12 de agosto de 2015

Para Hermes C. Fernandes, ser gay não é uma opção


Para Hermes C. Fernandes, ser gay não é uma opção

Julio Severo
Hermes C. Fernandes, figura que no passado era desconhecida, mas começou ganhando notoriedade no tabloide sensacionalista Genizah, disse no seu artigo recente “Ser gay não é uma opção! Descobertas as razões biológicas da homossexualidade”:
“Como já tenho alardeado, homofobia é pecado. E quanto à homossexualidade, poderíamos dizer o mesmo? É pecado ser homossexual? O que diz a Bíblia acerca disso? O que dizem as últimas descobertas científicas? Sim, uma questão está intimamente ligada a outra, porque, se for comprovado cientificamente que a orientação sexual tem fatores biológicos, logo, teremos que rever o que tem sido dito acerca da homossexualidade em nossos púlpitos. Como Deus poderia condenar algo sobre o qual o indivíduo não tenha qualquer controle? Se o próprio Deus o criou nessa condição, que culpa lhe restaria?”
De fato, Hermes realmente conseguiu apresentar “comprovações científicas de que a chamada “orientação sexual” tem fatores biológicos. O que ele fez foi citar “estudos científicos de Simon LeVay, Michael Bailey, Richard Pillard, Dean Hammer, etc.
E agora que ele fez um “saneamento científico” da Bíblia, os pastores precisarão rever o que dizem acerca da homossexualidade em seus púlpitos?
E agora, Deus terá de rever Suas declarações na Bíblia que condenam a homossexualidade?
As editoras evangélicas precisarão rescrever a Bíblia para tratar a homossexualidade não como pecado, mas como “amor alternativo” ou “orientação sexual” inata e imutável?
O livreto “Respostas Diretas,” publicado por Focus on the Family em 2003, detona as fontes “científicas” de Hermes (Simon LeVay, Michael Bailey, Richard Pillard, Dean Hammer). Repostas Diretas diz:
* Vários pesquisadores encontraram erros no famoso estudo cerebral de Simon LeVay feito em 1991 que tentava encontrar diferenças entre os hipotálamos (pequena parte do cérebro) de supostos homossexuais e de heterossexuais. Um pesquisador afirmou: “Seria eufemismo dizer que esse experimento é extremamente dúbio. LeVay tenta afirmar que encontrou diferença entre o cérebro dos homossexuais e dos heterossexuais quando, na verdade, nem tem certeza se há heterossexuais nesse grupo”.
* Em 1991, o psicólogo Michael Bailey e o psiquiatra Richard Pillard tentaram demonstrar que o homossexualismo ocorre com mais frequência entre gêmeos idênticos que em gêmeos fraternos. O estudo continha erro grave: Todos os gêmeos avaliados haviam crescido juntos. Esses pesquisadores não compararam as descobertas com um grupo-controle de gêmeos criados separados. Se tivessem, descobririam outros fatores influentes, tais como ambiente familiar e relacionamento com os pais, sem mencionar o fato de que somente na metade dos casos dos gêmeos idênticos analisados ambos eram homossexuais. Portanto, se o estudo tivesse demonstrado que o homossexualismo em gêmeos era genético, ambos os gêmeos teriam de ser homossexuais em 100% dos casos.

* Em julho de 1996, cinco pesquisadores dirigidos por Dean Hammer no Instituto Nacional de Câncer publicaram um estudo que tentava ligar o homossexualismo masculino a região genética específica do cromossomo X. Todavia, o Dr. Joseph Nicolosi, diretor da Clínica de Psicologia Thomas Aquinas, comenta: “O homossexualismo é muito mais complexo que mera conduta e inclui muitas dimensões complexas, entre elas pensamentos, emoções, fantasias, atrações específicas e identidade”.
Hermes C. Fernandes se considera bispo, mesmo sem aceitar a Palavra de Deus nos termos de Deus. Ele quer o título de bispo, mas não a essência da responsabilidade de um bispo, que é zelar pela Palavra de Deus, que diz:
“Não se deite com um homem como quem se deita com uma mulher; é repugnante.” (Levítico 18:22 NVI)
“Não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus? Não vos deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem os que se entregam a práticas homossexuais de qualquer espécie, nem ladrões, nem avarentos, nem viciados em álcool ou outras drogas, nem caluniadores, nem estelionatários herdarão o Reino de Deus.” (1 Coríntios 6:9-10 King James Atualizada)
Hermes não está satisfeito com a Bíblia condenando as práticas homossexuais. Mas ele fica satisfeito e excitado toda vez que aparece um estudo “científico” que dê suporte para seus sentimentos e paixões. Ele apoiará qualquer pseudociência que lhe forneça um pretexto para abandonar o ensino claro da Palavra de Deus. E se não houver uma ciência fajuta e vagabunda para lhe dar respaldo, há sempre o último recurso dos covardes espirituais: tudo em nome do amor. Esse recurso é tão antigo quanto a própria Bíblia, que nos alerta sobre os deturpadores em nome do amor e da graça. A Bíblia diz em Judas 1:4:
Alguns homens que não temem a Deus entraram no meio da nossa gente sem serem notados. Eles torcem a mensagem a respeito da graça do nosso Deus a fim de arranjar uma desculpa para a sua vida imoral. (NTLH)
Certos homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem. (NVI)
Certos indivíduos, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se em vossa congregação com toda espécie de falsidades. Essas pessoas são ímpias e adulteraram a graça de nosso Deus em libertinagem. (King James Atualizada)
O que ocorre é que alguns indivíduos se infiltraram em nossas comunidades (as Escrituras nos advertiram que isso aconteceria). Eles têm aparência de espiritualidade, mas não passam de canalhas sem escrúpulos. O objetivo deles é substituir a graça pura do nosso Deus por pura libertinagem. (A Mensagem)
Não é à toa, pois, que Hermes seja grande admirador de Caio Fábio, o pregador da “graça” e do “amor,” o mago da Teologia da Missão Integral.
A esquerda apologética, que critica bispos e apóstolos, poupa Hermes, cuja notoriedade nasceu no meio dela. Se alguma vez o título de bispo mereceu crítica, é no caso de Hermes.
Anos atrás, eu já dizia que ele era liberal e esquerdista. O espírito da TMI transpirava em suas palavras e vômitos.

O espírito da TMI leva ao espírito da Teologia Gay. Abrir o coração para essa teologia é abrir as portas para a possessão do demônio do liberalismo teológico.
E um sinal inescapável do efeito da TMI em seus envolvidos é: cedo ou tarde eles acabam abraçando a Teologia Gay.
Minha pergunta agora é: quem da blogosfera “apologética” calvinista, que tem o vício de bater em pentecostais e neopentecostais, vai bater em Hermes?
Em 2009, denunciando o que ele chamou de “loucura gospel,” Renato Vargens apontou que havia “sete mil que não haviam dobrado os joelhos a Baal,” entre os quais ele louvou publicamente Hermes C. Fernandes, Genizah e Ariovaldo Ramos, chamando-os de “defensores da fé.”
No blog do apologeta calvinista Vargens, há centenas de citações positivas de Hermes. Quando precisou “criticar” Hermes recentemente, o apologeta teve o máximo de delicadeza possível, como se estivesse tocando na Sua Majestade Real, dizendo: “Antes de qualquer coisa gostaria de ressaltar que este texto não visa atacar o Bispo Hermes Fernandes, o qual respeito.” Vargens preferiria ter um infarto a ter de dizer que algum ensino do Hermes tem heresia ou loucura gospel. É sempre ao Hermes com carinho. No caso dos neopentecostais, é exatamente o contrário: Ele preferiria ter um infarto a ter de dizer que eles — com suas experiências de dons de cura, profecia, revelação e batismo no Espírito Santo — não estão envolvidos em heresia e loucura gospel. É sempre aos neopentecostais com explosivos.
O culto a Baal, que envolvia sacrifício de bebês — que hoje equivale à prática do aborto, defendida pela Esquerda —, era realizado por sacerdotes homossexuais. No que depender de Hermes, esses sacerdotes poderão fazer parte da igreja, tudo na “graça” e no “amor” — e também sob o selo da “ciência” que, para Hermes, é a palavra final acima da Palavra de Deus.
E agora? Quem vai denunciar que os “defensores da fé,” especialmente Hermes, são na verdade adoradores de um Baal científico que ainda não saíram do armário?
Como é que os pecadores homossexuais vão querer libertação em Jesus quando os “defensores da fé” lhes escondem o fato de que quem pratica atos homossexuais não pode entrar no Reino de Deus?
Quem vai denunciar esses “defensores da fé,” que pregam “graça” e “amor,” adoram “verdades” científicas que rejeitam o ensino da Bíblia e escondem a Verdade que cura, salva e liberta?
Se, como declarou enfaticamente Hermes, ser gay não é opção, então a Bíblia está errada e precisa ser “corrigida.” Contudo, se a homossexualidade é comportamento e pecado, a Bíblia está certa e Hermes está errado. Quem agora corrigirá o bispo Hermes C. Fernandes em seus erros?
Leitura recomendada:

10 comentários :

marcelo victor disse...

Qua! Qua! Qua!
As colunas de certas denominaçoes evangelicas estao ruindo...
Mesmo que nao admitam, tais denominaçoes nao passam de seitas que seguem o pensamento de seus lideres falaciosos.
A nova Biblia vem ai...aguardem!!!

Marcos Lopes disse...

Que diferença faria provar que a pessoa nasce com tendência ao homossexualismo?

Deus disse que é pecado, portanto é pecado, e tais pessoas continuam com o dever de lutar com suas tendências más, tal como todos temos que lutar contra a nossa tendência ao ódio, a amargura, o egoísmo, o orgulho, etc.

Mesmo que não escolha seus desejos, o homossexual escolhe o que vai fazer com eles, se vai praticar ou não.

Assim como o heterosexual pode sentir um desejo de adultério, mas escolhe conscientemente se vai praticar ou não.

Essa realidade, da responsabilidade de resistir às tendências pecaminosas, não muda em nada, seja qual for a opinião falível da Ciência.

marcelo victor disse...

Quer dizer entao que, no principio, Deus nao criou somente macho e femea, conforme Gn 1:27?

Acreditar numa terceira via, alem de ser uma blasfemia, significa dar mais uma vez, a exemplo de Eva, ouvidos ao diabo, pondo a Palavra de Deus em descredito.

Cumpre-se a Palavra, que diz: "o porco voltou ao espojadouro de lama", acompanhado de sete espiritos piores do que o primeiro.

Anônimo disse...

Esse cara sempre foi estranho. Espere Júlio, existem outros nesse meio que estão saindo dos armários espirituais. Infelizmente existem igrejas pentecostais em SP que são gays tbm.

Euclydes disse...

Olá Júlio!

Esse Hermes precisa estudar uns bons anos para começar a entender como funciona a mente inconsciente humana para, só depois, dar palpites no que hoje não entende nada.

Há mais do que comprovações - e ele pode comprovar nele mesmo, pois tem um inconsciente - que o início da homossexualidade se dá no inconsciente, em especial na fase intra-uterina, por um condicionamento cuja decisão parte do próprio indivíduo por razões estritamente pessoais e não padronizadas. Em muitos casos, não em todos, há influências malignas hereditárias que, no inconsciente, podem ser vistas e resolvidas em oração. Sim, o indivíduo vê o que o persegue e, uma vez determinado a não servir mais às trevas, pode ordenar que se afastem. E tudo isso foi conquistado por Cristo na cruz e pela sua ressurreição dos mortos. Como diz aquela canção: "Pois minha vida está nas mãos do meu Senhor, que vivo está".

Hermes que vá estudar para parar de passar vergonha, se é que tem alguma.

Anônimo disse...

Quem é ele para ordenar que a Bíblia seja mudada, que outra palavra (com leis humanas) seja pregada?? É um Zé Mané aventureiro, prontinho para acreditar na próxima estória da "ciência" falha humana. Comprovaram que a psicanálise é uma FARSA e ainda tem gente chamando de ciência. Vai vendo onde isso resultará... INFERNO.



Apostle of Christ disse...

É da natureza (decaída) humana tentar encontrar explicações e/ou justificativas para suas práticas pecaminosas que, nada mais são, frutos de uma natureza pecaminosa inata. Esta sim é não apenas genética, mas também psicológica e espiritual; pois esta é a constituição do homem: - Espírito, alma (intelecto) e corpo. E cada uma dessas partes tem uma voz própria. E voz do corpo, isto é, da carne, são seus apetites. É muita pretensão supor que a ciência, ou melhor, a chamada pseudo-ciência poderia invalidar um decreto feito por Deus. Mas esse questionamento da Palavra de Deus não é por acaso. Uma das causas; e aqui aproveito para dar um importante aviso, é a corrupção da própria Palavra de Deus, a Bíblia, através das versões modernas que são baseadas em manuscritos corruptos oriundos de Alexandria e que são a base para as bíblias católicas. Através de sutis mudanças essas versões são responsáveis por incitar dúvidas e questionamentos, levando as pessoas a comprometerem a sua fé e seus valores. Não há espaço aqui suficiente para abordar em profundidade esse tema, mas para quem entende inglês, recomendo procurar no Youtube por Gail Riplinger ou no Amazon Books pelo seu livro "New Age Bible Versions". Mas aviso que ao pesquisar por ela, também irão encontrar centenas de sites "refutando" seus ensinos. As únicas versões de Bíblia recomendáveis são a King James 1611 (não a New King James) para os de língua inglesa e a ACF - Almeida Corrigida Fiel da SBTB - Sociedade Bíblia Trinitariana do Brasil. Todas as demais são baseadas em manuscritos corruptos e na "Vulgata" de Orígenes.

Mas em relação as alegações "científicas" do "bispo", é simplesmente estúpido pensar que, uma evidência "científica" pode provar que Deus está errado.
Vamos admitir por um instante, como exercício teórico, que haja um gene "gay".
O que isso provaria? Por acaso validaria a sodomia? (É assim que a Bíblia chama.)
A tornaria legítima? Normal? Aceitável? Não seria simplesmente mais uma entre tantas anomalias que afligem a humanidade desde a queda no jardim do Éden? Há milhares de genes defeituosos em nosso código genético. Portanto a presença de um gene "gay" seria apenas mais uma anomalia, um defeito e, porque não dizer, uma doença. Mas está mais que provado que o tal gene não existe. Portanto o decreto divino, eterno e imutável de Deus prevalece e continuará prevalecendo: -"Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;" - Levítico 18:22

Ivan Simões disse...

Todos estes caras estão cheios de diabos e querem transformar a igreja com suas diabruras um verdadeiro carnaval de capetas !

Dom Rafael disse...

Hah: e eu achando que esses caras do genizah e de Caio Fabio tinham chegado ao fundo do poço! caara!... até onde eles vão descer ainda mais?! e, pior: até quantos mais vão ainda seguí-los?!!
Paz.

Dom Rafael disse...

O calvinismo leva, inevitavelmente, a uma ARROGÂNCIA "ESPIRITUAL" ao indivíduo pois, se quem é salvo jamais perde a Salvação, como eles dizem, pra quê todo o ESFORÇO em LUTAR CONTRA A NATUREZA PECAMINOSA (carne) até ao fim?! vou logo me entregar à farra e, um dia, quando Deus quiser, Ele me chama e eu sou salvo!
Cara, isso não está na Bíblia!!
Ai de mim, se for seguir esses pensamento HUMANO!!! Deus é mais!