25 de março de 2015

Jornal Globo condena Rússia por impedir que duplas gays recebam o mesmo benefício que os casais casados na ONU


Jornal Globo condena Rússia por impedir que duplas gays recebam o mesmo benefício que os casais casados na ONU

Julio Severo
Afirmando que a Rússia está “na contramão” do ativismo homossexual que busca leis especiais para proteger o comportamento homossexual, o jornal O Globo declarou que o país europeu “apresentou à Organização das Nações Unidas (ONU) uma medida para impedir que a instituição estenda” a duplas formadas por dois homens envolvidos homossexualmente que lá trabalham os mesmos benefícios dados aos casais normais de homem e mulher casados.
No ano passado, Ban ki-moon, secretário-geral da ONU, anunciou medida beneficiando essas duplas. Mas a Rússia pediu à Quinta Comissão da ONU, responsável pelo orçamento da entidade, que votasse contra tal medida.
De acordo com O Globo, a medida de Ban ki-moon modificou uma lei anterior que determinava que o estado civil dos funcionários seria decidido pelas leis de seu país de origem. A partir da nova medida, os funcionários homossexuais envolvidos em casamentos fajutos poderiam receber os mesmos benefícios que um casal de homem e mulher caso se casassem em um país onde o “casamento” homossexual fosse legalmente aceito.
A nova lei enfrenta a oposição da Rússia desde dezembro do ano passado.
A política antissodomia da Rússia tem estado no centro das preocupações dos EUA e Europa. A nova resistência russa vem no rastro da lei russa que proíbe a propaganda homossexual para crianças. Essa lei gerou oposição intensa do governo e da mídia dos EUA antes dos Jogos Olímpicos de Inverno, no ano passado, em Sochi.
Com informações do jornal O Globo.
Leitura recomendada:

9 comentários :

Keoma Patrío da Silva disse...

Estrema direita se reúne na Russia
http://www.dw.de/extrema-direita-europeia-se-re%C3%BAne-na-r%C3%BAssia/a-18333328

Anônimo disse...

pq Globo odeia tanto o PT q é um dos partidos mais gayzistas do Brasil?
divergência econômica?

Anônimo disse...

e pq Globo não ataca E cunha?
pq este protege seus interesses $$ ?

ÉLQUISSON disse...

Eu não sei se a Rússia é um país 100% cristão, mas ela, por enquanto, está tendo uma postura firme nas suas convicções a favor da família (e também sendo implacável contra o homossexualismo).

Na resolução de São Petersburgo, os russos destacaram a importância da família na educação e na formação das pessoas (principalmente crianças). Na mesma resolução, há 2 pontos fundamentais que merecem destaque:

– "O lugar da família na história e na vida de todas as sociedades humanas é absolutamente única, e nenhuma outra forma de relacionamento doméstico jamais poderá ser vista como de igual valor e status. Qualquer tentativa de prever igualdade de status para qualquer outra forma de relacionamento doméstico (em especial as uniões entre pessoas do mesmo sexo) é socialmente destrutiva".

– "Estamos convencidos de que a família tradicional, o casamento, a geração e a educação dos filhos são elementos inseparáveis uns dos outros".

Lembro que a Rússia, até alguns anos atrás, era odiada por ser comunista. Mas a Rússia abandonou o comunismo e hoje está dando uma verdadeira lição de moral nos países que se dizem cristãos (inclusive o Brasil).

Já aqui no Brasil, temos um governo totalmente pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família e anti–cristão. Que futuro o nosso país terá com um governo corrupto e demoníaco desses no poder?

Está faltando alguém que tenha coragem o suficiente para romper de uma vez por todas com esse governo podre e imoral, está faltando alguém que possa colocar a Palavra de Deus como diretriz para a nossa nação, enfim, está faltando alguém que possa tirar o Brasil do caminho do inferno que o PT colocou (juntamente com outros partidos de esquerda)!

Será que eu estou certo? Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade.

Duílio disse...

O comentário do Élquisson foi direto ao ponto. Realmente, os russos estão dando uma verdadeira lição de moral em muitos países que se dizem cristãos (inclusive o Brasil).

Enquanto os russos têm leis rigorosas para proibir a divulgação do homossexualismo, aqui no Brasil querem fazer exatamente o contrário: querem criar leis (no caso, o PLC 122, a reforma do Código Penal, e outras leis semelhantes) para calar a voz dos cristãos e das demais pessoas que são contra o homossexualismo! Isso sem contar as nojentas e indecentes "Paradas Gays" que são promovidas com a cumplicidade deste nosso governo corrupto (e que são financiadas por meio dos abusivos impostos que pagamos)!

Desde já, dou meus parabéns (e também meu total apoio) aos russos por não aceitarem esta imoralidade chamada homossexualismo, e, ao mesmo tempo, manifesto meu total repúdio à atuação da nossa bancada evangélica (que tem sido omissa no combate ao pecado)!

Dom Rafael disse...

Nisso a Rússia está de parabéns! é esse o caminho!
Mir Gospoda.

Anônimo disse...

parabens a RUSSIA por nao sucumbir a degeneraçao imposta pelos chamados paises de primeiro mundo.Silvia

Anônimo disse...

Uma coisa que eu faço quando falo dessa depravação, eu chamo as uniões desses caras e mulheres pervertidos de uniões abomináveis, e chamo a relação deles de conluio.

Por exemplo:

Fulano vive em conluio com sicrano, ou xpto é conluiado a zpto.

Fulano se uniu abominavelmente a Sicrano.

Faço assim, para impedir que por palavras acabemos por "aceitar" essa pouca vergonha, ao usarmos os termos deles, ou seja, eles querem vencer usando a lingua, que é uma forma de impor algo como aceitável, por isso acho importante que nunca chamemos essas abominações de casamento, nem de casais, nem de namoro, temos que chamar pelo nome real, conluio, união abominável etc.

O Sousa da Ponte - João Melo de Sousa disse...

O comentário do anónimo é interessante.

Vê-se que é uma pessoa de fortes convicções e que está convencido que uma união homossexual é fortemente rejeitada por Deus.

É a sua convicção e de fato não podemos ter a certeza que esteja errado.

Pode muito bem estar certíssimo.

Agora devemos ter em consideração que grandes religiões , como o cristianismo, tem dentro de si interpretações muito díspares, incompatíveis entre si e muito bem fundamentadas.

Abrindo a Bíblia na primeira página a questão de como interpretar o Génesis é alvo de variadas certezas e interpretações. Varia da literalidade até à metáfora completa.

Quanto à natureza de Cristo há as mais díspares certezas e interpretações.

O dia sagrado idem.

O casamento e divórcio.

O estatuto, conduta sexual , poderes e sexo da hierarquia da igreja.

Quem pode ser salvo.

Se ainda há ou não milagres.

Enfim.... em conceitos fundamentais para o cristianismo há diversas certezas absolutas e imutáveis. Todas muito bem fundamentadas mas infelizmente incompatíveis entre si.

E convenhamos que será bastante diferente ver o Papa como representante de Cristo na terra ou um aliado do mafarrico.

Portanto sobre a questão homossexual deverá respeitar-se a opinião do anónimo.

Quem sabe se não tem razão?

Ele há tantas interpretações, tanta gente inteligente que se debruça anos a fio sobre a vontade de Deus e o resultado final é que as conclusões - todas muito bem fundamentadas - são incompatíveis entre si.

Quem sabe qual ou quais estão certos?

E será que algum está?

É bom ter convicções mas um pouco de humildade não fica mal a ninguém.

Será mais honesto afirmar:

Eu, lidos os livros tais e tais, e por esta e aquela razão, estou convencido que o comportamento X é do desagrado de Deus e que possivelmente levará ao inferno.

isto, é claro, se eu não estiver errado.

Mais humilde e honesto.

Parece-me que nestas coisas a única pessoa infalível , e só em matéria de fé, é o papa.

E mesmo este só é infalível para os católicos romanos. Para muitos outros, por razões tão bem fundamentada como a dos católicos o consideram um aliado do mafarrico.