1 de fevereiro de 2016

Os horrores da Inquisição e seus modernos defensores


Os horrores da Inquisição e seus modernos defensores

Julio Severo
Tão pérfido quanto cometer um crime é desculpá-lo, minimizá-lo ou negá-lo.
Em outubro de 2015 o filósofo Olavo de Carvalho disse: “A entidade chamada Inquisição é uma invenção ficcional de protestantes.” Sua declaração original está aqui.
Outras de suas declarações pró-Inquisição estão expostas aqui.
Se tudo o que Olavo disse sobre a Inquisição é correto, então os protestantes são mentirosos, pois eles dizem horrores da Inquisição há cinco séculos.
Se tudo o que Olavo disse sobre a Inquisição é correto, então os judeus são mentirosos, pois eles dizem horrores da Inquisição há mais de cinco séculos.
Se tudo o que Olavo disse sobre a Inquisição é correto, então o Papa João Paulo 2º é um mentiroso, pois ele comparou a Inquisição ao comunismo e nazismo. Aliás, ele pediu perdão pelos crimes da Inquisição.
Falando aos cardeais sobre a Inquisição em 1994, o papa disse que confessar o pecado institucional seria uma parte proeminente do Ano Jubileu de 2000. “Como é que podemos ficar em silêncio sobre tantos tipos de violência perpetrados no nome da fé?” ele perguntou, especificamente mencionando “guerras religiosas, tribunais da Inquisição e outras violações dos direitos da pessoa humana.” Ele os comparou aos “crimes do nazismo de Hitler e ao stalinismo marxista.”
No lugar do papa, Olavo e uns poucos católicos radicais que promovem um revisionismo histórico da Inquisição exigiriam que protestantes, judeus e o Papa João Paulo 2º pedissem perdão por suas “invenções ficcionais” contra a Inquisição.
O comunismo e o islamismo, que cometeram e cometem grandes crimes contra a humanidade, vivem de revisionismo histórico. Como é que um movimento que se chama de conservador pode ter esse tipo de subsistência desonesta?
O caminho certo para o conservadorismo católico é reconhecer os horrores da Inquisição e confessar o pecado institucional, como fez o Papa João Paulo 2º. Tal reconhecimento impediria que a unidade católica pró-família e pró-vida com evangélicos e ortodoxos sofresse uma ruptura por causa do apego irracional e insano a uma instituição que fez tudo o que o diabo gosta (matar, roubar e destruir) e não fez nada que o Senhor Jesus mandou (amar os pecadores e pregar o Evangelho).
O caminho errado e criminoso é, imitando comunistas e islâmicos, promover um revisionismo histórico. Tal revisionismo nada tem a ver com o conservadorismo genuíno. Desculpar ou minimizar os horrores da Inquisição nada tem a ver com o verdadeiro Cristianismo e representa agressão a judeus e evangélicos. Representa também agressão a uma Igreja Católica que desde o Papa João Paulo 2º tem se distanciado da Inquisição e buscado uma plataforma que defenda a vida e a família, não a tortura, assassinato e violações de direitos humanos.
Como um movimento “conservador” que se diz pró-vida pode ter moral para criticar os horrores da indústria do aborto e do comunismo quando nega, desculpa ou minimiza os horrores da Inquisição e transforma suas vítimas judias e protestantes em mentirosas?
Que tipo de movimento “conservador” é esse, onde um homem que se autointitula seu cabeça nada mais faz do que alegar que a “Inquisição é uma invenção ficcional” e xingar conservadores evangélicos e católicos que discordam de suas opiniões pessoais?
Leitura recomendada:

42 comentários :

Anônimo disse...

Deve ter gente no proprio ocidente que jura "de pé junto" que nao houve holocausto judeu!!!

Anônimo disse...

Sobre a suposta "inquisiçao protestante", eu repito as palavras de Lenin, citadas pelo proprio professor Olavo de carvalho para denunciar a estrategia covarde e diabolica usada pelos ateu-comunistas contra suas vitimas:
"Acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é”.

Ass. Rodrigues

Marco Antonio Junior disse...

Não seja precipitado ao julgar essa nota do professor Olavo de Carvalho. Ele mesmo diz que posta notas nas redes sociais de seus pensamentos e estudos, mas não são propriamente conclusões. Qualquer que pensa fazer delas o pensamento conclusivo dele muito provavelmente verá ele mesmo se contradizendo, mas isso não significa estultícia ou imperícia, muito pelo contrário, significa apenas que ele segue o método clássico de contradições. A maioria são notas de 'implicações conclusivas', mas não conclusões propriamente. Pelo visto você demostra pouquíssima instrução sobre a campanha anti-católica. Será bom para você ler o livro "The Spanish Inquisition: A Historical Revision, Henry Kamen" e "Anti-Catholicism and Nineteenth-Century Fiction, Susan M. Griffin".

Eunice disse...

Graças à Virgem Santíssima, revolucionários protestantes nunca vieram a dominar a Espanha. Ela escolheu usar a Inquisição para preservar na Espanha um catolicismo puro, imune à praga judaica e protestante.

Alfredo disse...

Só marxista condena a Inquisição. Com o que Severo fez, provou cabalmente ser da estirpe marxista mais desonesta.

Anônimo disse...

Nao existe coisa pior do que matar em nome de Jesus Cristo...o Mestre nunca ensinou isso.
Quem o faz nao passa de um discipulo do diabo, o qual veio pra matar, roubar e destruir!!!
No Seu favor (de Deus) esta a vida e nao a morte (Sl 30:5).

Anônimo disse...

Seu ignorante analfabeto. O Professor tem toda a razão de lhe xingar. Revisionismo comunista e islâmico são maus porque não tem a aprovação de Deus. A Igreja Católica, única e eterna defensora da Fé, precisa fazer revisionismo a fim de purificar as contaminações e mentiras que marxistas injetam na história da Santa Igreja. Depois que você fizer estas leituras poderá deixar de ser ignorante. Comparar Igreja Católica com marxismo e islamismo é ridículo! Revisionismo católico é santo e santifica a história.

André

Anônimo disse...

Matança pra impor religião aos demais é coisa de muçulmano, de fanatico religioso, de imperialista, de totalitarista...não tem nada a ver com cristianismo.

Anônimo disse...

Pra começar, Cristo disse que o reino d'Ele nao era desta mundo, ou seja, Ele nao veio estabelecer um imperio aqui na terra.
Toda religiao, seja ela qual for, que intente criar um imperio terrestre ja esta fora dos propositos divinos, fora da Palavra. E nao ha ninguem melhor do que o papado pra exemplificar isso:
https://www.youtube.com/watch?v=y9AlyVRvi9g

Sandro disse...

Se a Inquisição fosse assassina como declaram os protestantes, Lutero nunca teria saído vivo. De fato, o protestantismo nunca teria sobrevivido. Conclusão: a existência do protestantismo é evidência irrefutável de que a Inquisição não matava indiscriminadamente dissidentes religiosos. O mesmo vale para os judeus, que choramingam perseguições ilusórias da Inquisição. Se a Inquisição matasse indiscriminadamente judeus, não existiria judeus hoje para reclamar da Inquisição. Deu para entender ou preciso desenhar?

Anônimo disse...

Tem gente que se diz cristao e parece que nao lê as Escrituras Sagradas.
Basta ver como Deus guardou José, Maria e o menino Jesus de uma matança generalizada, promovida pelo mesmo espirito que continua matando cristaos até o dia de hoje, para ver como Deus opera a favor daqueles que procuram servi-Lo conforme mandam as Escrituras.
Paulo, por exemplo, foi descido em um cesto, pelos muros, pra nao ser morto...os valdenses tambem foram um exemplo da providencia divina pra guardar os que buscavam agradar a Deus.
Vejam: https://www.youtube.com/watch?v=VOCO-pOLfCE

Ass. Rodrigues

Samuel Yahata disse...

É,Júlio, lendo os comentários, você machucou os egos de um monte de gente. Mandou ver,continue assim!

António Costa disse...

Caro Julio, Jesus disse que a Verdade liberta, mas qual verdade? Saberemos toda a Verdade, mesmo a ocorrida há muitos séculos, quando nos encontrarmos face a face com o Príncipe da Paz. Sim, alguns inquisidores e monarcas fizeram horrores, movidos pela ambição própria... Não, os objetivos da Inquisição não foram originalmente esses... Sim existiram graves heresias que puseram em causa a cristandade e a civilização... Perdoe-me-me ainda mas é absurdo insistir em contrapor publicamente as provocações de uma pessoa espiritualmente doente.Também é absurdo, aliar o "sucesso" do capitalismo selvagem dos EUA ao ambiente evangélico da população (e dos pais fundadores maçons?!), e associar a miséria da América Latina ao catolicismo, como fez noutros artigos.Eu também sou conservador e pró-vida, como nosso Pai...Oro insistentemente para que encontre a Igreja de Cristo, e para que com sua tenacidade e diligencia ajude outros, fazendo assim a vontade de Jesus nosso Salvador (Jo 17 21).

marcelo victor disse...

O titulo da materia é realmente bastante sugestivo e apropriado, pois nao precisamos ir muito longe pra constatar sua veracidade.
Aqui mesmo nos comentarios, se levantaram tantos "modernos defensores da inquisiçao" que eu tenho certeza de que, se tais pessoas existissem naquela epoca, teriam dado todo apoio aos assassinos e, se necessario, seriam voluntarios pra operar os terriveis aparelhos de tortura. Tudo em nome de Jesus Cristo (uma blasfemia!).
Neles, cumpre-se a setença divina: "pelos frutos se conhece a arvore".
Arrependam-se e troquem de pai enquanto é tempo (Jo 8:44)!!!

Lucélia disse...

Ao Marco Antonio: Tu parece bem fanático. O senhor Olavo de Carvalho tem VÁRIAS DECLARAÇÕES SEMELHANTES EM APOIO DA INQUISIÇÃO. Mas tu, como advogado com procuração ou olavete fanático, diz que não é bem assim e ainda menciona como referência do seu fanatismo um livro revisionista. Não há dúvida que dono deste blog mexeu num segmento amante da Inquisição. Vergonhoso que haja tal seguimento.
Ao Júlio Severo: Escreva mais artigos sobre Inquisição!

marcelo victor disse...

Muito mais importa agradar a Deus (dizendo a verdade) do que ao homem...

Anônimo disse...

Agora sabemos que a idolatria romana está apoiando esse movimento ateu-comunista em curso no Brasil e na America Latina.
Trata-se do Evangelho Social, a tal "Teologia da Libertaçao", que levara o mundo à completa apostasia da verdadeira fé cristã e da moral judaico-cristã.
Judeus e crentes fieis que se cuidem, pois a moderna inquisiçao, pelo jeito, já está a caminho!!!
Vejam o video e confiram pessoalmente a tentativa do homem criar o paraiso na terra:
https://www.facebook.com/obrazildeforadobrasil/videos/1685286728407790/

Ass. Rodrigues

Anônimo disse...

Papa Chico recebe MST no Vaticano, com tudo pago pela curia romana...ou seja, pelos dizimos dos catolicos.
Quer mais prova de que a santa inquisiçao está a caminho!!!

MASC disse...

O problema é que chamam um cidadão desses de "filósofo". A culpa é de vocês! Diante desses arroubos histriônico-filosóficos o velho e verdadeiro "sapo barbudo", Karl Marx,escreveria a ele o "Miséria da Filosofia ",e o defunto Phroudon o agradeceria de ter sido livrado da ignomínia. Ter um bom vocabulário, algum conhecimento histórico sazonal temperado com um cinismo arrogante e imbecil, dirigido por uma pedante e acadêmica ironia e, o pior, corroborado por um pedaço de papel chamado diploma até faz de alguém, oficial ou oficiosamente,um "filósofo", porém miserável,como diria Marx. Não sou marxista, é apenas uma referência "poética". Mas,o que melhor resolve o caso é a coloquialidade popular: parem de bater palmas para maluco dançar!

Anônimo disse...

Saiam correndo da BABILONIA enquanto é tempo!!!

Anônimo disse...

"Brava gente brasileira! Longe vá temor servil. Ou ficar a Pátria livre. Ou morrer pelo Brasil!!!

Voces acham que atualmente existe alguem disposto a morrer pelo Brasil? Particularmente nao acredito; creio que as vozes contrarias que se levantam aqui e acolá, contra o movimento ateu-comunista, são manifestaçoes de pessoas que nao querem perder o status quo.

Nao acredito em patriotismo neste pais, nem mesmo dentro das proprias Forças (des)Armadas! O projeto de poder petralha e as diretrizes da ONU derrubaram as fronteiras e acabaram com os sentimentos nacionalistas brasileiros (e em todo o ocidente cristao).

Estamos virando uma grande Cuba, ateu-comunista, com todo o apoio e aplausos do Papa Chico, o falso profeta da ONU!!!

Fujam da babilonia os que querem se salvar, enquanto è tempo!!!
"Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas" (Ap 18:4).

Aprendiz disse...

Sandro

Você disse bobagem. Isso seria verdade se a Inguisição tivesse matado TODOS os protestantes de judeus. Ela não matou, nem buscou matar TODOS, mas matou muitos, para aterrorizar os outros e convence-los, pelo medo, a se tornarem católicos. Como fazem islamistas e marxistas...

Anônimo disse...

Ao comentarista MASC:

Seu comentário foi perfeito, você apenas errou por uma coisa: O Olavo de Carvalho NÃO tem diploma universitário. Ele é um auto-declarado "filósofo autodidata", que gaba-se de ter aprendido, segundo ele, tudo sozinho. O único diploma que ele tem é o de conclusão do ensino primário. Pesquise por aí e veja por si mesmo.

Anônimo disse...

O Senhor Jesus Cristo tambem nao tinha diploma...

Anônimo disse...

Julio, seu mané, qual é a sensação de lidar com radicais religiosos que você ajudou a formar em seu site? Qual é a sensação de lidar com os celerados da seita de Sidi Mohamad q foi seu amigo por um tempo, mas que te meteu o pé na bunda quando vc não concordou com ele? Viu onde é que vc amarrou seu burro? Conservadores são acima de tudo muito zelosos de seus princípios fundamentais e paranoicos, são bestas cegas que não aceitam críticas e acusam inimigos de "revisionistas do mal". Note que um ou outro imbecil disse que condenar a inquisição é coisa de "marxista". Ora, esse tipo de simplificação barata não é muito diferente daquela que vc faz quando diz que a agenda dos grupos vinculados à questão de gênero é do tipo marxista.
Conservadores, Júlio Severo, são reducionistas em virtude da paranoia. Prove um pouco dela e quem sabe vc para de reproduzir isso....

Manuel disse...

Alguns acreditam que a Inquisição foi cruel, outros crêem em contos de fadas, e a vida continua, compadres!

Anônimo disse...

Morreram as pessoas (os idiotas uteis e inuteis), mas os espiritos estao todos por aì, matando, roubando e destruindo vidas...e vai ser assim enquanto o mundo for mundo.
Todavia, isso tudo serve de ensino para nòs. O servo de Deus deve estar atento aos acontecimentos pra nao ser enganado pelos ministros do diabo, que vestem pele de ovelha, mas, no fundo, sao lobos devoradores.
Esses tais vivem para enganar pessoas inconstantes, com suas teorias diabolicas; nao entram e nao deixam os outros entrar, fazendo-os filho do inferno duas vezes. Nao tenham duvida, meus caros, nòs vivemos em meio a uma verdadeira guerra mortal, com consequencias eternas!!!

Ass. Rodrigues

Susana disse...

este marco antonio é tão vigarista, desonesto e mentiroso quanto o mestre ele.

Anônimo disse...

Anônimo, o que você quis dizer com: "O Senhor Jesus Cristo tambem nao tinha diploma"? Está comparando Olavo de Carvalho com Jesus Cristo? Perdeu o juízo cara, ou talvez nunca teve nenhum!

Anônimo disse...

A igreja católica está cega pela heresia, e matou porque nunca conheceram a Deus.

Quem defende a inquisição cultiva um pensamento homicida e não podem ser filhos de Deus.

"Vós pertenceis ao vosso pai, o diabo;e quereis realizar os desejos de vosso pai." João 8:44

"Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus." I João 3:10

Renato.

Alejandro disse...

A inquisição “homicida” crida por alguns desinformados é fruto de exageros protestantes. Sugiro fazer o curso de filosofia do Pr. Olavo de Carvalho, que explica tudo bem detalhadamente como este assunto foi corrompido por protestantes mal-intencionados. As explicações do professor são tão elucidativas que os protestantes que fazem o curso dele não mais veem a Inquisição da mesma forma, mas como uma vítima do marxismo cultural. A Inquisição não é algoz, mas vítima.

Anônimo disse...

Um homem deve ser considerado pelo que ele é e não pelo que ele tem...o diploma é útil em muitos casos, mas, para definir o caráter de alguém, passa longe!!!

Anônimo disse...

A "inquisição" é vítima? Que absurdo de merda! Quer dizer que todo os trabalhos acadêmicos sobre o assunto estão errado e certo mesmo é o que diz o guru e meia dose de autores que pensam exatamente como ele, é isso? O nome dessa posição é alienação do tipo "olavolatria"; é charlatanismo mesmo, obscurantismo no âmbito da ciência da história. Os alunos de Sidi Mohamad são enganados por um embusteiro que não tem respaldo acadêmico ao discutir um tema como "inquisição"; ele apenas vende sectarismo e conquista a devoção ao invés de uma relação crítica. Olavo não educa, mas cria uma milícia de defensores incondicionais a partir de 'Pânico Moral' que ele, literalmente, vende!!!!!!!

Sabe o problema da discussão sobre a inquisição por parte dos protestantes? Eles ignoram que o protestantismo também operou sua própria inquisição! O caso de Servet, morto por vontade de Calvino, e de Salém, na colônia da Massachusetts, são só dois pequenos episódios.

Por fim, se essa onda "revisionista" continuar, amanhã teremos gente falando que fascismo e o holocausto foram vítimas do tal "marxismo cultural" e blá blá blá.

Anônimo disse...

Veja o Espirito dos que perpetraram a Inquisiçao: "Queres que ordenemos que desça fogo do ceu e mate esses samaritanos?"

Massoterapeuta disse...

Participar dos curso do Olavo? Nem de brincadeira! Ele entende de filosofia, mas nada compreende de Reino de Deus com seus princípios; é tão cego quanto qualquer católico de ensino médio que defende inquisição. Uma prova da cegueira de alguns católicos olavetes é de que escolhem a filosofia de Carvalho ao Invés do Evangelho de Cristo.

Nacarta de João ensina claramente que cristão não deve matar em defesa da fé, mas que justifica o holocausto está longe de Deus e não O conhece. Quem cultiva uma filosofia que justifica o homicídio em nome da fé são os filhos do diabo, pois este foi homicida desfe o princípio como O Senhor diz no Evangelho de João. Olavo e seus seguidores nada entendem disso.

Isabella Feitosa disse...

servos do diabo sempre existiram e todas as épocas e a chamada ¨igreja ¨católica¨,A MÃE DE TODAS AS ABOMINAÇÕES,sem dúvidas,é a maior delas.Ver membros dessa instituição defender a inquisição e agradecer por ela a maria,não é de todo contraditório,ja que a tal maria não passa de um ídolo,e como sabemos o pecado de idolatria é comparado na bíblia ao de feitiçaria.Feiticeiros servem ao inimigo e,como tal,pensam como ele.Os fins justificam os meios.Um outro ser iluminado,diz que a igreja matou alguns para intimidar outros e isso não é tão grave.Esquecem das palavras de Jesus,que em tese,deveria ser o Senhor da igreja e matam para calar os opositores a seus pecados.Fica a pergunta:se matar para intimidar a fim d encobrir pecados é justificável,os traficantes dos morros estão corretos e se o tal defensor dessa atitude morasse la e fosse morto,nem poderia ser chamado de vítima mas de instruidor pelo exemplo...ilustres monstros,vão se converter ao evangelho de Cristo,que é o melhor que vcs podem fazer.Ainda ha tempo.

Ana Paula disse...

Ao desculpar a Inquisição católica, Olavo de Carvalho demonstra, na aparência, ter um catolicismo que nem mesmo o Papa João Paulo II tinha. Adicione a isto que sua ministração de cursos de filosofia tem um componente espiritual que tem levado evangélicos fracos a uma conversão “católica”. O caso mais conhecido é, como já revelou o Sr. Severo, o de Gustavo Abadie, que era pastor evangélico e se converteu em católico, com a sua esposa Camila, depois de fazer o curso de filosofia do Olavo. Há outros exemplos infelizes tb. Porém, estranhamente, os poderes convertedores de Olavo parecem não se aplicar à sua própria família. Um dos seus filhos é astrólogo e esotérico, seguindo fielmente o rastro do pai. Não houve conversão “católica” para ele. Outro filho do Sr. Olavo é muçulmano, seguindo a linha ocultista islâmica do pai, que simula, com a sua paixão pela Inquisição, um catolicismo que é incapaz de arrancar seus próprios filhos da astrologia e islamismo. Nos tempos de Jesus chamariam tal hiper-religioso amante da Inquisição de fariseu e hipócrita.

Geraldo disse...

Pois é Ana Paula. Fiquei intrigado com o seu comentário. Se as pessoas mais próximas do Olavão (seus filhos) são astrólogos, esotéricos e muçulmanos, não é isto suficiente para avisar que sua influência religiosa ultrapassa seu impacto filosófico?

Francisco Guilherme disse...

O que o Olavo(assim como vários historiadores modernos) faz não é defender a Inquisição, mas desmistificá-la! Não custa nada procurar se informar(e estudar!)um pouco, 'seu' Julio Severo! https://apologeticanojapao.wordpress.com/2010/12/14/grandes-mitos-sobre-a-igreja-catolica-1/
http://portalconservador.com/grandes-mitos-sobre-a-igreja-catolica/
http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/idade-media/inquisicao/851-5-mitos-sobre-a-inquisicao-refutados-por-uma-phd-em-historia-medieval
http://www.guardiaocatolico.com.br/2013/06/mitos-santa-inquisicao-igreja-catolica.html
http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=6113500D-3048-560B-1C9A57FBCEBD780D&mes=Setembro2006
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/%E2%80%9Ce-os-milhoes-mortos-pela-santa-inquisicao%E2%80%9D-perguntam-e-eu-respondo/
http://logosapologetica.com/o-mito-da-inquisicao-espanhola/#axzz44sWZSvdi
https://www.youtube.com/watch?v=KGHnfairmJg

Julio Severo disse...

Francisco, se você acha que fico espantado ao ver católicos que têm artigos que tratam a Inquisição como mito, saiba que ganhei muita experiência durante os anos com antissemitas que têm muitos artigos na internet tratando o Holocausto como mito.

Uns loucos negam que o Holocausto nazista torturou e matou milhões de judeus. Outros loucos negam que a Inquisição católica torturou e matou milhares de judeus e evangélicos.

Se tivermos de dar uma colher de chá para patifes pró-Inquisição, o que nos impede de dar uma colher de chá para patifes pró-comunismo, pró-islamismo, antissemitas e negadores do Holocausto? De jeito nenhum.

A verdadeira sabedoria leva a Deus. A falsa sabedoria nos escraviza aos homens.

O historiador católico Giulio Meotti documentou que durante séculos a Igreja Católica fomentou um antissemitismo nojento. Ele também documenta como a Inquisição católica perseguiu, torturou e matou judeus. Para mais informações sobre esse livro, acesse: http://bit.ly/1sIVjea

O pai do atual ministro de Israel tem um livro volumoso mostrando os crimes da Inquisição contra os judeus. Mais informações, aqui: http://juliosevero.blogspot.com/2015/07/o-papa-e-o-vaticano-precisam-ser.html

Claro que não só os judeus têm uma extensa história contra a Inquisição. Os evangélicos também. O Livro dos Mártires é talvez o livro protestante mais antigo contra a Inquisição, sendo um dos livros mais lidos pelos primeiros americanos. Aliás, um dos motivos que durante séculos levou os EUA a não estabelecerem relações diplomáticas com o Vaticano foi justamente a Inquisição.

Fato: há escritores judeus, evangélicos e até CATÓLICOS que condenam a Inquisição. Mas, assim como há nazistas e comunistas, há também defensores da Inquisição, que matou milhares de judeus e evangélicos. Só um louco defenderia a Inquisição. Felizmente, há católicos que não são loucos.

Infelizmente, neste mundo imperfeito, sempre haverá defensores de crimes, seja de crimes nazistas, comunistas ou da Inquisição. Felizmente, um escritor como o Olavo de Carvalho não ficaria impune se defendesse os crimes do nazismo. Isso mostra que a lei chegou a um bom patamar. Mas não o suficiente. Ainda é possível defender os crimes comunistas ou da Inquisição sem ser legalmente punido. Olavo de Carvalho não defende nem o nazismo nem o comunismo, mas defende a Inquisição, contrariando grandes obras de judeus e católicos que comprovam claramente que a Inquisição foi criminosa. Defender a Inquisição hoje ou negar que ela matou milhares de judeus e evangélicos deveria ser crime, assim como deveria ser crime negar o Holocausto.

Julio Severo disse...

Uma coisa que gosto muito nos leitores americanos, especialmente conservadores, é que eles leem e questionam o que leem, especialmente as fontes. Diferente do leitor brasileiro, que acha que quem tem mais conhecimento é autoridade final e infalível.

O leitor americano geralmente tem muito conhecimento. Se não tem, o busca para entender melhor o assunto que lê. Esse é o motivo por que não existe um clube de olavetes nos EUA, onde o Olavo não ousa, EM INGLÊS, dizer palavrões nem xingar os protestantes americanos, como ele faz em português. Ele é esperto o suficiente para esconder sua sujeira em português, sem revelá-la em inglês. Se ele começar a escrever em inglês coisas que normalmente ele escreve em português, que a Inquisição foi invenção dos protestantes, ele perderá vez e voz nos EUA. Com esse tipo de conhecimento, Olavo só pode fazer sucesso no meio de ignorantes do Brasil.

Eu sempre defendi o Olavo nos pontos específicos da minha agenda pública de luta contra o aborto e agenda gay. Fora isso, eu sabia que ele tinha coisas que não valiam a pena ler. Quando ele recomendava o bruxo islâmico René Guénon para leitura entre seus estudantes e seguidores uns 13 anos atrás, nunca segui. Só o recomendei nos pontos pró-vida, inclusive homeschooling.

Mas quando ele, por iniciativa própria, resolveu me agredir verbalmente em 2013 por causa da Inquisição, da qual discordo e que ele defende, aí precisei estudar um pouco mais o assunto, resultando que já escrevi alguns artigos, tanto em inglês quanto em português. Meus artigos sobre Olavo e Inquisição foram publicados em grandes sites conservadores dos EUA. Por que? Porque os americanos viram que minhas fontes são boas e confiáveis. Se o Olavo tentar expor em grandes sites conservadores dos EUA suas opiniões radicais pró-Inquisição, ele será questionado e contestado por um grande público.

Gostaria que o público brasileiro tivesse essa capacidade americana de ler, analisar, questionar e contestar, mas infelizmente não tem.

É desse tipo de público ignorante que o Olavo depende para fazer sucesso, inclusive com suas teorias sobre Inquisição, que em nada diferente do marxismo.

Julio Severo disse...

Olavo de Carvalho chama evangélicos de “evanjegues,” debochando deles como jegues (que também significa burros, asnos, jumentos, etc.). Ele disse:

“A credulidade com que tantos evanjegues ouvem pastores semi-analfabetos, drogados, ladrões e putanheiros é a oitava maravilha do mundo.”

Ele com certeza deve estar se referindo ao Pr. Marco Feliciano, a quem dias atrás ele insinuou que levou uma mocinha a um motel. Confira a insinuação neste link: http://bit.ly/2bfEZjO

E os alunos evangélicos dele são também evanjegues por pagarem uma taxa mensal no COF (Curso Online de Filosofia)?

Para deixar de ser “evanjegues” o evangélico tem de se matricular no COF, deixar a Bíblia de lado e tratar as palavras (inclusive palavrões) do Olavo acima da Palavra de Deus?

Mais da metade dos membros do instituto do Olavo nos EUA são evangélicos. Eles também são evanjegues? Eles já sabem que o Olavo trata os evangélicos brasileiros como evanjegues? Ou a barreira da língua os impede de ler as asneiras que o Olavo escreve em português?

Nesse ponto, fazendo um trocadilho com as palavras do próprio Olavo, digo:

“A credulidade com que tantos evanjegues se abaixam para ser pisoteados, xingados e humilhados por um filósofo esotérico é a oitava maravilha do mundo.”

Um desses “evanjegues,” o próprio Feliciano, chamou Olavo de “verdadeiro profeta” no Congresso Nacional. Mais evanjegues que isso, impossível. Confira neste link: http://bit.ly/1XHSaHr

Como diz a Bíblia, dizendo-se “sábios,” tornaram-se loucos.

Fonte: Facebook Blog Julio Severo