16 de outubro de 2014

Quarta maior cidade dos EUA institui leis que monitoram pregações cristãs “homofóbicas”


Quarta maior cidade dos EUA institui leis que monitoram pregações cristãs “homofóbicas”

Cristãos processam a prefeita lésbica para revogar as leis draconianas

Julio Severo
Desde junho, Houston, a quarta maior cidade dos Estados Unidos, tem leis em vigor que exigem a monitoração das pregações de padres e pastores para averiguar se o conteúdo é “homofóbico.”
Pelas leis, eles são obrigados a apresentar ao governo suas pregações para serem examinadas.
Prefeita lésbica Annise Parker beijando sua parceira em público
Em maio, a prefeitura já havia instituído uma lei que facilita que homossexuais façam queixa criminal se sentirem-se discriminados de alguma maneira.
As leis foram aprovadas pela ativista lésbica Annise Parker, prefeita de Houston, que está enfrentando oposição de padres e pastores. Uma coalizão cristã chamada Alliance Defending Freedom (ADF) já entrou com uma ação contra a prefeitura.
A advogada Christina Holcomb, que representa os líderes cristãos ameaçados, chegou a tachar as novas leis municipais de “uma inquisição projetada para abafar qualquer crítica.”
A prefeita Annise Parker vive desde a década de 1990 com sua parceira, Kathy Hubbard. Conforme a lei americana, as duas adotaram duas crianças.
Houston fica no Texas, um dos estados mais conservadores dos EUA. Muitos cristãos se perguntam como um lugar tão conservador tenha chegado ao ponto de ter uma ativista lésbica como prefeita e que agora está “caçando” padres e pastores. O fato é que o que está acontecendo em Houston mostra que os EUA estão ficando cada vez mais com a cara de Sodoma.
Ao assumir o cargo de prefeita em 2009, Annise declarou:
— Esta eleição mudou o mundo para gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros.
Mudou mesmo. Desde o ativismo da prefeita lésbica, que faz questão de se beijar em público com sua parceira, até as consequências atuais para padres e pastores, que estão sendo silenciados a força para não pregarem sobre o pecado homossexual.
Com informações de O Globo e GospelPrime.
Leitura recomendada:

22 comentários :

Altamir disse...

É necessário que aconteça isso , assim saberemos quem é joio e quem é trigo (quem aceitar como normal é porque nunca foi cristão de verdade), isso na verdade é um julgamento de Deus pra todos os que não o glorificaram como sendo Deus , não pensem que eles fazem essas abominações porque fazem o que querem mas fazem porque perderam a proteção de Deus e foram largados a mercê de seus impulsos animais , e isso é mais um sinal de que a Palavra de Deus está certa e se cumprindo conforme foi dito por nosso Deus.

Anônimo disse...

A pilantrada, que será a base do governo do anticristo, só vão tomando posse nos governos mundiais. Com certeza o anticristo não terá dificuldades para governar, visto que a mesma população que o apoiará, é a mesma que vota em prefeitos e administradores contrários aos valores e princípios estabelecidos por Deus. Essas coisas hão de acontecer para que as Escrituras se cumpram, mas um dia o juízo de Deus virá também cobrar a sua parcela. Adalberto Pimentel

Anônimo disse...

Satanás e seu séquito infernal estão, além de soltos, encarnados e entes humanos, como esse com que nos deparamos - SATANISMO BARRA-PESADA - situações como essa que não passam de um DESAFIO OSTENSIVO E PROVOCATIVO ÀS LEIS DE DEUS E SOBERANIA DO SENHOR!
Deus estaria morto ao ver isso? Nada, muito ao contrario: nele somos, vivemos e existimos, sendo nada mais ou menos obra de sua infinita paciência para o mundo se converta.
Esses de dura cerviz e aliados de Satã que se preparem se não se converterem a tempo: o lago de fogo os espera; só uns instantinhos os separa dele...
Henoc

FLAVIA VITÓRIA disse...

MARANATA.JESUS ESTÁ VOLTANDO MESMO, DEIXEMOS ESSE MUNDO PODRE PARA ELES. ATÉ LÁ PREGUEMOS A VERDADE EM TEMPO E FORA DE TEMPO. OU SEJA, QUANDO SE PUDER PREGAR E QUANDO QUIZEREM NOS CALAR. "Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina.
Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos.
Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos.
Você, porém, seja sóbrio em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério".

2 Timóteo 4:2-6

Anônimo disse...

Me pergunto se o fato dos primeiros focos de ebola no EUA saírem do Texas não é parte de uma estratégia de intimidação para que o Estado adotasse essa lei.

Julio Severo disse...

Que comentário estranho, anônimo! A lei pró-homossexualismo veio muito antes do ebola. Só para lembrar: A ativista lésbica foi eleita em 2009. Agora se vc dissesse "me pergunto se o fato dos primeiros focos de ebola no EUA saírem do Texas não é por causa dessa lei que o Texas aprovou meses atrás" aí eu entenderia

Anônimo disse...

Júlio, esse conjunto de leis que travestidas de defesa à diversidade traduzem-se, na prática, como uma mordaça aos valores judaico-cristãos acerca do homossexualismo me fez lembrar (não sei bem por quê) alguma coisa sobre o reinado do anticristo... Você já escreveu alguma coisa por aqui sobre a profecia islâmica do 12º Imã, sustentada por alguns líderes mundiais, como o presidente do Irã? Ou de como isso é incrivelmente parecido com o que é descrito pelo profeta bíblico Daniel?

Marcelo disse...

Enquanto os EUA caminham para se tornar a SODOMA dos tempos modernos, a Rússia parece caminhar na direção radicalmente oposta, aprovando, segundo a notícia abaixo, o ensino religioso nas escolas:
http://www.paulopes.com.br/2012/08/russia-volta-a-ter-ensino-religioso.html#.VD_3sGddXGQ

Lembro-me de como a idolatria romana, apoiando os EUA, demonizava a URSS, no passado...gostaria de saber a posição atual dessa instituição.

Outras instituições religiosas evangélicas, por sua vez, já têm deixado bastante clara suas posições, apoiando candidatos pró-aborto, pró-sodomia, etc...

Anônimo disse...

Muitos que vivem na pratica do lesbianismo, homossexualismo, adultério e coisas assim, não querem cristãos como João Batista acusando-os de seus delitos. João Batista levantou a voz contra o adultério de um administrador público chamado Rei Herodes, e por isto foi morto. Tal acontece nos dias de Hoje, os Herodes ou as Herodias da administração pública ou não, não vão querer ninguém censurando as suas práticas anti-cristãs, e por isto vão se defender criando leis contra os Joões Batistas de hoje. Adalberto Pimentel

Everaldo disse...

Respondendo ao Altamir,ao Adalberto Pimentel, ao Henoc, à Flávia Vitória, e ao Marcelo,

Para os homossexuais e seus comparsas, zombar de Deus e de Sua Palavra (e também dos cristãos) aqui na Terra é muito fácil. Ainda estamos (por enquanto) vivendo no tempo do homem, onde o livre arbítrio é dado a todos (e onde a graça de Deus ainda está presente).

Quando, porém, o tempo do homem terminar (e a graça de Deus for retirada), eu quero ver esses homossexuais (e também os seus cúmplices) zombarem de Deus quando já estiverem no inferno. Quero ver se lá eles vão ter a mesma ousadia (e a mesma coragem) que estão tendo aqui para praticar toda a sua devassidão! Aí sim, terão que ser zombadores verdadeiros! Quero ver se, no fogo eterno em que estarão queimando (primeiramente no inferno, depois no lago de fogo), eles ainda serão tão desbocados e tão depravados para continuarem a blasfemar de Deus!

Se eles conseguirem passar por cima da autoridade de Deus e ficarem impunes, eu deixo de ser cristão e volto para a sujeira do mundo!

Será que eles são corajosos o suficiente para aceitar este desafio?

Gilson disse...

A verdade é a seguinte: Jesus veio ao mundo para salvar a todos os pecadores (e os homossexuais também estão incluídos entre eles).

Se esses homossexuais (e também os seus cúmplices) não quiserem se converter, a própria Palavra que foi pregada a eles é quem os condenará. A respeito disso, Jesus foi taxativo:

"Quem rejeitar a Mim e não receber as Minhas palavras, já tem quem o julgue: a Palavra que Eu tenho pregado, essa o julgará no último dia" (João 12:48)

A Palavra de Deus está aí (sendo abertamente pregada a todos). Crer ou não crer depende do livre arbítrio de cada um (e cada um, através da sua crença ou descrença, escolhe o seu próprio destino eterno após a morte).

Se os homossexuais (e seus comparsas) não quiserem se converter enquanto ainda há tempo, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, eles não vão poder dizer que não foram avisados! E aí já será tarde demais para o arrependimento!

Será que eles querem pagar pra ver se a justiça de Deus funciona ou não?

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

O mundo pode se auto–denominar "moderno", "mente aberta", "liberal", enfim, as leis, os costumes, e a moral do mundo podem mudar a todo instante. Mas uma coisa é certa: A LEI DE DEUS É SOBERANA, ETERNA, E IMUTÁVEL (NUNCA PODERÁ SER MUDADA POR NADA E NEM POR NINGUÉM)!

A LEI DE DEUS NUNCA IRÁ SE SUJEITAR (OU "SE ADAPTAR") AOS TEMPOS MODERNOS OU AO "POLITICAMENTE CORRETO" DO GOVERNO, DOS HOMOSSEXUAIS, DOS ABORTISTAS, DOS FALSOS PROFETAS, DOS FALSOS PASTORES, E DOS FALSOS EVANGELHOS. A LEI DE DEUS NÃO FOI FEITA PARA AGRADAR AOS HOMENS (E NUNCA IRÁ SE SUJEITAR A HOMEM NENHUM)! A RESPEITO DA LEI DE DEUS, JESUS FOI TAXATIVO (FAÇO QUESTÃO DE TRANSCREVER EM CAIXA ALTA AS PALAVRAS DE JESUS):

"NÃO PENSEIS QUE VIM REVOGAR A LEI OU OS PROFETAS; NÃO VIM PARA REVOGAR, MAS PARA CUMPRIR. POIS EM VERDADE EU VOS DIGO QUE, ATÉ QUE PASSEM OS CÉUS E A TERRA, NENHUM I OU TIL JAMAIS PASSARÁ DA LEI, SEM QUE TUDO SE CUMPRA" (MATEUS 5:17–18)

SE DEUS, NA SUA LEI, DISSE QUE O HOMOSSEXUALISMO É PECADO, É PECADO E FIM DE PAPO (NÃO TEM CONVERSA)! Os homossexuais podem espernear, xingar, protestar, e reclamar à vontade, mas uma verdade dolorosa tem que ser dita com todas as letras (eles aceitando ou não): O HOMOSSEXUALISMO É UMA ABOMINAÇÃO DIANTE DE DEUS! SE OS HOMOSSEXUAIS NÃO QUISEREM ACEITAR O QUE DEUS DIZ EM SUA LEI, ENTÃO QUE ELES RECLAMEM DIRETAMENTE COM DEUS!

De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia para julgar a todos (inclusive os homossexuais e seus cúmplices). O próprio Jesus garantiu:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos me xingaram de homofóbico, fundamentalista, preconceituoso (e de outros nomes feios que eu nem vou publicar aqui, por uma questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: eu já fiz a minha parte (que é pregar contra o pecado). Estou com a minha consciência tranqüila (até porque eu já cumpri com o meu dever de cristão). Se, mesmo assim, esses homossexuais não quiserem se converter, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, será cada um por si diante de Deus na hora de prestar contas. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Eliel disse...

Do jeito que a imoralidade e o pecado já contaminaram o mundo inteiro (e do jeito que o homossexualismo e outras depravações estão sendo escancaradamente divulgadas e patrocinadas), estamos inevitavelmente caminhando a passos largos para o mesmo destino final de Sodoma e Gomorra.

De acordo com as profecias da Palavra de Deus, o cálice da iniqüidade humana está ficando mais cheio a cada dia que passa. E vai chegar um momento em que esse mesmo cálice fatalmente vai transbordar. E quando isso acontecer, aí não vai ter mais jeito: a paciência de Deus vai chegar ao fim e Ele, inevitavelmente, vai entrar em ação para dar um basta na maldade humana!

Neste mesmo dia, Jesus voltará. E desta vez será diferente: Ele virá não mais como o frágil Cordeiro a ser oferecido em sacrifício pelos nossos pecados, mas agora como o Soberano Juiz para julgar a tudo e a todos!

E uma coisa é certa: os homossexuais e os seus cúmplices que não se arrependerem agora de suas nojeiras vão conhecer (e também sentir) todo o rigor da lei de Deus contra o pecado quando estiverem diante Dele no dia do juízo final!

Será que esses homossexuais querem ver para crer? Ou eles estão duvidando da justiça de Deus?

Se, mesmo depois deste aviso, eles não quiserem se arrepender, então que eles mesmos encham o cálice da sua própria iniqüidade! Que bebam da ira do Senhor (e estejam prontos para sofrerem as conseqüências)!

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

Marcelo disse...

É lamentável o que ocorre nos Estados Unidos. Aliás, o que é de ruim que começa com os americanos, nós, brasileiros, copiamos direitinho. O fato é que os cristãos se acomodaram e agora estão sofrendo. Não dá pra cochilar, minha gente.

Leandro disse...

Essa notícia ilustra muito bem o significado dessa palavra que todos já devem saber o significado:'gayzismo'.

Nenhuma autoridade poderia interferir em questões de opinião de seus cidadãos e isso é um dos requisitos básicos da democracia, asseguarada pela Primeira Emenda. Pelo que li em outras fontes, o ato da prefeita já vem sendo tratado, pela própria administração de Houston, como um 'erro' administrativo, embora seja apenas parte de uma intensa perseguição da prefeita contra os cristãos (pelo que encontrei na FoxNews).

Nem mesmo associações favoráveis ao casamento gay apoiaram esse ato.
Uma lei desse tipo não faria diferença nenhuma entre Houston e Havana.
Se o assunto chegar à Suprema Corte, é possível que caia nas mãos do juiz John Roberts.
Veja essa notícias:
http://www.conjur.com.br/2014-out-14/liberdade-expressao-vale-calcada-suprema-corte-eua

Duílio disse...

Tem um ditado popular que diz que "quando o gato não está em casa, o rato cria asa". Enquanto estamos brincando de ser cristãos, o diabo, os demônios, e seus escravos não estão brincando! Eles estão muito bem acordados (e estão atacando impiedosamente a tudo e a todos)! Até quando seremos omissos diante do pecado? Até quando ficaremos indiferentes assistindo ao domínio do mal?

Aí alguém poderia argumentar: "O mal vai se propagar, porque é o cumprimento das profecias bíblicas! Não podemos impedir que isso aconteça!" Sim, é verdade que a Palavra de Deus tem que se cumprir. O próprio Deus disse que Ele não é homem para mentir (Números 23:19).

Só que tem um detalhe que muitos fingem não perceber (ou não entendem): porque o mal vai se propagar, eu devo ficar de braços cruzados e não reagir (ou seja, me omitir no combate ao pecado)? De forma nenhuma! Eu tenho que resistir ao mal e continuar a combater o pecado (ainda que isso me custe a prisão ou a morte)!

E mais: muitos que se dizem cristãos estão sendo omissos no combate ao pecado! No dia do juízo final, esta mesma omissão vai ser seriamente cobrada! É como Jesus diz:

"Por que vós Me chamais de Senhor, e não fazei o que Eu vos digo? (Lucas 6:46)"

"E aquele a quem muito foi dado, muito mais lhe será exigido" (Lucas 12:48)

Muito está sendo dado aos cristãos (no caso, a obrigação de combater o pecado). Só que agora muito mais vai ser exigido (o cumprimento desta mesma obrigação). Logo, os responsáveis pelo destino moral e espiritual de uma nação fatalmente irão prestar contas da sua negligência na obediência à Palavra de Deus! Quantos estão cientes disso?

Quem vê o pecado e fica omisso ou indiferente (isto é, não diz nem faz nada contra o pecado) é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador. É como diz a Bíblia:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater com firmeza o pecado e não age de forma decidida é cúmplice do pecado (e é culpado diante de Deus)!

E tem mais um detalhe: O JULGAMENTO DE DEUS VAI COMEÇAR DENTRO DA IGREJA! OS QUE SE DIZEM CRISTÃOS (E QUE TÊM A OBRIGAÇÃO DE COMBATER O PECADO) SERÃO OS PRIMEIROS A PRESTAR CONTAS! A respeito disso, a Bíblia diz com todas as letras:

"Pois já é tempo de se começar o julgamento pela casa de Deus; e se começa primeiro por nós, qual será o fim daqueles que desobedecem ao evangelho de Deus? E se somente o justo se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador?" (1 Pedro 4:17–18).

Já passou da hora de sermos cristãos só de boca! Temos que tomar uma atitude! Temos que reagir, temos que derrubar as investidas do diabo contra a família, contra os bons princípios, e contra tudo o que for contra a Palavra de Deus! Não podemos mais ficar de braços cruzados vendo o mal se alastrar em nosso meio! É hora de agirmos já! Caso contrário, seremos cobrados por Deus pela nossa negligência! É como disse o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Que esta mensagem sirva de alerta para muitos que ainda estão "dormindo" diante do pecado!

"PARA QUE O MAL VENÇA, BASTA QUE OS HOMENS DE BEM NÃO FAÇAM NADA"

Anônimo disse...

Agora me diz aí: O que Deus não fará com os eleitores que colocaram uma lésbica no poder, para exercer autoridade sobre eles? Penso que o eleitor é o mais culpado!

Marcos M. Ribeiro disse...

Será que isso, e outros acontecimentos relacionados, faz parte, dentre outras coisas, da negligência dos cristãos norte-americanos por parte da política? Ou seja, negligenciaram participar das decisões políticas do país? Não sei! Talvez Julio possa nos responder melhor.

fococristao disse...

Além de ser lamentável para os EUA, é lamentável para o mundo todo, já que esse pais é referência mundial.

Robério disse...

Vejamos o que a Palavra de Deus diz sobre o homossexualismo:

Romanos 1:24–32

24 Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, o qual é bendito eternamente. Amém.
26 Pelo que Deus os entregou às suas paixões infames. Pois até as mulheres mudaram o seu uso natural, no contrário à natureza.
27 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a punição que convém ao seu erro.
28 E como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém;
29 Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
30 Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes a pais e mães;
31 Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
32 Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

A "tradução" que eu faço dos versículos do texto acima é esta (me corrijam se eu estiver errado):

24 – Deus, através dos Seus servos, chama os homossexuais ao arrependimento. Como eles não querem se arrepender, então Deus os deixa entregues à própria sorte;

25 – Deixaram de crer na Bíblia (mudando-a em mentira), e passaram a ouvir homens corruptos (outros homossexuais e demais escravos do diabo);

26 – As mulheres, ao invés de terem relações sexuais normais com os homens, preferem se relacionar entre si;

27 – Idem para os homens (preferem se relacionar sexualmente com outros homens ao invés das mulheres). Será que a AIDS não seria a principal conseqüência disso?

28 – Como não se importaram em conhecer e temer a Deus, então Deus os deixou livres para fazerem o que quiserem;

29 – Cheios de todo pecado, sem nenhum sentimento de culpa;

30 – Se pudessem, viveriam num mundo totalmente sem Deus para pecarem à vontade (como em Sodoma e Gomorra);

31 – Querem sempre pecar e fazer de tudo (e usando de todos os meios) para viver eternamente no pecado, não se importando com o sofrimento alheio. Será que a pedofilia não estaria embutida aqui?

32 – Sabem que estão errados, mas, mesmo assim, não sentem nenhuma culpa ou remorso. E ainda são contra os que censuram o pecado (chamando-os de homofóbicos, fundamentalistas, e preconceituosos). Sem contar os que dão apoio às suas práticas (no caso aqui do Brasil, que o digam o STF, STJ, OAB, Marta Suplicy, Marinor Brito, Jean Wyllys, Toni Reis, Luiz Mott, Fátima Cleide, Iara Bernardi, Maria do Rosário, Globo, Record, SBT, Band, partidos esquerdistas, pastores corruptos, evangélicos progressistas, marxistas, comunistas, esquerdistas, socialistas, demais ativistas e políticos pró–homossexualismo, além de alguns dos políticos da bancada evangélica que não dizem nem fazem nada contra esta imoralidade)!

Será que a minha "tradução" está certa? Se alguém daqui quiser dizer alguma coisa, o espaço está aberto para todas as opiniões.

ÉLQUISSON disse...

Eu não sei se muitos daqui vão concordar com o meu ponto de vista, mas eu vou dizer exatamente o que eu penso (me corrijam se eu estiver errado).

Se os Estados Unidos mantivesse a obediência total e irrestrita à Palavra de Deus desde a sua fundação, certamente não estaria nesta decadência moral e espiritual nos dias de hoje. A obediência à Palavra de Deus é a verdadeira e única segurança espiritual do ser humano para manter a santidade num mundo já totalmente corrompido pelo pecado.

Só que, com o passar do tempo (e também devido ao progresso material, financeiro, e científico, além da influência de determinadas seitas, como a Maçonaria), os Estados Unidos começou, aos poucos, a deixar de lado a obediência à Palavra de Deus (e começou a decair moral e espiritualmente). Além disso, um outro fator que contribuiu muito para acentuar ainda mais essa mesma decadência foi a retirada do ensino religioso das escolas americanas a partir dos anos 60 (coincidência ou não, foi na mesma década que teve o início do movimento feminista). Ou seja, os Estados Unidos passou a não dar mais prioridade à obediência à Palavra de Deus!

E o que acontece depois? Muito simples: a partir do momento em que uma nação despreza a obediência à Palavra de Deus e passa a confiar somente em sua própria sabedoria, ela fica espiritualmente desprotegida e se torna uma presa fácil para os ataques e tentações do diabo e dos demônios (e também de todo tipo de pecado e vício). É como disse o salmista:

"Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham aqueles que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela" (Salmo 127:1)

O profeta Jeremias disse a mesma coisa:

"Maldito o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e que aparta o seu coração do Senhor" (Jeremias 17:5)

Isso que está acontecendo nos Estados Unidos nada mais é do que a conseqüência do abandono total da verdadeira fé cristã. Em outras palavras: a nação americana agora está colhendo os frutos resultantes de pouco mais de 50 anos de uma rejeição deliberada à obediência à Palavra de Deus!

Este foi o maior erro dos Estados Unidos: trocar Jesus por Satanás! E o que é pior: foi um erro deliberado (ou seja, foi feito de forma consciente)! No dia do juízo, este mesmo erro vai ser seriamente cobrado! É como Jesus diz:

"Por que vós Me chamais de Senhor, e não fazeis o que Eu digo? (Lucas 6:46)"

"E aquele a quem muito foi dado, muito mais lhe será exigido" (Lucas 12:48)

Muito foi dado aos Estados Unidos (no caso, o conhecimento da Palavra de Deus). Só que agora muito mais vai ser exigido (a obediência à mesma Palavra). Logo, os responsáveis pelo destino moral e espiritual dos Estados Unidos fatalmente irão prestar contas da sua negligência na obediência à Palavra de Deus! O livro de Hebreus adverte sobre isso de forma bem séria:

"Pois se pecarmos voluntariamente, depois de já termos recebido o conhecimento da verdade, já não haverá mais sacrifício pelos pecados, Mas uma terrível expectativa de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? Porque bem conhecemos Aquele que disse: Minha é a vingança, Eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o Seu povo. Coisa horrível é cair nas mãos do Deus vivo" (Hebreus 10:26–31)

Tomara que os Estados Unidos "desperte" o mais rápido possível dessa sua indiferença moral e espiritual antes que seja eternamente tarde demais!

P.S.: Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade

Wilton disse...

A Palavra de Deus diz com todas as letras:

"Porque o que é elevado entre os homens, é abominação diante de Deus" (Lucas 16:15)

Este versículo se aplica muito bem ao homossexualismo (e outras depravações). Considerando que o mundo já está totalmente corrompido pelo pecado, não é de se espantar que muitos já não têm mais o temor de Deus.

Se o pecador não teme em blasfemar de Deus, então o mesmo pecador também não deve ter nenhum temor quando estiver diante de Deus no dia do juízo final!

Será que os homossexuais estarão preparados para este mesmo dia?