11 de maio de 2015

Conferência do Vaticano Criticada por Apoiar Políticas de Aborto e Controle Populacional


Conferência do Vaticano Criticada por Apoiar Políticas de Aborto e Controle Populacional

Wendy Wright
Comentário de Julio Severo: Um dos assessores do papa para questões de aquecimento global, inclusive a preparação da encíclica sobre meio-ambiente, foi Leonardo Boff, que é o principal líder da Teologia da Libertação no Brasil. O Papa Francisco consultou Boff, conforme noticiado pela imprensa, e o resultado é o Vaticano realizando uma conferência esquerdista, com a presença de grandes esquerdistas. Num comentário, Austin Ruse, diretor do C-FAM, disse: “O secretário-geral da ONU e Jeffrey Sachs da Universidade de Colúmbia passaram boa parte da década passada se opondo à Igreja Católica e promovendo o aborto e o controle populacional no mundo todo. Contudo, agora eles estão sendo festejados no Vaticano pelo papa e seus principais assessores porque eles também defendem um dos maiores embustes políticos de todos os tempos, a tão chamada ‘mudança climática.’ Que dia triste.” Eis a reportagem completa do C-Fam, uma importante organização católica pró-vida:
NOVA IORQUE, EUA, maio (C-Fam) Uma conferência do Vaticano para promover a próxima encíclica do Papa Francisco sobre meio-ambiente deu destaque e holofotes para defensores do aborto e controle populacional. Ao mesmo tempo, os críticos alertam que o alarmismo da mudança climática no final acaba prejudicando os pobres.
“Os pobres do mundo precisam desesperadamente de energia abundante, econômica e segura e Sachs e Ban querem privá-los disso,” disse Calvin Beisner, se referindo ao secretário-geral da ONU Ban Ki-moon e Jeffrey Sachs, diretor do Instituto Terra na Universidade de Colúmbia, ambos dos quais se reuniram com o papa e seus assessores na semana passada.
A presença de ambos homens como convidados do papa causou espanto. Ban Ki-moon é defensor do aborto na ONU, chegando ao ponto de promovê-lo em áreas de conflito em que o aborto é ilegal. Sachs defende o controle populacional e luta para que a “saúde reprodutiva” — usada para promover o aborto — seja incluída nas Metas de Desenvolvimento do Milênio.
“As políticas para combater o aquecimento global alarmista condenarão os pobres do mundo a mais gerações de miséria e morte precoce,” disse Beisner.
Beisner estava em Roma para dar uma opinião alternativa à visão dos que foram convidados à conferência do Vaticano. O autor do livro “Prospects for Growth: A Biblical View of Population, Resources, and the Future” (Perspectivas de Crescimento: Uma Visão Bíblica sobre População, Recursos e o Futuro) entregou uma Carta Aberta assinada por quase 150 cientistas, líderes religiosos e estrategistas políticos.
Combustíveis fósseis “geram energia para tirar bilhões dos preciosos filhos de Deus da pobreza” e “liberam do túmulo da terra o dióxido de carbono em que plantas e portanto todo o resto da vida dependem,” declara a carta. “De forma bela, isso revela a sabedoria e cuidado do Criador por toda a Sua criação — pessoas, animais, plantas e a própria terra.”
Cientistas e líderes religiosos na Conferência do Vaticano concordaram com uma declaração que mostrou um tom alarmista. Um participante que escreveu um artigo no site Slate chamou o evento de um “momento de Sermão da Montanha.”
“A mudança climática induzida pelos seres humanos é uma realidade científica, e sua mitigação decisiva é um imperativo moral e religioso para a humanidade,” declara a declaração.
Ban Ki-moon fez propaganda da encíclica do papa que será lançada em junho. “Ela transmitirá ao mundo que proteger nosso meio-ambiente é um imperativo moral urgente e um dever sagrado para todas as pessoas de fé e pessoas de consciência,” disse ele.
Ele exortou os líderes religiosos a fazerem mais para assegurar o sucesso para uma muito antecipada conferência da ONU sobre mudança climática neste dezembro — um processo que não conseguiu chegar a um acordo até agora.
“É criticamente importante que as pessoas e seus líderes ouçam sua forte voz moral nos próximos meses,” disse ele.
A declaração do Vaticano alerta que a conferência da ONU “poderá ser a última oportunidade eficaz de negociar acordos que manterão o aquecimento induzido pelos seres humanos abaixo 2 graus C” e pede uma “transformação mundial rápida para um mundo movido por energia renovável e outras energias de baixo teor de carbono.”
Numa conferência de imprensa Ban Ki-moon pediu aos países que levantassem 100 bilhões de dólares por ano para ajudar os países em desenvolvimento a passar para uma economia verde.
“Temos apenas poucos anos antes que a janela de oportunidade se feche para sempre,” ele disse.
Tom Harris da Coalizão de Ciência Climática disse: “O Papa Francisco precisa ter a coragem de ignorar o conselho politicamente correto, mas irresponsável, de seus assessores e simplesmente dizer a verdade.”
“O clima continuará a mudar, não importa o que façamos. Então vamos ajudar os pobres do mundo até onde temos condições dando-lhes eletricidade segura e econômica e parar de fingir que temos uma bola de cristal para prever futuras situações climáticas.”
Tradução: Julio Severo
Fonte: Friday Fax
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:
Vaticano autoriza processo de beatificação de Dom Hélder Câmara, patrono da esquerda católica no Brasil

9 comentários :

Anônimo disse...

Tempos atrás, o Vaticano recebeu a corriola dos anarquistas e invasores de propriedades alheias do MST e deixou o JP Stédile discursar ao final.
Ainda mais, recebe certos cardeais como D Hummes e Lulas da vida no Vaticano, e aceita a colaboração do "católicos" aliados dos marxistas da TL do L Boff, parece que a ONU e mais cumpañeros entrarem no esquema seria questão de tempo, dando aquele apoio às esquerdas!
Henoc

Anônimo disse...

Eita papa liberal 😤

Anônimo disse...

JÚLIO, SINTO MUITO MAIS O AQUECIMENTO GLOBAL NÃO É REALIDADE, BASTA VER A FALTA DE ÁGUA EM SÃO PAULO E EM TODO O BRASIL E NO MUNDO ,OS RESERVATÓRIOS DO SISTEMA CANTAREIRA ESTÃO TODOS ABAIXO DO NÍVEL NORMAL,POR CAUSA DA FALTA DE CHUVAS.

E ALÉM DISSO A INDÚSTRIA DOS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS(DO PETRÓLEO)ESTÁ INTIMAMENTE LIGADA ÁS GUERRAS DOS EUA NO IRAQUE,OS EUA INVADIRAM O IRAQUE PARA SE APODERAR DAS RESERVAS DE PETRÓLEO,PELO MESMO MOTIVO DERRUBOU O GOVERNO DA LÍBIA,O PODER DESSAS EMPRESAS FORÇOU OS AMERICANOS A INTERVIR NO ORIENTE MÉDIO E O RESULTADO?

CRISTÃOS MORTOS NO IRAQUE POR TERRORISTAS DO ISIS,NA LÍBIA O EI(ESTADO ISLÂMICO)EXECUTOU 21 CRISTÃOS COOPTAS E 33 CRISTÃOS ETÍOPES E AMEAÇA TOMAR TODO O PAÍS.

É NECESSÁRIO INVESTIR SIM EM ENERGIAS ALTERNATIVAS E LIMPAS PARA QUEBRAR O PODER DAS MULTINACIONAIS DO PETRÓLEO QUE FIZERAM O GOVERNO DO EUA APOIAR A PRIMAVERA ÁRABE,QUE AJUDOU EXTREMISTAS ISLÂMICOS A GANHAREM ARMAS E MATAR OS CRISTÃOS NESSES PAÍSES.

SE O MUNDO NÃO DEPENDESSE DO PETRÓLEO OS EUA DEIXARIAM O IRAQUE E A LÍBIA EM PAZ.

SE OS EUA NÃO INVADIRAM O IRAQUE E A LÍBIA PARA TOMAR O PETRÓLEO, ENTÃO PORQUE FIZERAM? COM CERTEZA NÃO FOI PARA SALVAR OS CRISTÃOS PORQUE AGORA FICOU PIOR PRA ELES LÁ,NÃO ACHA?


MARIA LÚCIA

Anônimo disse...

Vejo o pessoal católico alardeando que a CNBB está excomungada por colaboração ao comunismo. Mas devemos perguntar: esta regra também serve para o Papa? Pois a mesma interpretação da lei canônica que foi usada contra Frei Beto, Boff e Sherer também pode ser usada contra o sr. Bergoglio. Julio, tenho que dizer: a salvação do Brasil está nas igrejas evangélicas e alguns setores independentes. O que os evangélicos precisam é parar de ser ingênuos e ter uma visão política de curto, médio e longo prazo. Pois da lado católico creio que será difícil por causa destas incoerências.

Marcelo disse...

2 bestas, os 10 cifres e a babilonia (mae e filhas) estao se unindo para irem juntinhos pro LAGO DE FOGO, sem, antes, deixar de destruir o poder do povo santo de cultuar a Deus, numa aparente vitoria, como ocorreu na CRUZ.

A Palavra de Deus è VERDADEIRA!!!

Flavio Jm disse...

Mudança climática sempre houve na história do Planeta. O problema é a rapidez que está acontecendo e a origem, a ação humana, através do crescimento acelerado da população, do consumo de carbonatos, diminuição dos ecosistemas verdes e produção absurda de lixo não decompositável.

Mitigar os efeitos da atividade econômica no meio ambiente é proteger TODOS e principalmente os mais vulneráveis. Não há contradição entre desenvolvimento econômico e proteção ambiental. Pelo contrário. Temos que superar a lógica utilitarista que se preocupa com pib, pibinho ou pibão. Desenvolver energias limpas, melhorar os transportes públicos, fazer sim um planejamento familiar de forma natural (ter quantos filhos puder alimentar, vestir e cuidar) são alternativas que devem pelo menos ser estudadas.

Flavio Jm disse...

Para não ficar mau entendido na postagem anterior: A igreja católica defende em seu Magistério, que é obrigação do católico conhecer, que aceita o planejamento familiar, que é uma coisa diferente de controle populacional.
Controle populacional: pílulas, aparelhos, abortos que permitam sexo livre sem responsabilidade, além de doenças criadas em vacinas doadas especialmente á Africa, que diminuam o crescimento das populações, especialmente dos pobres, pretos e putas, se é que me entendem.
Planejamento familiar: ato sexual dentro do casamento exclusivamente, onde se adota o método natural anticontraceptivo, que é o celibato temporário nos dias férteis, tornando o casal mais unido em todos os sentidos, valorizando a relação sexual da forma que Deus quer. Que o casal, conjuntamente e exclusivamente, defina, dentro da sua condição, a quantidade de filhos que desejam.

Da minha parte, três. Se pudesse teria mais. Mas financeiramente não poderia ter agora. Minha esposa trabalha apenas meio período, e eu 7 horas, assim sobra tempo para cuidarmos da prole. Se tivesse cinco por exemplo, teria que trabalhar mais e ficaria meus filhos fora do meu controle. Isso não quero.
Mas, se Deus permitir, eu vejo todos três casando, e se cada um repetir três filhos, são mais 9 netos, logo minha mesa de Natal poderá ter um dia 17 pessoas. Se Deus me permitir.
E dou um conselho como cristão, pai de família e economista: se puderem, comprem um pedaço de terra fértil e com aguada própria.

Anônimo disse...

Oi Flávio Jm,

A mudança climática, da qual você falou, não está sendo causada pelo homem.
Dê uma olhada neste blog: http://ecologia-clima-aquecimento.blogspot.com.br/

E assista a este documentário: https://www.youtube.com/watch?v=tpvpiBiuki4

Abraço e fica com Deus.
Gustavo Casais

Sombra e Luz disse...

O artigo está muito correto. A responsabilidade do papa é a de Pedro Apóstolo:

"Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu".

Papa Francisco precisar estar muito atento com o que vai ligar e desligar. Comunismo, seja vermelhou ou verde, não está ligado ao céu.