19 de novembro de 2014

Fim do comunismo não foi bom para o catolicismo?


Fim do comunismo não foi bom para o catolicismo?

Brasil e sua enorme população católica são prisioneiros do socialismo, mas o Vaticano está (por quase mil anos!) preocupado com a Igreja Ortodoxa

Julio Severo
Enquanto o mundo está celebrando o fim da tirania comunista na Europa, seu fim não foi completamente positivo para o catolicismo, uma elevada autoridade do Vaticano indicou na segunda-feira. De acordo com a Reuters por meio do WorldNetDaily, a autoridade católica acha que a queda do Muro de Berlim 25 anos atrás ressuscitou tensões religiosas entre Roma e a Rússia. Essas tensões são muito mais antigas do que a União Soviética.
O cardeal Kurt Koch, a autoridade católica máxima para relações inter-religiosas, disse que o ressurgimento de igrejas católicas na Ucrânia e Romênia está criando grandes tensões com a Igreja Ortodoxa da Rússia. Durante décadas sob as tiranias comunistas, essas igrejas eram em grande parte suprimidas.
“As mudanças em 1989 não foram vantajosas para as relações ecumênicas,” Koch disse à Rádio do Vaticano.
Koch, que falou uma semana depois do aniversário de 25 anos da queda do Muro de Berlim, comentou que as conversações sobre laços mais próximos entre teólogos católicos e ortodoxos foram suspensas entre 2000 e 2006 por causa de tensões entre os dois lados.
A perseguição aos cristãos no Oriente Médio tem unido os católicos, os ortodoxos e os protestantes, disse ele, mas por trás da crise da Ucrânia há também um conflito de interesses entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa da Rússia.
Os russos, que compõem dois terços dos 300 milhões de ortodoxos do mundo, estão desconfiados dos esforços do Papa Francisco, que visitará a Turquia para se encontrar com o Patriarca Bartolomeu, o líder ortodoxo em Istambul.
Por causa das posturas mais progressistas dele, não é só os cristãos ortodoxos que estão desconfiados desse papa. Católicos e evangélicos conservadores estão também preocupados com o não conservadorismo dele e com o modo como os esquerdistas, inclusive ativistas homossexuais, têm acolhido-o de braços abertos.
Os problemas entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa não são novos. Desde que os cristãos ortodoxos deixaram a Igreja Católica e a supremacia do papa cerca de mil anos atrás, a relação deles tem sido difícil, até mesmo em nossos dias.
Entretanto, ambas igrejas não deveriam ter um relacionamento tão ruim, pois, em importantes questões éticas que desafiam o Cristianismo hoje, elas têm sido campeãs da verdade.
A Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa têm uma boa postura contra o aborto, a agenda gay e o controle populacional. É claro que elas têm também problemas teológicos, inclusive a teologia da substituição, que diz que a Igreja Católica substituiu Israel. Tanto a Igreja Ortodoxa quanto os reformadores protestantes herdaram essa teologia do catolicismo.
Por causa dessa teologia, a Igreja Católica, a Igreja Ortodoxa e muitas igrejas protestantes tradicionais não têm um bom relacionamento com Israel.
Acerca do comunismo, a alta autoridade do Vaticano deveria saber que se o comunismo caiu na Europa (duvido disso, pois sua forma mais branda que é anticristã e pró-islamismo está avançando rápido, pelo menos na Europa ocidental), isso não é verdade com relação à América Latina. Aliás, isso não é verdade no maior país católico do mundo: o Brasil.
Enquanto a Igreja Ortodoxa teve de ser suprimida na Rússia e outros lugares nos tempos comunistas, a Igreja Católica do Brasil nunca sofreu nenhuma supressão de um governo comunista. Pelo contrário, depois que um governo militar salvou o Brasil de uma tirania comunista na década de 1960, proeminentes líderes católicos defenderam líderes comunistas e atacaram a oposição a eles.
O crítico mais destacado do governo militar (1964-1985) foi o Bispo Hélder Câmara, um defensor da teologia da libertação. Ele era chamado de “Bispo Vermelho” por causa de suas posturas marxistas.
Em 1973, Câmara foi indicado para receber o Prêmio Nobel da Paz. A indicação foi feita por uma organização esquerdista com sede nos Estados Unidos, o American Friends Service Committee (Comitê de Serviço dos Amigos Americanos).
De acordo com a Dra. Constance Cumbey em seu livro “The Hidden Dangers of the Rainbow” (Os Perigos Ocultos do Arco-Íris), o bispo brasileiro tinha papel proeminente em eventos internacionais da Nova Era.
Câmara foi um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a mais poderosa organização católica do Brasil.
Durante décadas, a CNBB tem mantido a população católica brasileira sob seu feitiço marxista e é creditada por ter ajudado a fundar o Partido dos Trabalhadores, que hoje está no governo e tem mantido o Brasil escravizado sob seu socialismo pró-Cuba há 13 anos.
Na Rússia, o país mais ortodoxo do mundo, não foi fácil a relação entre Igreja Ortodoxa e comunismo. Em seu livro “Their Blood Cries Out” (O Sangue Deles Clama), Paul Marshall diz: “Duzentos mil padres, monges e freiras ortodoxos russos foram assassinados nas décadas de 1920 e 1930. Meio milhão foram presos ou deportados para a Sibéria.”
Embora na Rússia e outras nações a Igreja Ortodoxa tivesse sido suprimida de forma violenta para servir às ambições comunistas, no Brasil não houve nenhuma necessidade de tal violência e supressão. A CNBB tem, de forma voluntária e de todo o coração, trabalhado para tornar o Brasil e os católicos mais comunistas.
Portanto, em vez de dizer que o fim do comunismo não foi completamente bom na Rússia e Europa Oriental, a alta autoridade do Vaticano deveria se preocupar que o socialismo nunca teve um fim no maior rebanho católico do mundo.
O Brasil e sua Igreja Católica são prisioneiros da ideologia socialista, amada e promovida de modo especial pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e o Vaticano não os está ajudando quando foca sua atenção na Rússia. Em vez de tentar levar os cristãos ortodoxos para o curral católico, o Vaticano deveria tentar tirar os católicos brasileiros do curral socialista e sua teologia da libertação.
Com informações do WorldNetDaily e Reuters.
Versão em inglês deste artigo: End of communism not good for Catholicism?
Leitura recomendada:

26 comentários :

Anônimo disse...

católico no brasil ou é petista ou tucano

Anônimo disse...

Anônimo, sou católico e não sou petista nem tucano.

Renato

Anônimo disse...

A CNBB quer ser mais comunista que Cuba. Com essa madama no Brasil será impossível extirpar o PT e outros da mesma laia.-- Liliane

Anônimo disse...

Sou católica, não sou petista e nem tucana. Mas concordo com o Severo, o Vaticano deveriam tomar um posicionamento claro diante dos católicos do Brasil.

Anônimo disse...

NÃO É PT NEM PSDB MAS SEMPRE VOTA EM 1 DESSES 2.. EXIGIR UM PARTIDO CONSERVADOR NEM PENSAR, NÉ..

Marcos disse...

Por que quando se fala em comunismo e Igreja Católico o primeiro nome que vem é, SEMPRE, CNBB?

Mariane disse...

Pelo amor de Deus, por que ninguém avisa o Papa para intervir no Brasil? Alguém precisa cientificar o Santo Padre com respeito ao estado da Igreja na nossa terra.

Graça de Cristo disse...

Ai Julio Severo, você viaja na maionese quase sempre! Não conhece os Católicos na prática, na vivência.... Sou Católica Apostólica Romana e nunca fui Socialista, Comunista..... Por que a doutrina da Igreja não nos ensina esse caminho.... Teologia da Libertação foi criada por pessoas que se INFILTRARAM na Igreja (Paroquiais), como nos evangélicos tem também. A Igreja JAMAIS irá apoiar o Comunismo. Católico de verdade é CATÓLICO em qualquer lugar do mundo. Um só rebanho, um só pastor, quanto as caricaturas elas existem EM TODOS os lugares deste planeta!!!!!!!!!,

Antonio disse...

Parece que quem viajou na maionese foi você, dona Graça. O textou indicou a CNBB e seu marxismo, relação inegável. Também indicou Helder Câmara, bispo católico. Você até pode ser católica, mas em fama e importância, infelizmente, o bispo ganhava de você de longe. Agora você escolhe se a CNBB faz a sua vontade ou a vontade do bispo vermelho. Ou vai me dizer que a CNBB é anti católica?

Anônimo disse...

"NÃO É PT NEM PSDB MAS SEMPRE VOTA EM 1 DESSES 2.. EXIGIR UM PARTIDO CONSERVADOR NEM PENSAR, NÉ.."

Não sei se é o primeiro anônimo que escreveu o primeiro comentário, que já foi uma besteira. Agora não satisfeito, escreve uma outra besteira.

Anônimo, refrescando a sua memória curta, foram os católicos que foram as ruas nos anos 60 e 70 do século passado que impediram do Brasil virar uma ditadura comunista.

É obvio e claro que os inimigos da Igreja teriam que enfrentá-la se infiltrando nela.

A CNBB é resultado dessa infiltração.

Se você acha que isso vai ser resolvido da noite para o dia, você é muito fantasioso.

Renato

Anônimo disse...

Tu quer dizer, anônimo Renato, que os católicos que foram as ruas nos anos 60 e 70 morreram todos na década seguinte, quando os comunistas pediam a “redemocratização”?
Se a CNBB foi infiltrada, tu quer dizer que ela foi fundada por um conservador Hélder Câmara e outro a sabotou? HAHAHAHA
Anônima Raquel

Orlando - Sou Teológico disse...

Esse papa é maldito, prefiro o tal de Bento VXI mil vezes, e nem sou católico viu........

Anônimo disse...

Haja paciência!

"os católicos que foram as ruas nos anos 60 e 70 morreram todos na década seguinte, quando os comunistas pediam a “redemocratização”?"

Não Anônima Raquel, esses católicos ainda estão ai, mais depois de anos e anos de desinformação, na Igreja, ataques da mídia a moral católica, que ainda continuam, favorecendo até mesmo o protestantismo no Brasil, você queria o quê? É claro que veio a perda da fé.

"Se a CNBB foi infiltrada, tu quer dizer que ela foi fundada por um conservador Hélder Câmara e outro a sabotou?"

Onde foi que eu disse que a CNBB é conservadora, ou melhor, fiel a Moral e Doutrina Católica?

Repito o que escrevi mais acima:

A CNBB é resultado dessa infiltração dentro da Igreja.

Onde foi que eu disse que Helder Câmara é um sacerdote fiel a Igreja?

Anônima Raquel, releia o que eu escrevi e pare de escrever precipitadamente.

Renato

Anônimo disse...

Anônima Raquel, me responda uma coisa:

No meio protestante brasileiro parece que tinha um representante protestante conservador, o tal do pastor Everaldo.

Por que os protestantes brasileiros não votaram nele em massa?

Aliás, a maioria dos protestantes brasileiros votaram na esquerdista Marina Silva.

Pode me explicar o motivo disso senhora Anônima Raquel?

Renato

Anônimo disse...

Anonimo Renato: Tu deveria perguntar para os protestantes. Sou espiritualista, de família católica. Entendo uma ou outra coisa católica. No fundo sou conservadora, pois este é o melhor caminho.
Anônima Raquel

Anônimo disse...

me explique pq católicos votaram na dilma ou no drogadão ?? os 2 cagam pra valores cristãos

Anônimo disse...

tanto católicos quanto evangélicos votaram na dilma ou no drogadão....os 2 ramos do cristianismo devem ser criticados..

Anônimo disse...

RENATO
VAI ME DIZER QUE DILMA E AECIODOPO SÃO CATÓLICOS? KKKK
ESTA CERTO CRITICAR OS EVANGÉLICOS POR VOTAREM NA FALSA CONSERVADORA MARINA ASSIM COMO SE DEVE CRITICAR A MAIORIA CATÓLICA QUE VOTOU NOS NADA CRISTÃOS DILMA E AECIODOPO....

Anônimo disse...

eu vou repetir uma frase da Dra.Damares Alves "porque em um Pais cristao sem importar as denominaçoes como podemos estar discutindo casamento homossexual,aborto liberaçao de drogas".Nao interessa a nossa denominaçao crista hoje em dia ,nao e bem verdade que o vigario de cristo e desobedesido,traido,abandonado ,as leis as instituiçoes,os costumes sao cada vez mais hostis a Jesus Cristo....silvia

Murilo disse...

Não sei se muitos daqui vão concordar comigo, mas eu vejo assim: a verdadeira igreja cristã (independente de ser católica, evangélica, ou qualquer outra denominação) é aquela que obedece somente e unicamente à Palavra de Deus (e não aceita outras doutrinas fora desta mesma Palavra). A respeito disso, o apóstolo Paulo afirmou com autoridade:

"Mas ainda que nós mesmos ou até um anjo do Céu vos apresente um outro evangelho diferente daquele que eu vos tenho pregado, seja anátema. Assim como já vos disse antes, agora novamente vos digo: se alguém vos anunciar um outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema" (Gálatas 1:8–9)

Uma igreja verdadeiramente cristã tem o dever moral não se combater o pecado, como também de se manter pura, santa, e imaculada (ou melhor, a verdadeira igreja cristã tem obrigação de ser luz num mundo de trevas). Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26–27)

Infelizmente, o que está acontecendo com a maioria das igrejas é que muitas delas estão se deixando influenciar por todo e qualquer tipo de doutrina (como o apóstolo Paulo adverte em Efésios 4:14). Em outras palavras: está faltando uma vigilância firme contra as astúcias do diabo (e de seus escravos)!

Diante disso, eu pergunto: o que nós, cristãos, temos realmente feito para preservar a pureza das igrejas (para que elas estejam sendo guiadas somente pelo autêntico evangelho)? De que forma temos agido contra as alianças com ímpios, as heresias, as falsas teologias, os falsos evangelhos, e os falsos profetas (e outros erros que têm contaminado a pureza da igreja do Senhor)?

O apóstolo Paulo já havia prudentemente alertado sobre alguns dos perigos que iriam ameaçar a igreja do Senhor nestes últimos tempos:

"Pois eu bem sei que, após a minha partida, surgirão no meio de vós lobos vorazes, os quais não pouparão ao rebanho; E que entre vós mesmos aparecerão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si" (Atos 20:29–30)

"Mas tenho receio de que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de algum modo corrompidos os vossos costumes, e se apartem da simplicidade que há em Cristo" (2 Coríntios 11:3)

"Cuidado para que ninguém vos faça presa sua, através de filosofias e vãs sutilezas de acordo com a tradição dos homens e conforme os preceitos do mundo, e não segundo Cristo" (Colossenses 2:8)

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Não é exatamente isto o que está acontecendo atualmente com muitas igrejas ditas cristãs?

Deixo esta pergunta no ar para alguém daqui responder na primeira oportunidade.

Murilo disse...

Uma pequena correção:

Onde se lê:

"...o dever moral não se combater o pecado..."

Leia-se:

"... o dever moral não só de combater o pecado..."

Henrique disse...

Ao invés das igrejas (a católica e as evangélicas) ficarem discutindo entre si (uma querendo mostrar os defeitos da outra), seria muito mais digno se ambas se unissem para combater com firmeza os planos das trevas.

Quando há uma discussão desse tipo, o inferno ganha (e as igrejas perdem). Foi por isso que Jesus disse:

"Todo reino dividido contra si próprio é devastado; e toda casa ou cidade, dividida contra ela mesma, não subsistirá" (Mateus 12:25)

Se começa a haver discussões e divergências entre os cristãos de certas denominações, estes irão se dividir (e, conseqüentemente, enfraquecer). E este é exatamente o objetivo do diabo: dividir para enfraquecer (e, posteriormente, destruir). Ou será que muitos ainda desconhecem as astúcias do diabo?

Anônimo disse...

"RENATO
VAI ME DIZER QUE DILMA E AECIODOPO SÃO CATÓLICOS? KKKK
ESTA CERTO CRITICAR OS EVANGÉLICOS POR VOTAREM NA FALSA CONSERVADORA MARINA ASSIM COMO SE DEVE CRITICAR A MAIORIA CATÓLICA QUE VOTOU NOS NADA CRISTÃOS DILMA E AECIODOPO...."

Bem, acredito que foi a anônima Raquel quem escreveu isso.

Acho muito difícil Dilma ser católica. Vendo o histórico da família dela, e sabendo que o pai de Dilma era judeu, é bem provável que Dilma seja judia.

O que abre um precedente interessante: Reparou que a imprensa coloca Dilma como católica?

Nunca vi uma foto do batizado, crisma ou primeira Comunhão da esquisita presidente.

Lembro também quando em uma visita a uma Igreja, Dilma não sabia nem fazer o sinal da cruz.

Mas, mesmo que Dilma tenha sido batizada, crismada e feito Primeira Comunhão, traidores da fé católica sempre existiu e sempre irá existir. O primeiro foi Judas.

Já que o Julio Severo falou nesse artigo sobre a Igreja Católica, que tal mostrar um membro da Igreja Ortodoxa Russa falando de Stalin:

http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2014/11/opiniao-arcipreste-dimitriy-dudko-sobre.html

Será que o Julio chegará a conclusão de que a Igreja Ortodoxa Russa quer a volta do comunismo?



Renato

Anônimo disse...

RENATO
O DROGADÃO "CARIOCA" É CATÓLICO ? KKK

Anônimo disse...

RENATO
A MÍDIA IMPÔS COMO SANTO/CONSERVADOR/DEFENSOR DOS BONS COSTUMES O AECIODOPÓ Q DE ORTODOXO NÃO TEM NADA.. NUNCA SE OPÔS A ABORTO\CASAMENTO GAY...ALÉM DE SER UM PÉSSIMO SENADOR EXTREMAMENTE FALTOSO...
A MÍDIA LIBERAL IMPÕE O PSDB COMO CONSERVADOR PQ SABE Q ELE NÃO É...CONSERVADORES COMO FELICIANO/ BOLSONARO SÃO TRATADOS COMO ETS/ABERRAÇÕES....



Anônimo disse...

"A MÍDIA LIBERAL IMPÕE O PSDB COMO CONSERVADOR PQ SABE Q ELE NÃO É...CONSERVADORES COMO FELICIANO/ BOLSONARO SÃO TRATADOS COMO ETS/ABERRAÇÕES...."

Anônimo, onde você está me vendo aqui defeder o Aécio? Você bebeu?

Nos meus comentários tire umazinha só parte em que eu elogio esse senhor.

Agora, colocar o Marco Feliciano e o Bolsonaro como os "políticos messias" que salvarão o Brasil é de uma fantasia sem tamanho.

Renato