1 de maio de 2015

Oito homens executados na Indonésia louvam a Deus em seu último suspiro


Oito homens executados na Indonésia louvam a Deus em seu último suspiro

Jessilyn Justice
Comentário de Julio Severo: Foram oito os homens que foram fuzilados por tráfico de drogas na Indonésia recentemente. Mas, ao contrário do que disse a reportagem da revista Charisma, que traduzi e disponibilizo abaixo, apenas um desses oitos não quis louvar — o traficante brasileiro —, conforme a Folha de São Paulo, que acrescentou que as últimas palavras dele antes da execução foram: “Pagar com a vida é demais.”
Mal sabia esse brasileiro que todos os que nascem neste mundo já estão condenados à morte — morte eterna no inferno eterno.
As últimas palavras de todos os outros foram louvores a Deus.
Eles caminharam para o fuzilamento contentes, não porque haviam sido traficantes, mas porque aceitaram Jesus e estavam conscientes de que iriam encontrá-lo. O brasileiro morreu descontente. Pelo menos os outros sete aproveitaram seu tempo de prisão para buscar a Deus, enquanto muitos que estão fora das prisões não se preocupam com seu destino eterno.
Para ouvir os hinos que os presos cantaram, clique
Bless the Lord O My Soul: https://youtu.be/Pt5VnHYc-4k
Quanto aos que protestaram contra a morte deles, penso que esses protestos deveriam ser direcionados contra as selvagerias dos muçulmanos contra os cristãos que são mortos sob torturas e sem serem traficantes. Os traficantes executados na Indonésia não passaram por nenhuma tortura. Pelo contrário, foram rapidamente executados.
Eis agora a reportagem da Charisma:
Oito homens executados na Indonésia estavam cantando ao Senhor enquanto marchavam para sua morte.
Protestos contra a morte dos contrabandistas de drogas que se converteram ao Cristianismo na prisão
“Eles estavam louvando seu Deus,” a pastora Karina de Vega disse ao jornal Sydney Morning Herald. “Foi de tirar o fôlego. Esta foi a primeira vez que testemunhei alguém tão emocionado para se encontrar com seu Deus.”
Mas esses homens não eram mártires.
Pelo contrário, relatórios dizem que os sete estrangeiros e um indonésio foram condenados por tráfico de drogas.
Embora uma mulher fosse poupada, essas execuções estão causando indignação internacional, atraindo a atenção para a conversão dos presos.
Um dos executados, Andrew Chan, dirigia estudos da Bíblia e se tornou um pastor ordenado enquanto estava na prisão, de acordo com o jornal Los Angeles Times. Chan foi condenado como contrabandista de drogas e um dos Nove de Bali.
Outro condenado, Okwudili Ayotanze, era um cantor gospel nigeriano que costumava cantar para os guardas da prisão.
“Os crimes deles foram há muito tempo, seus corações e mentes foram mudados para sempre por seus crimes, seus julgamentos, o sofrimento que eles causaram aos seus amados,” Axl Rose, da banda Guns ‘N Roses, escreveu numa carta aberta ao presidente da Indonésia.
Rose frisou a necessidade de considerar a conversão e como presos como Chan deveriam ser poupados depois de entregar radicalmente suas vidas a Jesus.
“Matar esses homens sob essas condições de sua mudança profunda e comprovada para melhor parece selvageria, retrocesso e um ato verdadeiramente vergonhoso de orgulho, ego, medo e preconceito, preconceito contra seu próprio sistema e as almas de todos os que cometeram o que foi considerado crime desde um dia se corrigir e ter a oportunidade de acertar tudo pelo modo que vivem suas vidas e não pelo modo como foram executados de maneira brutal e indiferente.”
Mas os presos não guardaram nenhum ódio de seus captores e executores.
As palavras do hino Amazing Grace e a oração do Pai nosso reverberaram em todos os condenados enquanto marchavam para sua morte.
“Eles também cantaram Bless the Lord O My Soul antes do hino ser cortado pelo estrépito de tiros,” de acordo com o jornal Sydney Morning Herald.
Traduzido por Julio Severo do artigo da revista Charisma: Eight Men Executed in Indonesia Praise God With Dying Breaths
Leitura recomendada:

22 comentários :

Marcelo disse...

Eu prefiro ficar com o canto de vitoria dos pais de muitas vitimas desses criminosos bárbaros, que entregam, diariamente, seus corpos, mentes e coração ao diabo, para destruir vidas alheias, em troca de dinheiro SUJO, manchado de sangue e de muito sofrimento.

Quando saem para condenar crianças e adolescentes à morte, eu imagino qual seja a musica que eles cantam: musicas que falam de delirio psicótico, de viagens astrais, de sexo, de desgraça, de orgia, de perversão, de desmoralização das autoridades...as mesmas que tocam nas nossa rádios livremente, induzindo pessoas ao crime e empurrando-as para o abismo (principalmente os jovens).

Essas pessoas, por livre e espontânea vontade, tornam-se instrumentos do diabo, manifestando os sentimentos macabros de seus corações, os quais os levam a ignorar o fato de que estão condenando, à morte, milhões de pessoas inocentes.

Um sentimento tao tenebroso que os torna capazes de arriscar a própria vida, desafiando as leis, autoridades, probabilidade, etc...

Na hora da pena, em que eles, com justiça, pagam pelo atentado contra as vidas alheias, normalmente aparecem religiosos da nova era, como FHC, Xuxa e outros figurões, mostrando, publicamente, toda a solidariedade hipócrita que possuem em seus corações.

Um abismo chama outro abismo e assim vai...todos para o fogo eterno. Que isso sirva de exemplo para alguns muitos, pois, naquele dia, não tem torcida organizada, posição social, interesse politico, opinião publica, etc...lá o bicho não morre e o fogo nuca se apaga.


Anônimo disse...

Portanto, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Romanos 8.1 Cezanildo Barreto.

Alex disse...

Segundo o padre, ele preferiu a oração em silêncio.... Só Deus para saber.

Marcelo disse...

Esse acontecimento me fez lembrar do ladrão da cruz, ao qual o próprio Filho de Deus disse que estaria com ele naquele Dia (dia da volta de Jesus).

Ele, o ladrão da cruz, confessou, com seus próprios lábios, quem era Jesus Cristo, mostrando a sua conversão publicamente e cumprindo, então, aquele versículo que diz: "Se, com tua boca, confessares que Jesus é Senhor, e creres em teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo! Porque com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação".

Por isso, meu velho, se você tem boca e coração, não se iluda, acreditando que, quando chegar a sua ultima hora, Deus vai ter dó de você e lhe salvar, mesmo vivendo uma vida inteira de pecado, como fez esse criminoso. Cuidado, pois cada caso é um caso!!!

Talvez, uma das coisas mais importantes desse tipo de acontecimento, alem da JUSTIçA, seja a oportunidade de serem manifestos, publicamente, os pensamentos dos corações de cada um de nós.

Thiago disse...

Marcelo, te saúdo pois já te considero por tantos anos aqui no blog.

Em relação ao que você comentou do Olavo, amigo, eu busco ignorar os defeitos e valorizar o que há de bom.

Eu sempre fico atento a tudo que você escreve, sim, pois você é uma pessoa bem antenada, conhecedor de política, das Escrituras e Profecias.

Se o arrependimento foi sincero, se a fé foi genuína, Deus é Misericordioso, é o Senhor quem decide.

Amazing Grace
Shirley Caesar
www.youtube.com/watch?v=GXzUYktE5uw

Marcelo disse...

Deus te abençoe, caro Thiago!!! Estou aberto às criticas, meu velho.

De fato, só Deus conhece os corações...alem disso, o céu não me pertence (ainda bem, pois eu sou mal).

Estou fazendo de tudo pra agradar a Deus e, assim, entrar lá, mas...sei que somente a misericórdia de Deus pode salvar alguém.

Prossigamos nossa jornada, procurando nos desviarmos do mal...e isso inclui não fazer o mal aos nossos semelhantes, coisa que não passou pela mente dessa pobre alma. Mas, como Deus é justo, recebeu o premio pela sua atitude maligna, que serve de exemplo para muitos.

Quanto ao Olavo de Carvalho, eu também tenho procurado o que é bom em cada pessoa, pois cada qual possui um dom recebido de Deus. Mas confesso que fiquei decepcionado com ele, quando ele disse que o regime militar o censurou.

Fico me perguntando: o que esse sujeito escreveu para que fosse censurado? Logo ele que se diz nacionalista, de direita, conservador, etc...o que faria os militares o censurarem?

Thiago disse...

Marcelo meu amigo,

Pelo que eu li "assim por cima", o Olavo era de esquerda até os anos 80 (ou 70?). Quando, depois, ele se propôs a ler obras de críticos do comunismo, entrou em processo de "metanoia", arrependimento. Foi crescendo em conhecimento e sabedoria no campo do conservadorismo durante sua passagem nas redações dos jornais onde trabalhou; e por ser um "autodidata" singular, produziu obras e análises "proféticas" sobre o que sucederia ao nosso panorama político, intelectual e moral. A medida que ficava mais afiado, e suas críticas à intelectualidade mais ásperas, a panelinha comuna das redações o excluía.

É isso.

Meu irmão em Cristo, um abraço, tava sentindo tua falta aqui no blog.

Marcelo disse...

Ainda em relação ao tema, olhem a nossa realidade, meus amigos:
https://www.youtube.com/watch?v=JddP5krkfOY

Mediante a toda essa sujeira e as palavras de Olavo de Carvalho, a respeito de si próprio, eu pergunto: dá para acreditar em alguém neste pais?

Thiago disse...

Marcelo, aqui é só uma passagem.

Quanto mais estudo, quanto mais vejo as obras do ser humano, mais me apego com Deus. Vale à pena congregar, orar, ler o Evangelho... Jesus é a Nossa Rocha. Os tempos são tempestuosos, a sociedade de massa contemporânea é como um tornado de iniquidade. Temos que nos separar, chega de mundanismo, já deu , acabou; que venha o fim.

Thiago disse...

Todo crente deveria observar o exemplo dos Amish.

Assim como Ló e sua família tiveram de deixar Sodoma às pressas, nós também deveríamos refletir: Este mundo contemporâneo não esta parecendo uma Grande Sodoma e Gomorra? Estaremos no último estágio de degradação moral? Estamos em um edifício que irá se auto-implodir? É tempo de escapar ou é tempo de se exortar os moradores das tal cidade? Fica a pergunta no ar...

Marcelo disse...

Pois é, todos nós sabemos disso, mas este blog tem cumprido seu objetivo (penso eu) de informar o publico sobre a VERDADE dos fatos...e, mesmo sabendo do cumprimento das profecias, deve continuar fazendo isso (ou não?).

Ainda com relação ao professor Olavo de Carvalho, quando o vejo iniciar seu programa, na internet, fazendo uma prece a determinada idolatria (ele é livre pra adorar quem ele quiser) e depois sair falando PALAVROES terríveis, eu fico imaginando qual é o espirito que o guia...outrossim, se ele era comunista e deixou de ser, isso significa que, amanhã ou depois, ele pode voltar a sê-lo, sob um pretexto qualquer (inclusive para continuar sendo manchete). Não duvido de mais nada!!!

Com relação ao vídeo que indiquei, que mostra um possível envolvimento de Aécio Neves com o trafico, eu só queria acrescentar o seguinte: as coisas funcionam como um quebra-cabeças, de tal sorte que tudo vai de encaixando.

Aos poucos vamos entendendo porque que o FHC e sua turma são defensores da liberação das drogas, contra a redução da maioridade penal, a favor do desarmamento, etc...

Podemos aguardar, vem bomba por ai contra os cristãos...pois quem ama a Cristo não pode compartilhar com essa sujeira diabólica.

Thiago disse...

PSDB não é direita.

Direita, só na cabeça de PTista e PSOLista. Toda sua ideologia é SOCIALISTA-democrata. É liberal-social (liberal em relação a costumes). Nós crentes, não temos nada a ver com eles.

Thiago disse...

Marcelo.... quando me referi ao exemplo de Ló, quis dizer que precisamos levar mais à serio nossa vida com Deus, se afastar da cultura mundana, se dedicar mais no núcleo familiar e na comunidade da igreja... matar o mundanismo e a carnalidade dentro de nós mesmos.

Marcelo disse...

Eu sei disso, meu velho, mas tenho por mim, como já disse em outro comentário, que fora da GRAçA do Filho de Deus tudo, exatamente tudo, é religião.

Tudo é artimanha do diabo para afastar o homem de Deus, ou seja, forma de adoração a alguma coisa: a si próprio, ao dinheiro, ao poder, culto à personalidade, a um ídolo, etc. Pensa que eu perco tempo assistindo futebol ou novela? Nem TV tenho em casa, meu velho.

O bom deste e de outros blogs da mesma linha é que, aos poucos, todos vão assistindo os castelos, construídos sobre areia, ruírem, seja por compactuar com coisas inaceitáveis para a Palavra de Deus ou por envolvimento de seus lideres em corrupção de toda natureza (alguns até justificando na própria Palavra seus erros absurdos).

Eu morro de rir com tudo isso, pois como está dito em Daniel, todos esses reinos serão destruídos e só restará o Reino de Deus (não aqui nesta terra, como muitos acham...a igreja de Cristo será perseguida e morta).

Creio que acontecerá com a igreja exatamente como ocorreu com Cristo, ou seja, quando o inferno achou que tinha vencido, aí, então, veio a grande vitoria d'Ele sobre todo o mal.

Não espero nada deste mundo, absolutamente nada, e nem ponho minha confiança em ninguém, pois tudo é vaidade, meu velho. Como este blog, faço a minha parte, falando aquilo que Deus poe em meu coração.

Deus te abençoe!!!

Thiago disse...

Marcelo, como eu te considero pá-cá, escrevi este texto.

Quando leio seus comentários, me imagino diante de um espelho. Nossas visões de mundo são "quase" gêmeas. Imagino um mundo onde o joio é atraído pelo governo mundano (mundanismo, valores mundanos, Besta, etc) e o trigo é atraído pela Palavra de Deus - isso tudo, é claro, em um contexto atribulado. Não me refiro a denominação, acredito que isto acontecerá em todo mundo cristão. Pergunta: Quem não se moldar nos moldes do mundo será morto? Resposta: Não sei dizer dizer, mas há esta possibilidade.Pergunta: O arrebatamento virá antes ou durante a tribulação? Resposta: Não faço a mínima ideia.

Meu irmão Marcelo, fico feliz por você morar em um lar sem "mundanismo". Não sei qual é a situação e o contexto do seu núcleo familiar, mas saiba que um lar sem "mundanismo" é praticamente um milagre, um ponto fora da curva no mundo contemporâneo. Há contextos e contextos, situações e situações, casos e casos. Nosso Deus de Misericórdia tem um olhar de Compaixão, pois Ele sim, sabe o que passa cada um, cada família.

O ser humano tem virtudes e falhas, seu lado altruísta e seu lado egoísta, o lado orgulhoso e o humilde. Uns combatem os traços negativos, e outros o estimulam. Uns cultivam virtudes outros a desprezam. Somos seres pecadores, somos incompletos, cheios de falhas; congênitas, morais e espirituais. O que muda de um servo do Senhor para um homem comum é a vontade de agradar a Deus, de cultivar frutos que O agrade. Mas nosso mundo moderno combate dia e noite o Povo de Deus nesta jornada à santidade. Perfeito e Santo, somente o Senhor Deus. Maravilhoso Deus! Mutas coisas o inimigo de nossas almas têm usado para nos cegar, retirar o nosso foco. Infelizmente, as igrejas e lideranças não têm conseguido barrar o mundanismo, e o foco deixou de ser as coisas de Deus, as coisas espirituais, para ser a nós mesmos, nossas necessidades e vontades. E em alguns casos, o foco está em se tornar tão iníquo quanto o mundo secular (liberalismo teológico).

CONTINUA...

Thiago disse...

CONTINUAÇÃO 2

As Igrejas, suas histórias, seus pontos de falhas e controvérsias não são e nem devem ser o fundamento da nossa fé Cristã, ou a fundamentação da nossa descrença e incredulidade. A História Eclesiástica desta "organização terrena" que é ao mesmo tempo espiritual, que é feita por homens, homens de carne e osso, limitados no tempo, no espaço e no contexto de sua época. Desprezar esta característica, este limite imposto pela contingência do possível, do humano, da criatura, é esquecer-se de quem somos, de onde viemos, dos defeitos e limitações que (sabemos) existem em nós mesmos. É necessária a aplicação de um olhar de misericórdia para o contexto do próximo, do outro.

Se somos falhos e limitados, estas limitações e falhas refletirão na estrutura eclesiástica e em interpretações teológicas "antiquadas". A nossa medida é A Palavra Perfeita e Santa do Senhor Deus; é nela que devemos buscar o padrão para nossas vidas. Mas nem por isso, devemos desprezar os que, por limitações pontuais, não a aplicam de forma plena, ou seja, com fermento de doutrina de homens

Os erros e falhas na estrutura, organização e interpretação teológica nas igrejas é o reflexo de nossa condição imperfeita. É claro que o Senhor Deus nos corrige, nos ensina, nos exorta e se formos humilde o suficiente, Ele nos transforma, pois isso tudo é um processo. Nós nunca atingiremos a perfeição através de nossos esforços, muito menos através das obras (é a minha obrigação produzir bons frutos, não é mérito), mas nossa redenção vem pela Graça de Deus, pela Fé em Cristo, Jesus Filho do Deus Vivo. Ele pagou o preço, foi crucificado por você, por mim. Só Ele é Perfeito. A nossa obrigação é: APESAR de nossas falhas... nos prostramos aos pés d'Ele, crendo em sua Palavra, nos esforçando e humildemente e adequando às suas orientações e mandamentos.

Ou seja, a caminhada é longa, árdua, trabalhosa, mas haverá uma recompensa no porvir. Mesmo com todos os defeitos desses homens (pregadores), A Palavra só chegou aos nossos ouvidos através da pregações desses falhos e imperfeitos servos do Senhor. Claro que A Palavra deve falar mais alto do que eles em nossos corações. A liderança que estiver equivocada tem a obrigação de se adequar a vontade do Criador. Todas as lideranças devem, nesses tempos calamitosos (apocalípticos) voltar-se às origens, à santidade, exortar o rebanho para andar este caminho de santidade, de entrega, de cruz. A Porta é estreita pastores! Exortem e alertem sobre o pecado, vocês serão cobrados. O Senhor Jesus está às Portas. Lembrem das Virgens Prudentes, mantenham, a comunhão, a santidade, busquem a Presença de Deus, do Espírito Santo do Senhor.





Thiago disse...

CONTINUAÇÃO 3

Considerações...

Quando abordei a questão do "mundanismo", não me referia ao seu caso específico . Falava no contexto geral da cristandade, até mesmo em relação ao meu caso em particular, pois não convivo em um ramo tão "dogmático" ou mesmo "doutrinário" em relação a "usos e costumes". Engraçado, quando aceitei ao Senhor Jesus, achava um exagero o conservadorismo com relação aos "usos e costumes" de igrejas como a Assembléia de Deus (Min. Belém), ou como a Congregação Cristã do Brasil, ou mesmo a Deus é Amor. Com o passar dos anos me aprofundando nos estudos e num compromisso espiritual maior, por mais incrível que pareça, hoje admiro e concordo com todo esse rigor. Eles estavam certo, os que buscavam se adequar a tudo que é modismo, errado. O mundo apodreceu Irmão Marcelo, temos que nos separar, e isso é necessário, urgente, urgentíssimo. Não há mais volta, digamos que o mundo está em uma "espiral" da maldade, da bestialidade, da monstruosidade. Não tem mais volta. Foi à perdição.

Quem aí não quer ser salvo?

Quem não quer ser arrebatado?

Quem quer passar a eternidade no inferno?

Quanto mais compartilhamos e cultivamos valores mundanos no meio Cristão, mais nos afastamos das coisas de Deus, e passamos a nos alimentar da iniquidade que corrompe o mundo secular. Quanto mais compartilhamos valores com o mundo secular, mais colocamos em risco nossa comunhão, e por conseqüência, colocamos também a nossa salvação em perigo.

Eu falo com experiência própria, antes de apostatar pela primeira vez eu perdi o compromisso com a comunhão, com a igreja, com a Palavra, e aos poucos, com o passar do tempo, firmei um compromisso com os valores do mundo... e o resultado qual foi? Resposta: ANOS DE ATEÍSMO E ÓDIO AO EVANGELHO. Pergunta: E se eu tivesse morrido durante esse período, qual seria o destino da minha alma?

Flavio Jm disse...

Thiago, meu amigo, esse teu texto de três partes é fantástico. Lembra uma exortação apostólica pela humildade, franqueza e afeto nas palavras. Eu concordo em cada linha.
A tua humildade é exemplar, pois apesar de saber da necessidade de se separar do mundanismo, não te vejo atacando pessoas. Porque na verdade não podemos criar barreiras para os pecadores, pois estes são carentes da sabedoria de Deus, e pessoas como você meu amigo, são os que podem testemunhar o evangelho aos iníquos, ser o sal da terra. Devemos é denunciar e repreender os pecados e mostrar como seus frutos são podres e levam a danação eterna.
E obrigado por compartilhar conosco essas palavras, Deus é contigo, com toda certeza.

Thiago disse...

Flávio, brigado por responder.

Sabe o que é amigo! ? Tá dando aflição de ver a avalanche de iniquidade na vida dos cristãos "praticantes". Muito cuidado com essa geração que nasceu nos anos 2000. Estão tão hipnotizados por redes sociais, Hollywood, indústria musical, tv, games violentos, pornografia banalizada (e de todo tipo), "doutrinação" ( lavagem cerebral) libertária e ateísta nas escolas, violência generalizada na juventude. Nem a proteção da Igreja e de famílias cristãs conservadoras está conseguindo barrar a histeria coletiva (ou possessões coletivas?).

Irmão Flávio, brigado pela atenção de responder. Só estou expressando a aflição de pais, pastores (padres) e membros mais antigos de comunidades cristãs. Nem no meu pior pesadelo poderia imaginar o mundo desta maneira. É pura barbárie. Coisas que você só via entre os perdidos acontecendo em número alarmante dentro das Igrejas.

Marcelo disse...

Caro Thiago,
Agradeço imensamente suas palavras sinceras, vindas de alguém que está buscando agradar a Deus e tem compaixão dos demais.

Eu também tenho, mas, alem de não me conformar com a injustiça, creio que a VERDADE tem de ser dita...e a VERDADE diz que as ovelhas do Senhor ouvem a Sua voz e O seguem, ou seja, andam na doutrina apostólica e defendem, com a própria vida, se necessário, a Palavra de Deus. Quem não ouve a Sua voz, não é das Suas ovelhas.

Não tem para onde correr, meu velho, quem desejar agradar o mundo, tornar-se-a INIMIGO de Deus, até porque de uma fonte não pode jorrar dois tipos de águas. Você entendeu o que a Palavra diz?

Assim sendo, se uma instituição, que se diz crista, faz acordo com o diabo, para agradar meia duzia de fieis, ou um terceiro (governo, politica, sociedade secreta, etc.), simplesmente tal instituição não pertence a Deus...e quem faz parte dela, está se associando a ela e irá pelo mesmo caminho dela.

A verdade doí, mas é para o bem das almas, para compungir os corações e salvar os eleitos , segundo a fé.

Se o teu pensamento é que os cristãos devem passar a mão na cabecinha dos filhos do diabo, não conte comigo.

Thiago disse...

Irmão Marcelo (não sei se você me considera um cristão, mas eu te considero),

As vezes me engano com situações e pessoas. Achava que tínhamos pensamentos parecidos, mas vejo, pela sua resposta que não temos.

Eu não quero que ninguém deva "passar mão na cabeça dos filhos do diabo", expressão sua Marcelo. Não vim aqui defender o pecado, mas sim exortar com amor o pecador e buscar um diálogo com outros cristãos sem ofensas.

Ainda desejo a sua amizade, mas se de alguma forma o que exponho entra em conflito com suas ideias e concepção "teológica", então esqueça o que expus e fique na Paz do Senhor Jesus.

Não quis incomodá-lo, minha vontade era somente te saudar e "trocar uma idéia".

Eliel disse...

"PSDB não é direita"

Thiago, é como eu já disse várias vezes em alguns artigos (e que eu, mais uma vez, volto a repetir): que ninguém se engane com o PSDB. É um partido que diz ser oposição ao PT, mas, quando está no poder, age tal e qual o PT (ou pior)! E nem poderia ser diferente, até porque PT e PSDB são partidos esquerdistas. Em outras palavras: mudam apenas as "embalagens" (as siglas partidárias), mas o "conteúdo" (o programa de governo) é exatamente igual. Só não enxerga e não aceita isso quem não quer!

Talvez as possíveis diferenças entre PT e PSDB sejam na política econômica (o PT quer o Estado controlando tudo, enquanto o PSDB defende o liberalismo econômico e a intervenção mínima do Estado em certas áreas), e também no "modus operandi" de cada um: o PT é a chamada "esquerda radical", que quer passar por cima de tudo e todos para atingir seus objetivos. Como seus próprios militantes fazem questão de dizer com todas as letras, "os fins justificam os meios". Essa postura do PT lembra o que o rei francês Luís XIV disse certa vez: "L'État c'est moi" ("O Estado sou eu"). O que o PT deseja é ter o poder absoluto a todo e qualquer custo (para dominar e controlar tudo e todos). É óbvio que o PT é o carro–chefe desse "radicalismo esquerdista", mas existem outros partidos que têm a mesma natureza do PT (ou até pior): PC do B, PSTU, PCO, PSB, PV, PSOL, enfim, o PT e esses outros partidos "radicais" querem transformar o Brasil num país socialista.

Já o PSDB é uma esquerda mais "light", mais moderada, reconhece o papel das instituições, aceita dialogar, é favorável ao liberalismo econômico, enfim, é uma esquerda com algumas posturas consideradas "direitistas", e, teoricamente (veja bem: TEORICAMENTE), é uma esquerda mais "fácil" de ser domada (há quem diga que o PSDB é a "direita" da esquerda).

Não quero dizer, com isso, que o PSDB é melhor que o PT. Não é (e nunca foi). Tanto que vimos o desastre que foi o governo de Fernando Henrique Cardoso (na verdade, uma "prévia" do governo de Lula), ou seja, o PSDB apenas "abriu caminho" para o PT assumir o governo. Embora o PSDB insista em se apresentar ao público como "oposição" ao PT, essa suposta oposição é apenas uma mera briga por cargos no governo (só isso e nada mais). Na verdade, é a mesmíssima guerra de Satanás contra Belzebu (mudam apenas os "atores", mas o "script" é rigorosamente o mesmo)!

O problema é que, devido à falta de bons partidos (e candidatos) de direita durante as eleições, ficamos sem opção. E aí vamos estar novamente entre a cruz e a espada, ou melhor, somos obrigados, mais uma vez, a escolher entre um mal maior e um mal menor. No caso, o PSDB é o "mal menor" diante do "mal maior" (que é o PT).

Só que tem um detalhe crucial que muitos parecem não entender: combater um mal maior com um mal menor (ou "menos pior") é o mesmo que consertar um erro com outro erro. O mal, independente de ser maior ou menor (ou de qualquer outra designação que inventem), é mal sempre (e precisa ser firmemente combatido). Quem tolera o mal tem parte com o diabo.

E digo mais: um verdadeiro cristão JAMAIS vai apoiar qualquer tipo de mal (seja maior ou menor). O compromisso do cristão é única e exclusivamente com a obediência à Palavra de Deus, que combate o mal de todas as formas. Ainda que um mal menor se apresente de forma aparentemente inocente ou "inofensiva", não poderá jamais ser tolerado (ou aceito) com a desculpa de evitar um mal maior. Falando num tom bem direto: mesmo que um mal menor seja, momentaneamente, a única (ou a última) opção válida (ou disponível) para se evitar um mal maior, ainda assim é um mal. Como se diz no popular, é "trocar seis por meia dúzia" (não vai fazer nenhuma diferença ao final).

P.S: Se você (ou alguém daqui) quiser se manifestar, esteja à vontade.