5 de março de 2015

Corpo de bombeiros de Nova Iorque empossa primeira capelã lésbica. Brasil está pronto para imitar?


Corpo de bombeiros de Nova Iorque empossa primeira capelã lésbica. Brasil está pronto para imitar?

Julio Severo
O Corpo de Bombeiros de Nova Iorque empossou oficialmente sua primeira capelã assumidamente lésbica, de acordo com reportagem da agência noticiosa Associated Press.
Ann Kansfield
A Reverenda Ann Kansfield foi oficialmente empossada na terça-feira. Ela é a oitava capelã do Corpo de Bombeiros. Seis outros são cristãos e um judeu. Kansfield é pastora da Igreja Reformada Greenpoint no Brooklyn.
Os deveres dos capelães do Corpo de Bombeiros de Nova Iorque incluem dar aconselhamento para bombeiros, fazer orações oficiais e invocar o nome de Deus.
Como é que uma igreja reformada (título usado apenas por igrejas calvinistas) chega a indicar uma “pastora” lésbica para uma instituição pública que precisa de um verdadeiro homem de Deus, não um representante do diabo, não um oprimido pelo diabo?
Quando o liberalismo teológico entra, vai abrindo as portas para outros liberalismos.
Por enquanto, o Brasil não tem capelães homossexuais e lésbicas. Mas o liberalismo teológico tem presença “consagrada” há muito tempo em igrejas evangélicas brasileiras, especialmente nas ditas igrejas reformadas (calvinistas).
Num concurso de capelães no ano passado, a Marinha do Brasil requereu dos candidatos, entre vários requisitos, formação na Teologia da Missão Integral (TMI). Entre as referências dessa teologia, a Marinha citou obras da Editora Ultimato, uma das principais expoentes editoriais da TMI no Brasil. A Ultimato é de linha “reformada” (calvinista).
A TMI é o mais poderoso e antigo liberalismo teológico na Igreja Evangélica Brasileira.
A presença da TMI nas Forças Armadas do Brasil é evidência da influência de seus teólogos “reformados,” que trabalham até mesmo na Presidência da República do Brasil.
Mas o que a TMI poderia vir a ter a ver com a contratação de uma capelã lésbica? Se depender do Rev. Marcos Botelho, colunista da revista Ultimato e promotor da TMI, tudo. Num artigo na Ultimato, Botelho (que é pastor presbiteriano ou “reformado”) declarou, sobre a questão homossexual, que os cristãos têm de lutar “para o direito de todos: o de escolher livremente a sua opção sexual.”
Isso incluiria o direito de uma capelã reformada ser lésbica?
Após queixas à revista Ultimato, o artigo dele foi removido, mas o reverendo “reformado” nunca se desculpou publicamente pelas palavras antibíblicas.
Hoje, sob inspiração “reformada,” a Marinha do Brasil exige TMI de seus candidatos a capelão. Amanhã, sob a mesma inspiração, vai fazer o quê? Vai imitar o Corpo de Bombeiros de Nova Iorque e empossar capelãs lésbicas “reformadas”?
Se a Reforma “reformada” (calvinista) não passar por uma reforma, vai virar uma Sodoma e sancioná-la em toda a sociedade.
Se os ditos teólogos “reformados” não estivessem tão ocupados tentando resolver questões de todo o universo pentecostal e neopentecostal, talvez tivessem tempo para lidar com o liberalismo teológico da TMI que grassa nos meios “reformados” há décadas, evitando assim casos embaraços como o da posse da capelã lésbica reformada.
Com informações da Associated Press.
Leitura recomendada:

9 comentários :

Leony disse...

Julio, confesso que me sinto desconfortável por você vez por outra falar bem de padres e outros pontos que remetem ao catolicismo sem denunciar algo que é heresia pura e que leva milhões ao inferno.

Mas com relação a TMI, os artigos são muito oportunos (apesar de achar um equívoco dar a entender a quem lê os seus posts, que o calvinismo em si é o culpado). Este conceito de TMI tem entrado sorrateiramente no meio evangélico internacional e no Brasil também. Só que lá eles começaram a mostrar os verdadeiros frutos da TMI.

Por aqui ainda não, e Deus queria que não.

Leony disse...

Assistencialismo marxista + a diluição o evangelho da salvação * teologia da libertação = TMI.

Keoma Patrío da Silva disse...

Sou presbiteriano e concordo com o Julio. Eu não sei o pq desse mimimimi com pentecostais. Tem coisa maior pra se preocupar.

Eu sei que tem muito pentecostal que ama Jesus.

Anônimo disse...

é o rock das aranhas!kkk!

Anônimo disse...

qual a biblia que esse povo prega? quando o PAPA BENTO e alguns pastores falam de lobby gay deveriam dar nome aos bois ,quanto a minha religiao catolica apostolica romana esta uma baderna. agora que a dos cristaos evangelicos nao ta mole nao vi um programa de dois pastores casados e que formou uma igreja gay,os que realmente segue a palavra de DEUS estao virando minoria,legal e :fank,drogas,alcool,aborto,desrespeitar pai e mae ,e a lei do quanto mais pior melhor .Silvia

Flavio Jm disse...

Julio Severo e amigos do blog, leiam a noticia fresquinha da intervenção do DePUTAdo J. Wyllis na igreja Universal:


http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2015/03/jean-wyllys-pede-providencias-do-mp-sobre-video-de-exercito-da-igreja-universal-4711596.html

Primeiro caso da Republica Brasileira de perseguição oficial a uma congregação cristã.

khispano atlántico disse...

RUINA provocada do kaos civilizatio.

os degenerados sexuales e existenciales de idiotas utiles pra DEMONIO. A coisa no da para mais ya.

Anônimo disse...

Quem vai querer receber "oração" de uma aberração dessas?

Deus nos livre de todo mal!

Thel.

Marcelo disse...

O Brasil parece ser o terreno mais fèrtil para o crescimento do MAL, pois Deus achou graça em estabelecer Sua Obra nesta naçao, aproveitando-se da presença de praticamente todas as raças, trubos, linguas e naçoes.

Estejamos preparados, pois veremos o estabelecimento legal, no Brasil, de algo muito pior do que Sodoma e Gomorra.

As crianças brasileiras jà estao sofrendo um processo avançado de efeminismo, de tal sorte que os meninos parecem mais moças do que homens e isso nao sò na aparencia, mas na conduta e no caràter.

Gloria a Deus, pois isso è um claro sinal de que Cristo està voltando. Cuidemos das nossas almas e orientemos os nossos filhos, pois eles serao as maiores vitimas dessa enxurrrada satanica, lembrando que as palavras ensinam, mas o exemplo arrasta (conforme o exemplo de Cristo, o qual nao ficou sò nas palavras, mas se fez homem e morreu na cruz para salvar os que crerem).