26 de março de 2015

Dep. Pastor Eurico pede medidas do governo brasileiro contra intolerância islâmica às igrejas cristãs


Dep. Pastor Eurico pede medidas do governo brasileiro contra intolerância islâmica às igrejas cristãs

Julio Severo
A liberdade que os muçulmanos têm no Brasil de construir mesquitas e promover sua ideologia é a liberdade que eles não dão aos cristãos em países como Arábia Saudita, Irã e muitos outros.
Dep. Pastor Eurico
Portanto, numa medida de justiça e defesa de direitos humanos, o governo brasileiro deveria aplicar uma política recíproca. O Dep. Pastor Eurico, da tribuna do Congresso Nacional, pediu tal medida, bradando contra a violência islâmica aos cristãos.
Para assistir ao discurso dele, use este link: https://youtu.be/Vj_yJXtPNRc
Se Dilma Rousseff atender a esse discurso, de legitima defesa dos direitos humanos, ela será pioneira na política brasileira, que nunca, sob presidente nenhum, aplicou reciprocidade à Arábia Saudita, que não permite Bíblias nem igrejas em seu território, condenando à morte qualquer pessoa que aceitar Jesus Cristo como Salvador.
Se Dilma aplicar tal reciprocidade, seu exemplo será impactante em todo o mundo ocidental, que não ousa desafiar a tirania dos países islâmicos que não poupam a vida dos cristãos.
Mesmo que Dilma não aja, o recado do Pastor Eurico foi dado, e todos os que o receberam, inclusive deputados e lideranças cristãs, têm a obrigação moral de pressionar o governo brasileiro de hoje a fazer o que nenhum governo brasileiro do passado fez: colocar os países muçulmanos que perseguem cristãos nos seus devidos lugares. Se não querem dar liberdade para os cristãos viverem, pregarem e construírem suas igrejas em seus países, o Brasil lhes dará o troco, proibindo a pregação islâmica e a construção de mesquitas em território brasileiro.
Medidas duras funcionam melhor do que palavras ocas.
Leitura recomendada:
Postar um comentário