28 de janeiro de 2016

Mauricio Macri e a ideologia de gênero na Argentina


Mauricio Macri e a ideologia de gênero na Argentina

Julio Severo
Patricia Bullrich, ministra da Segurança da Argentina, nomeou a transexual Mara Pérez Reynoso, líder de um grupo homossexual, como Coordenadora Nacional de Diversidade.
Mauricio Macri
A meta de Bullrich, que atua sob o governo do presidente Mauricio Macri, é tratar como problema de segurança nacional as questões de gênero e diversidade.
Logo que Macri ganhou a eleição para presidente em novembro de 2015, o secretário de Estado dos EUA John Kerry congratulou Macri, dizendo que os EUA continuam a estar gratos pela liderança da Argentina na ONU no avanço das questões homossexuais e aguardando maior cooperação entre EUA e Argentina para expandir essas questões.
O governo de Macri provavelmente não desapontará os desejos do governo americano.
Falta uma mentalidade cristã na Argentina para entender que o problema homossexual é profundamente destrutivo, desde os tempos de Sodoma.
Alguns líderes pró-vida brasileiros haviam celebrado a vitória de Macri. Eles, que combatem a ideologia de gênero no Brasil, celebraram um homem que está promovendo essa mesma ideologia na Argentina. Enquanto eles celebram Macri, todos os meios de comunicação esquerdistas da América Latina celebram a primeira transexual num cargo governamental na Argentina.
Mauricio Macri, o novo presidente da Argentina, é conservador? Eu não tinha uma resposta a essa pergunta. Por isso, logo depois da eleição dele fiz contato com vários líderes pró-vida católicos da Argentina. Um desses contatos foi com o Dr. Jorge Scala, autor do livro “IPPF: A Multinacional da Morte,” publicado pela Cúria Diocesana de Anápolis.
Minhas perguntas: Os meios de comunicação do Brasil estão dizendo que o novo presidente da Argentina é conservador. Por favor, você poderia confirmar se ele é realmente conservador, pró-vida e pró-família? Ele tem lutado contra o aborto e o “casamento” homossexual?
Resposta do Dr. Jorge Scala, direto da Argentina:
 O adjetivo “conservador” é bastante ambíguo. Nãos sei bem qual o significado que poderia ter nos EUA. Contudo, posso dar com clareza algumas informações sobre o presidente argentino eleito em relação ao aborto e uniões homossexuais. Como prefeito da cidade de Buenos Aires, Mauricio Macri promulgou um chamado “protocolo do aborto não punível” para legalizar o aborto a pedido de qualquer mulher com apenas a declaração juramentada assinada de que a gravidez havia sido produto de um estupro. Evidentemente, ele não é “pró-vida.” Quanto às uniões homossexuais, o prefeito Macri em pessoa fez a primeira união civil homossexual na cidade de Buenos Aires, apesar de que naquela época não existia nenhuma lei autorizando isso. Evidentemente, ele é a favor do lobby gay. Provavelmente o qualificativo “conservador” se refere ao fato de que o Sr. Macri é filho de um empresário muito rico e que terá políticas econômicas favoráveis ao capitalismo.
Líderes pró-vida precisam ser cuidadosos. Eles estavam tão entusiasmados com Macri que queriam também um Macri no Brasil. Eles haviam achado que ele era bom só porque ele havia derrotado um candidato socialista que apoiava a ideologia de gênero. O que eles não entendem é que ativistas esquerdistas e empresários não são muitas vezes necessariamente inimigos no que se refere à ideologia de gênero.
A promoção da ideologia de gênero agora é uma das prioridades do governo de Macri.
Não há motivo para celebrar esse tipo de governo.
Versão em inglês deste artigo: Mauricio Macri and Gender Ideology in Argentina
Leitura recomendada:

16 comentários :

Anônimo disse...

Pelo jeito, desde muitos anos, lutar contra determinadas causas (como o avanço da sodomia, a legalizaçao do aborto, a liberaçao das drogas, etc), no fundo, tem se mostrado algo completamente inglorio, para nao dizer "perda de tempo".
No fundo, essas questoes estao em pauta somente porque interessam a muitos, nao propriamente porque os interlocutores defendem, por exemplo, a moral crista; mas simplesmente porque, tais causas, lhes redem milhoes e popularidade.
Ao se posicionarem ao lado deste ou daquele grupo, tais oportunistas acabam insuflando a multidao e ganhando fama, explorando suas imagens e opinioes.
Sao verdadeiros abutres que se espalham por toda parte. Ou fazem parte da midia falada e escrita, ou sao pessoas que querem ocupar cargos publicos, ou sao donos de empresas que exploram o sexo, ou sao pessoas que desejam receber recursos governamentais, ou querem melhorar o dizimo, etc.
Nesse verdadeiro teatro, o povo é quem faz o papel de bobo e paga a conta, de tal sorte que alguns permitem até serem usados como idiotas uteis, iludindo-se com promessas e discursos que nao levam a lugar algum, pois se trata de um jogo com cartas marcadas.
Esse exercito de oportunistas fica de olho nas tendencias desse "mercado abominavel" (comercio de almas), e, astutamente, investe milhoes em seus "novos empreendimentos", atraves da propaganda de si mesmos, de um produto ou de "laranjas".
Embora demonstrem estar muito preocupados com determinados acontecimentos, seus posicionamentos nao passam de um "jogo de faz de conta", muito mal feito, por sinal, mas que consegue iludir a muitos.
Assim sendo, por mais que surjam bandeiras e mais bandeiras, defendendo isso ou aquilo, no final, as agendas fixadas pelos poderosos ("as elites mundiais") vai acabar se cumprindo (e os sinais dos tempos mostram que a manifestaçao da abominaçao desoladora jà chegou).
Muitos inocentes e indoutos esperneiem, mas o futuro é esse mesmo que se desenha: repleto de homossexuais deslumbrados, repletos de crianças abominaveis sem cerebro e nem coraçao, uma sociedade oficialmente pedòfila, jovens alienados e drogados, bacanais explicitos a ceu aberto, igrejas satanicas...
Alias, se isso nao ocorresse, como e porque Deus varreria o mundo com fogo?
A Palavra vai se cumprir, pois Deus jà havia conhecido que o homem novamente chegaria ao nivel de perversidade alcançado nos tempos de Sodoma e Gomorra.
Para os que creem na Palavra, fica o alerta do Mestre sobre os falsos cristaos: "pelos seus frutos, os conhecereis".
Por isso, meus queridos, nao me iludo com essa ou com aquela figura, apenas quero respirar um pouco mais, ou seja, ter liberdade pra servir a Deus.
Seja Trump, Macri, Bolsonaro, FHC, o apedeuta Sapo Barbudo, ou qualquer outro escravo dos prazeres carnais, as agendas estao de vento em polpa (ganhando espaço a cada dia), sem qualquer esperança de retorno ao passado. "Mil cairao ao seu lado e dez mil a sua direita...".

Ass. Rodrigues

MARIA disse...

Que lástima! Esse Macri é apenas um libertário. É triste.

Anônimo disse...

Tucano argentino

Keoma Patrío da Silva disse...

Sabe qual é o pior de tudo? E que a Kirchner era contra o aborto.

Neokoros disse...

Sim: certas alegrias duram pouco - tipo saber que Lula foi até a Argentina fazer campanha pra pata choca que tava no poder até Macri chegar lá....

Sim, que alegria ver Macri peitando o Mercosul na questão Venezuela...

Mas...

Enfim, nada na vida é perfeito.... Affss

Anônimo disse...

É assim mesmo Severo: São as autoridades constituídas por Deus, fazer o quê... só nos resta aceitar. É o próprio Deus que quis assim.

Anônimo disse...

O Deus de Israel nunca desejou essas barbaridades e abominaçoes que acontecem por ai...esse tipo de afirmaçao nao passa de um chavao calvinista diabolico, uma blasfemia.
Se existe desgraça no mundo, o cupado é pura e exclusivamente o homem: "maldita é a terra por tua causa (de Adao e Eva)!". Deus nao disse que a maldiçao viria: "por minha causa!".
Quanto às autoridades, o Senhor as estabeleceu para que haja respeito e uma convivencia pacifica entre os homens, sendo elas as responsaveis por zelar pela lei e pela ordem (por isso trazem a espada, conforme Rm 13:3-4).
Assim sendo, o Senhor constituiu as autoridades como uma providencia para o beneficio da humanidade e nao para o maleficio. Todavia, sao os homens que escolhem seus representantes e pagam pelas más escolhas.

Anônimo disse...

Jornalista dinarmaquesa abre o jogo e desabafa: “EUROPEUS ESTÃO AFEMINADOS E AS MULHERES ESTÃO EM PERIGO”

Anônimo disse...

As coisas parecem estar mudando e aqueles que sao tidos como liberais estao vendo que isso nao passa de uma armadilha do diabo.
Quero ver como vai ficar a mumia do FHC que costuma citar a Holanda como um exemplo para o mundo, no tocante à liberaçao das drogas:
http://exateus.com/2016/01/27/holanda-reconhece-que-legalizar-maconha-foi-erro/

Anônimo disse...

Jornalista dinarmaquesa acordou e resolveu fazer um desabafo: “EUROPEUS ESTÃO AFEMINADOS E AS MULHERES ESTÃO EM PERIGO”

http://exateus.com/2016/01/29/jornalista-dinamarquesa-desabafa-europeus-estao-afeminados-e-as-mulheres-estao-em-perigo/

Anônimo disse...

Julião, seu mané, a verdade é que o que vc chama de ideologia de gênero (ideologia é um conceito comum sobretudo entre marxista e significa falsa consciência da realidade) não é uma bandeira exclusiva da esquerda - na verdade, há esquerdistas radicais que são profundamente homofóbicos. Muitos grupos liberais que defendem o livre mercado, a concorrência e a cultura empreendedora - isso os faz de direita - defendem a isonomia das identidades de gênero e seu reconhecimento pelo poder público. Em outras palavras, nem esquerda, nem direita estão de fato perfiladas ao seu histério pavor de homossexuais.
Só uma casta supersticiosa e de escolaridade duvidosa como a sua insiste em criar um dique capaz de suportar o juggernault da modernidade...

Gui disse...

'Jornalista dinarmaquesa acordou e resolveu fazer um desabafo: “EUROPEUS ESTÃO AFEMINADOS E AS MULHERES ESTÃO EM PERIGO” '

Só agora que o caldo está entornando que ela percebeu o óbvio: se uma civilização torna-se fraca será dominada por outra mais forte e agressiva, no caso, os islâmicos.

As notícias abaixo são antigas, mas mostram qual é a disposição dos europeus, no caso os escandinavos, para protegerem as feministas.

http://omarxismocultural.blogspot.com.br/2012/07/suecia-o-inevitavel-acontece.html

http://canal.bufalo.info/2013/02/os-escandinavos-estao-deixando-as-feministas-se-virarem/

E o mais irônico da situação europeia é que seus antepassados tais como Carlos Martel, os cruzados, os ibéricos na Reconquista, os Cavaleiros de Malta e o rei polonês Jan Sobieski tiveram que pelejar para manter os islâmicos longe da Europa.

marcelo victor disse...

Tenho por mim que as denuncias feitas neste Blog nao privilegiam este ou aquele grupo de pessoas, mas "poem sobre o telhado" as condutas antibiblicas de uma forma geral, venham elas de onde vierem.
A conduta homossexual, por exemplo, é antinatural, imoral e perniciosa para quem a pratica, independentemente das crenças religiosas dessa pessoa. Se fulano ou siclano defendem tal pratica, isso é problema deles; estao errados ainda que se cognominem pastores, profetas (do diabo), doutores, intelectuais, etc.
Ao atalaia, cabe, tao somente, tocar a trombeta e quem tem ouvidos que ouça o que o Espirito Santo diz.
Aquele quer justificar-se nas obras de um terceiro, que o faça, mas esse mesmo serà o seu proprio juiz naquele grande e terrivel Dia do Senhor.
"Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão no abismo" (Mt 15:14)

Anônimo disse...

Anônimo, você escreveu isto aqui:

Quanto às autoridades, o Senhor as estabeleceu para que haja respeito e uma convivencia pacifica entre os homens, sendo elas as responsaveis por zelar pela lei e pela ordem (por isso trazem a espada, conforme Rm 13:3-4).

É isso aí: obedeça TUDO o que as autoridades disserem, afinal como eu disse acima (e você mesmo confirmou), o Senhor constituiu as autoridades como uma providencia para o beneficio da humanidade. Então, se elas disserem que você deve abaixar a cabeça para os sodomitas e aceitá-los na marra, por quê você não quer fazer isso? Afinal, seria apenas "respeito e uma convivencia pacifica entre os homens", não é mesmo? Foi você mesmo quem disse...

Anônimo disse...

Meu Deus, imagino o quanto seja dificil para o Senhor Deus ter que aturar criaturas tao complicadas como nós, os seres humanos.

Sinceramente, caro Anonimo, eu nao consegui entender o seu raciocinio, meu velho. Voce disse: "É assim mesmo Severo: São as autoridades constituídas por Deus, fazer o quê... só nos resta aceitar. É o próprio Deus que quis assim".

Pois bem, voce poderia me explicar o que quis dizer com a expressao:"fazer o que...só nos resta aceitar"?
Aceitar o que? As autoridades que ai estao? As suas decisoes? As duas coisas (autoridades e decisoes)?

Voce disse, ainda: "É o próprio Deus que quis assim".
Explique-me, por favor, se, na sua visao: Deus quis as autoridades que ai estao? Quis as suas decisoes (boas e ruins)? Quis que tudo fosse exatamente como está acontecendo (incluindo o mal que as proprias autoridades praticam)? Deus planejou e desejou que tudo fosse exatamente como estamos vendo?

Quanto ao seu ultimo comentario, creio que devemos, sim, respeitar as autoridades, pois elas foram constituidas por Deus e sao terror para as más obras, incluindo a desobediencia (Rm 13:3). Todavia, a Biblia nos diz que os cristaos devem amar a Deus sobre todas as coisas e isso inclui os nossos proprios desejos, nossas proprias familias e as autoridades.

Para o cristão, no meu modo de ver, o limite para a obediencia às autoridades é a Palavra de Deus. Onde há choque entre elas, um crente sincero e leal deve escolher a Palavra de Deus.

Respeitosamente!

Ateu Zoador disse...

Outra vitória para a democracia, outro golpe para os religiosos direitistas que querem controlar nossas vidas. Viva Macri!