2 de novembro de 2014

Agências de Espionagem dos EUA Contrataram ao Menos Mil Nazistas, Novo Livro Alega


Agências de Espionagem dos EUA Contrataram ao Menos Mil Nazistas, Novo Livro Alega

Agências de espionagem dos EUA contrataram pelo menos mil ex-nazistas durante a Guerra Fria, o jornalista e escritor Eric Lichtblau escreveu num novo livro, “The Nazis Next Door: How America Became a Safe Haven for Hitler’s Men” (Meu Vizinho Nazista: Como os Estados Unidos se Tornaram um Abrigo para os Homens de Hitler).
O livro, cujo extrato foi publicado na segunda-feira no jornal The New York Times, alega que a CIA e outras agências americanas empregaram um grande número de nazistas como espiões e informantes e na década de 1990 protegeram de deportação e processos alguns que estavam vivendo nos Estados Unidos.
Citando entrevistas e registros recentemente descobertos, Lichtblau relata que o FBI e a CIA conscientemente recrutaram autoridades que haviam ocupado posições elevadas na Alemanha nazista, inclusive alguns que eram conhecidos culpados de crimes de guerra. Um desses espiões estava envolvido no massacre de dezenas de milhares de judeus na Lituânia durante o Holocausto; outro trabalhava muito perto de Adolf Eichmann. Vários espiões foram recompensados com a cidadania americana.
Em várias ocasiões, o livro comenta, as autoridades de inteligência dos EUA se recusaram a cooperar com os caçadores de nazistas do Ministério da Justiça e insistiam com eles para que cessassem as investigações por medo de expor as ligações deles com as agências de espionagem dos EUA.
Traduzido por Julio Severo do artigo da Imprensa Judaica (Jewish Press): US Spy Agencies Hired At Least 1,000 Nazis, New Book Allege
Leitura recomendada:
Artigos sobre o Holocausto:
Artigos sobre a CIA e espionagem aemricana:

Um comentário :

Anônimo disse...

Lamentavelmente um fato conhecido entre estudiosos, historiadores e judeus. Outros países também o fizeram, inclusive latinos americanos, bem como no Brasil foi encontrados esses...
O quanto desses nazistas continuaram suas agendas? é Sabido que a líder feminista nos Eua era, e pregou a eugenia e depois passou a pregar o aborto ...
O pior que eles já previram, os nazistas, grandes crises dos anos 60, 70 e 80, quem sabe se não foram responsáveis diretos ...