6 de dezembro de 2014

150 milhões de cristãos perseguidos pelo islamismo


150 milhões de cristãos perseguidos pelo islamismo

O sofrimento dos cristãos nas mãos de muçulmanos é de proporções bíbicas, de acordo com a ONG Portas Abertas

Giulio Meotti
"O número de cristãos perseguidos no mundo é de 150 milhões." Há muitas outras estatísticas, terríveis e dramáticas, nas páginas do "livro negro da situação dos cristãos no mundo", uma iniciativa única de estudiosos franceses e coordenada pelo jornalista Samuel Lieven. Instantâneos de uma guerra global e amorfa.
Em particular, há uma estatística desconcertante: "80 por cento dos atos de perseguição religiosa no mundo são contra cristãos". Quantas vítimas? O Centro para o Estudo do Cristianismo Global traz a média de cem mil cristãos mortos a cada ano por sua fé ao longo da última década. Uma média de cinco cristãos a cada minuto.
Ontem, no Paquistão, dois cristãos, incluindo uma mulher grávida, foram queimados vivos no forno de tijolos, onde trabalhavam. Foi um massacre, com a participação de quatrocentos muçulmanos.
Haim Korsia, rabino-chefe da França, grita sua reação em face da disseminação do ódio contra os cristãos, e estabelece uma comparação com a destruição do judaísmo sefardita oriental:
"Onde estão as comunidades judaicas, uma vez tão ricas de Aleppo, Beirute, Alexandria, Cairo ou Trípoli? Onde estão as escolas de Nehardea e Pumbedita no Iraque? E onde está o florescimento do judaísmo em Esfahan e Teerã? Em nossa memória. Expulsos, mortos, dizimados, perseguidos e exilados, os cristãos do Oriente estão experimentando pessoalmente a mesma situação como os judeus com quem eles viveram por tanto tempo e ter visto deixando esses lugares ".
A ONG Portas Abertas declarou que a perseguição no Iraque atingiu "proporções bíblicas". Terça-feira, em Roma, também foi apresentado o relatório anual de Ajuda à Igreja que Sofre. Ele disse que dos 20 países do mundo onde a liberdade religiosa é praticamente ausente, 14 são muçulmanos, e as ditaduras militares ou os outros comunistas, como a Coréia do Norte. Estamos enfrentando o que Habib Malik, da Universidade de Stanford chama de "a última fase do declínio regional dos cristãos".
Hoje a cidade de Mosul parece ter sido engolida, como Jonas esteve no ventre da baleia.
"Entre 2003 e 2009, cerca de 800 cristãos foram executados [lá] a sangue frio, sem contar os cinqüenta mártires da catedral católica síria em Bagdá, incluindo dois padres, mortos em 31 de outubro de 2010. Até o momento, o número de cristãos mortos ultrapassa mil, incluindo um bispo e cinco padres. Mais de sessenta igrejas foram destruídas ".
No livro, um jihadista do Estado Islâmico fala ao telefone com o seu líder terrorista: "Eu tenho uma família de cristãos que não quer se converter, o que vamos fazer?" Uma frase que me fez lembrar dos pastores Tutso Adventistas do Sétimo Dia que, durante o genocídio em Ruanda, recorreram ao seu pastor com uma carta: "Gostaríamos de informar que amanhã seremos mortos com nossas famílias."
Há os cristãos de Ma'aloula na Síria, como Taalab Antoun e seus dois primos, que receberam o ''aman ", a garantia islâmica de serem poupados. Desarmados e confiando na palavra dos rebeldes, foram mortos e depois decapitados.
Quinhentos mil cristãos já deixaram a Síria.
E antes deles, havia a história de Jean-Pierre Schumacher, o último monge de Tibhirine, na Argélia, onde os islâmicos masacraram os maravilhosos monges trapistas que compartilhavam refeições com os muçulmanos. Ele foi salvo porque os jihadistas contaram errado. Mais tarde, no funeral dos monges, o irmão Jean-Pierre pediu para abrir o caixão para prestar suas últimas homenagens a seus companheiros. Ele descobriu que as caixas não continham corpos, mas apenas sete cabeças.
Esse massacre foi o sinal verde para futuros massacres.
Traduzido por Josué Bueno do artigo de National Israel News (Notícias Nacionais de Israel): 150 million Christians persecuted by Islam
Outro artigo de Giulio Meotti:
Artigos sobre perseguição aos cristãos:

17 comentários :

Thiago disse...

ASSUSTADOR!

JULIO,

Você vê algum esquerdista do tipo PSOLista se manifestando contra esse massacre?

Vê algum pastor esquerdista se mobilizando?

O Papa, apóia o Islã ou a sua própria Igreja?

Olha irmão, esse quadro é muito estranho. Nossos irmãos são massacrados e a Grande Mídia faz o quê? Resposta: Não divulga. As igrejas esquerdistas abrem as portas para o Islã. Os partidos de esquerda lutam dia e noite para cercear nossa liberdade de culto.

Só mesmo um cego espiritual pra não ver como esta situação é ASSIMÉTRICA. Somos odiados e isso é triste.

Anônimo disse...

E tudo isso só foi possível graças ao apoio incondicional que o Partido Republicano, ma figura de John McCain e outros neonazistas, está dando ao ISIS, Al-Nusra, Al-Qaeda e outros grupos terroristas, incluíndo os ucranianos.

Thiago disse...

A todos os perseguidos eu dedico esta canção:

https://www.youtube.com/watch?v=aclXLLGXnHU

Portões Celestiais.

Guto Kowalski disse...

Vergonhosa, repugnante e incompreensível a perseguição brutal que os cristãos e judeus estão sofrendo tanto no Oriente Médio quanto na Europa! E o pior: a mídia se cala propositadamente!

Veja essa reportagem da SIC, de Portugal, sobre o crescente êxodo de judeus da Europa para Israel por causa das perseguições contra estes:

http://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2014-12-05-Milhares-de-judeus-franceses-belgas-e-britanicos-estao-a-emigrar-para-Israel

marcelo disse...

Não há surpresa alguma nisso...aliás, a situação para os verdadeiros cristãos irá piorar ainda mais e quem não for verdadeiro irá logo mudar seu discurso, a fim de "salvar a sua pele".

O jeito é procurar, no meio de todo esse LIXO que se diz igreja do Senhor, o verdadeiro povo de Deus.

"Clama a mim e responder-te-ei...", disse o Senhor Deus.

Anônimo disse...

Júlio, eu sou católico e acompanho seu blog. Eu estou chocado com o silêncio do inútil do Papa Francisco e as asneiras e ações ridículas que anda fazendo. Quando ele foi eleito Papa e recusou as roupas papais e aquela "simplicidade exagerada" dele me incomodaram demais. Aquelas roupas não são luxo, seguem uma tradição milenar. Que saudades de Bento XVI, que tinha palavras duras e era sério. Que saudades de João Paulo II que defendia suas ovelhas. Agora, os cristãos estão sendo massacrados e nada se faz. Nós, cristãos, estamos sendo tratados como cidadãos de segunda classe. Que Deus tenha misericórdia de nós. Nem bons líderes temos mais!!! Jesus, aguardamos seu retorno com urgência.

Julio Severo disse...

Pensar que Dilma apoia o islamismo. Mas, se até o Bush, que é evangélico e conservador, tratou o islamismo como 'religião de paz,' o que dá para se esperar da pagã Dilma? Sem mencionar o papa, que diz que é errado igualar islamismo com violência http://juliosevero.blogspot.com/2014/11/papa-diz-que-igualar-islamismo-com.html
Daí, se até os 'bons' estão bajulando o islamismo, qual é a surpresa da dona Dilma fazer isso? Bajular o islamismo é comportamento podre que espero dela, mas nunca de um Bush nem de um papa. Infelizmente, Bush e o papa não são perfeitos.

Anônimo disse...

Eu não entendo como é que o Evangelho perdeu terreno no Oriente para um religião infernal como o Islamismo, que só foi fundada aproximadamente seis séculos depois do Evangelho.

Será que não foi falta de exemplo e bom testemunho, como o que acontece nos dias de hoje?

Anônimo disse...

posso estar enganada mas acho que seremos povos com mesmo pensamento,atos,forma de familia e de cristianismo nos reunindo para manter nossa fe e comportamento ,e talvez chegara o momento em talvez teremos que lutar para continuar exercendo os nossos direitos.....Silvia

Gui disse...

"Há os cristãos de Ma'aloula na Síria, como Taalab Antoun e seus dois primos, que receberam o ''aman ", a garantia islâmica de serem poupados. Desarmados e confiando na palavra dos rebeldes, foram mortos e depois decapitados."

Quebrar acordos é uma conduta recorrente por parte dos muçulmanos. O próprio Maomé fazia acordos com o objetivo de ganhar tempo e juntar forças, quebrando os depois e pegando a outra parte de surpresa.

http://perigoislamico.blogspot.pt/2012/06/mito-os-habitantes-de-meca-foram-os.html

http://perigoislamico.blogspot.pt/2013/12/mito-maome-nunca-aprovou-desonestidade.html

E a tática de mentir quando a mentira for de alguma foram beneficiar os muçulmanos tem nome: taqiyya.

http://infielatento.blogspot.com.br/2014/11/taquia-taqiyya-no-alcorao-e-Sharia.html

http://infielatento.blogspot.ca/2012/07/de-que-modo-taqiyya-altera-as-regras-de.html

E quanto ao comentário do último Anônimo: as áreas hoje predominantemente islâmicas tinham outras religiões predominantes. O que ocorreu foi a imposição do Islam pela força, repressão e assédio aos outros crentes.

http://infielatento.blogspot.com.br/2011/11/islao-o-aniquilador-de-civilizacoes.html

http://infielatento.blogspot.com.br/2013/07/o-tratado-de-umar.html

E Thiago, quanto a omissão dos esquerdistas, é algo previsível: como detestam o Cristianismo farão vistas grossas a qualquer um que persiga os cristãos. Mas um detalhe: o apoio e incentivo ao Islam se viram contra eles mesmos depois, que é o que ocorre na Europa atualmente.

http://omarxismocultural.blogspot.com.br/2012/09/o-paraiso-perdido.html

http://omarxismocultural.blogspot.com.br/2013/06/o-sucesso-do-multiculturalismo-sueco.html

http://perigoislamico.blogspot.com.br/2011/03/lider-ateu-apercebe-se-do-que-significa.html

http://perigoislamico.blogspot.com.br/2011/07/violencia-contra-homossexuais-por-parte.html

Anônimo disse...

Nas atitudes se vêm as apostasias daqui e dali: recentemente o Real Madrid não aceitou retirar a cruz do emblema do time só para se curvar ao (deus) dinheiro do patrocinador do Islã?
Não preferiu se curvar à deusa Alah do quarto crescente relembrada no topo das mesquitas, doravante serviçal dela, sob sua proteção, já que renegou a cruz da salvação de Cristo, sendo Alah do mesmo naipe de Baal, Moloc etc?
À medida que o Senhor Deus é rejeitado, o diabo vai ocupando os vazios, promovendo suas agendas e arrebanhando as almas!
Alcorão, livro de paz? Politicamente Correta, sim!
Henoc

khispano atlántico disse...

ISO A PACO1 JESUITAS se la suda floja, te el ano tan gordo y profundo que le cabrá de todo APOC fin civilizatio N.O.M. sioni-masón.



a GRAN RAMERA ROMAE

ya es un fato TOTAL

Thiago disse...

Oi Gui (obrigado pelos links),

oi para os demais também... Silvia, Guto, Hispano, Henoc...

Ah, irmão, é triste ver como as coisas estão evoluindo. Muito, muito triste.

Nós só temos a Deus e a nós mesmos. O mundo nos odeia.

Um Forte Abraço a todos, a Paz do Senhor Jesus Cristo.

Tobias disse...

Thiago,

Lembro que o irmão Júlio Severo, recentemente, publicou um artigo onde o Papa disse que igualar islamismo com violência é errado.

Volto a repetir o mesmo comentário que eu postei sobre esse mesmo artigo: no dia em que alguns islâmicos radicais fizerem um atentado terrorista no Vaticano, num instante o Papa vai mudar de idéia!

Esses esquerdistas que estão sendo puxa–saco dos islâmicos estão achando que está tudo bem (por enquanto). Na hora em que esses mesmos esquerdistas forem descartados como idiotas–úteis, finalmente verão que foram enganados! Quem fica alisando uma cobra, um dia vai ser mordido por ela!

Quero ver se os esquerdistas terão coragem de ofender os islâmicos (como fazem com os cristãos)!

Anônimo disse...

Thiago


Oi Tobias,

Muito bom o seu comentário, concordo plenamente.

Um abraço.

shabat disse...

CIDADÃOS DE BEM,

Vamos fazer uma corrente de oração por nossos irmãos nesses países sanguinários e pelos judeus. Cada um na sua congregação peça para os seus líderes orarem e discutir mais a respeito de Israel e a situação desses cristãos, e para iluminar os nossos líderes mundiais.

A GUERRA É MAIS ESPIRITUAL DO QUE SECULAR, E DEVEMOS DAR TODO APOIO A ISRAEL POIS ESTÁ NA LINHA DE FRENTE.

Temos que sair desse torpor, precisamos agir e informar, debater mais com as pessoas a respeito desses assuntos, colocá-los na pauta de nossas conversas de todo santo dia! A ignorância é um dos nossos maiores inimigos, devemos combatê-la!

Thiago disse...

Amigo Shabat,

Este site é uma das últimas ou senão a última linha de frente do conservadorismo cristão no Brasil. A opinião está sendo ostensivamente criminalizada. Opinar no Brasil atualmente é como "andar pisando em ovos". O modelo totalitário de consenso forçado, censura do pesamento e opinião já está em pleno vigor. Peço a todos que exponham suas opiniões com muito cuidado, por exemplo:

já existem pregadores perseguidos indiscriminadamente e até presos ilegalmente pelo poder estatal em conluio com a militância gayzista. É quela coisa, a esquerda ocupou espaços no Ministério Publico e na Justiça. Eles prendem o cidadão mas em pouco tempo ele está solto pois é obviamente uma prisão ilegal. O que a militância ganha com isso? Impõe a censura e o pânico em 60 milhões de brasileiros que desejam ter suas consciências livres e seguir uma religião.

É necessário que as lideranças evangélicas se organizem, e utilizem o exemplo Júlio, para se organizarem juridicamente contra o abuso de poder e autoridade com a mais absoluta urgência. Precisamos criar uma cultura política conservadora no meio evangélico.