11 de julho de 2015

Rússia: Igreja e Estado Assinam Acordo para Impedir Aborto


Rússia: Igreja e Estado Assinam Acordo para Impedir Aborto

Comentário de Julio Severo: Este texto me foi enviado pela esposa de Christopher Smith, deputado federal dos EUA que há mais de duas décadas luta incansavelmente contra a agenda do aborto. Smith é católico. Tive o prazer de me encontrar com ele duas vezes.
Ativistas pró-vida na Rússia
O Ministério da Saúde da Rússia assinou um acordo com a Igreja Ortodoxa Russa que inclui a prevenção ao aborto e a prestação de assistência paliativa. O acordo, assinado pela ministra da Saúde Veronika Skvortsova e pelo patriarca Cirilo, o líder da Igreja Ortodoxa Russa, foi publicado no site do Departamento sinodal do Serviço Social e Caridade da Igreja Ortodoxa Russa.
O artigo 9 do acordo de 21 artigos estabelece cooperação “sobre a proteção da saúde maternal e infantil, inclusive saúde reprodutiva, promoção de valores da família e prevenção ao aborto.” O acordo inclui as ações conjuntas com instituições médicas para “criar centros de assistência a grávidas com problemas nos hospitais com a participação de psicólogos e representantes de organizações religiosas da Igreja Ortodoxa Russa”; “a participação de representantes de organizações da Igreja Ortodoxa Russa no aconselhamento de mulheres que estão planejando abortar, em instituições médicas”; e para o fornecimento de espaço para “postar informações de organizações religiosas da Igreja Ortodoxa Russa nos stands de instituições médicas.”
Além disso, as duas partes também empreenderão “esforços conjuntos para fornecer assistência e apoio para mulheres grávidas cujo diagnóstico pré-natal indica má-formação do feto, bem como mães que dão a luz a uma criança com deficiências de desenvolvimento.”
Sob o Artigo 5, a Igreja Ortodoxa cooperará com o Ministério da Saúde na preparação de profissionais de saúde fornecendo instrução de formação sobre as bases espirituais das atividades médicas e facilitando a interação das organizações médicas com as organizações da Igreja Ortodoxa Russa.
Traduzido por Julio Severo do original em inglês: Parliamentary Network for Critical Issues, Newsletter Volume 9, No 6
Leitura recomendada:

12 comentários :

Thiago disse...

ALELUIA!

DEUS SEJA LOUVADO!

Jefferson Nascimento disse...

A ISSO SE TRATA O PODER DA CRUZ E DO SANGUE DE CRISTO; CAUSA E EFEITO; IGREJA PERSEGUIDA, IGREJA AVIVADA...

Jefferson Nascimento disse...

MAS UMA VEZ AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERAM CONTRA A IGREJA DO SENHOR JESUS CRISTO,

Diac. Pedro Gelinski disse...

Cumprindo-se as palavras de Nossa Senhora Mãe de Jesus, em 1917: A Rússia voltaria ao Evangelho.
Foram 200 MIL padres e freiras mortos, e quase 2 MILHÕES de presos ou mortos simplesmente por serem cristãos.
A Rússia voltar a trabalhar com a Igreja, prà quem como eu, com mais de 50 anos, é um SINAL incrível do poder de Deus, que Ele está no controle. Há apenas algumas décadas tal país era exportador da Abominação da Desolação. Eu comparo isso a outros três sinais profeticos, descritos na Bíblia e relembrados com pormenores por vários profetas nesses 2000 mil anos de cristianismo: o ressurgimento de Israel, a legalização do aborto e o casamento homossexual.
Estamos nos últimos dias. Aleluia.

Apostle of Christ disse...

Se tão somente a Rússia e, principalmente, a Igreja Ortodoxa mudasse sua postura em relação a Israel, certamente Deus abençoaria este país grandemente. Embora esta aliança entre o governo russo e a igreja ortodoxa promova todos esses valores pró-vida, o país ainda vive graves problemas sociais, especialmente a corrupção e o crime organizado. E, assim como o Brasil, a solução para tais problemas não virá da política, governo ou de revoluções; mas unicamente de uma intervenção de Deus. "E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra." - 2 Crônicas 7:14 (ACF)

Apostle of Christ disse...

Duas coisas que também fariam bem à Rússia, além de mudar sua postura anti-Israel, seria a Igreja Ortodoxa manter-se bem longe de Roma (Vaticano), continuando separada deste. Outra se o Presidente Putin que, a despeito de suas boas ações no campo moral, viesse a converter-se a Jesus Cristo.

Anônimo disse...

A Russia zelando pela familia,os USA promovendo sodomia,que as bençaos de Deus cubra a Russia.Silvia (vejam o que foi feito com o movimento pro-familia do IPCO na cidade de Jundiai pelos homossexuais,policia pra eles nada a se fosse um cristao estaria respondendo a processo por homofobia)

Marcelo disse...

Nao sei qual o papel da Russia em tudo isso, mas o fato é que o COMUNISMO (que estava MORTO) reviveu e està em franca expansao, constituindo-se, possivelmente, na ideologia que aglutinarà, em aliança, as dez naçoes mais poderosas do planeta.

Quando isso ocorrer, salvo erro, formar-se-à o ultimo Imperio visto por Daniel, representado pelos dedos da estatua.

Com relaçao ao COMUNISMO, para "apimentar" o debate, indico o seguinte texto: http://heresiascatolicas.blogspot.it/search?updated-max=2015-07-03T05:59:00-07:00&max-results=9&start=3&by-date=false

Julio Severo disse...

Marcelo, Obama e os EUA são hoje os maiores promotores do marxismo cultural. Veja: http://juliosevero.blogspot.com/2014/11/obama-usando-experiencia-marxista-para.html

Está tão difícil assim enxergar isso?

Julio Severo disse...

Marcelo, não sei o que vc enxerga por comunismo. Se a ditadura sem liberdade cristã que existe na Coreia do Norte ou mesmo na China, isso não existe na Rússia. O Brasil tem hoje uma carga de impostos de 40. Os EUA quase igual a isso. A Rússia, sob Putin, tem um imposto único de 13 por cento. O Brasil e os EUA nem sonham em ter uma carga de impostos tão baixas. E vc diz que Putin é comunista?

Daniela disse...

O modelo de Estado centralizador e intocável na Rússia segue o modelo dos antigos Estados católicos. Era exatamente assim. Sempre foi assim nos países católicos.

Marcelo disse...

Caro Julio,
Salvo erro, o Imperio Comunista da historia foi exatamente a URSS, o qual ruiu, de sorte que restou a Russia e seus paises perifericos (entre eles a China). Se nao me engano, um dos dogmas dessa ideologia è exatamente o ateismo, defendido na URSS com unhas e dentes (provocando milhoes de mortes).

Com o colapso da URSS algumas coisas parecem ter mudado naquelas terras, pois, do ponto de vista economico, houve significativa abertura. Do ponto de vista religioso, me parece que tambem estamos assistindo uma guinada de 180 graus na naçao russa.

Jà, do ponto de vista politico, me perece que nao houve qualquer alteraçao, pois o Estado Russo permanece centralizador e intocavel, independentemente de ser mais justo ou nao que as naçoes capitalistas.

Porem essa relativa tranquilidade russa, profeticamente, me parece estar com os dias contados, pois, como diz a Palavra, haverà um controle economico-financeiro mundial (a marca da besta), que serà devidamente usado contra as naçoes que nao estiverem no rol da eleitas da besta.

Assim sendo, os que nao rezarem a cartilha da sodomia, da pedofilia e do abortismo serao afetados nas demais esferas de poder, exatamente como creio que ocorrerà com o Vaticano.