17 de janeiro de 2015

Revista gay louva Jeb Bush


Revista gay louva Jeb Bush

Julio Severo
Jeb Bush, a esperança dos conservadores americanos nas próximas eleições presidenciais dos EUA, está flertando com a agenda gay.
Jeb Bush
Num artigo esclarecedor intitulado “Why the Gay Agenda Is Praising Jeb Bush” (Por que a Agenda Gay Está Louvando Jeb Bush), Peter LaBarbera diz: “Está ficando evidente que Jeb Bush é o candidato presidencial favorito do Partido Republicano da ‘fonte de notícias gays’ da revista Washington Blade, D.C. — devido ao fato de que ele teve uma evolução politicamente correta sobre homossexualidade e ‘casamento’ de mesmo sexo. O Blade e outros meios de comunicação esquerdistas fazem reportagens favoráveis toda vez que o ex-governador da Flórida [Jeb Bush] se afasta da plataforma conservadora pró-família republicana que defende o casamento entre um homem e uma mulher.”
Estes não têm sido bons tempos para os conservadores. No ano passado, LaBarbera foi detido pelo governo “conservador” do Canadá. Mais recentemente, o conservador George W. Bush descreveu Bill Clinton como um “irmão de outra mãe.” E agora, o irmão biológico dele é louvado por uma revista homossexual.
O que está acontecendo com as personalidades conservadoras políticas nestes dias? Publicações homossexuais normalmente louvam personalidades esquerdistas, não “conservadoras.” Contudo, em 2013, o Papa Francisco foi escolhido como “Personalidade do Ano” pela maior revista gay do mundo. O mundo conservador está ficando pró-sodomia?
A única grande personalidade política que vem sendo atacada pelas revistas homossexuais dos EUA é o presidente russo Vladimir Putin.
Por que uma revista homossexual louvaria Jeb Bush? De acordo com LaBarbera, os ativistas gays adoraram o “tom mais suave” da reação dele quando eles “derrubaram uma emenda constitucional pró-casamento natural da Flórida, a qual havia sido aprovada com 62 dos votos em 2008.” Eis o discurso de Jeb:
“Vivemos numa democracia, e independente de nossas discordâncias, temos de respeitar o Estado de direito… Espero que consigamos mostrar respeito pelas pessoas boas de todos os lados da questão do casamento gay e lésbico — inclusive duplas que fazem compromissos de vida toda um com o outro e que estão buscando maiores proteções legais e aqueles entre nós que acreditam que o casamento é um sacramento e querem proteger a liberdade religiosa.”
LaBarbera diz que algumas centenas de milhares de eleitores republicanos compareceram às urnas para preservar o casamento natural, e Bush diz que a derrubada da lei aprovada é o “Estado de direito.”
Estado de direito homossexual? Tradicionalmente, os socialistas — principalmente do Partido Democrático — apoiam tal “estado.” Agora até mesmo políticos republicanos escolhidos por conservadores estão flertando com a agenda gay?
LaBarbera finalizou dizendo:
“Parece que Jeb Bush não está à altura da responsabilidade, mas ele não está sozinho entre um bando de governadores, políticos e autoridades de mentalidade libertária do Partido Republicano que escolheram fazer concessões, sacrificando princípios morais nessa questão decisiva que fala ao caráter de uma nação — uma nação que afirma estar ‘sob Deus’ enquanto desafia a lei moral dEle e a ordem natural criada.”
Essas incompatibilidades e incoerências assustam e afastam os cristãos conservadores dos demagogos e traidores no Partido Republicano.
Bons conservadores estão deixando o Partido Republicano, pois o Partido Republicano está deixando a eles e aos valores conservadores.
Matt Barber, dono do magnifico portal BarbWire, deixou o Partido Republicano.
O campeão conservador Scott Lively concorreu para governador do estado americano de Massachusetts como candidato independente na última eleição. A propósito, o primeiro estado americano a legalizar o “casamento” homossexual foi Massachusetts sob o governo republicano de Mitt Romney, eleito por conservadores, que foram totalmente traídos por sua escolha política.
Felizmente, o traidor Romney perdeu a última eleição presidencial.
Quantas traições serão suficientes para que os cristãos conservadores despertem da enganação de políticos que iludem?
Precisamos de um exército de Barbers e Livelys — homens com convicções conservadoras sólidas e inegociáveis.
Versão em inglês deste artigo: Gay Magazine Praises Jeb Bush
Leitura recomendada:

9 comentários :

Anônimo disse...

que m.. , hein

Anônimo disse...

pq nos EUA e Brasil os conservadores sociais estão praticamente extintos da politica ??
pq seus respectivos povos não são mais cristãos!

Anônimo disse...

Os símbolos enigmáticos da capa da Revista The Economist de 2015. Previsões?

http://www.libertar.in/2015/01/os-simbolos-enigmaticos-da-capa-da.html

Anônimo disse...

processo de "tucanização" do PR esta muito rápido

Anônimo disse...

pela composição do Partido Republicano acho muito difícil nomearem um candidato conservador em 2016

Anônimo disse...

Não sei se o Rick Santorum vai participar novamente das prévias dos republicanos, acho que seria uma boa opção. Ele é um católico que não se intimida na defesa de valores. Hoje em dia, mesmo não sendo americanos, nos preocupamos com as eleições naquele país, pelo fato de a luta por valores cristãos ter extrapolado fronteiras de países. Ganhando um democrata ou um republicano “politicamente correto”, aqueles grupos favoráveis a aborto a agenda gay vão sair fortalecidos.

Sebastião

Anônimo disse...

conservadorismo já era http://noticias.r7.com/internacional/jeb-bush-lidera-pesquisa-sobre-possiveis-candidatos-republicanos-nos-eua-28122014

Anônimo disse...

quando os cristãos brasileiros deixaram de votar em PT e PSDB ?
acho que nunca..

Anônimo disse...

Os viadinhos da editora da revista devem cantar ´´Glória Glória Jeb Bush,glória glória Jeb Bush,seremos vencedores!