8 de setembro de 2014

Oração socialista: Chavez nosso que estás nos céus…


Oração socialista: Chavez nosso que estás nos céus…

Julio Severo
O Partido Socialista, que domina o governo da Venezuela, reescreveu a famosa “Oração do Pai Nosso” transformando-a numa reza ao ditador socialista amado pelas esquerdas da América Latina: Hugo Chavez.
No congresso do Partido Socialista na segunda-feira passada, seus membros rezaram, diante de uma imensa imagem de Chavez, implorando que o ditador morto lhes dessa proteção dos “males do capitalismo.”
O legado de Chavez virou paixão religiosa na Venezuela desde a morte do ditador no ano passado. Rosários adornados com a face de Chavez, relicários e imagens representando-o com uma cruz católica se tornaram comuns. Os seguidores dele muitas vezes dizem que Chavez estava numa missão divina. É uma mistura de catolicismo popular com socialismo, bem ao sabor da Teologia da Libertação.
Na quarta-feira, a Igreja Católica da Venezuela, mesmo sob os efeitos dessa teologia, conseguiu divulgar uma declaração criticando a reza socialista e chamando a Oração do Pai Nosso de “intocável,” pois “vem dos próprios lábios de nosso Senhor Jesus.”
Na quinta-feira, o ditador atual Nicolás Maduro defendeu a reza, e chamou os críticos de “novos inquisidores.”
Durante sua presidência, Chavez frequentemente entrava em atrito com líderes católicos, que o acusavam de autoritário. Chavez dizia que Cristo era socialista, e ele chegou a receber, antes e depois de sua morte, solidariedade de Ariovaldo Ramos, um dos mais destacados líderes evangélicos que representam a Teologia da Missão Integral do Brasil.
A população da Venezuela é 90 por cento católica, embora muitos misturem seu catolicismo com outras formas de espiritualidade, especialmente a “Santeria” — religião africana muito parecida com o candomblé.
O próprio Chávez personificava essa mistura, inclusive como praticante da Santeria, invocando desde os santos da Igreja Católica até Karl Marx em seus discursos. Nicolás Maduro também se declara católico, mas diz que suas inspirações espirituais vêm também do falecido guru indiano Sai Baba.
O socialismo é muito mais do que um sistema econômico. É um sistema para substituir Deus na vida das pessoas e, embora advogue aparentemente um ateísmo anticristão, sempre foi também um ateísmo pró-bruxaria.
E com a Teologia da Libertação, ficou fácil profanar o Evangelho em prol do socialismo.
Com informações da Reuters e Associated Press.
Leitura recomendada:

2 comentários :

Thiago disse...

Eu não tenho palavras pra descrever essa ABOMINAÇÃO IMUNDA! QUE ESGOTO! QUE RAIVA!

Eu queria catar esse Maduro e dar 100 chibatadas em praça pública. Alterar o Pai Nosso? Como assim? Até onde vai a Teologia da Libertação?

Já estou até vendo, se o PT permanecer no poder, a CNB do B criando o "Lula Nosso".

Vou até tomar um ar... tô explodindo de raiva!

Anônimo disse...

"Infiltre, e depois controle todos os meios de comunicação em massa"
Eis o 2º mandamento do DECÁLOGO DE LÊNIN, os 10 mandamentos dos comunistas, que priorizam a infiltração e compra da mídia onde se instalam para poderem, sem confrontação, procederem à lavagem cerebral na população; alienar, idiotizar, inverter valores para aceitarem passivamente suas ideologias, sendo um dos esquemas, divinizar os líderes do deus-partido, como agia Mao com seu "livro vermelho", outrora.
É o mesmo método dos governantes islamitas para preservarem seus interesses de dominação num povo idiotizado que os idolatra, doutrinado que, até a morte em defesa de "Alah" e seu "profeta" via governantes islamitas lhes trarão pós morte imensos prazeres sensuais.
Semelhante forma foi e segue em curso na Venezuela via PSUV - o PT venezuelano - também local em que se assentou a satano-esquerdista Teologia da Libertação-TL - da farsa da "opção preferencial pelos pobres" - como no Brasil, postando os comunistas no poder, socializando a doutrina católica e se infiltrando entre os evangélicos, transmitindo na cartilha marxista em forma de ensinamentos cristãos, adulterados de forma sutil, nem sempre detectados à primeira vista por quem não saiba das artimanhas.
Idem, a TL agiu no Brasil onde prestou particular e imprescindível apoio à ascensão do PT ao poder, o qual sem esse auxilio e de vermelhos presentes da CNBB e idem evangélicos que os sustêm até hoje, um governo comunista no Brasil seria inviável ou teria sido destituído há muito.
Dessa forma, o marxismo já se instalou na Venezuela de tal forma que o Congresso do Partido Socialista dia 01/09 pp, "cultuou" uma imensa imagem de Chàvez, implorando que o falecido ditador os protegesse dos “males do capitalismo, da oligarquia e contrabando".
Mas desses e outros males se omitiram em pedir quando instalados no deus-Estado, vedados apenas aos fora do partido comunista, do PSUV, o PT de lá!
O legado de Chavez foi transformado pelo governo em paixão religiosa no país após sua morte para alienar o povo à realidade, por meio de massiva propaganda via "santinhos" o retratando, relicários e imagens representando-o com uma cruz católica que se tornaram comuns, agora sob um fraudado Pai Nosso e, em breve, mais "devoções".
Já temos peregrinações ao túmulo de deus Chávez pedindo-lhe graças!
Seus já alienados ou beneficiários seguidores dizem que Chavez estava numa missão divina, um mix de catolicismo teelista, popular e aditivado com diversos sincretismos de religiões africanas, muito cultuados no país - a santería - inserida no estilo da relativista TL.
Falta-lhe agora erguerem templos, instituir "congregações religiosas e sacerdotes" que ofereçam cultos regulares e incensem essa recém criada "divindade", por "obra e graça" dos "divinos" laboratórios de engenharia social comunistas...
Anon Henoc