3 de março de 2015

O “Fogo Estranho” de John MacArthur


O “Fogo Estranho” de John MacArthur

Eddie L. Hyatt
Como um homem que foi a vida inteira pentecostal e carismático, recomendo que todo líder pentecostal e carismático leia o livro “Strange Fire” (Fogo Estranho), escrito por John MacArthur. Digo isso porque precisamos ver o modo como as condutas “espirituais” bizarras e doutrinas extremistas de alguns no movimento pentecostal e carismático são vistas por aqueles que estão de fora, e usadas para surrar o movimento inteiro.
John MacArthur
Não temos feito um serviço muito bom na hora de lidar com esses problemas de dentro. Por isso, não duvido de que Deus tenha levantado uma voz que é fundamentalmente oposta ao movimento pentecostal e carismático para lidar com esses extremos. Se Deus pôde usar um rei pagão da Babilônia para disciplinar Seu povo em Israel pelos pecados deles (veja Jer. 25:8-11), será que Ele não poderia usar um cruel pregador fundamentalista para apontar nossas falhas?
Entretanto, o livro mais recente de MacArthur não representa uma busca honesta pela verdade. É óbvio que a mente dele já estava feita quando ele começou sua pesquisa de “Strange Fire,” e ele achou o que estava procurando. Ele apresenta um raciocínio circular, começando com uma premissa falha e prosseguindo com indícios casuais seletivos que determinam o resultado.
Ele inicia mostrando sua fidelidade ao cessacionismo, isto é, a crença de que os dons miraculosos do Espírito Santo foram removidos da igreja depois da morte dos 12 apóstolos e a conclusão dos livros do Novo Testamento. Sendo esse o caso, na opinião dele, as expressões modernas de dons espirituais são falsas. Ele então utiliza os indícios casuais seletivos para sustentar sua suposição, que o leva de volta a seu ponto de partida da cessação dos dons.
Parece que MacArthur quer acreditar somente no pior do movimento sobre o qual ele escreve. Às vezes senti que ele estava embelezando o que era mau a fim de torná-lo pior. Por exemplo, para ele Oral Roberts não era um irmão cristão com quem ele tinha profundas diferenças, mas um herético que provocou muitos danos ao Corpo de Cristo — “o primeiro curandeiro fraudulento a capturar a TV, abrindo o caminho para o desfile de charlatães espirituais que vieram depois dele,” escreveu ele.
Não tenha a menor dúvida disso: a determinação de MacArthur não é corrigir um setor do Cristianismo com o qual ele discorda; a meta dele é destruir um movimento que ele considera falso, herético e perigoso.
MacArthur não está ciente ou propositadamente ignora a evidência histórica em favor da continuação dos dons miraculosos do Espírito, conforme apresentei em meu livro “2000 Years of Charismatic Christianity” (2000 Anos de Cristianismo Carismático). Ele ignora declarações claras de pais da igreja como Justino Mártir, Ireneu, Tertuliano e Agostinho sobre curas e milagres na época deles. Ele usa a declaração de Agostinho sobre línguas sendo “adaptadas aos tempos” como um argumento de que os dons haviam cessado. No entanto, ele ignora as obras posteriores de Agostinho, inclusive Retratações, em que ele reconhece a permanente atuação miraculosa do Espírito e conta de milagres que ele conhecia pessoalmente.
O argumento bíblico de MacArthur em favor da cessação dos dons é muito fraco. Ele se apoia principalmente em Efésios 2:20, onde Paulo disse aos crentes efésios que eles estavam sendo edificados na fundação dos apóstolos e profetas. Ele então argumenta que o dom do apostolado era apenas para o período da fundação da igreja, que na mente dele é o primeiro século. Continuando, ele diz que os outros dons do Espírito cessaram com o dom apostólico.
Isso, na melhor das hipóteses, é um raciocínio torcido que vai além do que o texto realmente diz. O que Paulo quer nessa passagem não é ensinar o cessacionismo, mas mostrar a fé comum dos crentes gentios e judeus em que ambos estão edificados no mesmo fundamento, que é o próprio Jesus, e tanto os escritos do Antigo Testamento (profético) quanto do Novo Testamento (apostólico) dão testemunho desse fato.
Em resumo, nós que abraçamos a obra permanente do Espírito Santo na Igreja e no mundo não precisamos nos acovardar nem fazer concessões em nosso compromisso por causa de Strange Fire. Ao mesmo tempo, que sejamos diligentes para lidar com os erros e extremismos que sempre se infiltram em qualquer movimento cheio do Espírito, quer seja a igreja em Corinto, o metodismo inicial ou o moderno movimento pentecostal e carismático.
Traduzido e editado por Julio Severo do artigo da revista Charisma: The “Strange Fire” of John MacArthur
Leitura recomendada:

18 comentários :

Flavio Jm disse...

A confiança nos dons do Espírito Santo e as experiências de bondade da Providência Divina que nos dá o que pedimos proporcionalmente à nossa fé, como Jesus determina no evangelho, é milenar e vem desde os apóstolos, como prova os escritos por exemplo de Justino Martir em 155 (há 1900 anos atrás!!), Santa Catarina de Siena (1378), ou então as experiências de graças concedidas do moderno movimento carismático.

Quem acha que os dons do Espírito Santo acabaram, não é Cristão genuíno e nem tem fé em Deus pois não exerce verdadeira confiança na Providência Divina, que nos dá na medida de nossa fé com a anuência Divina, pois quer desmentir o que Cristo nos deixou consignado nos Evangelhos, que Ele estaria conosco até o fim dos tempos conosco."

Keoma Patrío da Silva disse...

A outros pais que escreverão sobre os dons na igreja primitiva.

Obs: Sou presbiteriano.

Keoma Patrío da Silva disse...

escreveram*

Thiago disse...

Na verdade, os calvinistas odeiam católicos, ortodoxos, pentecostais, anglicanos, ATÉ LUTERANOS (!!!).

Pra que ficar dando bola pra eles?

Se não há respeito, não há dialogo, portanto: não podemos nos relacionar com eles.

Respeitamos a visão deles, mas coloquemos um muro de separação de uma vez por todas.

PENTECOSTAL QUE FICA DE NAMORICO COM CESSACIONALISTA É UM SADOMASOQUISTA FALTO DE INTELIGENCIA.

khispano atlántico disse...

o E.S. no interesa... A GENTE PODE DISCERNIR A VERDADE e A VOLUNTADE DE DEUS.


y se acaba el negocio.

Thiago disse...

Nós parecemos aquele namorado que leva um fora da mina e q depois fica rastejando, se apegando a uma esperança que nunca irá se realizar.

Acorda Povo de Deus!

Como vocês têm coragem de adular um povo que tem mais consideração com o Candomble' e a Umbanda do que conosco? Claro que devemos respeitar (respeitar sim, mas jamais "comungar" com uma religião não-cristã). Há todo um respeito deles com os praticantes de outras religiões, há pastores ecumênicos deles dialogam com outras religiões de matriz africana ou oriental. Podem respeitar a todos, menos a gente.

Nós...
Com cristãos,
nós respeitamos e temos comunhão.

Com pagãos,
nós respeitamos, mas não temos comunhão.

Já eles...
Eles não têm comunhão conosco,
e também não nos respeitam.

ATENÇÃO PASTORES DE GRANDES MINISTERIOS! CHEGOU A HORA DE NOS DEFENDERMOS! EXISTEM LEIS QUE PROTEGEM A MANIFESTACAO DE QUALQUER CULTO, SEUS DOGMAS E UTENSILIOS LITURGICOS.

CHEGOU A HORA DO POVO EVANGELICO APRENDER O QUE É E COMO UTILIZAR O JUDICIARIO.

Chega de assedio moral. Querem criticar, critiquem, mas com muito cuidado, com muita cautela e urbanidade, pois vão ter de nos respeitar na marra. Caso contrário, ativismo judicial neles! Ninguém pode ser humilhado por suas convicções religiosas!

A mesma regra vale pra gente. Podemos discordar sim das religiões de matriz africana, mas sempre respeitando o outro. SEMPRE SEMPRE E SEMPRE!

Dom Rafael disse...

Concordo com você, IRMÃO TIAGO!

Veja a matéria aqui: "Com quem os calvinistas brigam tanto", e o vídeo do irmão David Hunt: Que amor é este?...". Esse pessoal ainda não saiu da Idade Média, achando católico debaixo da cama, rs!

Agora... esse pessoal NAO TEM MEDO, NÃO? se eles falam que não é Deus ali nos dons (como falando em línguas), QUEM É ENTÃO?!
Rapáz, tem que ser muito louco para, porcausa de uma visão humana, acabar por perder a salvação, blasfemando contra o Espírito Santo!!! Deus é mais!
Paz.

Danilo disse...

A CPAD, a maior editora pentecostal do Brasil, publica livros do MacArthur...

Julio Severo disse...

Sim, a CPAD, que é a maior editora da Assembleia de Deus no Brasil, publica livros calvinistas. Agora, pergunte quantos livros assembleianos as editoras calvinistas publicam. Sabe me dizer agora quem é o trouxa nessa história? É como no caso do Mackenzie. A vasta maioria dos alunos que estudam teologia nessa instituição calvinista são assembleianos. Quem é o trouxa nessa história?

Julio Severo disse...

Às vezes acho que os pentecostais são trouxas e masoquistas. Eles convidam calvinistas para atacar a eles e suas doutrinas pentecostais. Mas nunca espere os teólogos calvinistas convidarem pastores pentecostais para falar contra o cessacionismo e a Teologia da Missão Integral em reuniões calvinistas. Isso seria, para os calvinistas, um insulto que não ficaria sem resposta. Já os pentecostais aceitam contra si, numa boa, todo e qualquer insulto vindo de calvinistas.

Thiago disse...

DOM RAFAEL,

Obrigado por responder. Nos concordamos na maioria das vezes. Mas de vezes que em quando nós discordamos... olha irmão, obrigado por ter respondido.

Nesse ponto, concordo plenamente, mas são irmãos também (os calvinistas), um abraço.


Anônimo disse...

No inferno, não haverá ateus; no Paraíso, não haverá calvinistas e pentecostais.

Flavio Jm disse...

Dom Rafael (Calvinista "alegre") disse:
"Esse pessoal ainda não saiu da Idade Média, achando católico debaixo da cama, rs!"

Esse cidadão tinha que ser banido do blog, pois só fala mal de católicos. Não perde uma oportunidade para mostrar ódio e desprezo! Sepulcro caiado! Por fora aparenta ser discípulo de Cristo, por dentro só rancor e acusação! Fariseu!

Cidadão, já passasse a imagem de calvinista, de batista e dissesse que irias montar uma seita doméstica para ti....no fundo tu deve ser partidário do islamismo ou de algum movimento comunista, porque esse ódio e vontade de destruição que devota aos católicos não tem explicação! Fazes igual ao fariseus em relação aos samaritanos. Igual.
És tão santo, tão bom, que além de criar uma religião só para ti ainda já sentenciasse quem vai queimar no inferno!
Se a tua seita não der certo e mesmo assim ainda precisar por para fora esse ódio aos católicos, monta um blog prá ti e teus asseclas. Aqui no blog do Julio, estás fazendo um desserviço a tentativa dele de reunir os conservadores cristãos do Brasil.
És o tipo de ser que não acrescenta nada, mas nada ao debate. Nem sabe escrever direito, é um papagaio que só repete baboseira.

Não faça o serviço do demônio, de acusar, igual aos teus amigos fariseus. Esqueça os católicos. Te limita a comentar o que o Julio escreve, o blog é dele, já te falei isso em outro comentário. Acorda.

Thiago disse...

Flavio,

Perdoa

Gente, se suportem.

Rafael,

Perdoa também,

Gente, eu sou amigo dos dois. Vamos lá!

Flavio Jm disse...

Caro Thiago,

Esse Dom Rafael cria pseudo nomes para atacar, e não só aqui no blog. Como o foco aqui é a visão do Julio e comentários BASEADOS no que ele escreve, eu evitava sair do tema. As vezes que postei algo foram sempre sobre os temas aos quais eu tenho também alguma intimidade, FOCADO no tema levantado em questão pelo dono do blog.

Mas esse cidadão começou a fazer aqui o serviço de acusador que já faz em outros lugares. Dei um toque em um post anterior do Julio. Agora fui obrigado a ser mais incisivo. Não que o cidadão seja obrigado a gostar dessa ou aquela denominação, mas é demais quando em TODO comentário ele denigre com blasfêmias e mentiras a fé de pessoas que buscam também a Jesus Cristo.

Eu vejo o esforço gigante que o Julio Severo faz para reunir conservadores morais em um lugar de discussão saudável, sem mordaças ideológicas, aí entra um paspalho desse fazendo papel de acusador, a preço de quê? Acho que, Thiago, você sabe a resposta.
Até no fundo entendo o Dom Rafael, ele é um cristão teórico, não frutificado pelos dons do Espírito Santo, porque a conversão é uma coisa, inicial, mas é a vivência em Jesus que frutifica. Desse tipo de cristão tá cheio na internet, e TODOS acham prazer em justificar suas crenças ATACANDO COM MENTIRAS as crenças dos outros. Que digam blogs como a genizah, crente santão e por aí vai. Discordar é uma coisa, agora atacar.....
O que é grave, não é o choque de opiniões doutrinárias irmão Thiago. Só que AQUI não é lugar. Eu não vi o Julio censurando ninguém pela sua fé. Quando ele critica, é justamente a falta de fé!!! Se nós conservadores de todas as matizes nos encontramos aqui, qual a finalidade de um sujeito tentar espalhar a discórdia com ataques, no intuito de fazer prevalecer sua religião? É se sentir superior moralmente? é dividir o movimento conservador mais que ele já se encontra fragmentado?

Nos comentários eu vejo muitos católicos. Se este espaço não acolhe católicos, então que o dono do blog deixe isso claro. O dono do blog. Nâo o sepulcro caiado aí. O esforço dele de denegrir, será sempre combatido. E nenhum momento eu acusei a fé dele. Apenas sua POSTURA!

Por hora, também acho que já escrevi demais, o foco aqui é como já disse, os temas que o Julio Severo traz a tona.

No mais irmão Thiago, que Deus proteja Julio Severo, você e todos de boa vontade, que buscam Deus em Jesus Cristo Salvador de Homens. Aos demais, que encontrem o Senhor que dá sabedoria espiritual que frutifica frutos como paz, temperança e caridade. Abraço fraterno.

Thiago disse...

Flavio

Também acredito que é preciso mais unidade e compreensão no meio conservador. Sempre haverá objeções teológicas, só temos que expressa-las de maneira que não ofenda nossos irmãos, nem desagregue o "movimento" conservador.

Torço para que vocês cheguem a um entendimento, pois todos só têm a ganhar com a participação de vocês.

Convicções religiosas são sensíveis demais,
é preciso olhar com atenção para esta questão, tanto evangélicos quanto católicos.

um abraço.

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Amado de JESUS, Júlio Severo, DEUS está trazendo ao Brasil o R.t.Kendall onde seu Livro Fogo Santo mostra a Verdade do equilíbrio que vc tão bem explana aqui. Ele estará em Campos dos Goytacazes de 09 a 12 de outubro. Será um Fogo Santo sendo espalhado pelo BRASIL. O SENHOR JESUS continue te abençoando e que seu ministerio, irmão Júlio de Paz, seja frutificado muitooooo e como sempre cheio do ESPÍRITO SANTO.

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Veja aqui:
www.apostolicoprofetico.com.br