5 de dezembro de 2014

Congresso de Missão Integral na Igreja da Lagoinha: Um tiro na verdadeira caridade


Congresso de Missão Integral na Igreja da Lagoinha: Um tiro na verdadeira caridade

Julio Severo
Num culto na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte, o pregador, virando-se para Ana Paula Valadão, diz:
“Desafio você a doar sua enorme fortuna para os pobres, para que eles tenham comida, saúde, educação, emprego e lazer. Aliás, desafio você a dar 90 por cento de tudo o que você ganha para os pobres.”
Depois, virando-se para os outros cantores famosos da Lagoinha, o pregador faz o mesmo desafio, encorajando-os a ajudar os pobres com os próprios bolsos, não só com palavras.
Embora a estrela máxima do recente Congresso de Missão Integral na Igreja da Lagoinha tivesse sido o Rev. Antonio Carlos Costa, não foi ele quem fez o desafio. Aliás, ninguém fez tal desafio — que é apenas minha imaginação do que um “profeta” de Teologia de Missão Integral (TMI) deveria fazer.
Rev. Antonio Carlos Costa no Congresso de Missão Integral na Igreja da Lagoinha
Os defensores da TMI ganham muito bem. O caso do teólogo presbiteriano Alexandre Brasil, que recebe 15 mil reais por mês do governo do PT, é só um exemplo da vida boa dos teólogos da TMI. Claro que isso nem chega aos pés do que deve ganhar Ana Paula Valadão.
O que o Rev. Antonio Carlos Costa (ACC) pregou, em 2 de novembro de 2014, no Congresso de Missão Integral na Igreja da Lagoinha? Ele pregou muito sobre compaixão, dando apoio ao bolsa-família do governo.
A postura dele entra em conflito com o livro “Libertando as Nações,” que era amplamente promovido anos atrás pela Igreja da Lagoinha.
Esse livro, escrito por Stephen K. McDowell e Mark A. Beliles, diz que “A Bíblia revela desde tempos antigos as responsabilidades de cada indivíduo. Essas incluem: adoração, trabalho e caridade,” deixando claro que a função do governo é proteção das famílias e punição dos criminosos, não caridade.
ACC argumentou, em sua pregação, que a “seara é grande, mas poucos os trabalhadores.” Ele sugeriu que a igreja precisa ouvir o desabafo de Deus e ter compaixão, pendendo especialmente para o lado da caridade material. Ele disse que “essa é a maior necessidade da igreja.” Nesse contexto, ele convocou a igreja a se preocupar com as necessidades dos favelados de comida, emprego, saúde e lazer.
O problema dele foi focar principalmente na pobreza material. O favelado sem comida, saúde, educação, emprego e lazer é mais perdido do que o europeu rico que há muito tempo abandonou as tradições cristãs? Se dar comida, saúde, educação, emprego e lazer ajudasse na salvação, o europeu seria hoje a criatura mais “salva” do universo.
Em contrariedade às propostas de salvação material e estatal de ACC, “Libertando as Nações” mostra que o caminho para a “salvação” de um país é o governo adotar, entre outras medidas, os seguintes passos:
Deixar de financiar todos os interesses especiais, saúde e assistencialismo (alguns desses aspectos podem ser feitos gradualmente, conforme outros assumam a responsabilidade).
Fechar escolas públicas e o Ministério da Educação (isso ocorrerá gradualmente, à medida que os pais, as igrejas e o setor privado assumam sua responsabilidade).
Caridade não é função do Estado. É do indivíduo e da igreja.
Como indivíduos, tanto ACC quanto Ana Paula Valadão têm a responsabilidade cristã de doar suas riquezas aos pobres, especialmente se esse é o chamado que eles e suas igrejas sentem de Deus.
ACC é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil, que é, desde pelo menos a década de 1950, uma das denominações protestantes mais afetadas pela TMI, sendo foco de seus principais expoentes, inclusive Caio Fábio, que outrora foi o maior líder presbiteriano do Brasil.
ACC é também fundador e presidente da Rio de Paz, uma ONG desarmamentista que prega o desarmamento da população como solução para acabar com a criminalidade e trazer e paz.
Sobre desarmamento, “Libertando as Nações” diz: “Qualquer tentativa de proibir um indivíduo de possuir armas é antibíblico e é uma tentativa pagã de centralizar o poder.”
A solução para acabar com a violência armada é oração e armar os bons cidadãos. Assim Israel protege, por exemplo, seus cidadãos. Os criminosos usam armas pesadas? O governo tem a obrigação de proteger e defender a liberdade e os direitos dos cidadãos portarem rifles e outras armas para defesa. A única resposta para a violência armada é a defesa armada.
Como pode então ACC pregar o desarmamento da população num país de violência armada generalizada como o Brasil? “Libertando as Nações” chama esse desarmamento de “antibíblico.” Eu chamo também de cruel irresponsabilidade.
Portanto, no evento antibíblico Congresso de Missão Integral na Igreja da Lagoinha, o Rev. Antonio Carlos Costa, representando sua ONG antibíblica Rio de Paz, pregou uma mensagem antibíblica de caridade estatal apoiada por cristãos.
Se a Igreja Batista da Lagoinha lesse e praticasse “Libertando as Nações,” não se envolveria em ensinos antibíblicos.
“Libertando as Nações” diz que a responsabilidade das famílias é:
Ser frutíferos e multiplicar-se; ter filhos.
Assumir a responsabilidade de educar seus filhos através da educação escolar em casa e ensinos suplementares através de escolas privadas.
Sobre os indivíduos, “Libertando as Nações” diz que eles precisam:
Frequentar regularmente a igreja e apoiá-la com seus recursos e esforços na proclamação do Evangelho a seus amigos incrédulos.
Buscar um bom trabalho e trabalhar conscienciosamente para expressar o Reino de Deus em tal lugar.
Contribuir com parte de seu salário para indivíduos necessitados.
Obter armas para autodefesa, se necessário.
Orar por um avivamento e um governo justo.
ACC e Ana Paula Valadão precisam praticar a caridade individual, que é bíblica, e parar de defender a “caridade” estatal. Caso contrário, estarão dando tiro na verdadeira caridade e na própria Bíblia.
Se a Igreja Batista da Lagoinha quer se envolver com a Teologia da Missão Integral para praticar “caridade” para os pobres, deveria começar fazendo conforme o que Jesus disse ao jovem rico: “Dê todas as suas riquezas aos pobres e Me siga.”
Leitura recomendada:

29 comentários :

Flávio disse...

IBL se abre pra tudo quer pregador, ela mistura neopentecostalismo, G12, novas unções, TMI =/ é uma salada

Apostle of Christ disse...

Os princípios deste livro, não apenas estão em sintonia com a Bíblia, que é a inerrante e infalível Palavra de Deus, mas constituem a base da formação dos Estados Unidos, conforme idealizado pelos pais fundadores, e que agora vem sendo sistematicamente atacados e destruídos pelo governo socialista do atual presidente, cujo nome não é sequer digno de menção. A massificação dos valores socialistas e esquerdistas, atingiram um nível tão profundo neste país que me pergunto se há ainda alguma esperança de salvação. Como no filme "The Matrix", a ilusão do "estado democrático de direito" mascara a tirania perene que a cada dia, nos oprime mais e mais. Que o Senhor tenha misericórdia do Brasil e nos dê um "Davi" que segundo seu coração nos liberte das garras do ímpio "Saul".

Anônimo disse...

irmão julio acho que aí existe um problema a maioria das familias brasileiras não tem condições de pagar uma escola particular,sei que você acha que a escola publica não é das melhores ,mas acho que a maioria dos pais têm que trabalhar e mesmo assim eles não têm muito conhecimento para ensinar aos filhos. isso depende da índole de cada um ,por exemplo combate as drogas ,só usa droga quem quer,todos sabem que drogas fazem mal ao organismo quem usa é por que não presta , merece pois isso,na minha opinião o governo deveria fazer o seguinte quem quiser usar drogas seria dado gratuitamente aos usuários para eles poderem usar até morrer desde que seja num lugar específico afastado da sociedade,assim acabamos o poder do tráfico e das armas ilegais,o usuário não é vítima é ele quem sustenta o traficante,ele sabe o que a droga faz,o traficante não obrigou ele a usar, temos que parar de acreditar quando a mídia diz que o usuário é vítima,pois quem têm caráter não faz coisas erradas,eu não fumo,não tomo bebidas e nem uso drogas ,meus pais nunca me falaram nada sobre drogas ,aprendi lendo os livros de ciências da escola o que faz mal ao organismo e decidir não usar, é questão de usar a inteligência,a escola é importante,meus pais não estudaram eram analfabetos mas faziam questão que eu aprendesse ,sempre respeitei e amei meus professores eles me ensinaram coisas boas nesse aspecto,e os livros da igreja me ensinaram a respeitar e tratar com bondade as mulheres ,então eu acho que a parceria igreja e escola é boa,mas conforme disse meus pais nunca precisaram me dizer que drogas fazem mal ,aprendi na escola,e na igreja aprendi a ter lições de moral e ética,minha formação veio da escola e da igreja,a maior culpa dos roubos e da violência é do caráter individual na minha opinião ,claro que a família é importante ,mas como disse o homem segue o que quiser ser.

Anônimo disse...

na minha cidade tinha um padre para tudo pedia doaçao ja se dava o dizimo ,ele tinha faxineira,cozinheira,tv a cabo ,carro ultimo modelo .esse padre foi transferido chegou um outro vindo da Italia, cortou todos estes conformas afinal eles fazem voto de pobreza a igreja esta bem mais cuidada ,damos dizimo e tudo sobra para a caridade ,na verdade esta se faltando cumprir aquilo que se prega,falar e facil cumprir o que esta escrito super dificil,
o dinheiro eo poder virou o deus do mundo.....Silvia

,damos o dizimo

Anônimo disse...

Para o anônimo que diz que não tem condições de pagar escola particular: trabalhe mais! Assuma sua responsabilidade como homem e marido e pare de reclamar, simples assim.

Anônimo disse...

Thiago


Galera, o truque é sempre esse:

Eles são bonzinhos pois fazem caridade com o dinheiro alheio.

Nós somos maus, pois somos uma oposição a governos revolucionários bonzinhos como o do PT, que dá casa, comida e roupa lavada.

Alguém percebeu o atentado eleitoral que a esquerda fez quando influenciaram a população de baixa renda dizendo que se Dilma perdesse iria acabar o Bolsa Familia? Isso essa gentalha da Missão Integral esconde, né!? E quem controla o Estado, não transformará isso em beneficio político? Não dará um poder ilimitado aos Donos do Poder? Será que essa classe revolucionária comuna é tão santinha como esses pastores e padres esquerdistas afirmam? O que a história nos revela? Recomendo a todos que leiam o "Livro Negro do Comunismo". Saibam que a maior fábrica de mártires cristãos da historia foram os governos comunistas (socialistas) e nacional-socialistas. Quanto mais limitado o Poder Politico for, melhor para todos nós, independente de credo religioso, principalmente em relação ao Poder Executivo.

Assim é fácil amar o próximo, deixe que o Estado faça o que você deveria fazer, e pra piorar, o Estado fará com o dinheiro dos outros. Pronto! É só apoiar um partido comunista e está tudo resolvido!

Nós temos realmente a obrigação de ajudar o próximo, mas isso deve ser com nossos esforços e recursos. Nós temos de ir lá "botar a mão na massa" e ajudar o necessitado, principalmente apresentando o Evangelho, pois Cristo é a verdade e é Ele quem nos liberta.

Ajudar só por ajudar, com foco exclusivo no materialismo, é apenas um quebra-galho, pois aquele indivíduo continuará com as mesmas práticas que o expôs a uma situação de degradação.

Um Estado assistencialista ao extremo quer, na verdade, substituir o lugar de Deus. Em vez do individuo focar no seu esforço pessoal e agir confiante que Deus o abençoará (livre iniciativa, empreendedorismo, self made man), o cara trocará seu voto e dignidade por um prato de lentilhas for guiado por conselhos de toupeiras, como os da Missão Integral.

Em vez de dar esmolas, o Estado deveria oferecer uma educação de excelentíssima qualidade, absolutamente técnica, vacinada contra ideologias, fornecendo instrumentos para o individio seja senhor de si, e não um bebezão burro, incapacitado, que pra tudo chora pelas tetas estatais.

Esses cabras da teologia esquerdista têm um coelho na cartola: são os principais promotores do relativismo moral nas congregações. Quando começam a zanzar em alguma igreja, é só dar tempo ao tempo e verás coisas como casamento gay sendo pregadas no púlpito.

Anônimo disse...

Thiago


Galera, o truque é sempre esse:

Eles são bonzinhos pois fazem caridade com o dinheiro alheio.

Nós somos maus, pois somos uma oposição a governos revolucionários bonzinhos como o do PT, que dá casa, comida e roupa lavada.

Alguém percebeu o atentado eleitoral que a esquerda fez quando influenciaram a população de baixa renda dizendo que se Dilma perdesse iria acabar o Bolsa Familia? Isso essa gentalha da Missão Integral esconde, né!? E quem controla o Estado, não transformará isso em beneficio político? Não dará um poder ilimitado aos Donos do Poder? Será que essa classe revolucionária comuna é tão santinha como esses pastores e padres esquerdistas afirmam? O que a história nos revela? Recomendo a todos que leiam o "Livro Negro do Comunismo". Saibam que a maior fábrica de mártires cristãos da historia foram os governos comunistas (socialistas) e nacional-socialistas. Quanto mais limitado o Poder Politico for, melhor para todos nós, independente de credo religioso, principalmente em relação ao Poder Executivo.

Assim é fácil amar o próximo, deixe que o Estado faça o que você deveria fazer, e pra piorar, o Estado fará com o dinheiro dos outros. Pronto! É só apoiar um partido comunista e está tudo resolvido!

Nós temos realmente a obrigação de ajudar o próximo, mas isso deve ser com nossos esforços e recursos. Nós temos de ir lá "botar a mão na massa" e ajudar o necessitado, principalmente apresentando o Evangelho, pois Cristo é a verdade e é Ele quem nos liberta.

Ajudar só por ajudar, com foco exclusivo no materialismo, é apenas um quebra-galho, pois aquele indivíduo continuará com as mesmas práticas que o expôs a uma situação de degradação.

Um Estado assistencialista ao extremo quer, na verdade, substituir o lugar de Deus. Em vez do individuo focar no seu esforço pessoal e agir confiante que Deus o abençoará (livre iniciativa, empreendedorismo, self made man), o cara trocará seu voto e dignidade por um prato de lentilhas for guiado por conselhos de toupeiras, como os da Missão Integral.

Em vez de dar esmolas, o Estado deveria oferecer uma educação de excelentíssima qualidade, absolutamente técnica, vacinada contra ideologias, fornecendo instrumentos para o individio seja senhor de si, e não um bebezão burro, incapacitado, que pra tudo chora pelas tetas estatais.

Esses cabras da teologia esquerdista têm um coelho na cartola: são os principais promotores do relativismo moral nas congregações. Quando começam a zanzar em alguma igreja, é só dar tempo ao tempo e verás coisas como casamento gay sendo pregadas no púlpito.

Julio Severo disse...

Anônimo, vc está indo muito bem, até dizer: "o Estado deveria oferecer uma educação de excelentíssima qualidade, absolutamente técnica." Um povo só é independente, trabalhador e criativo quando se educa. Quando o Estado começa a educar, aí começam os problemas. A solução é acabar co mas escolas estatais, como indica o livro mencionado neste artigo, e as famílias e igrejas e também a iniciatia privada criarem escolas. Tá vendo como a doutrinação marxista é forte? Até vc caiu nisso, achando que o Estado pode dar educação...

Anônimo disse...

Julio, aqui é o seu leitor de muito tempo, oi aqui quem fala é o Thiago kkk

Entendo irmão, no meu entendimento o Estado não deveria proibir a educação em casa, nem restringir, policiar ou regular a educação promovida por outras entidades, como as igrejas.

Mas entendo que, se o Estado não se intrometer na educação promovida pelas familias e pelas igrejas, não há problema se ele próprio oferecer conjuntamente, pois nem todos possuirão recursos para bancar a educação dos filhos. Mas esta educação Estatal deveria zelar por uma total "desideologização", oferecendo/priorizando cursos técnicos, ciências exatas e línguas, de forma a capacitar o cidadão ao "ganha pão", onde o individuo se torne "dono do seu próprio nariz".

Ana Paula V disse...

Oi Julio!
Olha essa:
Criaram um projeto em Sao Paulo nos moldes do projeto bolivariano da Dilma e aprovaram:
http://www.aasp.org.br/aasp/imprensa/clipping/cli_noticia.asp?idnot=18169

Anônimo disse...

Thiago


Você sabe né irmão, eu já te falei no passado que, depois que eu voltei pra Jesus, eu senti que havia uma grande incompatibilidade entre o Evangelho e a Esquerda. E foi através dos teus artigos que eu consegui começar a entender o motivo dessa incompatibilidade. Então sou grato a Deus por te levantar como atalaia pra esta nação. E declaro que sou fã há de muito tempo do teu trabalho.


Um abraço.

marcelo disse...

Essas leis (como a citada pela Ana Paula), feitas pelos comunistas, com cara de declaração universal dos direitos dos homens (a nova religião do planeta), não passam de estratégias diabólicas para desarticular e destruir as forças de segurança pública e nacional, as únicas que ainda possuem condições de oferecer veraz resistências à instalação do caos social (travestido de justiça social).

É uma pena que o regime militar brasileiro tenha sido complacente com muitos desses demônios, deixando-os sair do país ilesos, e não tenha criado mecanismos para impedir que os guerrilheiros de outrora (os bandidos, ladrões e assassinos) viessem a tomar de assalto o poder desta nação.

Assentados sobre tronos, mantidos pela corrupção, os bandidos de outrora ressurgem no cenário político, com as mesmas idéias revolucionárias do passado, as quais espalharam morte e destruição pelo mundo todo e privilegiaram aqueles que faziam parte da "diretoria" (vide o que ocorreu com Cuba).

Todavia, o dilúvio nos trás uma lição que não deve ser esquecida por todos nós. Não bastou a mão de Deus fazer justiça e matar toda a humanidade terrivelmente pervertida, preservando apenas oito almas, pois dessas oito almas vieram todas as desgraças que a história registrou desde aqueles dias até os dias atuais.

Temo dizer, mas as discussões são vãs, pois apocalipse irá se cumprir custe o que custar. De forma que o mundo caminhará para a completa sodomização dos povos, para a corrupção geral do gênero humano, para a apostasia geral (na qual a grande totalidade dos povos se voltará contra tudo que se chama Deus e que O adora), para o fim do contínuo sacrifício (os cultos a Deus), etc.

Por ser um país de extrema liberdade religiosa, escolhido por Deus para ser adorado por todas as raças (sem distinção), o Brasil deverá superar as demais nações em termos de abominação.

O diabo encontrou neste país um celeiro próspero para promover a mais completa destruição dos valores morais cristãos.

Trata-se de uma nação ideal para todo tipo de experimento satânico, com milhões de cobaias ávidas por corrupção de todos os níveis.

O Brasil será linha de frente na caminhada da raça humana rumo ao Armagedom.

Julio Severo disse...

Fico feliz que os artigos do meu blog lhe tenham sido úteis, Thiago. TALVEZ escolas públicas pudessem ser uma concessão, conforme vc quer, se o Estado as mantiver sem cobrar NENHUM imposto para isso (sustentando-as com recursos próprios, como da Petrobras). Ou então se cobrar apenas dos que aceitam essa ideia. Mesmo assim, essas escolas não deveriam ser impostas a ninguém.

marcelo disse...

Como disse em outro comentário,
a religião mundial, a nova BABEL dos tempos modernos, já está aí em plena execução: a tal DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DOS HOMENS.

Nela, o homem ocupa o centro do universo, como um deus, e não há lugar para a Palavra daquele que criou todas as coisas.

Partidos, escolas, igrejas, líderes, opiniões deste e daquele, etc., não passam de instrumentos dessa RELIGIÃO. A única coisa que escapa dessa lama é a Graça do Filho de Deus...o difícil é achá-La.





Thiago disse...

Irmão Júlio,

Você é uma das poucas vozes que do conservadorismo cristão evangélico no Brasil.
É um solitário num deserto esquerdista imenso.

A maior parte dos nossos impostos, irmão, vão para o Estatismo do Governo (o saco sem fundo das Estatais BB, Caixa, BNDES, PETRO,...), para pagar os juros da dívida interna e para manter uma imensa burrocracia centralizadora.
Eu acredito que a porcentagem para a educação é baixa.

(...)"essas escolas não deveriam ser impostas a ninguém". Concordo plenamente. O Estado quer usurpar o papel dos pais e das igreja, e isso é inaceitável.

Um abraço irmão.

OBS: irmão Marcelo, também concordo com teu comentário.

Thiago disse...

...correção...

Irmão Júlio,

Você é uma das poucas vozes do conservadorismo cristão evangélico no Brasil. É um solitário num deserto esquerdista imenso.

A maior parte dos nossos impostos, irmão, vai para o Estatismo do Governo (o saco sem fundo das Estatais BB, Caixa, BNDES, PETRO,...), para pagar os juros da dívida interna e para manter uma imensa burrocracia centralizadora.
Eu acredito que a porcentagem para a educação é baixa.

(...)"essas escolas não deveriam ser impostas a ninguém". Concordo plenamente. O Estado quer usurpar o papel dos pais e das igrejas, e isso é inaceitável.

Um abraço irmão.

OBS: irmão Marcelo, também concordo com teu comentário.

marcelo disse...

Veja a piada que consiste o pensamento desses pobres adoradores de Fidel, de Che Guevara e de outros psicopatas, os quais são os heróis dessa gentalha que está no poder desta pobre nação:
http://www.marxists.org/portugues/marighella/1969/manual/index.htm

Por isso que eu digo que tudo não passa de religião humana, a serviço do diabo.

Anônimo disse...

Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte é riquíssima,além de ter membros com muitas posses como Ana Paula Valadão.
Igualmente a Igreja Presbiteriana do Brasil é também muito rica.
Estas igrejas deveriam utilizar o seus próprio dinheiro para fazer caridade e não esperar que o dinheiro do Governo seja gasto em uma falsa caridade.
Lembremos das pobres igrejas da Macedônia que muito doaram aos pobres da Igreja de Jerusalém,muito necessitados. Conforme relata no Evangelho.
Vivemos numa época que as pessoas só querem gastar saliva quando se trata de fazer caridade. Muito infelizmente !

Durval

Nil disse...

A faceta mais corrupta do PT.
http://lucianoayan.com/2014/12/08/a-faceta-mais-corrupta-do-pt/

Engana-se quem acha que escândalos como Mensalão e Petrolão escancaram a faceta mais corrupta do PT. Há algo ainda pior: a corrupção moral manifestada pelo partido e pelos seus militantes, especialmente os parasitas das redações de jornais.

CONTINUA...........

Eliel disse...

Respondendo à Sílvia, ao Marcelo, ao Thiago, e ao Nil,

Muitos pessoas (principalmente as que não são politicamente conscientizadas) pensam (e dizem) exatamente assim:

"DANDO TUDO QUE NÓS (POVO) PRECISAMOS, ATÉ O DIABO PODE SER O NOSSO PRESIDENTE!"

Não é exatamente este o pensamento daqueles que recebem o Bolsa–Família (e outros assistencialismos eleitoreiros) do governo do PT? Não lembra as mesmas propostas que o diabo fez a Jesus durante a tentação no deserto?

Os políticos esquerdistas usam de todos os meios (certos ou errados) para ganhar o coração (e também o voto) do povo. Como eles mesmos fazem questão de dizer com todas as letras, "os fins justificam os meios". Na nossa frente, estes mesmos políticos aparecem com os mais belos sorrisos. Por trás, porém, estão querendo nos destruir na primeira oportunidade!

A mesma coisa é o diabo. Ele nunca vai confessar abertamente: "Eu sou Satanás, e vim para enganar, roubar, matar, e destruir a todos! Eis aqui a minha verdadeira face!". O diabo pode ser qualquer coisa, mas burro, com certeza, ele não é. Muito pelo contrário: ele é muito astuto na arte de enganar (principalmente aqueles que não têm discernimento espiritual). A respeito disso, Jesus afirmou com autoridade:

"Vós tendes por vosso pai o diabo, e quereis satisfazer os seus desejos. Ele foi um homicida desde o princípio, e não permaneceu na verdade, porque nele não existe verdade. Quando ele mente, fala só do que lhe é próprio; pois é um mentiroso e o pai da mentira" (João 8:44)

A mesma coisa é dita pelo apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros (como os políticos esquerdistas) apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15, o parêntese é meu)

Judas não se vendeu por míseras 30 moedas de prata para trair Jesus? E quantos hoje não estão agindo igual a Judas ao vender o voto (e até a própria alma ao diabo) em troca de qualquer assistencialismo eleitoreiro (como o Bolsa–Família), ou até mesmo em troca de um prato de comida?

Diz o ditado popular que "o peixe morre pela boca". No caso, o povo morre pela boca ao votar mais com a emoção do que com a razão (ou melhor, mais com a barriga do que com a cabeça) durante as eleições. E mesmo assim, esse mesmo povo quer ser masoquista (masoquista é aquele que gosta de sofrer). Sabe que vai eleger um representante do diabo (ou até mesmo o próprio diabo), mas não quer perder a sua "ajuda". Pior para quem?

Enquanto o povo não for conscientizado politicamente (e, principalmente, enquanto muitos continuarem sendo enganados pelas mentiras do diabo), nunca cortaremos este mal (dos assistencialismos eleitoreiros) pela raiz, e, principalmente, nunca acabaremos com a corrupção da nossa política!

Thiago disse...



Irmão Eliel,

O diabo tem aparecido de duas formas:

SEM MÁSCARA: o PTismo bolivariano safado, totalitário, anti-cristão até o "tó ló", mensaleiro, golpista (Destruiu o Congresso por 12 anos ao comprá-lo)...

COM MÁSCARA: PSDBismo safado, com a carinha santa de democrática, mas que segue a cartilha do Socialismo Fabiano (que é gayzista, abortista e libertário em matéria de costumes).

Irmão, em termos técnicos, a maioria dos evangélicos é "PALEOCONSERVADORA". Nós não podemos nos misturar com a esquerda Stalinista (PSOL, PCdoB), nem com a esquerda gramsciana (PT), nem com os socialistas fabianos (PSDB). Todos estes são de ESQUERDA e ODEIAM E COMBATEM A MORAL CRISTÃ (a combatem abertamente ou usando de engenharia social).

Ao mesmo tempo, devemos tomar muito cuidado quando forjarmos alianças com os liberais de direita (DEM e Revista Veja). Essa turma costuma ser, em termos de valores morais, libertários ao extremo.

Ao apoiarmos alguém politicamente, este deve ser CONSERVADOR em termos de valores morais e LIBERAL em termos econômicos e de organização do Estado (se for INTERVENCIONISTA em termos econômicos, sugiro cautela, pois esta corrente política pode estar flertando com o fascismo). Se for LIBERAL em termos econômicos e LIBERAL em termos de valores morais (NEOLIBERALISMO PURO), então nós devemos nos distanciar, se quisermos manter um pingo de coerência com a nossa fé.

EU ERREI MUITO AO APOIAR O PSDB DURANTE AS ELEIÇÕES. PEÇO DESCULPAS A TODOS.

IRMÃO ELIEL, ESTRE TRECHO DE SEU COMENTÁRIO É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA:

"Os políticos esquerdistas usam de todos os meios (certos ou errados) para ganhar o coração (e também o voto) do povo. Como eles mesmos fazem questão de dizer com todas as letras, "os fins justificam os meios". Na nossa frente, estes mesmos políticos aparecem com os mais belos sorrisos. Por trás, porém, estão querendo nos destruir na primeira oportunidade!" MEUS PARABÉNS!

Valeu irmão!

um abraço, a Paz do Senhor.

Thiago disse...

Texto para reflexão:

"Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens."

Atos 5:29

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Thiago,

Thiago,

Não só eu assino embaixo de tudo que você respondeu ao Eliel, como eu ainda acrescentaria o seguinte: o diabo é um ilusionista. Ele só mostra o lado aparentemente "bom" das propostas que ele oferece a todos, mas ele oculta o resultado final. Isso lembra muito bem o que o Rubens Ricúpero (ministro da época do governo de Fernando Henrique Cardoso) disse certa vez: "O que é bom, a gente mostra; o que é ruim, a gente esconde".

Infelizmente, tem muita gente que acha que ainda se deve esperar um mínimo de sinceridade da parte do PT (e de outros partidos esquerdistas) quando seus líderes dialogam com cristãos. Como bem disse o Eliel, o diabo pode ser qualquer coisa, mas burro, com certeza, ele não é. Muito pelo contrário: ele é muito astuto na arte de enganar (principalmente aqueles que não têm discernimento espiritual). Isso vale principalmente para quem acredita nas promessas do PT e de outros políticos (e partidos) esquerdistas.

O pior disso tudo é que muitos não querem ouvir a verdade (por mais que sejam dados inúmeros alertas)! Parece que muitos, pelo jeito, só vão descobrir que foram enganados pelo diabo no dia do juízo final! Mas aí, infelizmente, já será tarde demais!

Muitos, pelo jeito, estão esquecidos do que a Palavra de Deus diz:

"Maldito o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e que aparta o seu coração do Senhor" (Jeremias 17:5)

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Em virtude disso, não foi sem razão que Jesus afirmou com autoridade:

"Vós tendes por vosso pai o diabo, e quereis satisfazer os seus desejos. Ele foi um homicida desde o princípio e não permaneceu na verdade, porque nele não existe verdade. Quando ele mente, fala só do que lhe é próprio; pois é um mentiroso e o pai da mentira" (João 8:44)

Como tem gente ingênua neste mundo!

Anti–esquerdista disse...

Thiago,

Se eu não estiver enganado, ser de direita significa defender estes pontos:

– Direito de ir e vir;

– Direito à liberdade de expressão (garantido pela Constituição);

– Direito ao livre culto religioso (no caso, à crença na fé cristã);

– Direito à propriedade privada;

– Direito à inviolabilidade do lar;

– Direito à proteção da família;

– Defesa da vida (e também do direito à vida);

– Conservadorismo (manutenção e defesa de determinados princípios);

– Liberalismo econômico (livre mercado);

– Livre iniciativa (ou livre empreendedorismo);

– Estado mínimo (interferência mínima do Estado em algumas questões).

Só que a esquerda é totalmente contrária a tudo isto. Se, por exemplo, eu prosperar mais do que outras pessoas (mesmo que seja pelos meus próprios esforços), eu estou contribuindo para aumentar as desigualdades sociais (como se eu fosse culpado de ter uma vida melhor em relação a quem é desfavorecido)! Dá pra entender?

Se um sujeito nasceu numa favela, mal conseguiu estudar, não tem um bom emprego (ou, quando tem, ganha muito pouco), e faz filho a torto e a direito para receber os assistencialismos do governo (principalmente o Bolsa–Família), eu sou culpado por ele agir assim? De forma nenhuma!

Aí o governo esquerdista, por ver que eu tenho mais do que esse favelado, me tributa violentamente (ou me obriga a dividir o que eu tenho), em nome de uma suposta "justiça social".

Quantos, atualmente, sabem disso? Ou será que ninguém nunca soube que o PT e os demais partidos de esquerda agem exatamente assim?

Thiago disse...

Amigo Élquisson,

Eu tentei ser pragmático. Mas o PSDB nunca deixará a ideologia do socialismo fabiano para agradar a população conservadora. Infelizmente essa é a realidade nua e crua!

Amigo Anti-Esquerda

Eu sou apenas um paupiteiro amador. Sei que na direita há os Liberais e os Conservadores.

Eu sou Conservador.

E você, é um Liberal?

Eu entendo muito pouco, mas vê se esse texto do Olavo pode ajudá-lo a entender melhor a diferença:

http://www.olavodecarvalho.org/semana/070308jb.html

Thiago disse...

anti-esquerdista,

Eu também achei estes outros links...

http://www.olavodecarvalho.org/semana/070308jb.html

http://occalertabrasil.blogspot.com.br/2014/08/o-pacto-de-princeton-o-pacto-socialista.html

http://www.olavodecarvalho.org/semana/060901zh.html

http://www.libertar.in/2014/05/estrategia-das-tesouras-psdb-reclama-e.html

http://lucianoayan.com/2013/07/12/lula-confessa-a-propria-mentira-psdb-e-de-direita-ao-reconhecer-o-obvio-nao-ha-candidatos-de-direita/

ANDRE LUIS disse...

Olá Julio

Li este artigo no MSM, e não pude deixar de vir aqui lhe cumprimentar e agradecer por ele.

Desde que conheci o Senhor, em meados de 2000, venho em busca de respostas a respeito de como deveria ser a relação entre a Igreja e o Estado aos olhos do Senhor, e até hoje nada do que vi se assemelha aos vídeos do p. Stephen McDowell.

De verdade não dá pra sair de sua palestra da mesma forma que entrou. Ou se reconhece que o mundo cristão está perigosamente incompleto nas suas doutrinas e se toma uma atitude, ou se segue em frente fazendo o mesmo apesar do aviso. Eu decidi que quero aprender mais sobre os avisos de Mc Dowell.

Caro Julio, se tiver alguma informação sobre como obter este livro, ou se souber de alguma orientação cristã que lhe dá o devido valor, por favor me avise pelo e-mail ou como preferir

obrigado e um abraço

Anônimo disse...

Tenho dúvidas se a igreja tem um papel social. Sei que deve ensinar e pregar a Palavra. Também sei que a Lagoinha tem projetos sociais e aí entraria parte do cachê dos Valadão. Dar esmolas é missão do crente individual. Mas acho que a igreja não deve ser Ong, mas ensinar e pregar a sã doutrina.

Paulo Nunes disse...

Paulo Nunes

Só consigo ver o papel social da Igreja, para com os que são da igreja e para com os que estão em nosso meio.

NÃO CONHEÇO, NUNCA LI, JAMAIS VI.... na bíblia algum texto que ordene o povo de DEUS a socorrer necessitados de outras nações.