5 de dezembro de 2015

O papel da Arábia Saudita na propagação do terrorismo islâmico


O papel da Arábia Saudita na propagação do terrorismo islâmico

CBN News
Revelações de que Syed Rizwan Farook, o homem suspeito do ataque terrorista em San Bernardino, na Califórnia, EUA, visitara recentemente a Arábia Saudita estão provocando perguntas sobre o papel desse país no apoio ao islamismo radical no mundo inteiro.
O governo saudita promove uma forma austera do islamismo chamada wahabismo. Essa corrente fundamentalista dessa religião impõe exigências estritas em seus seguidores e ensina a intolerância às outras religiões e até seitas do islamismo que são menos estritas.
Os wahhabistas acreditam que os muçulmanos xiitas não são seguidores verdadeiros do islamismo e são apostatas potenciais. A fim de permanecer ganhando o apoio favorável dos líderes religiosos da Arábia Saudita, a família real saudita financia e apoia a propagação de mesquitas wahhabistas no mundo inteiro.
Isso inadvertidamente vem fortalecendo o ISIS e outros muçulmanos extremistas. Grupos terroristas como o ISIS (também conhecido como Estado Islâmico) e a al-Qaeda baseiam sua teologia no wahabismo, mas são ainda mais intolerantes e violentos na imposição de suas crenças.
Os muçulmanos xiitas têm sido alvos da violência do ISIS, que quer forçá-los a se converter. O ISIS e a al-Qaeda têm também mirado o governo saudita e a família real.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da CBN: Saudi Arabia’s Role in Spreading Islamic Terrorism
Leitura recomendada sobre a Arábia Saudita:
Leitura recomendada sobre o ISIS:
Aliança entre Ucrânia e ISIS

6 comentários :

Anônimo disse...

Finalmente està revelado o motivo de nao haver refugiados se acotovelando para ir para a Arabia Saudita...primeiro que a estrategia é outra e segundo que eles sao inimigos mortais dos seus proprios irmaos de sangue, de idioma e de fé.
Sinto que hà algo semelhante ao que està em curso no Brasil com o esquema criminoso que foi montado pela esquerda...brasileiros contra brasileiros, antipatriotas contra quase-patriotas, ou falsos patriotas, ou patriotas de jogo de futebol.
A noticia de que estamos dominados pela China (citada abaixo) me deixou perplexo, ainda mais quando eu soube que o atual Comandante do Exercito Brasileiro passou 5 anos naquela naçao ateu-comunista. O que serà que esse sujeito, sustentado pelo dinheiro dos nossos impostos, foi aprender là? Alguem sabe ou desconfia?
http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/16231-2015-12-04-21-44-48.html

Anônimo disse...

Acho que o comandante do exercito foi aprender modernas técnicas de tortura na China...

Anônimo disse...

Matéria interessantíssima que diz que o Vaticano criou o Islã, para possibilitar cumprimento de uma profecia:
http://www.portrasdamidiamundial.com/2015/04/como-o-vaticano-criou-o-isla.html

marcelo victor disse...

Depois que eu soube que a idolatria romana foi a criadora do PT (para acabar com a Igreja, por certo), eu não duvido que ela tenha tido a capacidade de também ter criado o Islã e estar financiando os grupos terroristas, com o objetivo de atingir Israel.
Há um blog que trás informações preciosas sobre a aliança envolvendo a Turquia, como cumprimento de uma profecia bíblica:
http://www.evangelhoperdido.com.br/quem-sao-as-pessoas-do-principe-que-ha-de-vir-de-daniel-926/

Brasil Murcho disse...

Olá Julio, Queria saber se é possível compartilhar seus post's, no meu blog.

Atenciosamente,
Alexsandra

Julio Severo disse...

Sim, Alexsandra! Só lhe peço sempre manter o nome do autor de cada artigo e no final o link do meu blog: www.juliosevero.com

Desejo sucesso ao seu blog!