30 de dezembro de 2015

Franklin Graham repreende Obama


Franklin Graham repreende Obama

Depois dos comentários polêmicos do presidente americano Barack Obama comparando o islamismo radical com as cruzadas cristãs, Franklin Graham bradou, por meio do Facebook, para o líder americano:
Franklin Graham
“Hoje no Café-da-Manhã Nacional de Oração, o presidente indicou que o que o ISIS está fazendo é equivalente ao que aconteceu 1.000 anos atrás durante as Cruzadas e a Inquisição. Sr. Presidente, muitas pessoas na história usaram o nome de Jesus Cristo para fazer coisas malignas para realizar seus próprios desejos. Mas Jesus ensinou paz, amor e perdão. Ele veio para dar Sua vida pelos pecados da humanidade, não para tirar a vida de ninguém. Maomé, pelo contrário, era um guerreiro e matou muitas pessoas inocentes. Os verdadeiros seguidores de Cristo imitam Cristo. Os verdadeiros seguidores de Maomé imitam Maomé.”
O post dele recebeu mais de 107.000 curtidas, 9.000 comentários e 51.000 compartilhamentos.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês da revista Charisma: Franklin Graham Rebukes Obama
Leitura recomendada:
Outros artigos sobre Franklin Graham:

12 comentários :

Anônimo disse...

Bela resposta

Leony disse...

"Os verdadeiros seguidores de Cristo imitam Cristo. Os verdadeiros seguidores de Maomé imitam Maomé."

Fantástico!!!!

Thiago disse...

Feliz fim de ano pra TU Julio...

Bração!

Julio Severo disse...

Deus te abençoe tb, Thiago! Feliz ano novo!

Cicero disse...

Na verdade, as cruzadas foram um poderoso bloqueio contra a islamização opressora e escravizante atingindo a Europa naquela época. Islã significa submissão e ordena a morte dos infiéis. Se não fossem as cruzadas a Europa seria bem diferente e escrava do Islã hoje.
Mas ainda não desistiram de conquistar a Europa e o mundo, como vemos hoje nos tais "refugiados".

Julio Severo disse...

O problema, Cícero, não é o que as cruzadas católicas fizeram com os muçulmanos, que mereceram tudo. O problema é que no caminho, as cruzadas dizimaram todas as comunidades judaicas. A Cruzadas foram 100 por cento antissemitas. Se não fosse por esse grave problema, as Cruzadas teriam sido boas e legítimas em suas ações contra um islamismo militante e assassino.

Cicero disse...

Creio Julio, que é o preço que eles pagaram e pagam até hoje, por crucificarem a Jesus e se auto-amaldiçoarem - Mt 27:25.
Mas este historiador tem algo interessante sobre os judeus no mito nr. 5 e adiante sobre o propósito das cruzadas:
http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/historia_da_igreja/novas_descobertas_sobre_as_cruzadas.html
Na paz de Cristo.

Julio Severo disse...

Entenda, Cícero, que a pena de morte por crucificação era aplicada apenas pelos romanos contra quem não fosse romano. Os romanos a aplicaram a Jesus porque ele era judeu, não romano. Jesus nunca deixou de ser judeu e quem persegue judeus por eles serem judeus, persegue também Jesus. Desgraçadamente, a Igreja Católico Apostólica ROMANA leva o nome romano até nome nome. Leva o nome dos que mataram Jesus.

Cicero disse...

Certamente Julio,
Mas os líderes religiosos judeus convenceram os líderes civis romanos a matar o Mestre, e depois os judeus (insanamente) profetizaram sua própria perseguição e maldição futura em Mt 27:25!

Sobre as cruzadas, segundo o historiador americano do link, o ataque aos judeus foi efetuado por um bando de criminosos e renegados que se juntaram ao exército, sem consentimento do papado, que condenou duramente esses ataques.
(aprender mais sobre história no 1º dia do ano tambm é edificante!) :-)

Julio Severo disse...

O papa pediu desculpa pelo que as Cruzadas fizeram contra os judeus? Lamento, Cícero, mas isso não serve nem como piada.

O Joseph Farah, dono do WND (um dos maiores sites conservadores do mundo), diz que o Vaticano tem um longo histórico antissemita.

O escritor católico Giulio Meotti tem um livro intitulado “O Vaticano contra Israel,” onde ele registra séculos e mais séculos de atrocidades do Vaticano contra Israel.

Você pode conferir essas duas fontes neste artigo:

O papa e o Vaticano precisam ser confrontados acerca de posturas católicas tradicionais contra Israel

Cicero disse...

Concordo com vc.
Mas naturalmente que o sofrimento dos judeus de ontem e hoje, é devido a rejeição do Messias. O que se planta se colhe. Mas é óbvio que a ICAR irá pagar um preço muito caro diante de Deus neste processo de perseguição aos judeus.

Vic disse...

...E todo o povo respondeu: “Caia sobre nossas cabeças o seu sangue, e sobre nossos filhos!Mt 27,25.
Poderia ser o resultado do efeito de rejeição a Jesus desde aquela época, em todos os lugares, como na Alemanha!
Mas que Obama não está com nada é outro fato!