10 de setembro de 2015

Assembleia de Deus da Madureira libera divórcio, inclusive para pastores e líderes


Assembleia de Deus da Madureira libera divórcio, inclusive para pastores e líderes

Julio Severo
Uma das denominações evangélicas mais rígidas em sua doutrina parece que não é mais tão rígida assim: a Assembleia de Deus da Madureira (também conhecida como CONAMAD) decidiu mudar seu estatuto para permitir que pastores e outros líderes possam se casar novamente. Enfim, o divórcio está liberado.
A resolução foi ratificada em julho deste ano no congresso da CONAMAD (Convenção Nacional das Assembleias de Deus Ministério Madureira), que ocorreu em Brasília, e foi assinada por um grande número de pastores assembleianos.
A resolução diz “O ideal divino para o casamento é que ele seja uma união para a vida toda.” Mas então pondera que devido a violência, adultério, abusos físicos e psicológicos bem como abandono emocional ou espiritual podem fazer com que seja “imperiosa a dissolução do matrimônio” e “admite o divórcio e nova núpcia.”
Com a resolução, a Assembleia de Deus da Madureira tenta conter a enxurrada de escândalos de separação, onde líderes de renome deixaram suas esposas em troca de mulheres mais jovens.
Não se sabe o que foi que essa denominação fez com a passagem da Bíblia que diz:
“É fundamental, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só esposa, equilibrado, tenha domínio próprio, seja respeitável, hospitaleiro, capacitado para ensinar.” (1 Timóteo 3:2 King James Atualizada)
Mas a liberação do divórcio para pastores e líderes não é o primeiro escândalo da Assembleia de Deus da Madureira. O líder máximo dessa denominação, o bispo vitalício Manoel Ferreira, apoiou Lula e Dilma nas suas duas eleições presidenciais.
Lula discursando na Assembleia de Deus da Madureira
Há também o escândalo de pastores assembleianos que, segundo o Portal Padom, teriam recebido dinheiro de propinas da Petrobrás.
Outro escândalo importante é o envolvimento de Ferreira com o falso messias Rev. Moon.
Esses escândalos provam que a denominação dele anda divorciada de Deus já há algum tempo.
A única coisa certa que Ferreira andou fazendo foi questionar a fé evangélica da então candidata presidencial socialista Marina Silva. Seguindo o exemplo dele, por que não também questionar Ferreira e suas incoerências, oportunismos e apostasias?
Se a Assembleia de Deus da Madureira quer voltar a ser uma igreja que prega e pratica a Palavra de Deus, precisa se arrepender e se divorciar de seus pecados e escândalos, que já clamam ao Céu. Precisa se arrepender de seu divórcio e recasar com Deus.
Lugar de pastor ligado a Lula, Dilma, Rev. Moon, propinas e divórcio e recasamento não é no púlpito. É no banco, para ouvir a Palavra e ser liberto.
Com informações do Portal Padom.
Leitura recomendada:

26 comentários :

Junior Melo disse...

E no apoio ao divórcio a toque de caixa , faz corrente com esta igreja apóstata o chefe da igreja de Roma, o cardeal argentino Francisco.o "papa" dos católicos,que altera claúsulas do direito caNônico desta igreja para que seus fiéis possam voltar a "comungar 'a hóstia em suas missas. No mínimo contraditório que os lideres padres e papas, não possam casar desrespeitando a Palavra de Deus que diz " “É fundamental, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só esposa, equilibrado, tenha domínio próprio, seja respeitável, hospitaleiro, capacitado para ensinar.” (1 Timóteo 3:2 King James Atualizada) e ditam regras para seus fiéis se apartarem. Jesus de fato está as portas.O Arrebatamento é iminente.! Deus abençoe a todos.

Pr. Diego Fernandes Alves disse...

Eu não sou de acordo com o divórcio, mas só para considerar, a passagem Bíblica citada de (1º Tm 3:2) não está tratando do tema proposto que sobre divórcio ok, mas sim de que o bispo não poderia aderir a poligamia que é a pratica de ter mais de uma companheira, mas sim teria que ser monógamo, isto é, que possuir uma só companheira que é expressamente o que este texto citado está tratando “É fundamental, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só esposa, equilibrado, tenha domínio próprio, seja respeitável, hospitaleiro, capacitado para ensinar.” (1 Timóteo 3:2 King James Atualizada). Os homens podem fazer o que eles quiserem, mas o que permanece é a palavra de Deus, então se alguma dada denominação dizer que está liberado matar o próximo vamos matar? Claro que não, devemos examinar as Escrituras e permanecermos nela, porque nela é que se encontra a vida eterna e não nos preceitos e doutrinas de homens, Deus abençoe a todos e que o Senhor tenha misericórdia da Sua igreja!

Fábio disse...

Infelizmente, muitos líderes evangélicos estão abrindo mão da sã doutrina e adaptando a igreja ao mundo secular. Estas igrejas estão vivendo e pregando um evangelho superficial,criando crentes sem firmeza espiritual, que são levados por qualquer novo movimento que surge.

Estão criando caminhos largos, mas esquecem que a porta que leva para o céu continua estreita e poucos são os que entram por ela.

Unknown disse...

É facil dizer que ñ é a favor do divórcio,quando ñ viveu uma situação em que o cônjuge traí deliberadamente e quando o casamento foi concebido antes da pessoa aceitar a Cristo? E este casamento estiver sob maldição?

Julio Severo disse...

Pr. Diego, a exigência de que o líder seja marido de uma só mulher inclui a poligamia, mas não exclui as outras coisas.

Julio Severo disse...

Unknown: não existe uma proibição total ao divórcio e recasamento. Mas os que optaram por isso são excluídos de cargos de liderança. Podem, porém, livremente ser membros e frequentar a igreja. É o que a Bíblai mostra.

Anônimo disse...

NINGUÉM É OBGD A VIVER UMA DESGRAÇADA AO LADO DE UMA PESSOA COMO EU FIZ


DURANTE 16 ANOS SÓ PRA SATISFAZER A IGREJA OU A FAMÍLIA E VIZINHOS E FILHOS..HJ EU SOU FELIZ AO LADO DA MH NOVA COMPANHEIRA , É UMA BENÇÃO E ME AJUDA NA OBRA DO SENHOR.....QT AO LÍDER QUE APOIOU LULA E DILMA TEM QUE SER RESPEITADA A POSIÇÃO DELE , PQ AFINAL DE CONTAS VIVEMOS EM UM PAÍS DEMOCRÁTICO.

Fabio disse...

Acho que algumas pessoas estão confundindo a questão levantada. O artigo acima diz respeito aos líderes da igreja, que são os pastores, aqueles que precisam aconselhar o seu rebanho e dar exemplo. Antes, em caso de divórcio, estes perderiam seu cargo de liderança e agora não mais. O divórcio é a ultima opção, pois cremos em um Deus que restaura e que faz o impossível acontecer. Jesus, certa vez disse que Moisés permitiu o divórcio pela dureza do corações dos homens. Hoje, esta dureza é mais acentuada. Temos visto atualmente divórcios pelos motivos mais banais possíveis e este é o problema. Ninguém mais luta pelo casamento. Acho que estão abrindo um precedente perigoso.

Anônimo disse...

Jesus sobre o divórcio.

“Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério contra aquela. E, se ela repudiar seu marido e casar com outro, comete adultério?” (Marcos 10:11-12).

Moises Pereira disse...

Infelizmente a liderança das Assembleias de Deus ..estão completamente fora da vontade de Deus..a família Ferreira todos senmexceção.deveri abdicar e sair da presidência da instituição religiosa.em SP centenas de pastores saíram do ministério pra outras igrejas devido o desvio doutrinário o abuso do poder temporal que eles tem ..a verdade não interessa o que interessa é o poder e o dinheiro. Diga se de passagem o estreito relacionamento aqui em SP com a seita Vozda Verdade.que abertamente negam a principal doutrina bíblica.a da doutrina da trindade..isso é a escancarado o engraçado disso que o pastor presidente usa ou já foi visto coma bíblia apologética aonde tem várias alertas contra esse grupo unicista que batiza somente em nome de JESUS e faz zombaria com a questão da trindade divina...com a saída do pastor Lupércio ..houve um grande declínio em todos os sentidos..pastores que se deram pela obra e estavam jubilados e ganhavam um auxílio da igreja.tiveram seus ganhos cortados ..ao contra pé disso pessoas que só se interessam por dinheiro e política ganham rios de dinheiro...pra num essas pessoas não tem a Deus porque se temessem não faziam tal coisa... Fim dos tempos... Um abraço Júlio severo conheço seu trabalho em defesa da família e do Evangelho..só Deus poderá retribuir a VC o seu esforço em prol da Santa e Infalível Palavra de Deus....

Anônimo disse...

O casamento foi feito para durar até a morte. Após a morte, segundo a Bíblia, o viúvo ou a viúva está liberado para casar novamente. Fora dessa situação, a Bíblia permite o divórcio apenas se houver adultério. Ponto. Biblicamente, não há outra razão para o divórcio, nem os citados pela tal resolução da Assembleia de Deus. Quando não há solução, o Senhor resolve o problema através da morte e prepara outro casamento para seu servo ou serva. Louvado seja Deus!


Deus abençoe a todos.

Marlos.

marcelo victor disse...

Uma desobedienciazinha hoje, outra amanha e as denominaçoes religiosas vao mostrando quem sao e que espirito as governa (as lideranças).

Os crentes legitimos, que sao membros dessas denominaçoes, no minimo, devem procurar o verdadeiro caminho, ou seja, a instituiçao religiosa que procura andar na doutrina, deixando essas lideranças falando sozinhas. Se permanecerem debaixo do julgo do diabo, estao compartilhando com o erro e terao, em si, o cumprimento da parabola dita pelo Mestre: "um cego guiando outros cegos para o abismo".

fococristao disse...

"Unknown disse...
É facil dizer que ñ é a favor do divórcio,quando ñ viveu uma situação em que o cônjuge traí deliberadamente e quando o casamento foi concebido antes da pessoa aceitar a Cristo? E este casamento estiver sob maldição?"

O casamento é válido independente da pessoa "aceitar a Cristo" ou não. E não existe "casamento sob maldição". A maldição está no adultério, na desonram do casamento.

jose san martin camina neto disse...

È o que eu chamo de caminhar para o inferno dentro de igrejas. Os Ferreira já mostraram a que vieram faz tempo: Misturar igreja com política e escarnecer da Verdade Bíblica;

Alexandre Gonçalves disse...

Em que parte da Bíblia? O texto de Timóteo é bem claro. Ele aborda a poligamia, prática frequente no mundo romano e na tradição grega. O divórcio, segundo a própria Bíblia em Deuteronômio, desfaz o vínculo matrimonial, tanto é que a própria palavra afirma que é impureza o homem ou a mulher voltar para seu ex cônjuge após o divórcio e após ele ter sido de outra (Deut. 24). Portanto, não há base bíblica para impedir que alguém que tenha se divorciado de acordo com as permissões bíblicas (adultério e abandono do lar) seja um líder na Igreja.

Mariane disse...

Um homem recasado que ambiciona o pastorado, ou não deixar o pastorado, apelará para qualquer truque teológico para provar que está qualificado. Assim agem os homossexuais que ambicionam cargos na igreja: torcem a Bíblia inteira para provar suas qualificações.

RODRIGUES SILVA disse...

CERTAMENTE AINDA E PRECISO MUITO ENTENDIMENTO SOBRE O ASSUNTO EM EPIGRAFE, CREIO QUE ESTE ASSUNTO DEVE SER VISTO DE FORMA DISTINTA E SEPARADA.... ENTENDO QUE O DIVORCIO SEM CAUSA OU POR CAUSA FUTIL, É CERTAMENTE UM PECADO DE ADULTERIO, POIS ALTERA SE O QUE FOI PROPOSTO E ACEITO NO ATO PUBLICO DO CASAMENTO, ONDE PROMESSAS FORAM FEITAS UM AO OUTRO DE CUIDAR, AMAR , ZELAR E SER FIEL ENQUANTO VIVEREM... E SE UM OU O OUTRO DESCUMPRE ESTE VOTO... COMETEU ADULTERIO... ADULTEROU (ALTEROU O ACORDO ORIGINAL) INDIFERENTE QUAL SEJA O ATO COMPOSTO, E DEVEMOS ENTENDER ISSO PRA NAO PRATICARMOS UM PECADO FACIL DE COMENTER QUE SERIA FAZER SINEDRIO E JULGAR E SENTENCIAR OUTRENS.. POIS QUANDO ENCONTRARMOS ALGUEM EM ALGUM DESLIZE.. OLHEMOS PRA NOS.. POIS SE FORMOS EMPATICOS CERTAMENTE NOS COLOCAMOS NO LUGAR DO OUTRO E ENTENDEREMOS MELHOR ESTES ASSUNTOS TAO PERTINENTE EM NOSSAS IGREJAS.

José Edis disse...

Mas uma decisão mundana (alinhada com a Igreja Católica, onde recentemente, através do seu representante maior, o Papa, autorizou o divórcio e o novo casamento), desta convenção que, através de sua liderança tem dado mostra nítida, que faz parte de uma denominação apostata, indo diametralmente contra o que ensinou Jesus e o apostolo Paulo.

Saga Oliveira disse...

Segundo Marcos 12:29, a principal, a maior doutrina bíblica é outra.

Thiago disse...

UMA VERGONHA!

Olha a apostasia chegando...

É o fim dos tempos.

Nunca pensei que veria este dia. A AD está escandalizando o Evangelho.

fococristao disse...

Alexandre Gonçalves, o Sr. Jesus mesmo disse que o divórcio só foi permitido por causa da dureza do coração humano. Ou seja, é melhor que duas pessoas se separem do que se matem. O texto de Timóteo é bem claro quanto a rigidez ao sacerdócio, que devem ser exemplares. Nisso a Igreja Católica acertou em proibir casamentos a exemplo do próprio Sr. Jesus que nunca casou, de Paulo que também não casou e de Pedro que continuou viúvo, após se tornar apóstolo.
A imoralidade sexual vai entrar cada vez mais nos sacerdotes com a liberação do divórcio. As igrejas estão cheias de mulheres querendo ser esposa de pastor. E muitos pastores aproveitarão isso.

Unknown disse...

Sem palavras tá tudo moderno demais

Severino Ferreira da Silva disse...

“É fundamental, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só esposa, equilibrado, tenha domínio próprio, seja respeitável, hospitaleiro, capacitado para ensinar.” (1 Timóteo 3:2

Amado sou Presbitero de uma igreja A. Deus do litoral do RJ..Formado em Bachareu de Teologia, Quase trina anos convertido.

Se esse fariseus chegaram a essa abominação..ha muiito tempo o Espirito Santo esta longe deles. Aconselho aos q tem a plenitude do Espirito em sua vidas fazer o que aconselha as Escrituras Sagradas..."SAI DO MEIO DELES POVO MEU'.. Pq não ha mais racionalidade em dialogo. Mas, te digo mais..vai piorar. Enquanto não vier o arrebatamento com certeza a igreja verdadeira, fiel,temente sempre existira..pq Deus não abandona os seus..não seja cumplice desses politicos gospel. compartilhe.(Servennewslove@hotmail.com)

Merivan da silva belo disse...

o casamento de um cristão não é bom que se dissolva...se acabou o amor deve-se levar em conta o companheirismo e o amor ao próximo.se realmente eu amo meu próximo eu nunca deixarei minha esposa por motivos impróprios,afinal dw contas ela é a minha próxima.

Gabi Ventura disse...

ASSIM DIZ O SENHOR JESUS EM SUA PALAVRA EU NÃO VIM PARA JULGAR O MUNDO E SIM PARA SALVAR . CADA UM



DARÁ CONTA DOS SEUS ATOS A DEUS , MUITAS DAS VEZES ACHAMOS QUE O NOSSO MODO DE PENSAR ESTA CERTO QUANDO AOS OLHOS DE DEUS NÃO ESTA , REALMENTE SÓ QUEM SABE É QUEM CONVIVE . TEMOS QUE TER CUIDADO QUANDO NÃO PODEMOS NOS COLOCAR COMO JUIZ . CADA UM DE NÓS TEMOS O DIREITO DE PENSAR DE AGIR E DE REAGIR SÓ QUEM PODE NOS CONDENAR OU ABSOLVER SEJA QUAL FOR A ATITUDE QUE TOMAMOS EM NOSSAS VIDA É O NOSSO DEUS ATRAVÉS DO SEU FILHO AMADO JESUS CRISTO. TEMOS QUE TER CUIDADO QUANDO JULGAMOS O NOSSO IRMÃO PODEMOS ESTAR ASSINANDO A NOSSA PRÓPRIA SENTENÇA E OLHA COM CERTEZA A ORAÇÃO É MUITO MUITO MELHOR QUE O JULGAMENTO FICA NA PAZ

EUZENIR disse...

👋👋👋👋👋👋👋👋👋👋👋👋Eis a razão de olhar sempre para o exemplo de Cristo e nunca para exemplos de homens