28 de maio de 2015

Leonardo Boff, da Teologia da Libertação, em congresso teológico evangélico


Leonardo Boff, da Teologia da Libertação, em congresso teológico evangélico

Julio Severo
A Faculdade Unida, uma instituição evangélica que se gaba de ser “a única faculdade do Espírito Santo com curso de bacharelado em teologia reconhecido pelo MEC,” estará realizando, de 9 a 12 de junho, o II Congresso Internacional de Teologia e Ciências da Religião, em Vitória, no Espírito Santo.
Alguns dos palestrantes são:
·         Leonardo Boff, considerado o principal promotor da Teologia da Libertação no Brasil.
·         Harvey Cox, que já foi professor de teologia na Universidade de Harvard. Ele é considerado especialista em Teologia da Libertação. Entre seus livros está “The Silencing of Leonardo Boff: Liberation Theology and the Future of World Christianity” (O Silenciamento de Leonardo Boff: a Teologia da Libertação e o Futuro do Cristianismo).
·         Leopoldo Cervantes-Ortis, autor do livro “A Teologia de Rubem Alves” e membro da Comissão Ecumênica do Conselho Mundial de Igrejas
·         Luiz Longuini, que falará de Rubem Alves. Longuini, que é reverendo da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), tem um livro publicado pela Editora Ultimato defendendo a Teologia da Missão Integral, que é a versão protestante da Teologia da Libertação.
Rubem Alves, discípulo do Rev. Richard Shaull, já expunha as ideias da Teologia da Libertação e Teologia da Missão Integral antes que essas teologias fossem reconhecidas oficialmente. De teólogo da IPB inicialmente, Alves terminou como agnóstico.
Mesmo assim, Rubem Alves, já falecido, e Leonardo Boff serão elogiados, juntamente com seu liberalismo teológico, num congresso teológico evangélico. A cerimônia de abertura do II Congresso Internacional de Teologia e Ciências da Religião fará menção especial de Rubem Alves.
Se fosse um congresso isolado, imaginaríamos que os efeitos negativos seriam menores. Mas esse congresso conta com o enorme apoio oficial da:
·         Visão Mundial, que é a filial da poderosa organização americana World Vision. A Visão Mundial no Brasil é presidida por Ariovaldo Ramos, grande promotor da Teologia da Missão Integral.
·         Associação de Seminários Teológicos Evangélicos.
·         Associação Evangélica de Educação Teológica na América Latina.
·         Conselho Latino-Americano de Igrejas (CLAI).
·         Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Teologia e Ciências da Religião.
·         Fonte Editorial.
·         Editora Paulinas.
No documento organizador do congresso constam vários nomes, inclusive Magali do Nascimento Cunha, professora na Universidade Metodista de São Paulo. Essa é uma das universidades evangélicas mais esquerdistas do Brasil. Magali é conhecida por suas posturas claramente socialistas.
O que está acontecendo com as instituições teológicas evangélicas? A Faculdade Unida, em sua ânsia de ser reconhecida e elogiada pelo mundo, acompanha a tendência de se prostrar diante da ideologia esquerdista. É mais importante ser reconhecida pelo MEC do que ganhar a aprovação de Deus?
Mas não é só a Faculdade Unida que está apresentando problemas. Em 2006, Luiz Mott, o patrono do movimento homossexual do Brasil, deu palestra na Escola Superior de Teologia da Igreja Evangélica Luterana no Brasil (IECLB).
A Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2013 convidou o deputado Jean Wyllys, um dos maiores ativistas gays do Brasil, para um debate com um advogado evangélico. Os estudantes dessa universidade da IPB vaiaram o evangélico e aplaudiram o ativista gay. O evento ocorreu durante a gestão do Rev. Augustus Nicodemus, que também aceitava Ariovaldo Ramos como professor de aulas especiais de teologia.
O liberalismo teológico está avançando, por meio das instituições teológicas, na Igreja Evangélica do Brasil. Em 2014, sob a liderança de um pastor da IPB, a Faculdade Teológica Sul Americana realizou seu Congresso Internacional de Missão Integral.
Afinal, o que a Faculdade Unida pretende ao elogiar Leonardo Boff e Rubem Alves?
O que a Faculdade Unida pretende ao dar espaço para promotores da Teologia da Libertação e Teologia da Missão Integral?
A IECLB, que dá amplos espaços para ambas teologias, tem um teólogo e professor homossexual e homossexualista em sua Escola Superior de Teologia.
O liberalismo teológico da Teologia da Libertação e da Teologia da Missão Integral é solo fértil para a Teologia Gay.
Tanto Harvey Fox quanto Leonardo Boff são apoiadores das causas homossexuais.
Leitura recomendada:

7 comentários :

Anônimo disse...

A Faculdade Unida só utiliza um bacharelismo rasteiro. Nada mais.

Marcelo disse...

Tudo por dinheiro e fama!!! O povo quer estar na midia, quer a gloria deste mundo. A bola da vez è a tal da tolerancia, dos direitos das minorias, da permissividade...um populismo barato e diabolico, que vive de aparencia.

Outro dia, assisti um video de um sujeito, que, se dizendo pastor (ou qualquer coisa que o valha), contou uma lorota (que ele chamou de "obra"), a qual aconteceu com ele proprio, quando teve o retroviror lateral do seu carro quebrado por um motociclista (delinquente).

Depois de fazer isso no seu carro, disse o pastor, quando o tal delinquente ia fazer o mesmo com o carro da frente (sem motivo), ele se desiquilibrou e caiu.

Ato continuo, o pastor disse que parou o seu carro para ajudar o delinquente (com muito amor no seu pobre coraçao). Ao conversar com o bandido, descobriu que o mesmo havia feito aquilo porque pediu um vale ao patrao, pra comprar remedio pro filho doente (uma historia triste), mas o patrao nao lhe deu ouvidos.

Por isso, o delinquente se sentiu no direito de sair quebrando retrovisores pelas ruas. E o pastor, com orgulho, disse, no video, que lhe deu o dinheiro do remedio tambem (OH!!!).

Bom, a primeira vista parece ser uma bela historia de alguem que pagou o mal com o bem. Palmas para o pastor!!!

Mas essa historia tràs algumas reflexoes importantes para nòs, sobre a situaçao atual da especie humana e a realidade do nosso pais:
1 - O que a mao direita faz a esquerda nao deve ficar sabendo, de sorte que o tal pastor jà recebeu o seu galardao (se è que ele mereceu um), usando-se do fato para se promover diante dos seus fieis e infieis (querendo ser um exemplo).

2 - O proximo tem que pagar pelo problema que eu estou passando? Que culpa tem as pessoas pelos nossos problemas pessoais?

3 - O empregador tem que atender prontamente todas as solicitaçoes dos empregados?

4 - A impunidade provoca reflexos em todas as esferas da vida publica, criando monstros cheios de direitos e vazios de deveres.

5 - O desamor està atingindo niveis assustadores, tornando a vida em sociedade um safari.

6 - O populismo è uma doença que provoca o narcizismo e dà vazao à hipocrisia do coraçao do homem.

7 - Uma sociedade sem o temor de Deus tende a inverter todos valores.

8 - O veneno do diabo parece estar fazendo mais efeito nos nossos dias e cada qual quer empurrar sua culpa para a conta de um terceiro, como fez Adao e Eva.

9 - Se nòs dormirmos no barulho de cada um que conta uma historia triste para nòs, quem vai ter que pedir dinheiro emprestado somo nòs mesmos (exatamente como està ocorrendo no caso da Petrobrás, pois o povo è quem vai pagar a conta).

10 - Embora nao valha para muita coisa, è bom fazer boletim de ocorrencia para tudo que acontece nas ruas, especialmente em queda de motociclistas (delinquentes ou nao), pois, quando menos esperamos, aparece uma continha na justiça para nòs pagarmos de algo que nao è nosso e que nao temos culpa alguma.

Thiago disse...

Querem encontrar a igreja verdadeira?

Fujam da Universidade, ali é a morada da Prostituída, da Imoral, da Corrompida pelo Mundo, e os grandes agentes desta corrupção são esses VAGABUNDOS CITADOS A CIMA!

Marcelo disse...

Dizem que "a vida è uma escola"...pois è, mas cada naçao tem o seu metodo de ensino e suas diretrizes educacionais.

No Brasil, de hoje, pelo jeio as diretrizes educacionais sao estas: Se dar bem sem trabalhar; O crime compensa; Viver a vida sem responsabilidade; A lei do menor esforço; As religioes sao as causadoras das guerras; Fidel Castro è um exemplo; Os pais sao caretas; Maconha faz bem pra saude; A Biblia è intolerante; Podem roubar, pois eu tenho seguro; Puniçao severa de delinquente è coisa de ditador; A classe media è culpada pela violencia; Indio è inimputavel; Corrigir filho indisciplinado com palmada è crime; etc...

Vamos ver para onde essas faculdades vao levar o povo brasileiro...

Thiago disse...

Marcelo,

o CONCEITO TEOLÓGICO dos "sabixoes" que possuem a hegemonia nas universidades ditas "cristãs" é este:

(isso explica tanta flexibilidade para o pecado e para o mundo... e tanta severidade contra o avivamento "herético").



MAÇONARIA, O LADO OCULTO DA "LUZ" -
AUTOR: William Schnoebelen, PÁGINAS 51-53.




"UM FALSO CRISTO?

Não se pode confiar em aparências piedosas. Há muitas seitas que parecem cristãs, e apresentam uma aparência de piedade (como, por exemplo, as Testemunhas de Jeová). Precisamos ver qual o tipo de Jesus que a Loja professa e então comparar este tipo de Jesus com o Messias Bíblico.

Jesus é mencionado nos escritos maçônicos em meio a uma multidão de outros "grandes mestres" ou "reformadores".13 Ele nunca aparece como alguém especial, acima de outros tais como Buda ou Maomé. Este não é o Jesus da Bíblia.

Até mesmo no trabalho ritual de maior autoridade, a franco-maçonaria recusa adamantinamente confessar quer o senhorio, quer a ressurreição de Cristo. Por exemplo, no ritual da Quinta-feira Santa do 18° grau do Rito Escocês, chamado Rosa-Cruz de Heredom, encontramos o seguinte:

Reunimo-nos neste dia para comemorar a morte de (Jesus), não como inspirado ou divino, pois isso não cabe a nós decidir.14

A maçonaria não considera Jesus nem como divino e nem como ressurreto dentre os mortos. Ao preferir não ter nenhum padrão, a maçonaria faz para si um padrão. Tentando não ofender a ninguém, ofende Aquele com quem ela mais deveria estar preocupada.

Albert Pike deu uma aula sobre a "ceia fraternal" do Rito Escocês, que é um tipo de ceia do Senhor para o grau de Príncipe da Misericórdia. É uma gozação vampiresca e blasfema da instituição de Cristo, pois ele ensina:

...assim, no pão que comemos, e no vinho que bebemos esta noite podem entrar e formar parte de nós as próprias partículas que uma vez formaram partes dos corpos materiais chamados Moisés, Confúcio, Platão, Sócrates ou Jesus de Nazaré. No sentido mais verdadeiro, comemos e bebemos os corpos dos mortos...15

Pike ensina que nós estamos comendo partes do corpo morto de Jesus! Sinto muito ter de informar, mas o Jesus bíblico não está morto! Ele está vivo, e não há partículas de pó de Seu corpo físico flutuando por aí pela atmosfera para que nós consumamos!

A ressurreição de Cristo é o pilar central do cristianismo. Jesus levantou dos mortos como a Bíblia ensina, e o escrito de Pike é uma heresia horrenda e perversa da pior magnitude. Ele negou a ressurreição de Cristo! Ele chamou a Divindade do cristianismo de um dos Baalim, ou falsos deuses.16 "

CONTINUA...

Thiago disse...

MAÇONARIA, DO OUTRO LADO DA "LUZ", AUTOR Willian Schnoebelen, PÁGINAS 51-53.


CONTINUACAO...


"A maçonaria é coletivamente adamantina em sua recusa de dobrar os joelhos e reconhecer Jesus como o Deus Todo-Poderoso. Fazer isso seria renunciar a seu insípido e sombrio Grande Arquiteto por um relacionamento vital com Jesus em todo Seu poder e glória.

Como o movimento da Nova Era, do qual é precursora, a francomaçonaria nega a deidade ímpar de Jesus, de modo que pode outorgar a deidade a todos nós. Eminentes autores maçônicos bajulam-se mutuamente para negar a deidade de Cristo. Clymer, um maçom de elevado nível, escreveu:

...ao deificar Jesus, a humanidade como um todo é despojada de Christos como uma potência eterna no interior de toda alma humana, um Cristo latente (embrionário) em cada homem. Ao deificar assim um homem (isto é, a Jesus), orfanaram toda a humanidade.17

Semelhantemente, a autoridade maçônica J. D. Buck alega: Primeiro os teólogos fizeram um fetiche da Divindade Impessoal, Onipresente; e então arrancaram o Christos dos corações de toda a humanidade de modo a deificar Jesus, para que pudessem ter um deushomem particularmente deles.18

Perceba as palavras meticulosamente escolhidas, concebidas para exprimir condescendência ou até mesmo desprezo pelo cristianismo, palavras como "despojada" ou "fetiche". Este último termo referia-se originalmente ao talismã de um médico bruxo, mas nos anos recentes passou a significar também um item que os pervertidos sexuais acham excitante! É evidente que a maioria destes autores maçônicos pouco se importa com Jesus e menos ainda com Seus discípulos que insistem em levá-Lo a sério.

Essa "linha partidária maçônica" está mantendo grande parte do que os bruxos gostam de ensinar sobre Jesus. Quando indagados se Jesus era Deus, muitos dos meus amigos bruxos diziam: "Claro. Por que ele deveria ficar de fora?" Não é de admirar que haja uma curiosa unanimidade entre franco-maçons, bruxos e devotos da Nova Era.

Tudo isso deixa evidente que a maçonaria, na melhor das hipóteses, negligencia Jesus, e na pior, nega sua deidade e ressurreição. Isso apenas deveria bastar para determinar a malignidade desta seita. Mas vejamos outro elemento pelo qual podemos julgar o caráter cristão da Loja. O próprio Senhor Jesus avisou: Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus (Mateus 7:21).

Quão favoravelmente a loja se encaixa, usando-se esses padrões? "

Jabesmar disse...

Julio,
Sou aqui da Grande Vitória e tenho acompanhado de perto as coisas na Faculdade Unida. Portanto, isso não me surpreende nem um pouco. Na Unida tem professores que nem mesmo acreditam que a Bília é a Palavra de Deus. Num debate com uns dos mais atuantes lá ele me disse que: "A Bíblia é um de homens que apenas registraram as SUAS experiencia, mas que jamais tiveram a pretensão de que um dia seus escritos fossem tido como Palavra de Deus e muito menos inspirados.
Veja uma das suas pérolas:
Curso de Teologia.
Aula Um. O que é possível saber sobre Deus?
-o que os homens inventam.
Aula Dois.
O que é que os homens inventaram sobre Deus.
- Tudo o que se diz dele.
(por favor, sublinhem o "tudo"
A Unida tem atraído evangélicos históricos e pentecostais com a "isca" do reconhecimento pelo MEC dos seus cursos e muito incautos tem ido pra lá.