22 de janeiro de 2015

Igreja presbiteriana e cristãos liberais palestinos estão rescrevendo a Bíblia para remover referências a Israel


Igreja presbiteriana e cristãos liberais palestinos estão rescrevendo a Bíblia para remover referências a Israel

Julio Severo
Sabeel (Centro Ecumênico Palestino de Teologia da Libertação) está fazendo uma parceria com a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos para produzir uma nova versão da Bíblia que mudará a Palavra de Deus.
Delegações presbiterianas dos EUA celebrando 25 anos da Teologia da Libertação Palestina no Sabeel
Essa nova versão não faz menção de Israel como nação judaica nem menciona Jesus como judeu. Aliás, Jesus (Yeshua) é mudado de judeu para árabe palestino, de acordo com Geri Ungurean in NowTheEndBegins.
Sabeel (que em árabe significa “o caminho” e também “um canal” ou “fonte”) é uma organização cristã de teologia da libertação com sede em Jerusalém. Foi fundada pelo sacerdote anglicano palestino Rev. Naim Ateek, ex-cônego da Catedral de St. George em Jerusalém.
De acordo com Ungurean, o Dr. Ateek “quer rescrever a Bíblia do mesmo modo que as teologias católicas, anglicanas e reformadas têm afirmado que a Igreja Cristã é ‘o Novo Israel,’ também chamada de ‘o Israel de Deus.’ Rescrever a história e inventar teologia é uma vocação popular. Historiadores revisionistas tomam liberdades com os fatos até cessarem de ter sentido. Os principais exemplos são as polêmicas que negam o Holocausto ou as tendências atuais de rescrever textos da história americana.”
Ungurean diz: “Como parceiro oficial da Igreja Presbiteriana dos EUA, Sabeel tem suas filiais, Friends of Sabeel (Amigos de Sabeel), nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Suécia, Dinamarca, Noruega, Irlanda, França, Alemanha, Holanda e Austrália.”
Sabeel está envolvido com a conferência “Cristo no Posto de Controle,” que busca minar o apoio evangélico tradicional a Israel.
Por que a Igreja Presbiteriana dos Estado Unidos (conhecida pela sigla PCUSA), que é a maior denominação presbiteriana americana, se envolveria com Sabeel e sua Teologia da Libertação?
A Teologia da Libertação é o mais predominante liberalismo teológico de nossos dias. E a PCUSA é evidência de seus males. Tendo primeiramente adotado o Evangelho Social no final do século XIX, os presbiterianos americanos mais tarde formaram a PCUSA, que é agora uma usina de força liberal, apoiando o “casamento” homossexual, o aborto e posturas anti-Israel.
A Teologia da Libertação pode ser o desdobramento mais importante do Evangelho Social.
Um missionário presbiteriano do movimento do Evangelho Social foi para o Brasil em 1952 e passou uma década ensinando teologia na instituição teológica presbiteriana mais proeminente do Brasil. Seu nome era Rev. Richard Shaull, e ele estava envolvido em várias causas marxistas e comunistas no Brasil. O nascimento da Teologia da Missão Integral (TMI) no Brasil tem origem nele e é creditado a ele.
Embora a TMI seja rotulada como a versão protestante da Teologia da Libertação, a TMI nasceu antes da Teologia da Libertação. Para mais informações, baixe meu e-book gratuito aqui: http://bit.ly/141G7JH
A TMI está destruindo a Igreja Evangélica do Brasil. E a Teologia da Libertação está destruindo a Igreja Católica do Brasil.
Provavelmente, a TMI contribuiu para o nascimento da Teologia da Libertação na década de 1960. Então vemos como o Evangelho Social teve influência!
A PCUSA representa o futuro das igrejas que estão debaixo do feitiço da Teologia da Libertação e TMI: apoiadores do aborto, “casamento” gay e anti-Israel.
No final, que diferença faz se mudam a Bíblia ou não? Eles não se importam com o que Deus manda e ensina sobre Israel, a Igreja, o Reino de Deus, o valor da vida humana em gestação, o casamento natural e a família.
Leitura recomendada:

23 comentários :

Keoma Patrío da Silva disse...

Antissemitismo sempre teve presente na historia da igreja. A igreja católica herdo dos pais da igreja, Lutero da igreja católica, mas com os pentecostais e neopentencontais viro amor.

Keoma Patrío da Silva disse...

Esse amor passo para os reformados, mas que hoje esqueceram do amor por Israel.

VANDA SANTOS disse...

Se tirar Israel da Bíblia, o que sobrará?

simplyvee79 disse...

Que tal se escrever "uma denominaçao presbiteriana apóstata está reescrevendo a Biblia" em vez de colocar todos presbiterianos no mesmo balaio de gato com a herege PCUSA?
Que tal lembrar que a EPC, a OPC, a PCA são igrejas presbiterianas fieis à palavra de Deus e de teologia ortodoxa, conservadora e reformada?

Julio Severo disse...

Do que vc está reclamando? No corpo do texto, está especificado qual é a igreja presbiteriana. Quando uma manchete diz “Jovem assassina pai” não significa que todos os jovens estão assassinando os pais. Como sempre, o corpo do texto contém toda a explicação. Daí, sua reclamação não tem legitimidade. Seja como for, vc acha que a IPB está muito longe dos problemas da PCUSA? Tá não, rapaz. Veja:

Por que fazer teologia no Mackenzie?
http://juliosevero.blogspot.com/2014/06/por-que-fazer-teologia-no-mackenzie.html


O feitiço do sucesso: Rev. Marcos Amaral, IPB, Globo e ONU
http://juliosevero.blogspot.com/2013/06/o-feitico-do-sucesso-rev-marcos-amaral.html

Leandro disse...

Eu já tinha visto a teologia de esquerda demonizar Israel.

Mas nunca tinha visto negar o Holocausto. Isso é novidade. Será que teremos uma teologia revisionista?

Anônimo disse...

Essa doeu na alma, que Deus tenha piedade de suas vidas.
A palavra de Deus é perfeita e é a lei de Deus.
Mudar ela para melhor nos agradar é pecado.
O Mundo e o pecado entrou na igreja, e em vez de a palavra condenar a prática do pecado ela os abraça?

Que Cristo seje justo ao voltar como um juiz.

Anônimo disse...

É, mais uma vez, o Homem criando (ou reinventando) Deus à sua imagem e semelhança...

Keoma Patrío da Silva disse...

Os católicos dizem que Israel e a grande Babilônia. Faz um artigo sobre isso também.

Julio Severo disse...

Estou recebendo muitas queixas de calvinistas contra o título. O título está em muito bom jornalismo. Se não gostam do título, terão, por justiça, de reclamar CADA vez que uma manchete anunciar “policial mata, garoto mata, homem estupra” dizendo aos veículos de comunicação que eles, na manchete, estão dizendo que todo policial mata, todo garoto mata, todo homem estupra. Ora, eles precisam rever seus conceitos. PRECISAM CONDENAR A IGREJA PRESBITERIANA QUE É APOSTATA NOS EUA. Eles não deveriam tentar contornar a situação, pois isso só piora. Eles chegam criticando a mim por causa do título, mas em nenhum momento criticam a igreja apóstata. Idolatram a igreja, mas não percebem que o mais importante é adorar Jesus.

Granconato disse...

É a famosa "Replacement Theology" que começou por causa da israelização da igreja e que se desdobrou num antissemitismo muito intenso, capaz de promover o holocausto. A teologia aliancista está fortemente ligada a isso, ainda que seja um enorme exagero e até uma grande injustica taxar todos os aliancistas de antissemitas. É claro que o artigo não comete esse erro. Somemte aponta os desdobramentos de uma hermenêutica que nega o lugar do Israel étnico nos planos de Deus, como um povo eleito que jamais será rejeitado.

Daniela disse...

Calvinistas são um saco! Apontam o dedo para todo mundo, mas quando o tapete sujo de um deles é revelado, o comportamento padrão deles é cair de ataque em quem fez a revelação (nos dois sentidos, hehehe). Arrogaram-se num direito infame de condenar toda a Igreja e isentar a si mesmos.

Anônimo disse...

Quê há de errado com o título? A matéria não deixa tudo suficientemente esclarecido? Para quê fazer tempestade em copo d’água por causa de um título? Quanta infantilidade.

SANDRA

Anônimo disse...

Keoma: A opiniao particular de um catolico, seja ele leigo, santo ou doutor nao eh doutrina da Igreja. Re-comendo ler o CIC-Catecismo da Igreja Catolica.
Joao

marcelo disse...

A imagem da besta irá falar em todos os templos espalhados pelo mundo, pois as igrejas, muito em breve, terão que pregar em cima da nova Bíblia "sem preconceitos".
Muito provavelmente, quem não aceitar terá que fechar as portas.

Anônimo disse...

Thiago


Julio, não se acabe de tanto nervoso. Tome um maracujina e ignore de uma vez por todas esse povo. Fale o que você quiser e quando quiser, eles não são Senhores da tua fé nem da tua opinião.

Ignore






Anônimo disse...

Thiago


Quando vc for abordar este assunto bloqueie os comentários. Paciência não é um "bem" que se acha no lixo. Bloqueie tudo de uma vez. Querem te calar. Querem te pressionar.

Keoma Patrío da Silva disse...

João. A opinião de uma igreja que recebe o nome de presbiteriana, não é doutrina de todos os calvinistas.

Granconato disse...

Sou pastor calvinista e não me senti em nada afetado pelo artigo. Creio que a concepção denunciada é subproduto da teologia aliancista, ligada sim ao calvinismo, mas não necessariamente essencial e esse modelo. Sou calvinista em minha soteriologia, mas não sou aliancista em minha hermenêutica. Por isso, o artigo não me deixou em nada aborrecido. Pelo contrário, eu sou o primeiro a apaludi-lo!

Carlos de Cristo disse...

Esta história de reincrever a bíblia para retirar referencias do nome Israel, sobre a cidade de Israel, é uma vergonha! Porque apesar dos muitos erros cometidos ao longo da história de Israel, não é motivo algum, para se apagar censurar, o nome de Israel da memória, da história, para se tentar manipular a opinião do povo cristão e não cristão a favor da Palestina, este sim um termo que não existe na bíblia. Basta colocar este nome Palestina , na busca da biblia on line para ver se aparece. https://www.bibliaonline.com.br/acf/busca?q=Palestina
Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir. Mateus 5:17 E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro. Apocalipse 22:19
Israel é e sempre será o povo escolhido por Deus para tal missão de da inicio, na humanidade, a representação e personificação de Deus e sobre Deus.
Não que a palavra de Deus haja faltado, porque nem todos os que são de Israel são israelitas; Romanos 9:6
Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo: Romanos 11:2
O nosso Senhor Jesus veio para todos para salvar todos, inclusive Israel, para quem virá novamente, e pousará para fazer justiça e juiso sobre os povos, no tempo do fim.
Da descendência deste, conforme a promessa, levantou Deus a Jesus para Salvador de Israel; Atos 13:23
E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus, Lucas 1:16
Bendito o Senhor Deus de Israel, Porque visitou e remiu o seu povo, Lucas 1:68
E naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para o ocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele para o sul.Zacarias 14:4
Ótima matéria coloquei no meu blog. Deus abençoe a todos!

Anônimo disse...

Como reformado e calvinista (logo, sou "um saco"), parabenizo o autor do texto. Ah e como jornalista formado, afirmo que não há reparos a fazer na manchete. Que o Senhor Jesus abençoe o seu trabalho, Julio.

Duílio disse...

Esses que pensam em reescrever a Bíblia deveriam se lembrar desta séria advertência dada pelo próprio Senhor Jesus:

"E a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, Eu testifico: se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão neste livro; e se alguém tirar qualquer palavra do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida e da cidade santa, que estão escritas neste livro" (Apocalipse 22:18–19)

A mesma coisa é dita no livro de Provérbios:

"Toda a Palavra de Deus é pura; é escudo para os que confiam Nele.
Nada acrescentes às Suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso" (Provérbios 30:5–6)

Precisa dizer mais algum coisa?

Estudiosa disse...

Vão todos direto para o inferno(ao 22.19). E como irão começar o novo testamento? Ou melhor, as escrituras que narram a história de Jesus? Porque se disserem novo terão que se referir ao velho e se disserem testamento (diateque em grego q significa aliança)terão que falar da velha aliança...Mateus, nome judaico por sinal, começa o seu evangelho ensinando: "Esta é a genealogia de Jesus, FILHO DE ABRAÃO, FILHO DE DAVI..." Ah vai te catar...a essa altura da vida com todo mundo sabendo que Jesus cujo nome em hebraico é YEHOSHUA, é da tribo de Judá e dos filhos de Israel, vir com uma heresia dessas...Senhor, perdoai-os pq eles não sabem o que fazem. Mas que vão todos eles para o inferno vão sim senhor. Imagine, mudar a palavra de Deus. Piraram. Estão viajando na maionese