortes certamente vai crescer muito.

Eles são capazes de usar as forças (des)armadas brasileiras e as policias militares contra o povo brasileiro, pois, diferentemente de 64, agora, eles não são mais clandestinos...o povo brasileiro permitiu que tudo mudasse e deu legitimidade pra essa corja e a colocou no poder.

Cicero disse...

Será Magno Malta, pre candidato, é a resposta das orações dos crentes brasileiros??

Anônimo disse...

Melhor o Tiririca do que os petralhas (Marina e cia)...

Unknown disse...

O que está acontecendo no Brasil hj é ação de Deus. Ele é o único que poderia trazer a luz tantas coisas das trevas. Tantas revelações. Mas como cai acabar não sei, ainda não vejo candidatos... Mas creio que a obra será completa. A igreja tem mesmo que clamar. Bom exemplo.

ivancito el mas bonito !! disse...

a guatemala com 70% da população vivendo abaixo da pobreza é um terreno fertil para o charlatanismo socialista mesmo nesse contexto o povo foi sensato(algo pouco comun na america latina)felicitaciones amigos!!

Anônimo disse...

Bom dia, Julio Severo, pessoal:
1. Graças a Deus, nada estará dominado, será definitivo sem que Ele permita. O oxigênio está para o corpo, assim como a oração está para o estabelecimento ou não dos projetos humanos. A oração a Deus, em Nome de Jesus, não fica sem resposta.
2. A Nação que teme a Deus pode contar com esse mecanismo de defesa espiritual contra a corrupção “institucionalizada” seja de direita ou de esquerda!
3. Temos que aprender com os guatemaltecos: candidato de esquerda não é opção. Dói muito a decepção, a traição. Mas, fazer o quê? Se fossemos adivinhos, não seríamos cristãos!
4. A Bíblia manda orar “para que tenhamos uma vida quieta e sossegada” (2 Tm 2.1-2). Mas, não é só isso. Eles fizeram a coisa toda, a obra completa: oraram, jejuaram e fizeram vigílias. O que será que fizeram durante o longo período de “vigílias”?
5. Os “abençoados” guatemaltecos dão a dica: tomaram ciência da existência de partidos políticos de esquerda (e o que isso significa); conheceram a biografia e o programa partidário dos santos candidatos; identificaram a responsabilidade do Governo/e dos partidos políticos pela situação do país etc. Isso tudo é meio caminho andado! E, também, não demonizaram a Política e nem abriram mão da cidadania. Até que cheguemos no Céu (de DEUS) nossa Pátria é aqui!
6. Precisamos de políticos e da Política para assegurar nossos direitos. Eles são agentes de Deus, para nosso bem! Portanto, para tenhamos dias “quietos e sossegados” é necessário ação e oração.
7. O resultado prático da CAMPANHA ESPIRITUAL é que povo será encorajado a LER, A SE INSTRUIR. Vai buscar o DISCERNIMENTO que sempre esteve disponível nos livros de História, nos jornais, nas revistas, nos blogs limpos, nos processos que tramitam nos tribunais, nos Boletins de Ocorrências Policiais etc.
8. Por fim, acredito que a honestidade presumida e a confissão religiosa não podem ser os únicos requisitos para uma pessoa ocupar um cargo eletivo. Os melhores do povo é que deveriam ter esse privilégio. Quem quiser representar o povo que trate de SE preparar intelectualmente para fazê-lo.
9. A falta de formação intelectual e competência administrativa são responsáveis pelos erros de Governo . Ninguém gerenciaria o próprio negócio, sem procurar se cercar das pessoas mais competentes, mais preparadas. Então, por que isso é admitido, é normal quando se trata do Governo da Nação?!
10. As pessoas podem ser sinceras, mas incompetentes; sinceras, mas terrivelmente equivocadas ideologicamente.
11. A “nossa luta não é contra a carne e o sangue”, mas o exercício da nossa cidadania dificulta/impede/retarda a ação dos “principados e potestades” que agem através das pessoas que elegemos.
Abraço fraterno, Paulo Ceroll.

marcelo victor disse...

Esse é o tipo de lição que os comunistas fazem de tudo pra apagar do mapa, excluir do pensamento coletivo.
Veja a grande mídia nem sequer tocou nesse assunto, pois o real interesse dos comunistas é manter o povo na mais completa ignorância.
A grande mídia, por esses dias, deverá empreender um esforço fora do normal pra acobertar a realidade cruel que vivemos, partindo pro lado das olimpíadas, um prato cheio pra desviar as atenções (tudo devidamente calculado pelos ateu-comunistas petralhas).
Por isso devemos espalhar esta matéria aos quatro cantos do Brasil, pra que a classe média entenda quem são os nossos reais inimigos.

Anônimo disse...

Na Bolívia, a coisa parece estar ficando feia pros cristãos...comunismo é isso!!!
Acordem brasileiros!!!

http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/ideais-comunistas-tambem-geram-perseguicao-religiosa-afirma-ministerio-portas-abertas.html

Anônimo disse...

Tem gente que só acorda quando a vaca já foi pro brejo!!!

Anônimo disse...

Acho que o conservadorismo cristão não tem mais lugar no mundo...só a Russia parece estar remando contra a maré!

Anônimo disse...

Boa tarde, pessoal!
Tem sim! Hoje mais um país europeu adotou uma lei pesadíssima contra a prostituição. Quem "contratar" os serviços dessas pessoas será multado duramente. Já se sabe que o tráfico de pessoas está ligado a exploração sexual e que esse comércio diabólico movimenta bilhões! A França é um dos países que ja adotou essa lei! E daí? Qual a conclusão?Todas as vezes que o conservadorismo cristão e posto em prática vidas humanas são salvas. Essa é a regra. Se Europa quiser escapar do colapso e da destruição que parecem iminente precisará retornar ao conservadorismo cristão!

Anônimo disse...

O povo se deixa dominar por coisas fúteis e diabólicas, vide esses programas de TV, com larga audiência, que só pregam adultério, prostituição, sodomia, abortismo, impunidade, etc.
Se existe alguma reação atualmente no Brasil, está havendo por causa da recessão econômica. Por isso, há males que vem pra bem.

Mr Galeto

Lino disse...

Respondendo ao Mr Galeto,

Amigo Mr Galeto,

Você disse uma coisa que me chamou a atenção (e que eu faço questão de transcrever aqui):

"... Se existe alguma reação atualmente no Brasil, está havendo por causa da recessão econômica..."

De fato, Mr Galeto, é isso mesmo que acontece: brasileiro só protesta quando dói no bolso! Em todos os protestos contra o governo, nunca se viu ninguém dizer nada contra o casamento gay, a propagação do kit gay nas escolas, legalização do aborto, enfim, nunca se viu nenhum protesto firme e forte contra as aberrações e imoralidades que este governo diabólico do PT e também os demais partidos de esquerda querem nos empurrar goela abaixo a todo e qualquer custo. Brasileiro só quer saber de dinheiro no bolso (e o resto que se exploda)!

EU DIGO COM TODAS AS LETRAS (E EM ALTO E BOM SOM PARA QUEM QUISER OUVIR): SÓ VOU ACREDITAR QUE O POVO BRASILEIRO É CONSERVADOR (OU UM POVO QUE ZELA PELA MORAL, PELOS BONS PRINCÍPIOS, E PELOS VALORES CRISTÃOS) NO DIA EM QUE ESTE MESMO POVO PARAR DE VOTAR EM CANDIDATOS DO PT, DO PSDB, E DE OUTROS PARTIDOS ESQUERDISTAS! SABEM QUAIS SÃO AS REAIS CHANCES DISSO ACONTECER? ZERO! ISTO MESMO: ZERO (E NÃO É NENHUM EXAGERO)!

E MAIS: PODE ATÉ O PRÓPRIO JESUS APARECER PESSOALMENTE, MAS O BRASILEIRO CONTINUARÁ VOTANDO EM PETISTAS E TUCANOS (E OUTROS ESQUERDISTAS)! BRASILEIRO NUNCA VAI DAR MAIS IMPORTÂNCIA A VALORES MORAIS E CRISTÃOS DO QUE A ECONOMIA!


Será que eu estou certo? Se você (ou alguém daqui) quiser se manifestar, esteja à vontade.

Anônimo disse...

Boa noite, Julio Severo, Lino, Mr. Galeto, pessoal:
1. Hoje sabemos, só pra lembrar, que essa inversão não é fruto do acaso. A atitude das massas de “coar um mosquito e deixar passar um camelo” é consequência de um projeto bem sucedido de SABOTAGEM DA EDUCAÇAO (desde o jardim da infância!) e de continuada negação e zombaria das instituições e da moral cristãs, fundamentos e sustentáculos de tudo que há de bom e permanente.
2. Alguém já disse que a sociedade (o meio) está de tal modo contaminado pelas ideologias SOCIALISTAS/PROGRESSISTAS/COMUNISTAS que cada indivíduo que nasce se assemelha aos peixes que habitam o fundo dos mares – eles nascem na escuridão, e jamais sairão de lá se não forem pescados.
3. Mas, nós somos gente e não peixes. Temos a opção de sair das trevas da ignorância esquerdista, caminhar para a luz (aprender, entender). E, finalmente, impedir que eles cheguem ao Governo de nosso país com o discurso que os caracteriza: sempre eivado de erros históricos, científicos e econômicos; e de promessas demagógicas, insustentáveis na prática!
4. Mas, haveremos de ser mais justos que eles quando chegam ao poder: garantiremos a eles (sempre!) o sagrado direito democrático de se expressarem. Isso nos ajudará a identificá-los. De boa intenção o inferno está cheio!
5. A situação dos países que se encontram atolados até o pescoço com os desmandos dessa gente é um excelente meio de instrução para o cidadão comum entender, porque já não é mais um expectador: ele sofre as conseqüências na própria carne!
6. As pessoas precisam saber o que é ser socialista/progressista/social democrata/comunista; por que o “peixe que vendem jamais será entregue”; por que não se pode ser um cristão bíblico e abraçar essa ideologia ao mesmo tempo; saber como são tratados os cristãos em países comunistas; saber o que acontece, invariavelmente, com países que adotam o socialismo/comunismo etc. As pessoas, portanto, precisam saber o que é ser um esquerdista. Aí ela poderá deixar de ser fruto do meio em nasceu. Dá trabalho o processo de descontaminação, mas vale a pena.
7. Não é preciso apelar nem se exasperar nessa tarefa: nada podemos contra a verdade senão pela verdade. Por isso, as respostas devem ser dadas com a honestidade que caracteriza os homens e mulheres de bem!
8. Os professores e os formadores de opinião de esquerda não medem esforços para fazer a cabeça de nossa juventude. Muitos deles sinceros, mas errados: frutos do “meio em que nasceram”. Mas, alguns deles petralhas, mesmo: já entenderam qual é o macete...
Abraço fraterno
Paulo Ceroll.

Prsj disse...

Respondendo ao Paulo Ceroll e a todos que puseram seus comentários aqui,

Um conhecido meu (cujo pseudônimo é "Thor") me mandou o texto abaixo por e–mail, e achei oportuno repassar para todos daqui (porque creio que é muito pertinente ao assunto do presente artigo). Gostaria que todos lessem com atenção:

ALERTAS IGNORADOS

(*) Thor


Nos dias de hoje, existem algumas pessoas que se negam a aceitar a existência do mal (principalmente quando este mesmo mal se apresenta grande demais). Muitos acham que devemos esperar sempre o melhor do nosso inimigo (já que pensar no pior é assustador). É como supor que um leão adormecido nunca seria capaz de, de repente, despertar e atacar de surpresa quem cruzasse o seu caminho...

Pior do que ser enganado por outras pessoas é ser enganado por si mesmo. Quase sempre fazemos aproximação, aliança, ou amizade com o nosso inimigo, na provável (ou ingênua) esperança de não sermos suas próximas vítimas. Só que isso nunca deu certo (e jamais dará). Seria como imaginar que a nossa própria auto–inocência tivesse poder o suficiente para fazer o mal desaparecer (ou até mesmo para exorcizar os piores demônios do inferno)...

Por mais que tenham sido dados inúmeros e incansáveis alertas sobre o perigo de colocar a esquerda (leia-se PT) no governo, muitos não acreditavam (e ainda não acreditam) no perigo que este mesmo governo representa. Os alertas propagados sobre a esquerda eram (e ainda são) tidos como exagero, teoria da conspiração, fanatismo, ou seja, vinham (e ainda continuam) sendo deliberadamente ignorados.

Só que o tempo provou (e está provando) que os alertas dados não foram sem razão. O que antes era (e ainda é) visto como exagero agora se tornou um risco iminente (como diz o título de um filme, passou a ser um PERIGO REAL E IMEDIATO). Os que antes duvidavam (e ainda duvidam) do poder do mal (no caso, a esquerda) agora estão vendo que o mesmo mal (que antes ignoravam) já está mostrando a sua verdadeira face!

Infelizmente, muitas pessoas costumam reagir contra a ação do mal somente quando são vítimas dele. Aí sim, é que elas finalmente passam a acreditar nos "exageros" dos alertas. Só que a reação contra o mesmo mal num caso desses pode já ser muito tarde, ou melhor, só vai ocorrer quando já não houver mais nenhuma possibilidade de reverter (ou combater) o mesmo mal. É como um câncer em estado terminal: por mais que se apliquem os melhores (e/ou mais poderosos) medicamentos para se tentar obter desesperadamente uma possível cura, a gravidade da doença já atingiu um estágio irreversível, ou melhor, já se alastrou a tal ponto que já não há mais nada a ser feito (a não ser esperar a inevitável morte).

Muitos ainda acreditam que podemos confiar em determinadas pessoas (principalmente os esquerdistas) que afirmam estar se preocupando com o bem de todos (ainda que as atitudes dessas mesmas pessoas provem ou mostrem exatamente o contrário). A simples demonstração (ou propagação) de boas intenções não garante que elas serão necessariamente postas em prática. São apenas uma forma de dissimular (ou disfarçar) o mal. Ou será que muitos estão esquecidos de que "o diabo insiste em se transformar em anjo de luz" (2 Coríntios 11:14)?

A verdade nua e crua é que o mal nunca teve, não tem, e nunca terá nenhum compromisso com o bem. O mal só tem compromisso única e exclusivamente com si mesmo. Assim como a Palavra de Deus diz que "não pode vir nenhuma mentira da verdade" (1 João 2:21), a recíproca também é verdadeira (ou seja, nenhuma verdade jamais poderá surgir da mentira). Afinal, se o diabo é o pai da mentira (João 8:44), por que os seguidores do diabo (no caso, os esquerdistas) agiriam diferente?

Decididamente, não podemos (e nem devemos) mais ser vítimas do nosso próprio auto–engano diante da manifestação sutil e silenciosa do mal!


(*) Pseudônimo de um anti–esquerdista que prefere não se identificar por questões de segurança

Alguém daqui ainda tem alguma dúvida sobre tudo que este texto diz?

Aguardo as opiniões de todos.

Anônimo disse...

Boa tarde, Julio Severo, pessoal:
1. Prezado Prsj, não há dúvidas! O texto é claríssimo, grave! Obrigado! Pretendo repassá-lo, com os devidos créditos. Graças a Deus, nosso povo está acordando. Nós cristãos, devemos ser uns 20% da população brasileira. Contudo, espanta o fato de que não tenhamos a dianteira na luta contra esses anticristos. Afinal, comunismo e cristianismo, nada tem em comum.

2. A revolução cultural de Gramsci tem causado mais baixas que todas as revoluções comunistas armadas, entre os religiosos. As vítimas não morrem literalmente (ainda não!). Elas são transformadas em zumbis ideológicos (hereges malditos!) com a finalidade de infectar os outros. É assim como deve ser visto um religioso que se deixa seduzir pela conversa fiada esquerdista e ensina isso ao povo simples e necessitado!

3. Mas, Deus não deixa a si mesmo sem testemunho! Sempre haverá alguém para gritar: “Morte na panela!” (2 Rs 4.38-41). Se nos calarmos, se formos negligentes, as pedras clamarão em nosso lugar...

4. Os eleitores cristãos da Guatemala nos ensinaram, de fato, o que fazer: clamar a Deus por livramento (orara e jejuar com persistência). Deus, o Altíssimo respondeu! Primeiramente deu a eles discernimento, que se encontram nos noticiários políticos e econômicos e na História! E depois fez o que Ele pode fazer: “... Ele remove reis e estabelece os reis: Ele dá sabedoria aos sábios e a ciência aos entendidos” (Dn 2.21).

5. Os “principados e potestades” criaram uma arma sedutora (a ideologia COMUNISTA); tem meios legais (os partidos políticos); apoio da população (vítimas do próprio desinteresse político e materialista); mercenários (para manipular a Educação e os veículos de comunicação); e um PLANO TÁTICO INOVADOR: a cooperação de líderes religiosos apóstatas, para ensinar o povo a Teologia da Libertação e a Teologia da Missão Integral!...

6. O Juízo de Deus sobre Nínive ocorreu. Mas não DURANTE a geração de ninivitas que deram ouvidos ao profeta Jonas. Valeu, Prsj!
Abraço fraterno,
Paulo Ceroll.

Anônimo disse...

''Tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus.'' Romanos 8:28

Anônimo disse...

Ao ler essa matéria, o sapo barbudo, de cima do seu orgulho sindicalista, deve dizer: olhar pra trás pra que? Temos que olhar pra quem é mais rico do que nós!!!

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém) disse...

Respondendo ao Paulo Ceroll,

Amigo Paulo Ceroll,

Para abençoar as suas sábias palavras (e assinar embaixo de tudo o que você disse), eu volto a repetir, mais uma vez, o que eu já postei num comentário feito num artigo semelhante a este: se todos os eleitores do Brasil (inclusive os cristãos) tivessem orado e pedido discernimento a Deus antes de votar, não teríamos no poder um governo pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família, e anti–cristão. E nem elegeríamos uma bancada que se diz evangélica, mas que não tem tido nenhum compromisso firme e sério com a obediência total e irrestrita à Palavra de Deus (além de ser omissa no combate ao pecado e conivente com o mesmo governo)!

Creio que o problema está não somente em muitos dos políticos que se dizem cristãos (como os da bancada evangélica), mas também de alguns cristãos eleitores que os colocam lá. Alguns desses mesmos eleitores votam somente por votar, influenciados por alguém (tipo: "Vou votar no irmão da minha igreja, pois foi o pastor quem pediu"), ou sem saber quem realmente é o candidato, que ideais defende, quais compromissos tem, quais interesses visa, enfim, o que realmente fará ao ser eleito.

Daí, surgem certos "políticos cristãos" que estão mais preocupados em cuidar de seus negócios particulares (ou dos negócios de suas igrejas) ao invés de terem um compromisso sério com a obediência à Palavra de Deus e com questões que afetam a sociedade como um todo (especialmente a maioria cristã).

Portanto, é necessário que todos (o povo e também as igrejas) sejam politicamente conscientizados sobre a responsabilidade do voto. Se em toda eleição colocarmos ímpios no poder, estaremos dando carta branca para que o diabo e os demônios ataquem a tudo e a todos (além de promoverem a destruição dos valores morais, familiares, e dos princípios cristãos). Em suma: o que não podemos fazer é perpetuar este ciclo vicioso, ou melhor, não podemos mais continuar alimentando essa política imoral e anti–cristã que já tomou conta do Brasil. Aliás, não só o cenário político, mas, infelizmente, até algumas igrejas evangélicas estão infestadas de falsos cristãos gananciosos e vaidosos que só usam o nome de Deus para seus próprios interesses (ou para suas próprias conveniências).

Que este alerta seja amplamente divulgado a todos, para que todos saibam o quanto o voto é importante para decidir o futuro de um país.

Um grande abraço,

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém)

P.S: Se você (ou alguém daqui) quiser se manifestar, esteja à vontade

Anônimo disse...

Concordo em gênero, número, e grau com tudo que o diácono Elias disse! Falou tudo!

Anônimo disse...

Boa tarde, Julio Severo, Diácono Elias, pessoal:


1. Prezado Diácono Elias, se puder, sugira à sua liderança que inclua no curso de formação de obreiros o assunto “Política”, dentro da matéria Mordomia Cristã. Política não é assunto mundano, anti sacrílego. É um dos recursos (uma Ciência!) criados por DEUS para que haja ordem e progresso, no Governo Humano.

2. Não faltarão confrontações, aborrecimentos, algumas não entenderão, preferirão “o canto da sereia”, etc. Outras pessoas, porém, agradecerão e darão glórias a DEUS por seu diaconato – porque você foi capaz de servir bem as mesas e zelar pela limpeza da água e do alimento das ovelhas, enquanto o pastor as apascentava!

3. As pessoas, de modo geral, não tem paciência para ouvir. Por isso a importância das parábolas, nos discursos de JESUS. Elas também gostam de NOTÍCIAS FRESCAS. Portanto, não seja TEÓRICO, o que já seria muito!

4. Recorte TUDO o que essa gente tem feito à frente de seus GOVERNOS ESQUERDISTAS aqui no BRASIL, na América Latina e no MUNDO – e mostre para o povo. Assim você não vai precisar desenhar!

4. Respalde cada linha do que você disser com FATOS: com o PESO dos registros policiais e jornalísticos, dos processos que tramitam nos Tribunais de Justiça, dos FATOS eternizados na História acerca da IDEOLOGIA SATÂNICA e de seus seguidores!

4. E, finalmente, faça a diferença: seja capaz de identificar por “nome, CPF, CNPJ” essa gente que TRAVESTIDA de ovelha – ativista ou inocente útil - está trazendo “morte para dentro da panela”.
Abraço fraterno,
Paulo Ceroll.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Respondendo ao Paulo Ceroll,

Talvez este comentário que eu vou postar aqui (embora seja repetido) explique melhor por que o povo sempre coloca esquerdistas no poder em quase toda eleição (me corrija se eu estiver errado):

Diz um ditado popular que "o povo tem o governo que merece". Nunca, aqui no Brasil, isso ficou tão evidente, ou melhor, nunca esse mesmo ditado se confirmou de maneira tão clara como nestes últimos anos.

Basta fazermos uma análise dos governos de Lula (anterior) e de Dilma (atual). Mudam somente os "atores" (os presidentes), mas o "script" (o programa de governo) é rigorosamente o mesmo. Para que não haja mais nenhuma dúvida quanto a isso, vejamos alguns dos pontos que ambos os governos têm em comum:

– Promoção de políticas de apoio aos "direitos humanos" (leia-se privilégio para os homossexuais, os criminosos, os menores delinqüentes, e também a perseguição aos cristãos);

– Discriminalização do aborto, já que o aborto é somente um "caso de saúde pública" (ou seja, o aborto, para o governo, não é um crime contra uma vida inocente e indefesa);

– Censura à liberdade de expressão (e ainda dizem, na maior cara–de–pau, que somos um país democrático!);

– Tolerância às religiões afro–descendentes, sob o argumento de que elas fazem parte da nossa cultura, e, como tal, não podem ser discriminadas (como o diabo dessas mesmas religiões se disfarça em anjo de luz, só falta dizer que todas elas são de Deus);

– Distribuição de "kits educativos" nas escolas, com a alegação de combater a homofobia (uma forma disfarçada de fazer com que as nossas crianças sejam sutilmente induzidas ao homossexualismo, promovido pelo ex–ministro Fernando Haddad e por toda a corja do governo e dos homossexuais);

– Homenagem às "vítimas" do regime militar (ninguém jamais procurou saber o verdadeiro passado de Dilma, Lula, e outros esquerdistas).

Enfim, estas são apenas algumas das muitas semelhanças entre os governos de Lula e o de Dilma (na verdade, o governo de Dilma nada mais é do que a continuação do governo de Lula).

E por que o povo, mesmo sabendo disso tudo, ainda assim vota neles? Por uma razão muito simples: recebendo a "ajuda" (Bolsa–Família) do governo, quem é que não quer ser sempre beneficiado pelo mesmo governo de alguma forma? Tem gente que ainda tem a ousadia de dizer: "Se o governo é bom (já que ajuda o povo com o Bolsa–Família e outros benefícios), por que votar contra o mesmo governo?" Isso lembra aquela máxima do antigo Império Romano: "Dai pão e circo ao povo, que o Império sobrevive".

Não tenho nenhum medo de dizer: a nossa política está tão podre, tão suja, e tão corrompida, que nem mesmo certos políticos da bancada evangélica não são dignos da nossa confiança (e, muito menos, merecedores do nosso voto). Em suma: não dá pra confiar em nenhum político (seja de que partido for).

Se o povo tivesse vergonha na cara (e, principalmente, se este mesmo povo fosse politicamente conscientizado), não colocaria corruptos no poder em troca do Bolsa–Família (ou em troca de qualquer outro tipo de ajuda ou assistencialismo). Só que o povo, durante as eleições, vota mais com a emoção do que com a razão (isto é, mais com a barriga do que com a cabeça). E isso, infelizmente, já criou um ciclo vicioso muito difícil de ser quebrado.

Portanto, diante de tudo que foi dito aqui, só dá pra chegar a uma única conclusão: enquanto prevalecer este quadro, ou melhor, enquanto o povo, em toda eleição, ainda continuar adotando esta mentalidade clientelista (isto é, de só votar em troca de algum tipo de ajuda ou assistencialismo), o nosso país vai estar sempre sendo governado por corruptos.

Que estas palavras sirvam de alerta para que todos, a partir de agora, sejam mais cuidadosos na hora de votar (e não se deixem enganar pelas promessas mentirosas dos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as eleições)!

P.S: Se você quiser se manifestar, esteja à vontade

Anônimo disse...

Bom dia, Julio Severo, pessoal!
1. Presbítero Valdomiro, concordo com o irmão. O que assistimos é o resultado de práticas corruptas e da ignorância dos eleitores (no sentido de desconhecimento). A Política não é boa nem má. É fundamental para a existência de ordem e progresso, assim como as leis. Eu entendo como uma mordomia, uma dádiva divina.

2. Repetidas vezes se vota em candidatos sem discernimento, sem jamais ter lido o programa do partido do “infeliz”. Depois reclama, pergunta por que etc. Muitos não conseguem lembrar sequer em quem votou.

3. É tarefa das mais difíceis e explicar, que o caos da saúde pública, que a falta de empregos, a inflação, os juros elevadíssimos pagos aos bancos, os impostos escorchantes pagos ao Estado etc., são a contrapartida dos governos de esquerda. O demônio “migrador, devorador e destruidor” tem nome, CPF, e filiação partidária!

4. Contra eles só o voto das urnas. Esse é o resultado da oração, do jejum e do clamor a Deus: discernimento (e força) para buscar nos livros, nos noticiários políticos, nas páginas policiais, a vida e a obra desses bem intencionados senhores e senhoras!...

5. Os governos comunistas se colocam no lugar de Deus. Eles desprezam as Ciências Econômicas, as leis de mercado etc. Prometem o que jamais serão capazes de cumprir, e iniciam o que nunca serão capazes de manter, ainda que se perpetuem no poder (Deus nos livre!). Nenhuma comida é de graça!

6. A única maneira de mudar isso, salvo outro juízo, é EDUCAR nós mesmos o nosso povo. Muitos entendem - por obra e graça do “sistema” e por influência de líderes convertidos a TL católica e a TMI “gospel” (mas, não cristã!) - que ter cidadania é ser sustentado/subsidiado pela Nação, isto é, pelo trabalho dos outros; ou que Política é ocupação mundana.

7. Penso que EDUCAR signifique basicamente INFORMAR ao povo, não somente EM QUEM NÃO VOTAR, mas também O QUE ESTÁ ERRADO E QUAIS MEDIDAS ADOTAR PARA CORRIGIR ISSO. Se “estreitarmos o funil de acesso” aos poderes da Nação, a peneira da competência e da coerência histórica, os reterá em suas malhas. Mas, é preciso correr, as eleições já estão aí. Presbítero Valdomiro, sucesso em seu ministério. Solta a Palavra!!!
Abraço fraterno,
Paulo Ceroll.