18 de janeiro de 2015

Malarkey não foi para o céu: a tolice de crer que tudo é falso ou verdadeiro


Malarkey não foi para o céu: a tolice de crer que tudo é falso ou verdadeiro

Escritor de livro best-seller mentiu sobre ir para o céu

Julio Severo
Se você acredita que um nome negativo pode trazer maldição, considere Alex Malarkey, que diz agora que ele não morreu e foi para o céu.
Ele é co-autor do livro “The Boy Who Came Back From Heaven” (O menino que voltou do céu), publicado pela editora evangélica americana Tyndale House Publishers em 2010. Agora ele diz que seu livro é mentiroso e está culpando os varejistas cristãos por vendê-lo. Pelo fato de que ele está desmentindo o testemunho de sua visita ao céu, os mega-veículos de comunicação internacional — desde a revista Time ao DailyMail — estão cobrindo o caso dele.
Essa parece a chance de ouro deles dizerem: “Ei, não existe Céu!”
Eu não sei a razão para Malarkey cometer “malarkey” — que é uma palavra inglesa que significa “Conversa tola ou exagerada, que tem a intenção de enganar.” Mas o mesmo mundo que adora mentiras exageradas está atacando a malarkey do Malarkey.
Há hoje uma tendência de malarkeys homossexuais, mas a mesma mega-mídia que está condenando “O menino que voltou do céu” simplesmente adora acreditar que um homem é uma mulher e vice-versa. Eles estão trabalhando intensamente para nos convencer de que a mulher falsificada que nasceu homem é mulher. E eles estão trabalhando para mudar mentes e leis em favor dessa mentira.
As malarkeys homossexuais são as mentiras favoritas hoje.
Acerca de “O menino que voltou do céu,” só porque vemos um testemunho falso, não significa que todos os testemunhos sobre o Céu são falsos. Diferente é o caso homossexual. Sabemos que todos os homens que dizem que são do sexo feminino são mentirosos porque o DNA deles é do sexo masculino. Nada pode mudar isso. Através do DNA, a ciência prova que um homem é um homem e uma mulher é uma mulher. Ninguém pode mentir contra seu próprio DNA.
O autor de “O menino que voltou do céu” mentiu para Deus, mas a mentira dele não desqualifica outros testemunhos acerca do Céu.
Dois dias atrás li um comentário de Facebook de um líder americano-brasileiro da Assembleia de Deus nos EUA usando “O menino que voltou do céu” para condenar todas as experiências espirituais semelhantes. Ao mesmo tempo, ele usa seu Facebook para promover e apoiar comentários e opiniões de um pastor presbiteriano que adere ao socialismo e maçonaria. Aliás, ele próprio é um pastor maçom.
No passado (uns 70 anos atrás?) seria perfeitamente normal ver um pastor presbiteriano maçom esquerdista usando um falso testemunho para condenar todos os testemunhos espirituais — e, a propósito, para condenar também os pastores da Assembleia de Deus.
Os tempos mudaram. Agora um pastor da Assembleia de Deus faz o velho papel do pastor presbiteriano maçom.
É infeliz que Malarkey se comportou de forma malarkey, mas a Palavra de Deus nunca mudou.
“Não apagueis o fulgor do Espírito!  Não trateis com desdém as profecias, mas, examinai todas as evidências, retende o que é bom. Afastai-vos de toda a forma de mal.” (1 Tessalonicenses 5:19-22 KJA)
A grande mídia socialista que adora e espalha todas as malarkeys homossexuais está usando a malarkey do Malarkey para desqualificar todos os testemunhos cristãos sobre o Céu.
Os cristãos não deveriam ser cúmplices das malarkeys deles.
Temos de rejeitar as malarkeys no nosso meio sem rejeitar os testemunhos verdadeiros. E temos de rejeitar e denunciar todas as malarkeys promovidas pela grande mídia socialista.
Quanto a Alex Malarkey, ele deveria mudar seu sobrenome — Falaverdade, por amor a um bom testemunho cristão.
O mundo perdoa todas as mentiras homossexuais, mas nunca perdoa uma mentira “cristã.”
Eu sei que todos os testemunhos — amados e promovidos pela grande mídia socialista — de que um homem é mulher são falsos.
Mas não tenho nenhum direito arrogante de dizer que todos os testemunhos sobre o Céu são falsos ou verdadeiros. A grande mídia socialista quereria que crêssemos que todos eles são falsificados.
Se a mídia estivesse correta, o Apóstolo Paulo, que foi ao Céu, teria sido um mentiroso. O problema é: a mídia adora mentiras.
Eles aceitam os testemunhos mentirosos das trevas e rejeitam os testemunhos dos cristãos. Para eles, não há malarkeys sobre a homossexualidade. Para eles, algumas malarkeys entre cristãos são evidência de que todos os testemunhos cristãos são falsificados.
Todas as malarkeys homossexuais recebem tratamento celestial da grande mídia socialista. Independentemente de sua natureza verdadeira ou falsa, os testemunhos cristãos são rotulados de malarkeys e recebem tratamento infernal.
A grande mídia socialista está fazendo a maior festa contra os testemunhos cristãos e o Céu por causa de Malarkey enquanto prossegue suas celebrações costumeiras de malarkeys homossexuais.
Leitura recomendada:

14 comentários :

Keoma Patrío da Silva disse...

"Além disso, eu indiquei-lhe que há alguns que se consideram cristãos, mas são ímpios, hereges, ateus, e ensinam doutrinas que são em todos os sentidos blasfemas, ateístas e tolas. Mas, para que saiba que eu não estou sozinho em dizer isso a você, eu elaborarei uma declaração, na medida em que puder, de todos os argumentos que se passaram entre nós, em que eu devo registrá-las, e admitindo as mesmas coisas que eu admito a você. Pois eu opto por não seguir a homens ou a doutrinas humanas, mas a Deus e as doutrinas entregues por Ele. Se vós vos deparais com supostos Cristãos que não façam esta confissão, mas ousem também vituperar o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó, e neguem a ressurreição dos mortos, sustentando antes, que no ato de morrer, as suas almas são elevadas ao céu, NÃO OS CONSIDEREIS CRISTÃOS. Mas eu e os outros, que somos cristãos de bem em todos os pontos, estamos convictos de que haverá uma ressurreição dos mortos, e mil anos em Jerusalém, que será construída, adornada e alargada, como os profetas Ezequiel e Isaías e outros declaram" (Diálogo com Trifão, Cap.80)

Angela disse...

O valor do Diálogo com Trifão está no mesmo patamar dos livros apócrifos. Você pode ou não segui-los. É mera opinião sem validade canônica nenhuma.

Keoma Patrío da Silva disse...

Justino e Inacio não acreditavam na imortalidade da alma

Saga disse...

`` Essa parece a chance de ouro deles dizerem: “Ei, não existe Céu!” ``

Não, o céu existe sim.

Quanto a testemunhos de gente morrendo e voltando e contando, só se fosse Lázaro, não vou dar credibilidade a pessoas que ganham fama, visibilidade e mesmo muito dinheiro vendendo livros nesse sentido, que depois podem até ir parar no cinema. Todo tipo de testemunho nesse sentido tende exatamente a ir além do que está escrito, e nem mesmo -um espírito ou- anjo descendo do céu pode dar um testemunho além do que está escrito (aviso que dou a Mórmons e Islâmicos, além é claro dos espíritas, por que não cita-los também)

Keoma Patrío da Silva disse...

Testemunho não quer dizer nada. Eu mesmo já ouvi cada absurdo desses testemunhos. A doutrina na imortalidade é puro paganismo e foi introduzido pelos pais da igreja, que alias, falavam um monte de heresia.

Julio Severo disse...

Vc parece estar envolvido em alguma seita herética, Keoma. A Bíblia toda crê na imortalidade.

Julio Severo disse...

A Bíblia diz que o Apóstolo Paulo foi levado a alguma região do Céu. Então, pela Bíblia temos certeza de que tal visita é em princípio possível.

A história de Malarkey é triste. Mostra que a natureza humana é depravada.

Jesus fez milhares de milagres, mas não muitos foram persuadidos. Satanás habitava o Céu e crê no Céu, mas ele está perdido.

Os testemunhos têm de continuar, assim como Jesus continuou seus milagres. Só Deus para converter e convencer o coração humano.

Flavio Machado disse...

O Keoma faz acusações com pedaços de texto pinçados dos padres apostólicos igualzinho os jeovistas. Ele deveria por si mesmo ler os textos completos. Ficaria surpreso.

Keoma Patrío da Silva disse...

A Bíblia toda crer? Os judeus não creem. Paulo teve uma visão. Justino e Inácio tiveram contato com os apóstolos e não criam na imortalidade da alma.

Eu tenho um amigo que mãe dele e estéreo, por causa de um milagre espirita ele nasceu.

Pense bem. Imortalidade da alma deu espaço para varias heresias, purgatório, interseção dos santos entre varias outras.

Keoma Patrío da Silva disse...

Tem outras passagens que provam que Justino não cria na imortalidade da alma.

Julio Severo disse...

Vc está usando, como referência, gente que não acreditava na imortalidade para condenar visitas ao céu... Interessante. E herético.

Adriano Martins disse...

Errado Keoma!! Inácio de Antioquia discípulo pessoal de João acreditava na imortalidade da alma...
"Se aqueles que corrompem meras famílias humanas são condenados à morte, muito mais merecedores de um castigo eterno são aqueles que se dedicam a corromper a Igreja de Cristo, pela qual o Senhor Jesus, o Unigênito Filho de Deus, sofreu a cruz e se submeteu à morte! Qualquer um que, “engordando”, e se “tornando grosseiro”, desprezar a doutrina do Senhor, irá para o inferno (EIP, 4).
Irmãos, não se deixem enganar. Se algum homem seguir aquele que se aparta da verdade, não irá herdar o reino de Deus; e se algum homem não se afastar do pregador da falsidade, será condenado ao inferno (EIP, 4).

Keoma Patrío da Silva disse...

Eu preciso saber de qual epístola tu ta falando. Assim eu não posso considerar a sua referencia.

Keoma Patrío da Silva disse...

Um bom testemunho foi o meu amigo ter nascido, é foi graças a um "trabalho" espirita.