7 de abril de 2015

Destaques da semana no Brasil (primeira semana de abril de 2015)


Destaques da semana no Brasil (primeira semana de abril de 2015)

Julio Severo

Acontecimentos internacionais

A reunião geopolítica mais importante, a Cúpula das Américas, acontecerá na próxima sexta-feira (10), com a presença dos EUA e Brasil como maiores nações do continente americano. Graças à intermediação do Papa Francisco, que teve papel fundamental no restabelecimento das relações entre EUA e Cuba, esta é a primeira vez, desde o bloqueio americano do início da década de 1960, que Cuba estará participando da Cúpula das Américas. Mas aparentemente Cuba não será o centro das atenções, devido à crise na Venezuela, país socialista de maioria católica que tem perseguido e prendido opositores políticos. A Venezuela, cujo governo socialista de Hugo Chavez era sustentado pela venda de petróleo principalmente para os EUA sob os governos de Clinton e Bush, tem mantido uma irracional postura antiamericana. Embora o Brasil, sob o governo da socialista Dilma Rousseff, se alinhe com a Venezuela na defesa desse tipo de socialismo antiamericano, a postura oficial do governo de Dilma na ONU é apoiar todas as propostas e avanços pró-aborto e pró-homossexualismo capitaneados pelo governo dos EUA. Venezuela e Cuba têm apoiado essa parceria brasileira pró-governo americano.  

Situação econômica

Com a situação econômica decadente como centro das preocupações, a volta da inflação — um problema típico da década de 1980 durante o governo militar — tem se tornado um medo. A situação econômica tem sido a principal causa do descontentamento e dos protestos contra o governo socialista de Dilma Rousseff. Embora o governo de Dilma siga uma linha sistemática de políticas anti-família (uma teimosa obsessão pelas causas homossexuais, não muito diferente de sua suposta oposição, o PSDB), as manifestações não têm focado nessas políticas anti-família. Desde que o ex-candidato presidencial Levy Fidelix foi condenado a pagar uma indenização de 1 milhão de reais por fazer declarações pró-família que desagradaram aos ativistas homossexuais e seus aliados, não se fez nenhum protesto a favor de Fidelix, cuja postura pró-família foi publicamente condenada pelo PT e pelo PSDB. Manifestações de caráter puramente econômico deixariam o PT encrencado, e o PSDB relativamente isento. Mas manifestações contra políticas homossexualistas acabariam atingindo não somente o PT, mas também o PSDB, que também é um grande promotor dessa ideologia.

Cristianismo

O Supremo Tribunal Federal (STF) convocou audiência pública para discutir o ensino religioso em escolas públicas do Brasil. A convocação foi feita pelo ministro Luís Roberto Barroso, relator da ação direta de inconstitucionalidade proposta pela Procuradoria-geral da República, em razão do acordo do governo brasileiro e a Santa Sé que prevê o ensino católico no currículo escolar. Para a Procuradoria, a única maneira de compatibilizar o caráter laico do Estado brasileiro com o ensino religioso é por meio da “exposição das doutrinas, das práticas, da história e de dimensões sociais das diferentes religiões — bem como de posições não religiosas, como o ateísmo e o agnosticismo — sem qualquer tomada de partido por parte dos educadores.”
Tudo indica que, embora o Brasil seja o maior país católico do mundo, o catolicismo não será o maior destaque no ensino religioso que pretendem instalar nas escolas públicas. No espírito de pluralidade que já domina EUA e Europa, e defendido tanto por PT quanto por PSDB, tal ensino no Brasil teria espaço igual para o candomblé, umbanda e até para o ateísmo e agnosticismo.

Valores morais e cristãos

Conforme o site Holofote, o programa “Tá no Ar: a TV na TV”, da Rede Globo, chamou a travesti “Rogéria para participar de uma esquete onde ela narra histórias da Bíblia. O quadro recente ganhou o nome de “A Bíblia Segundo Rogéria.
Rogéria usa o vocabulário e gírias homossexuais para narrar satiricamente histórias como a de Adão e Eva e de Moisés.
O grande contraste é que enquanto se reivindica no Brasil a criminalização de programas de TV que satirizam homossexuais, agora os programas de TV destacam homossexuais satirizando a Bíblia.
Fonte: Katehon

7 comentários :

Anônimo disse...

difícil acontecer um protesto antigay contra PT-PSDB... maioria dos conservadores nutrem uma fé inabalável nos tucanos..só haveria protestos contra o gayzismo do PT..

marco souza disse...

Apocalipse 22.11 "Continue o injusto fazendo injustiça, o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça. e o santo continue a santificar-se." Deus! sara nossa nação!

Fábio Costa disse...

Eu também colocaria entre os destaques no Cristianismo, o massacre na Universidade do Quênia com saldo de 148 mortos, em que uma sobrevivente relata que os assassinos pouparam jovens muçulmanos enquanto atiravam em cristãos.

Marcelo disse...

Sodoma é AQUI, em todos os sentidos...corrupçao, mentira, violencia, depravaçao, imundicia, bestialidade, apostasia, etc.

A fornalha està aquecendo!!!
Gloria a Deus por isso, pois a Palavra é VERDADEIRA!!!

Amapa Gospel disse...

Tudo complicado no Brasil, tem muitos brasileiros indo embora e muitos Haitianos, Colombianos, Bolivianos e outros "anos" vindo pra cá, e o pior já chegam recebendo bolsa esmola. Os adolescente só querem saber de sexo, os jovens só querem que dê 4:20, os ricos só querem ficar mais ricos e não lutam pelo Brasil, pois preferem ir para Miami ou Suíça, os pobre estão contentes com as esmolas governamentais, a Igreja evangélica divida, a católica acreditando nos excomungados da CNBB. Só me resta estudar, orar e orientar aquele que precisa.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Sei que este comentário que eu vou colocar aqui é repetido (muitos até já leram ou já conhecem). Mas considerando o teor deste artigo, me vejo obrigado a bater novamente na mesma tecla.

Do jeito que o pecado já contaminou o mundo inteiro, muitas pessoas procuram uma igreja ou religião que satisfaça somente as suas próprias conveniências pessoais (ou que não diga nem faça nada contra o pecado). Em outras palavras: muitas pessoas só querem acreditar no que elas desejam (e não no que elas realmente precisam). Não é de se espantar que vivemos hoje numa total inversão de valores: o errado é certo, o certo é errado, o mal virou bem, o bem virou mal, enfim, os preceitos morais da nossa sociedade estão completamente ao contrário. É como disse o profeta Isaías:

"Ai daqueles que chamam o mal de bem, e o bem de mal; que fazem das trevas a luz, e da luz as trevas; e fazem do amargo o doce, e do doce o amargo! Ai daqueles que são sábios aos seus próprios olhos, e prudentes diante de si mesmos!" (Isaías 5:20–21)

Não será surpresa se, qualquer hora dessas, criarem uma lei nos obrigando a adorar ao diabo (e nos proibindo de crer em Deus). Aliás, do jeito que existe tanta podridão e tanta imoralidade reinando tanto aqui no Brasil como também em todo o mundo, eu nem me espantaria se uma lei dessas fosse aprovada. Em virtude isso, não é sem razão que a Bíblia diz que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19)

Eu diria mais: quem quiser ser um verdadeiro cristão tem que ter uma postura firme e forte para combater o pecado (e, ao mesmo tempo, estar pronto para ser odiado pelos homens). Mas quantos, hoje, teriam esta disposição?

Jesus, na Sua primeira vinda à Terra, não veio para agradar aos homens. E por agir assim, Ele foi odiado por muitos (principalmente pelos poderosos da época). Por que Jesus foi odiado? Porque Ele sempre falava a verdade. Ele desmascarava os hipócritas (e Ele também revelava os pecados ocultos de muitos). Quem fala a verdade sempre é odiado. Se com Jesus foi assim, quanto mais com os Seus servos!

O nosso amado irmão Júlio Severo é um bom exemplo isso. Por ter falado a verdade sobre o ativismo homossexual, ele passou a ser odiado (e também perseguido) pelos homossexuais e pelo governo (já quiseram até saber o endereço dele, se é que já não o ameaçaram de morte). Por causa disso, ele teve que ir, com a família, para um exílio forçado no exterior.

Este é o doloroso preço que o verdadeiro cristão tem que pagar pela sua fidelidade a Jesus (e pela sua luta contra o pecado). Quantos, hoje, fariam como os fiéis da igreja de Esmirna (que, por amor a Jesus e à verdade da Sua Palavra, aceitaram a morte sem nenhum medo)? Quem, nos dias de hoje, teria a mesma postura firme de um Elias, um Jeremias, um João Batista, ou um Paulo para denunciar e combater o pecado (e também para falar certas verdades que muitos estão precisando ouvir)?

Os mártires da fé cristã não hesitaram quando foram obrigados a escolher entre o pecado e a morte. O lema deles era: "Antes morrer do que pecar". Eles permaneceram fiéis às suas convicções até o fim, e acreditavam que esta corajosa decisão que tomavam agora certamente será lembrada no tribunal divino.

Se estivermos realmente decididos a ser verdadeiros cristãos (ainda que tenhamos que ser odiados pelo mundo), temos que obedecer ao que Jesus diz em Sua Palavra:

"Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz, e Me siga. Pois quem desejar salvar sua vida vai perdê-la, mas aquele que perder a sua vida por amor a Mim vai achá-la. Porque de que adiantará ao homem conquistar o mundo inteiro, e perder a sua alma? Que dará o homem em troca de sua alma?" (Mateus 16:24–26).

"Entrai pela porta estreita; porque grande é a entrada e largo e espaçoso é o atalho que leva à perdição, e muitos são os que vão por ele; ao passo que estreita é a porta e apertado é o caminho que conduz à vida, e poucos são os que encontram" (Mateus 7:13–14)

Eu pergunto: quem teria coragem para agir assim nos dias de hoje?

Pastor Raimundo (Igreja do Evangelho Quadrangular) disse...

Respondendo a todos que puseram seus comentários aqui,

Não seria nenhum exagero se alguém dissesse que a humanidade, em sua grande maioria (99,9%), já perdeu por completo o temor a Deus. Aliás, a própria Bíblia afirma isso com autoridade quando diz que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19).

Por mais que se pregue o evangelho para muitos pecadores (e por mais que se fale a eles sobre a necessidade de arrependimento e santificação), a verdade nua e crua é que o mundo, por já estar totalmente corrompido pelo pecado, jamais vai viver de acordo com os princípios cristãos. Em outras palavras: O MUNDO NUNCA VAI QUERER OBEDECER À PALAVRA DE DEUS! Muitos podem crer ou não, mas serão pouquíssimos os salvos no dia da volta de Jesus.

E não venha nenhum pregador dizer que tudo está em paz, e que vamos estabelecer o reino de Deus aqui na Terra (ou até que vamos ganhar o Brasil para Jesus). Podem dizer e fazer o que quiserem para tentar enganar o povo ignorante, mas a sentença que virá sobre a atual geração de todo o planeta (e também do Brasil) já foi proferida há mais de 2.000 anos atrás por homens santos que, ao contrário de muitos dos dias de hoje, temiam e serviam ao Deus da Bíblia. Podem inventar mil e uma teorias (ou até mesmo fazer mil e uma pregações), mas isto não vai mudar o futuro (e nem tampouco fazer com que Deus mude Seus planos). O que Deus determinou na Sua Palavra nunca voltará atrás. O próprio Deus não deixa nenhuma dúvida quanto a isso:

"Assim será a palavra que sair da Minha boca: ela não voltará vazia para Mim; antes fará o que Me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei" (Isaías 55:11)

Ao invés de ser pregada a verdade sobre a justiça de Deus, muitos pregadores preferem falar o que todos querem ouvir. Preferem a popularidade dos homens (e não o compromisso com o Reino de Deus). Preferem agradar ao mundo (ao invés de agradar a Deus). Enfim, preferem estar nas trevas (quando deveriam ser luz). Mal sabem eles que o fim de toda esta maldade virá em breve, como garantiu o profeta Malaquias:

"Pois eis que vem o dia, e arde como fornalha. Todos os soberbos e todos os perversos serão como a palha. O dia que vem os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de modo que não lhes deixará nem raiz e nem ramo" (Malaquias 4:1)

De uma coisa eu tenho certeza: um dia, Jesus virá para julgar a tudo e a todos. Ele próprio confirma isso na Sua Palavra:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e para que entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Se muitos pecadores, mesmo depois de terem ouvido a pregação da Palavra de Deus, não quiserem se converter enquanto ainda há tempo, é problema única e exclusivamente deles! No dia do juízo final, eles não vão poder dizer que não foram avisados! E aí já será tarde demais para o arrependimento!

Será que eles querem ver para crer se a justiça de Deus é verdadeira ou não?

Finalizo minha mensagem com este alerta do apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

P.S: Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade.