30 de março de 2016

A ameaça real não é a extrema-direita. É a esquerda presunçosa! Quando se tornou aceitável usar canhões de jato de água em pessoas que defendem seu país e ao mesmo tempo fazer vista grossa à destruição da Europa?


A ameaça real não é a extrema-direita. É a esquerda presunçosa! Quando se tornou aceitável usar canhões de jato de água em pessoas que defendem seu país e ao mesmo tempo fazer vista grossa à destruição da Europa?

Katie Hopkins
Vamos entender os fatos claramente.
Uma marcha pela paz na Bélgica foi cancelada por medo de que o [grupo terrorista islâmico] ISIS poderia usá-la para lançar outro ataque em Bruxelas. As forças de segurança da Bélgica decidiram que uma Marcha contra o Medo, por mais que o tema tenha a ver com o que está acontecendo, seria imprudente porque o medo é baseado na verdade, e marchar não vai fazer o problema desaparecer.
Polícia belga dando à direita anti-islâmica tratamento de jato de água que nunca deu à esquerda pró-islâmica
Até onde posso dizer, a Marcha contra o Medo foi cancelada porque havia excesso de medo, e aconteceu um tumulto porque a polícia objetou a uma manifestação pacífica.
Há algumas coisas que noto em torno desses incidentes na Europa:
·         Primeiramente, os manifestantes anti-imigração são sempre mencionados como marginais. A linguagem em torno deles é sem exceção feia, apesar do fato de que eles estão protestando contra os próprios indivíduos que, usando coletes cheios de pregos e estilhaços, acham aceitável se detonarem perto de bebezinhos.
·         Eles são chamados de extrema-direita e conexões sem fundamento são feitas entre eles e Hitler, ainda que na Inglaterra quem tem mais hostilidade aos judeus são os apoiadores do Partido Trabalhista [de orientação socialista].
·         As gangues de amantes de imigrantes, fazendo vista grossa à destruição da Europa, nunca são mencionadas como extrema-esquerda. Eles são carinhosamente chamados de anarquistas, como se fossem adolescentes experimentando Death Metal e vegetarianismo.
Em Colônia, na Alemanha, 150 policiais comuns foram enviados para policiar os ataques de migrantes contra mulheres na Véspera de Ano Novo, resultando em 676 queixas criminais. Em comparação, 1.700 policiais especiais da tropa de choque com canhões de jato de água foram enviados para deter uma marcha subsequente do Pegida na cidade. [O Pegida é um movimento que protesta contra a islamização da Europa.]
Embora ache perfeitamente aceitável disparar canhões de jato de água em europeus, que estão determinados a defender seu país e cultura, a esquerda presunçosa acha inaceitável criticar os migrantes, terroristas ou extremistas que planejam os ataques.
Parece-me que há um abismo enorme entre o modo como a extrema-esquerda e a extrema-direita são tratados e noticiados, e um abismo muito maior entre europeus e populações estrangeiras, que não têm respeito pela cultura na qual entraram.
A esquerda está muito ocupada se prostrando diante dos direitos dos que escolheram entrar na cultura europeia, e a direita perdeu a liberdade de defender a cultura europeia na qual os migrantes escolheram entrar.
A polícia tem uma atração quase magnética de fazer policiamento em massa de eventos que previsivelmente não oferecem perigo — tais como uma Marcha do Pegida no centro da cidade —, mas é incapaz de defender os europeus da ameaça real de terror que todos os europeus sentem.
Falam sobre o crescimento da extrema-direita. Temo que a dominação da esquerda presunçosa e egocêntrica liderada por imbecis como Emma Thompson e Michael Sheen, que vivem em total conforto e segurança, seja muito mais ameaçadora e muito mais real.
Leitura recomendada:

Um comentário :

Wagner Costa disse...

Júlio, eu acredito que a nossa fraqueza diante destes radicais, é o nosso conhecimento inadequado do Deus que professamos. Caímos diante do extremismo destes homens porque na verdade ainda não temos em nós mesmos a firmeza e a certeza do verdadeiro caráter do nosso Deus. E também porque ainda não soubemos apresentar ao mundo este Deus justo, poderoso e verdadeiro, e sobretudo sábio e contido, como cristãos que professam conhecer a verdade dEle. Acredito que esta nossa fraqueza tem sido a força deles. Devemos olhar para nós mesmos antes de tentar superá-los. E tomar para nós o versículo de Oséias: "Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor."