30 de agosto de 2015

Ore por Dilma e Obama


Ore por Dilma e Obama

Julio Severo
Motivo de oração: libertação e salvação de Dilma Rousseff e Barack Obama. Ela, a maior promotora da agenda gay do Brasil. Ele, o maior promotor da agenda gay do mundo. Quem nos orienta na oração por eles? O Apóstolo Paulo, que diz:
A primeira coisa que quero que você faça é orar. Ore como souber, por todos os que você conhece.
Ore, especialmente, pelos líderes e seus governos, para que governem bem, de modo que estejamos tranquilos quanto à nossa vida simples, em contemplação humilde. É assim que o Deus Salvador quer que vivamos.
Ele quer que não somente nós, mas todos, sejam salvos e conheçam a verdade que nós aprendemos: que existe um Deus, apenas um, e um Sacerdote-Mediador entre Deus e nós — Jesus, que se ofereceu em resgate por todos os prisioneiros do pecado para libertá-los.
1 Timóteo 2:1-6 A Mensagem
Quando Paulo fez esse pedido de oração pelas autoridades, o Obama da época era Nero, o imperador sanguinário que matava cristãos.
Dilma e Obama
Se Paulo conseguia, movido pelo amor de Cristo, orar por Nero e mobilizar os cristãos de sua época a acompanhá-lo nesse esforço de oração, por que nós não conseguiríamos orar por Dilma e por Obama e mobilizar muitos outros cristãos nesse esforço cristão de oração?
Leitura recomendada:

6 comentários :

Ivan Cordeiro disse...

Olá Julio parabéns por ser um soldado incansável do Reino. Permita-me uma pequena reflexão. Parece-me que há níveis de envolvimento com as trevas cujo o arrependimento não é mais possível e consequentemente a salvação, pois apesar dela estar disponível a todos, o pré-requisito é o arrependimento que vem pela voz do Espírito Santo, que muitos conseguem calar por tanto se envolverem com as trevas. Nero, por exemplo, não se converteu. Talvez porque era necessário que um Nero existisse com a finalidade de que tudo se cumpra. Não li nas escrituras Jesus interceder a favor de Pilatos ou Herodes, pois a existência deles talvez estava contido no plano e como Ele mesmo disse ai daquele pelo qual estas coisas acontecerem. Então, orar por Dilma ou Obama somente para que haja paz (1 Tm 2:1), mas o que tiver que vir, virá e nada poderemos fazer a não ser estar próximo do nosso redentor. Digo isto somente com objetivo de não criarmos uma falsa esperança de que as coisas irão melhorar, porque não irão. O fim está próximo e as perseguições já começaram cabe a nós fazer a diferença aos que estão ao nosso redor. Um abraço

MARIA disse...

Eu não creio que Jesus tenha orado por Herodes, Pilatos... esse pessoal já tem o destino selado. Eu acho.

Thiago disse...

Eu nem acompanho mais política Julião...

Nos últimos dois anos é essa tortura chinesa, notícias negativas, tudo sempre negativo, negativo, breu, escuridão.

A desesperança reina em nossos dias. Deixa nossos corações adoentados. É a espiral da depressão. Direta ou indiretamente acaba por afetar nossa vida privada, nossa motivação.

Peço que o irmão volte a apresentar o que está dando certo no Reino de Deus irmão. Nos mostre mais o mover do Senhor, onde o Evangelho está progredindo (espiritualmente/retamente em obediência a Cristo) amado.

Bração

Izanjogavi Ganvijo disse...

Taí um detalhe que eu não havia meditado: Será que O Senhor Jesus orou por Herodes? Orar por Dilma só se for assim:
"Pai, perdoa essa mulher que não sabe o que faz!"

Élder disse...

Sei que muitos daqui podem não concordar com o que eu vou dizer agora (e podem até me criticar), mas eu vou dizer exatamente o que eu penso:

Se dependesse somente de Deus, toda a humanidade seria salva. O problema é que o homem não quer ser salvo por Deus. Falando num tom bem direto: o homem não quer obedecer a Deus (ou melhor, não quer deixar de pecar).

Por que eu digo isso? Pelo seguinte motivo: obedecer a Deus significa renunciar ao pecado. Obedecer a Deus significa ter uma vida de sacrifícios, de obrigações a cumprir, de ser luz num mundo de trevas. Quem, hoje, aceitaria deixar de viver uma vida de pecado para viver uma vida de santidade? Eu, particularmente, não conheço nenhum pecador contumaz que deseje fazer isso (principalmente no meio da nossa política suja, podre, e corrupta).

É verdade que para Deus nada é impossível. Tanto que Ele pode transformar o mais vil pecador (até mesmo o pior blasfemador ou o ímpio mais pervertido) num grande servo Dele. A própria Bíblia diz que "a oração de um justo pode muito em seus efeitos" (Tiago 5:16). O próprio Jesus disse que "para Deus tudo é possível" (Mateus 19:26).

Só que tem um detalhe: não adianta eu orar por uma determinada pessoa se ela mesma não quiser mudar (ela própria tem que tomar a iniciativa de agir nesse sentido). Se ela não quiser mudar, isso é um direito que ela tem (até porque todos são dotados de livre arbítrio). Mas uma coisa é certa: um dia, ela estará diante de Deus para ser julgada. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Se eu já preguei a Palavra de Deus para um pecador e, mesmo assim, ele não quis se converter, eu não posso ser culpado se ele for condenado ao inferno após a morte! A minha parte como cristão (que é alertar contra o pecado) eu já fiz. A própria Bíblia é bem clara ao dizer que Deus não tem o culpado por inocente (Êxodo 34:7). Portanto, quando esse mesmo pecador que ouviu a minha pregação e não quis se converter estiver diante de Deus para ser julgado, ele não vai poder dizer que não foi avisado!

Quantos servos de Deus não já pregaram para Dilma? Com certeza não foram poucos. A pergunta é: ela quer se arrepender? Ela quer renunciar à agenda demoníaca que pretende destruir a família, legalizar o aborto, casamento gay, homossexualismo, e tudo que for contra a Palavra de Deus? Enfim, ela pretende tirar o Brasil do caminho das trevas? Acho muito improvável (espero estar errado).

Quem pensa que as coisas vão melhorar estão enganados. O melhor que temos a fazer é nos preparar para a volta de Jesus!

Pastor Raimundo (Igreja do Evangelho Quadrangular) disse...

Respondendo a todos que puseram seus comentários aqui,

Volto a repetir, mais uma vez, o que eu já disse num comentário feito sobre um artigo quase semelhante a este: não seria nenhum exagero se alguém dissesse que a humanidade, em sua grande maioria (99,9%), já perdeu por completo o temor a Deus. Aliás, a própria Bíblia afirma isso com autoridade quando diz que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19).

Por mais que se pregue o evangelho para muitos pecadores (e por mais que se fale a eles sobre a necessidade de arrependimento), a verdade nua e crua é que o mundo, por já estar totalmente corrompido pelo pecado, jamais vai viver de acordo com os princípios cristãos. Em outras palavras: O MUNDO NUNCA VAI QUERER OBEDECER À PALAVRA DE DEUS! Muitos podem crer ou não, mas serão pouquíssimos os salvos no dia da volta de Jesus.

E não venha nenhum pregador dizer que tudo está em paz, e que vamos estabelecer o reino de Deus aqui na Terra (ou até que vamos ganhar o Brasil para Jesus). Podem dizer e fazer o que quiserem para tentar enganar o povo ignorante, mas a sentença que virá sobre a atual geração de todo o planeta (e também do Brasil) já foi proferida há mais de 2.000 anos atrás por homens santos que, ao contrário de muitos dos dias de hoje, temiam e serviam ao Deus da Bíblia. Podem inventar mil e uma teorias (ou até mesmo fazer mil e uma pregações), mas isto não vai mudar o futuro (e nem tampouco fazer com que Deus mude Seus planos). O que Deus determinou na Sua Palavra nunca voltará atrás. O próprio Deus não deixa nenhuma dúvida quanto a isso:

"Assim será a palavra que sair da Minha boca: ela não voltará vazia para Mim; antes fará o que Me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei" (Isaías 55:11)

Ao invés de ser pregada a verdade sobre a justiça de Deus, muitos pregadores preferem falar o que todos querem ouvir. Preferem a popularidade dos homens (e não o compromisso com o Reino de Deus). Preferem agradar ao mundo (ao invés de agradar a Deus). Enfim, preferem estar nas trevas (quando deveriam ser luz). Mal sabem eles que o fim de toda esta maldade virá em breve, como garantiu o profeta Malaquias:

"Pois eis que vem o dia, e arde como fornalha. Todos os soberbos e todos os perversos serão como a palha. O dia que vem os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de modo que não lhes deixará nem raiz e nem ramo" (Malaquias 4:1)

De uma coisa eu tenho certeza: um dia, Jesus virá para julgar a tudo (e a todos). Ele próprio confirma isso na Sua Palavra:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e para que entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Finalizo minha mensagem com este alerta do apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

P.S: Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade