14 de julho de 2014

Bispo esperto: Vote no PT e eleja Manoel Ferreira


Bispo esperto: Vote no PT e eleja Manoel Ferreira

Como eleitores evangélicos estão sendo usados para eleger petistas

Julio Severo
O Bispo Manoel Ferreira, que foi deputado federal pelo Rio de Janeiro na legislatura passada, quer agora uma vaga de senador — com a ajuda do PT.
Bispo Manoel Ferreira
Ele transferiu seu título de eleitor para Brasília e filiou-se ao Partido Social Cristão (PSC), partido que foi base de apoio para o governo do PT. Embora o PSC esteja tentando, com a candidatura presidencial do Pr. Everaldo Dias, transmitir um aparente distanciamento do PT, o caso Ferreira coloca o PSC na mesma cama do PT.

Vitória de petista é vitória de bispo assembleiano

Manoel Ferreira, que é o presidente vitalício da Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil (CONAMAD), a segunda maior denominação assembleiana do Brasil, não vai concorrer diretamente a senador, mas nas costas do atual deputado federal Geraldo Magela, do PT, que é quem está concorrendo diretamente.
Cada candidato a senador tem direito a 2 suplentes. No caso do bispo, ele é o primeiro do candidato petista. Então se Magela ganhar a eleição e depois morrer, renunciar, perder o mandato ou virar secretário ou ministro de governo, quem assume é Ferreira. Ele vira senador imediatamente.
É uma jogada eleitoral em que o único esforço que o bispo assembleiano precisará fazer é levar os eleitores de sua denominação a votarem em Magela — numa coligação do PT do DF com o PSC do DF.
Anos atrás, o famoso evangelista americano Billy Graham disse: “Na minha opinião, a igreja como organização não deve se envolver em assuntos políticos… Contudo, quando questões políticas também têm dimensões morais e espirituais… temos uma responsabilidade de falar em favor da verdade. Creio que coisas como o aborto são moralmente erradas… temos uma responsabilidade de assumir uma postura.”  (Billy Graham, Answers to Life’s Problems [Waco, TX: Word, 1960], 264.)
Ferreira poderia ser uma grande bênção fora da política, apenas orando pela libertação dos que estão envolvidos nela. Mas já que ele quer envolvimento direto na política, ele tem uma obrigação moral e cristã de falar a verdade sobre o PT e suas ambições abortistas. Evangélicos já pagaram um alto preço por serem contra o aborto dentro do PT. Anos atrás, o Dep. Henrique Afonso sofreu tanta perseguição do PT por ser evangélico pró-vida que foi obrigado a sair do partido.
Ferreira tem, conforme bem declarou Graham, “uma responsabilidade de assumir uma postura” de falar a verdade, doa a quem doer.
Mas assumir uma postura de participação na coligação PT-PSC para eleger Magela é traição. É fortalecer o PT pró-aborto.

Traição evangélica e Lei da Palmada

Esse espírito de união com as trevas bem pode estar por trás das traições que a bancada evangélica vem cometendo contra sua população de eleitores evangélicos, que não queriam nada com a Lei da Palmada, mas tiveram de assistir de queixo caído enquanto os parlamentares evangélicos negociavam com o governo esse projeto, que agora é lei — por pressão de uma minoria militante histérica, muito bem representada por Xuxa e Maria do Rosário, contra uma maioria de pais e mães impotentes contra o ativismo radical das duas, plenamente amparadas pelo governo socialista de Dilma Rousseff. Traição é o espírito que parece pairar sobre a Frente Parlamentar Evangélica desde que Manoel Ferreira havia se tornado seu presidente no biênio 2007-2008.

Traição com FHC

Os caminhos do bispo assembleiano com confusões e traições socialistas não começaram com o PT. Em 1985, quando era presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), o nome de Manoel Ferreira se destacou de forma proeminente, durante a eleição para prefeito de São Paulo, no apoio ao candidato Fernando Henrique Cardoso (FHC), que na época já era conhecido por seu ateísmo e defesa da maconha e da agenda esquerdista. Nada disso intimidou o então Pr. Manoel, que usou seu poder denominacional para levar outros pastores a apoiar FHC, que se tornaria mais tarde a grande estrela do PSDB.
Hoje, pendurado nas costas do petista Magela, Ferreira vai levar novamente evangélicos a escolhas erradas nas próximas eleições, tudo para avançar suas ambições pessoais.
Moral da história: comece com as estrelas do PSDB e você acaba no buraco negro do PT ou outros partidos socialistas radicais.
Na importante questão do aborto, na qual Ferreira trocou sua responsabilidade cristã de denunciar pela irresponsabilidade anticristã de promover abortistas, o governo do PT apoiado por Ferreira só tem conseguido avançar a lei de aborto porque os alicerces dela foram colocados anos atrás pelo governo do PSDB apoiado por Ferreira.

Vitória de pastor assembleiano é vitória de petista abortista e homossexualista

Se você acha estranho a coligação PSC-PT no DF para eleger senadores, você não viu o esquema para deputado federal, que envolve uma coligação entre PSC, PT, PP, PROS, PRB e Partido Comunista do Brasil! Quem no DF votar, por exemplo, no Pastor Ronaldo Fonseca (9090 PROS) ou Vítor Paulo (1010 PRB) estará automaticamente ajudando a eleger a petista Erika Kokay, a maior defensora do aborto e da agenda gay no DF.
Até dá para entender Vítor Paulo nesse esquema, pois ele é da Igreja Universal, cujo dono, o bispo Edir Macedo, é defensor descarado do aborto. Mas o Pastor Ronaldo Fonseca é da Assembleia de Deus (AD), uma denominação que começou com extremo conservadorismo moral e espiritual. A AD não possui nenhum histórico de apoio ao aborto ou à agenda gay. Como aceitar então uma coligação em que a vitória de Fonseca é vitória para a petista Kokay? Como aceitar uma vitória mista de céu e inferno ao mesmo tempo? O que está acontecendo com a AD e seus líderes?
No DF, os evangélicos estão sendo usados para eleger, de uma forma ou de outra, petistas comprometidos com a cultura da morte.

A saúde do bispo

Apesar da gravidade da denúncia, me aconselharam a não escrever este artigo, pois Ferreira está com mais de 80 anos e acham que ele não aguentaria mais uma bomba, especialmente porque desde 2008, quando publiquei minha primeira denúncia sobre o envolvimento dele com o Rev. Moon (acrescida posteriormente dos vídeos do Pr. Enoque Lima, sobre o mesmo assunto), sua saúde se deteriorou.
Não é meu propósito prejudicar a saúde de um idoso nem atormentar sua vida. Mas se o coração dele não está bem para aguentar uma denúncia necessária, como é que o coração dele tem condições de ambicionar ser senador através de Magela e ainda induzir o povo da sua igreja nessa rota tenebrosa? Ou traição aos princípios cristãos faz bem para a saúde? Se faz mal, como é que ele não morreu fulminado por um ataque cardíaco em 1985 quando era presidente da maior denominação assembleiana do Brasil escancarando apoio e sorrisos ao candidato socialista FHC?

A eternidade ou os profetas

E se o coração de Ferreira parar neste momento, como ele espera escapar de uma prestação de contas na eternidade?
Como ele espera explicar que ele anulou o necessário testemunho do Evangelho em prol de uma prioridade desnecessária de alianças profanas com Rev. Moon, FHC, Lula, Dilma Rousseff e outras criaturas com teologias e ideologias mal-intencionadas?
Como ele espera explicar que ele preferiu apoiar, em vez de falar a verdade e denunciar, o PSDB e o PT por sua promoção do aborto e da agenda gay?
Como ele espera explicar que ele não conseguiu assumir uma postura contra os abortistas e sua guerra contra a família?
Se a AD fosse hoje o que era cem anos atrás, Ferreira nem precisaria esperar a eternidade para ouvir o que ele precisa ouvir. Quando a boca dos profetas falava, os líderes da AD analisavam e se arrependiam, conforme o caso.
Onde estão os genuínos profetas da AD hoje?
Leitura recomendada:

36 comentários :

Alerrandro Martin disse...

Ainda ontem, denunciei do púlpito erros que os líderes assembleianos (do Belém, de Madureira e da Vitória em Cristo)estão cometendo em relação à política. Mas sou apenas um diácono de uma pequena congregação do Ministério de Madureira. Porém, não me calo!

Eliel disse...

Sabem qual é a impressão que eu tenho? Parece que alguns cristãos agem como se fossem um bando de robôs teleguiados: votam cegamente no candidato indicado por pastor, bispo, ou dirigente de igreja. Não querem nem saber quem é o sujeito, votam só pra não contrariar quem indicou!

Já fui alvo de muitas críticas (e até já comprei muita briga) por não dar apoio a nenhum candidato indicado pelos dirigentes da igreja onde eu congrego. Eu digo sem medo: não tem pastor, nem bispo, nem líder de igreja, enfim, não tem esse que me faça votar em candidato do PT (ou de qualquer outro partido esquerdista). Entre eleger um ímpio e votar nulo, prefiro mil vezes votar nulo! Afinal, MEU COMPROMISSO É COM A PALAVRA DE DEUS (E NÃO COM HOMENS)! Faço como disse o apóstolo Pedro:

"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

Não me importo se eu tiver que comprar uma briga com todo o inferno por não dar apoio a corruptos. Eu digo sem medo: dos meus princípios morais e cristãos, eu jamais vou abrir mão. Adoto comigo o mesmo lema dos antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar".

Sinceramente, eu não quero estar na pele de muitos líderes de igreja quando eles estiverem diante de Jesus!

Finalizo minha mensagem com este alerta do apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Anônimo disse...

Sou da AD. mas mas serei manipulado por esses lideres meia boca, FORA PT

Anônimo disse...

Bem, a respeito desse senhor, há farto material na Internet que o desqualifica como cristão. Primeiro: ele e sua família se tornaram milionários por causa da igreja. Segundo: é público e notório de que o mesmo é maçom, ou seja, já esteve numa loja maçônica e participou dos ritos iniciais ("Estou na escuridão e venho aqui procurar pela luz."). Terceiro: há um vídeo no YouTube em que esse senhor participa de um beija-mão em um aniversário do demoníaco reverendo Moon. Quarto: é político do mais demagogos. Prega uma coisa e faz outra... e também reza pela cartilha do PT.
Se formos depender dos políticos evangélicos, iremos ser comida de leão novamente!!!

Anônimo disse...

Oremos.

Antonio

José Hilário da Silva Filho disse...

Pessoal, estes pastores estão vendidos ou comprados pelos PTralhas, o Deus deles passou a ser o dinheiro. Não oriento ninguém a votar nulo ou branco, pois vai ajudar o PT a se reeleger, devemos ignorar irmãos que se vendem, e procurar votar em partido que não esteja envolvido com os PTralhas.

Flávio disse...

Não sou da Assembleia, mas as vezes acho que algumas Assembleias estão ficando frias e incrédulas como as igrejas tradicionais.

Ev. Pedro Henrick Vieira Fernandes disse...

Como que fica então?
Se não temos o PSC para votar em quem confiaremos?
Temos que votar em alguém, porque anular ou votar em branco é o mesmo que vota no PT e sabemos disso.
Como fica?
#SouAD

Julio Severo disse...

Para deputado, quase sempre há uma opção. Mas para presidente, dificilmente. Por isso, tenho votado 7777777 em todas as eleições para presidente. Sete é o número da perfeição. Em todos esses anos votando para presidente desse jeito, tenho sentido muita, muitas paz. Não somos obrigados a escolher entre bandidos. Se dissessem: Qual o bandido que você escolheria para estuprar aquela menina? Eu diria: Nenhum!

Anônimo disse...

Em alguns comentários anteriores andei sugerindo o nome do pastor Everardo para presidente. Depois disto, procurei informações sobre ele no google para saber como tem sido sua atuação política e não gostei muito do que vi. Mesmo assim ainda não descartei totalmente a possibilidade de votar nele. Resolvi então procurar informações sobre o senhor JOSE MARIA EYMAEL e, pelo menos até agora, ele está me agradando. No entanto, nesta minha pesquisa não encontrei nada onde ele tenha sido confrontado com temas como: aborto, casamento entre pessoas do mesmo sexo e a tal lei da palmada. Alguém sabe alguma coisa?. Precisamos saber se ele tem resposta contundente em relação a estes temas.
Com respeito a deputado federal, a coisa é complicada devido as coligações absurdas que o pessoal evangélico está fazendo. Muita gente que jamais votaria na deputada Erika Kokay, vai acabar elegendo-a. Isto precisa ser explicado para aqueles irmãos de Brasília que pretendem votar, por exemplo, no Pastor Ronaldo Fonseca. Ela estava naquele grupo que tentou retirar, na marra, o deputado Feliciano da presidência da comissão de direitos humanos e minorias. É triste imaginar que coligações semelhantes existam em outras partes do Brasil.
Não sei o que os comentadores deste blog acham, mas creio que podemos nos ajudar trazendo informações e sugerir estratégias práticas. Eu, particularmente, tenho procurado fazer um corpo a corpo de acordo com as possibilidades.

Sebastião

Anônimo disse...

Lastimavel e lamentavel como os evangelicos continuam sendo um povo de massa de manobra em um claro ato de manipulacao e imbecilizacao.
Pois e irmao Julio, cada povo tem o governo que merece.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Talvez este comentário que eu vou postar aqui (embora seja repetido) explique melhor por que o povo (inclusive o povo evangélico) sempre coloca esquerdistas no poder em quase toda eleição (me corrijam se eu estiver errado):

Diz um ditado popular que "o povo tem o governo que merece". Nunca, aqui no Brasil, isso ficou tão evidente, ou melhor, nunca esse mesmo ditado se confirmou de maneira tão clara como nestes últimos anos.

Basta fazermos uma análise dos governos de Lula (anterior) e de Dilma (atual). Mudam somente os "atores" (no caso, os presidentes), mas o "script" (isto é, o programa de governo) é rigorosamente o mesmo. Para que não haja mais nenhuma dúvida quanto a isso (principalmente para aqueles que não acreditam que isso seja verdade), vejamos alguns dos pontos que ambos os governos têm em comum:

– Promoção de políticas de apoio aos "direitos humanos" (leia-se privilégio para os homossexuais, os criminosos, os menores delinqüentes, e também para a perseguição aos cristãos);

– Discriminalização do aborto, já que o aborto é somente um "caso de saúde pública" (ou seja, o aborto, para o governo, não é um crime contra uma vida inocente e indefesa);

– Censura à liberdade de expressão (e ainda dizem, com a maior cara–de–pau, que vivemos num país democrático!);

– Tolerância às religiões afro–descendentes, sob o argumento de que elas fazem parte da nossa cultura, e, como tal, não podem ser discriminadas (como o diabo dessas mesmas religiões se disfarça em anjo de luz, só falta dizer que todas elas são de Deus);

– Distribuição de "kits educativos" nas escolas, com a alegação de combater a homofobia (uma forma disfarçada de fazer com que as nossas crianças sejam sutilmente induzidas ao homossexualismo, promovido pelo ex–ministro Fernando Haddad e por toda a corja do governo e dos homossexuais);

– Homenagem às "vítimas" do regime militar (ninguém jamais procurou saber o verdadeiro passado de Dilma, Lula, e de outros esquerdistas).

Enfim, estas são apenas algumas das muitas semelhanças entre os governos de Lula e o de Dilma (na verdade, o governo de Dilma nada mais é do que a continuação do governo de Lula).

E por que o povo, mesmo sabendo disso tudo, ainda assim vota neles? Por uma razão muito simples: recebendo a "ajuda" (Bolsa–Família) do governo, quem é que não quer ser sempre beneficiado pelo mesmo governo de alguma forma? Tem até gente que ainda tem a ousadia de dizer: "Se o governo é bom (já que ajuda o povo com o Bolsa–Família e outros benefícios), por que votar contra o mesmo governo?" Isso lembra aquela máxima do antigo Império Romano: "Dai pão e circo ao povo, que o Império sobrevive".

Não tenho nenhum medo de dizer: a nossa política está tão podre e tão corrompida, que nem mesmo alguns dos políticos da bancada evangélica não são dignos da nossa confiança (e, muito menos, merecedores do nosso voto). Em suma: não dá pra confiar em nenhum político (seja de que partido for).

Se o povo tivesse vergonha na cara (e, principalmente, se este mesmo povo fosse politicamente conscientizado), não colocaria corruptos no poder em troca do Bolsa–Família (ou em troca de qualquer outro tipo de ajuda ou assistencialismo). Só que o povo, durante as eleições, vota mais com a emoção do que com a razão (ou melhor, mais com a barriga do que com a cabeça). E isso, infelizmente, já criou um ciclo vicioso muito difícil de ser quebrado.

Portanto, diante de tudo que foi dito aqui, só dá pra chegar a uma única conclusão: enquanto prevalecer este quadro, ou melhor, enquanto o povo, em toda eleição, ainda continuar adotando esta mentalidade clientelista (isto é, de só votar em troca de algum tipo de ajuda ou assistencialismo), o nosso país vai estar sempre sendo governado por corruptos.

Que estas palavras sirvam de alerta para que todos, a partir de agora, sejam mais cuidadosos na hora de votar (e não se deixem enganar pelas promessas mentirosas dos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as eleições)!

Edigar Caires Lima disse...

Mais uma vez os "pastores" vão fazer os "crentes" otários de escada para ganhar mais poder além do que já tem dentro das igrejas.
O pior tipo de capacho que uma pessoa pode se tornar é e prestar ao papel de puxa saco de pastores que se aliam a quadrilha do PT.
De bem que na verdade os "crentes" que acompanham seus lideres quando o assunto é ajudar a corja politica é tão ou mais desprezível que a própria corja.

ÉLQUISSON disse...

Respondendo ao Edigar Caires Lima,

No episódio da tentação no deserto, o diabo, ousadamente, ofereceu todos os reinos do mundo (e suas riquezas) a Jesus, dizendo: "Tudo isto eu Te darei, se, prostrado, me adorares" (Mateus 4:9). Mas Jesus rebateu com firmeza a todas as investidas do diabo ao dizer: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e somente a Ele servirás" (Mateus 4:10)

O que esse episódio bíblico tem a ver com o fato do povo comum (e também de muitos que se dizem cristãos) estarem votando em candidatos do PT (e também de outros partidos de esquerda)?

Tudo a ver!

Vejamos:

O Estado marxista–comunista–esquerdista–socialista (aqui representado pelo governo corrupto de Dilma) age igual ao diabo quando propõe ao povo: "Tudo isto (alimentação, saúde, moradia, educação, empregos, segurança, e outros benefícios) eu te darei se você eleger os meus representantes (do PT e de outros partidos com a mesma agenda política) e deixar que, através deles, somente eu (e não Deus) satisfaça todas as suas necessidades"

Considerando que o povo que não tem conscientização política vota mais com a barriga do que com a cabeça, a maioria não resiste a essa tentação (principalmente quando o Bolsa–Família ou qualquer outro assistencialismo eleitoreiro é oferecido)!

A mesma coisa acontece quando o mesmo Estado diz aos políticos da bancada evangélica: "Tudo isto (cargos com altos salários, concessões de emissoras de rádio e canais de televisão, e outras mil e uma mordomias) eu te darei se você permitir que eu aprove as minhas políticas (a favor do aborto, do homossexualismo, da perseguição aos cristãos, da destruição das famílias e de todos os bons princípios) e não faça (e nem diga) nada contra o meu governo"

Considerando que muitos dos políticos dessa mesma bancada estão se vendendo (ou sendo facilmente influenciados) por qualquer coisa, a maioria aceita sem questionar (ainda mais quando vê muito dinheiro à sua frente)!

Infelizmente, esta é a verdade nua e crua que acontece (e que a mídia corrupta nunca mostra)!

Para tentarmos mudar este quadro, temos que saber usar a arma de que dispomos: o voto. Por que eu digo isso? Porque existem coisas que somos nós que resolvemos (não é Deus). No caso, trata-se de saber votar. Não podemos pedir a Deus para resolver um problema (como este do voto) que nós mesmos podemos resolver.

Por que a questão do voto não pode ser resolvida por Deus? Por uma razão muito simples: um anjo não possui título eleitoral. Um anjo não vai descer do Céu para escolher o nosso candidato (e nem vai fiscalizar o nosso voto). Somos nós mesmos que vamos fazer isso.

Uma coisa, porém, é certa (e inevitável): temos que assumir as conseqüências das escolhas que fizermos. Se votarmos errado, nós mesmos seremos culpados! Depois, ninguém venha chorar pedindo para fazer campanha de oração para que Deus tire do poder um político corrupto que nós mesmos elegemos!

Aproveito para dar mais algumas sugestões:

– O povo tem que ser suficientemente esclarecido através de pessoas politicamente conscientizadas, para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo esquerdista "oficial" (leia-se Rede Globo);

– Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado pelos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais);

– Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha;

– Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário.

Não estou dizendo que isso vai acabar de uma vez com a sujeira da nossa política, mas já é o primeiro passo para que haja uma conscientização política do povo em geral. Isso para que o governo saiba que nem todo mundo pode ser facilmente manipulado.

Que estas sugestões sejam analisadas por pessoas de bom senso, para termos um povo esclarecido o suficiente em termos de conscientização política.

Claudio Vaz disse...

O Senhor disse a Tomé: "E não sejas incrédulo mas crente".

O que tenho visto é que os irmãos em Cristo Jesus também são crentes às indicações políticas daqueles que tem "Pr." antes do nome.

Muita preguiça de pensar e vaidade para reconhecer que está errado quando se consegue pensar um pouquinho.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
Quando anulo, utilizo 9999999 (infelizmente votei em Serra em 2010) e agora vou de 7777777 para presidente e governador do RJ. Verdadeiramente não somos obrigados a votar em bandidos, já basta o absurdo de sermos obrigados a votar.

Anônimo disse...

Como já disse no meu comentário anterior, tenho feito um corpo a corpo com irmãos, tanto da minha denominação (Igreja Presbiteriana do Brasil), como de outras denominações. É impressionante o desconhecimento que eles têm sobre estas ameaças à vida e à família que pairam no congresso, e olha que não estou falando de gente com baixo nível de escolaridade. Também não têm muito conhecimento sobre os sistemas eleitorais do Brasil. Precisamos alertar estes irmãos e ainda acho que temos tempo, só que, para isto, precisamos nos preparar. Só peço que tenham um pouco de paciência pois nem sempre os irmãos são levados a entender o momento atual apenas numa primeira conversa.
Mãos à obra e que o Senhor nos dê discernimento.

Sebastião

Wellington disse...

O presbítero Valdomiro disse uma coisa que me chamou a atenção (e que eu faço questão de destacar aqui):

"... enquanto prevalecer este quadro, ou melhor, enquanto o povo, em toda eleição, ainda continuar adotando esta mentalidade clientelista (isto é, de só votar em troca de algum tipo de ajuda ou assistencialismo), o nosso país vai estar sempre sendo governado por corruptos ..."

Realmente, Valdomiro, você disse tudo com essa colocação, ou melhor, você resumiu tudo o que todos daqui certamente diriam. O povo precisa parar de ser totalmente dependente do assistencialismo governamental. Eu digo sem medo: esse mesmo assistencialismo é dado pura e simplesmente com finalidades eleitoreiras. Como se diz no popular, "ninguém dá prego sem estopa", ou seja, nada é feito sem interesse. Ou será que o povo ainda não se conscientizou disso? Ninguém dá nada de graça a ninguém!

A verdade é a seguinte: o povo é masoquista (masoquista é aquele que gosta de sofrer). O povo sabe que vai colocar um corrupto no poder, mas, mesmo assim, elege este mesmo corrupto. Por quê? Porque não quer perder a sua "boquinha"! Como bem disse o presbítero Valdomiro, isso já criou um ciclo vicioso muito difícil de ser quebrado!

Assim como Judas se vendeu por míseras 30 moedas de prata para trair Jesus, o povo também se vende por qualquer assistencialismo eleitoreiro barato (como o Bolsa–Família). E a mesma coisa acontece com muitos dos políticos da bancada evangélica: se vendem por cargos, concessões de canais de rádio e TV, e mil e uma mordomias oferecidas pelo governo.

Alguém concorda comigo? Quem quiser se manifestar, esteja à vontade.

Anônimo disse...

O diagnóstico todos nós já sabemos, o que precisamos discutir é sobre a cura da doença. É hora de relatarmos o que estamos fazendo e o que pretendemos fazer (conforme a vontade do Senhor). Como somos eleitores de estados diferentes da federação, só podemos discutir aqui a eleição presidencial. Não estou dizendo que se deva deixar de denunciar as alianças espúrias em qualquer lugar onde aconteçam. Mas o nosso primeiro foco é a eleição presidencial e, sobre isto, acho que devemos procurar nomes entre partidos que não são de esquerda, ainda que não tenham nem um por cento nas pesquisas (creio que podemos fazer diferença). Já citei aqui que tenho procurado informações sobre o senhor José Maria Eymael e estou, por enquanto inclinado a dar meu voto a ele ou ao pastor Everardo (com muitas restrições a este último). Caso esteja enganado com estes nomes, por favor, alguém me informe.

Sebastião

Thiago disse...

Irmão Júlio e demais Irmãos em Cristo,

A Estrutura hierárquica piramidal das igrejas evangélicas as torna muito frágeis aos lobbies da esquerda e do ecumenismo liberal. Por exemplo, se é nomeado um maçom na liderança, toda a igreja passa a sofrer com o revisionismo teológico e ideológico. Imagino que no contexto atual, o melhor a fazer é uma REBELIÃO DOS CRENTES NAS IGREJAS LOCAIS. Imagino que, pra que não ocorram tais manipulações, os crentes deveriam se unir em igrejas locais... PASTOR + MEMBROS + BÍBLIA E "ZÉ FI-NI"... Sem hierarquia, sem liderança estadual/nacional. Muitos ministérios fundados por homens de Deus caíram devido aos controle de novas gerações descompromissadas com e evangelho e compromissadíssimas com a maçonaria. Foi dessa fora que muitas Igrejas Históricas respeitadíssimas entraram em apostasia. E infelizmente, tenho de dizer isso de maneira estarrecida, é o que está acontecendo com a liderança da Assembléia de Deus nas últimas duas décadas.

RESUMINDO: QUEM CONTROLA A CABEÇA, CONTROLA O CORPO INTEIRO.

REMÉDIO: IGREJA LOCAL, COM UM ÚNICO TEMPLO, UM PASTOR QUE TODOS CONHEÇAM, ONDE TODOS SE CONHEÇAM E COOPEREM UNS COM OS OUTROS. Digo isso para crentes que estejam em igrejas como, por exemplo, a PCUSA, que está num verdadeiro lamaçal de lama; que se desligarem e se associarem localmente.

CONCLUSÃO: NOS ÚLTIMOS TEMPOS TENHO CHEGADO A CONCLUSÃO QUE A FRAGMENTAÇÃO SEJA A ÚNICA FORMA DE MANTERMOS O EVANGELHO PURO, SEM MISTURA, E NAS MÃOS DE CRISTÃOS SINCEROS.

OBS: SE ALGUM IRMÃO QUISER COMENTAR FIQUE À VONTADE.

Sugestão de Louvor
Shirley Caesar - Changed
http://www.youtube.com/watch?v=Jg-YS_QQ8f8

Anônimo disse...

A única alternativa de se associar verdadeiramente é como "igrejas" orgânicas. Não tem como se reunir quando existe relação de hierarquia, poder e dinheiro envolvidos. O único Pastor é Jesus Cristo, junto com o Espírito Santo como inspirador na leitura e meditação da Palavra.

Wilton disse...

Respondendo ao Thiago,

Thiago,

Você disse textualmente isto:

"... TENHO CHEGADO A CONCLUSÃO QUE A FRAGMENTAÇÃO SEJA A ÚNICA FORMA DE MANTERMOS O EVANGELHO PURO, SEM MISTURA, E NAS MÃOS DE CRISTÃOS SINCEROS..."

Thiago, eu concordo com você em parte. Eu diria assim: o que tem que haver é a separação do verdadeiro servo de Deus das igrejas corrompidas. A verdadeira igreja do Senhor tem que se apresentar a Ele sem a mancha do pecado. É como disse o apóstolo Paulo:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26–27)

Quanto à questão da fragmentação, eu diria que isso significaria a divisão entre os cristãos. Não deve have essa fragmentação. Muito pelo contrário: tem que haver uma união firme em torno da obediência à Palavra de Deus.

Em relação a isso, o Senhor Jesus disse claramente:

"Todo reino dividido contra si próprio é devastado; e toda casa ou cidade, dividida contra ela mesma, não subsistirá" (Mateus 12:25)

Se começa a haver discussões e divergências entre os cristãos, estes irão se dividir (e, conseqüentemente, enfraquecer). E este é exatamente o objetivo do diabo: dividir para enfraquecer (e, posteriormente, destruir).

O que é preciso saber é se muitos que se dizem cristãos são cristãos autênticos, ou se são falsos cristãos. Foi justamente para alertar contra os falsos cristãos (e os falsos profetas) que o apóstolo Paulo advertiu:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

E o apóstolo Paulo ainda alerta sobre os falsos cristãos que estão se infiltrando dentro das igrejas:

"Já vos adverti por carta para que não vos associeis com aqueles que se prostituem; isso não dizer absolutamente com os devassos, nem com os avarentos, os roubadores, ou os idólatras; pois assim seria necessário para vós sair do mundo. Mas agora eu vos escrevo para que não vos associeis com aquele que, se dizendo irmão, for devasso, avarento, idólatra, maldizente, beberrão, ou roubador; com o tal, nem ainda comais. Pois que tenho eu em julgar aqueles que estão de fora? Não julgais vós quem é de dentro? Mas Deus julga os de fora. Tirai, portanto, do meio de vós esse iníquo" (1 Coríntios 5:9–13)

Outra advertência séria neste sentido é a do apóstolo João:

"Todo aquele que prevarica e não persevera na doutrina de Cristo não tem a Deus; quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto o Pai quanto o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa e nem tampouco o saudeis. Porque aquele que o saúda tem parte nas suas obras más" (2 João 1:9–11)

Creio que estas recomendações são mais do que úteis para mantermos a igreja pura (sem a contaminação por parte dos falsos cristãos).

Será que eu estou certo? Se quiser dizer alguma coisa, fique à vontade.

Henrique disse...

A verdadeira igreja de Jesus (que representa o Reino de Deus) não é um estado político (país), onde se pode fazer barganhas, alianças políticas, e troca de favores, fazendo do Reino de Deus um balcão de negócios (principalmente com coisas que se opõem os princípios baseados na Palavra de Deus). A obrigação moral da verdadeira igreja cristã é se manter pura, santa, e imaculada diante das tentações do diabo (e diante de um mundo contaminado pelo pecado). É como disse o apóstolo Paulo:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26–27)

Muitos que se dizem cristãos estão sendo cristãos somente de boca. Dizem crer em Jesus, mas não O obedecem. É como Ele mesmo disse:

"Por que vós Me chamais de Senhor, e não fazeis o que Eu digo?" (Lucas 6:46)

"Este povo vem a Mim com a sua boca e Me honra com os lábios, mas o seu coração está distante de Mim. E em vão Me adoram, pois ensinam doutrinas que são preceitos de homens" (Mateus 15:8–9)

Se Jesus aparecesse repentinamente em muitas das igrejas ditas cristãs, com certeza absoluta Ele expulsaria de dentro delas alguns dos líderes que estão negociando com os princípios inegociáveis da Palavra de Deus. E com certeza Ele diria as mesmas palavras que disse ao expulsar os vendilhões do templo:

"Está escrito: A Minha casa será chamada casa de oração; mas vós a transformastes em um covil de ladrões" (Mateus 21:13)

Jesus foi bem claro quando disse que ninguém pode servir a dois senhores (Mateus 6:24). A igreja que se contamina com a sujeira do mundo é representada pela igreja de Laodicéia. O crente da igreja de Laodicéia diz crer em Deus, mas não age firmemente contra o pecado. Enfim, é indeciso (fica em cima do muro). Este tipo de igreja causa náuseas ao Senhor, fazendo com que Ele sinta vontade de vomitá-la de Sua boca. Eis o que Ele mandou o apóstolo João dizer para a igreja de Laodicéia:

"Eu conheço as tuas obras: não és frio e nem quente; quem Me dera se fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou para te vomitar da Minha boca" (Apocalipse 3:15–16)

Parece que muitos dos políticos evangélicos esqueceram deste importante versículo da Palavra de Deus:

"Maldito o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço, e que aparta o seu coração do Senhor" (Jeremias 17:5)

Finalizo minha mensagem com este importante versículo para a reflexão de todos:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Thiago disse...

Irmão Henrique,

Eu também gostaria que houvesse uma igreja pura, santa, sem mácula. Onde os pobres pecadores pudessem se espelhar, para buscar uma mudança de seus caminhos tortuosos. Gostaria que pelo menos a maioria das igrejas chegassem perto desse ideal. O problema é que, depois de estabelecido o ministério através de fundadores bem intencionados (cristãos sinceros), com o passar das gerações, "surge" uma hierarquia corrompida "esotérica/maçonica/cabalista/egosísta/adoradoradeMamon$$$" que passa a corromper o caminho da igreja, mudando sua doutrina com o rumo dos ventos, de acordo com o governante de plantão. Eu nunca vi um igreja que tenha se "regenerado". Sempre vejo cristãos verdadeiros se "rebelando" e fundando novos ministérios, que por sua vez,no passar das gerações, cai no mesmo erro da antiga igreja de onde saiu. AO SE ESTUDAR UM POUQUINHO A HISTÓRIA DAS IGREJAS, ME DEPAREI COM UM GRANDE "VALE A PENA VER DE NOVO"

obs: sempre lembrando que sou um miserável pecador, não sou pastor, não sou formado em teologia, sou apenas um simplório membro de igreja que se preocupa com os rumos do evangelho, e que tem como objetivo principal, se tornar um VASO NOVO.

Sugestão de Louvor
Hinário Adventista - Vaso Novo
http://www.youtube.com/watch?v=hlqDaUfRY4A

Thiago disse...

(OBS: Irmão Júlio, eu não sei pq vc não publicou este comentário; quero deixar bem claro que não estou estimulando as pessoas abandonarem suas igrejas, estou apenas comentando algo que venho notando quando leio sobre a história das Igrejas e o porque das mudanças repentinas nas suas doutrinas. Eu mesmo não vou abandonar a minha, mesmo em meio a escândalos e tudo mais... Mas uma coisa o irmão pode ter certeza, o ponto fraco das igrejas são as suas lideranças. Não está fácil se manter em comunhão em meio a tantas contradições, como essa que o irmão apresenta em relação à liderança da AD. Mas os cristãos tem de saber que o problema não está em ser um cristão praticante (NÃO DEVEM ABANDONAR O CAMINHO), muito menos o problema está em CRER NAS ESCRITURAS MESMO CONTRARIANDO OS CONCEITOS DO MUNDO (acadêmicos ou não), mas está na politicagem das lideranças que deturpam as Escrituras, ao ponto de apoiar o Esquerdismo e suas bandeiras claramente DIABÓLICAS).


Irmão Wilton,

Eu nunca refleti muito sobre o assunto... sou de uma igreja de estrutura hierárquica vertical. Tenho percebido que o evangelho no Brasil está tomando o mesmo rumo de apostasia que ocorreu nos EUA e na Europa. O que estou querendo dizer é o seguinte, observe como é diferente as posturas da Igreja Presbiteriana dos EUA século XVIII ou XIX pra sua postura teológica no século XXI. Vejam como a Igreja Luterana se transformou radicalmente do século XIX pro século XXI. O que estou tentando dizer é que todas essas igrejas históricas que tiveram um passado glorioso e "alvo como a neve" e hoje encontram-se num "tremedal de lama". Não conheço nenhum caso de igreja que tenha se "regenerado". A Igreja Anglicana nos EUA (Episcopal) também apresentou a mesma evolução, sendo hoje a campeã em apostasia das Escrituras. E hoje, vendo a postura da Assembléia de Deus perante o ecumenismo da ONU (lembram do episódio com o Reverendo Moon?), e o apoio descarado ao PT, imagino que o mesmo esteja ocorrendo nessa instituição que eu tanto admiro, e posso dizer que verdadeiramente amo.

Resumindo, temo que com o passar dos anos, o "revisionismo teológico" coloque instituições que ainda pregam o evangelho em condição de apostasia. Eu realmente não tenho certeza se a fragmentação é a única saída, mas eu ainda não consegui deslumbrar outra saída. Que o Senhor Jesus nos ilumine com sua potente sabedoria e nos mostre uma saída diante desse quadro aterrador. Tenho certeza, que se pudéssemos sondar os corações de muitos crentes que congregam nessas Igrejas Históricas que estão em apostasia encontraríamos corações e mentes desolados, chocados, abismados com o rumo de suas congregações.

Como é difícil tirar uma hierarquia apodrecida do comando de um ministério!

A história só se repete, os fundadores têm compromisso com a Palavra e no decorrer dos anos, as gerações seguintes abandonam a visão dos fundadores e passam a relativizar a Palavra, misturar o evangelho a falsas doutrinas e assim por diante. Uma vez vi um documentário sobre a Comunidade Amish, e ali dizia que eles se congregavam nas casas dos irmãos pra comungarem, lerem as Escrituras e cantarem hinos ao Senhor. Essa estrutura horizontal os conservou sem alteração por quatro séculos. Eu bem que gostaria de conhecer uma "fórmula do sucesso", mas infelizmente ainda não me deparei com ela... estou a procura. A minha única certeza até agora é que Jesus Cristo é o Senhor e que a vontade de Deus é revelada através da Escrituras Sagradas.

Não sei se isso te respondeu irmão Wilton, mas se o senhor ou qualquer outro cristão quiser comentar que fiquem à vontade.

Sugestão de Louvor
Shirley Caesar - Jordan River
http://www.youtube.com/watch?v=ga-3EITeE1Q

Anônimo disse...

Julio Severo, sobre a sua pergunta no final do artigo "Onde estão os genuínos profetas da AD hoje?" eu te respondo: Já morreram todos.

Luiz

Julio Severo disse...

Olha só, nesta notícia, o Manoel Ferreira elogiando Magela publicamente:

Lançamento da campanha política de Daniel de Castro reúne mais de mil pessoas em Taguatinga

Anônimo disse...

Na última pesquisa Datafolha, o senhor Aécio já está tecnicamente empatado com a senhora Dilma no segundo turno. Isto significa que ele vem subindo progressivamente e possivelmente será eleito. Muitos irmãos podem estar vendo esta ascensão do Aécio como uma esperança de que logo veremos o povo cristão livre de ataques à vida e a família. Outros igualmente podem estar achando que é mais fácil lutar contra o PSDB que contra o PT nestes temas. Meus queridos, é bom averiguar bem, só para dar uma idéia, estou encaminhando abaixo um trecho da entrevista do Aécio para o canal livre. A partir dos 7 minutos e 28 segundos (7:28) é feita uma pergunta sobre aborto e casamento entre pessoas do mesmo sexo. Na resposta sobre o aborto, ele diz que fica com a legislação atual. Eu, particularmente, acho esta uma resposta não muito convincente. A Dilma, nas eleições de 2010, foi bem mais taxativa dizendo que era contra o aborto e também concordava com a legislação atual, no entanto, colocou no seu governo pessoas como Eleonora Menicucci. Na resposta sobre casamento entre pessoas do mesmo sexo, ele praticamente desdenhou de quem queira discutir este assunto chamando de retrógrado.
Segue o vídeo
http://www.youtube.com/watch?v=GiiTqJxjTVc
Sebastião

Duílio disse...

Thiago,

Usando um tom carregado pra me expressar, eu diria o seguinte: já que você, no seu comentário, falou sobre a liderança das igrejas, o ideal seria se elas fossem mais criteriosas (em termos de escolha de líderes).

Criteriosas em que sentido? Fazendo uma comparação para explicar, seria assim: se a lei da ficha limpa fosse realmente cumprida à risca, não teríamos nenhum político corrupto no Congresso Nacional. Toda a vida pregressa dos candidatos seria rigorosamente investigada do início até o presente momento, para saber se algum deles teria condições (inclusive morais) de ser eleito para o exercício de algum cargo. O mínimo deslize detectado já seria o suficiente para impugnar uma candidatura.

O mesmo critério (ficha limpa) também deveria ser utilizado para se eleger os líderes de determinadas igrejas: só seriam admitidos os verdadeiros cristãos (os que obedecem somente à Palavra de Deus), os que têm uma vida consagrada e santificada no altar de Deus, os que nunca tiveram nenhum tipo de contato, amizade ou aproximação com o PT ou outro partido esquerdista (e nem com nenhum político esquerdista), e nem com quem tolera, aceita, ou propaga qualquer filosofia marxista–leninista–comunista–socialista–esquerdista. Creio que só assim a igreja estará irrepreensível aos olhos do público (e livre das más influências de doutrinas anti–cristãs).

Uma igreja verdadeiramente cristã tem o dever moral não só de combater todo e qualquer pecado, como também de se manter pura e imaculada diante da sujeira do mundo. É como disse o apóstolo Paulo:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26–27)

Que tal as igrejas serem mais rigorosas na escolha dos seus líderes (para que não só a pureza dessas igrejas não venha a ser contaminada, como também para que o verdadeiro evangelho não seja misturado com doutrinas demoníacas)?

Fica aqui a minha sugestão para a análise de todos.

Thiago disse...

Irmão Duílio,

O problema é: a formação das novas lideranças é muito influenciada pelo grupo que se instalou no poder anteriormente. O irmão apresentou um quadro em que os do "comitê de admissão" determinam a admissão de novas lideranças de forma imparcial e com base nos princípios Bíblicos. MAS... sabemos que quem está no poder não quer "largar o osso" e privilegia os que pertencem ao mesmo "clubinho", os que obedecem a mesma “cartilha ideológica”. Ou seja, é difícil destituir a cúpula hierárquica de uma organização. Se os homens fossem sensatos, e fieis a Deus, penso que, o que o irmão apresentou já resolveria. Imagino que se isso fosse possível, Lutero teria conseguido alterar os rumos da Igreja Católica. Mas percebemos pela história que o que houve foi uma ruptura, a saída dos que questionavam a tradição romana.

Mesmo assim eu vejo uma "luz" no que o irmão disse. Talvez seria bom se os fiéis pressionassem e questionassem suas lideranças a luz do Evangelho. Pode ser que, se os pastores locais e o rebanho instalassem uma "caça às bruxas" em torno de temas como MAÇONARIA e ESQUERDISMO, houvesse maior controle sobre o rumo das Igrejas.

A Paz do Senhor irmão. Um abraço!

OBS: Irmão Duílio, veja o poder de coerção de uma hierarquia envolvida em "politicagem" nesta reportagem:
http://noticias.gospelprime.com.br/ad-manaus-afasta-pastor-candidato/

Sugestão de Louvor
Cassiane - Não Negue A Jesus
https://www.youtube.com/watch?v=GyVphhL4Feg




Tobias disse...

Observando o comentário do Duílio (e a resposta do Thiago a ele), eu digo o seguinte: a partir do momento em que a política começou a entrar nas igrejas (principalmente ao vermos muitos pastores e líderes se candidatando a determinados cargos), as igrejas perderam o seu rumo. Em outras palavras: essas mesmas igrejas desprezaram o seu alvo (a obediência à Palavra de Deus). Infelizmente, o que vemos hoje é que muitas igrejas ditas cristãs são verdadeiros redutos eleitorais.

Faço das palavras do Henrique as minhas: se Jesus aparecesse repentinamente em muitas das igrejas ditas cristãs, com certeza absoluta Ele expulsaria de dentro delas alguns dos líderes que estão negociando com os princípios inegociáveis da Palavra de Deus (e também os que estão transformando as igrejas em palanques políticos). E com certeza Ele diria as mesmas palavras que disse ao expulsar os vendilhões do templo:

"Está escrito: A Minha casa será chamada casa de oração; mas vós a transformastes em um covil de ladrões" (Mateus 21:13)

Não é exatamente isto o que acontece quando uma igreja perde o seu rumo (a obediência à Palavra de Deus)?

Thiago disse...

Irmão Tobias,

Obrigado por responder, não vamos nos desesperar. O importante é nós não perdermos a FÉ... Vamos ORAR e CRER... o Senhor JESUS está no controle! ELE TEM A SOLUÇÃO/RESPOSTA! Nosso entendimento é limitado, o que pra gente é MUITO difícil, pra ELE é MUITO FÁCIL.

Às vezes a gente se perde tentando pensar nos problemas das igrejas, e esquecemos que ELE tem TUDO SOB CONTROLE

A Paz do SENHOR!

Sugestão de Louvor
Yolanda Adams - Battle's Not Yours
https://www.youtube.com/watch?v=DsvmMXdgaXk

Anônimo disse...

Como bem disse o profeta Jeremias, "maldito o homem que confia no homem" (Eremitas 17:5). Que dirá confiar em politicos do PT (ou de qualquer outro partido esquerdista)!

Anônimo disse...

Só uma pequena correção: é Jeremias (e não Eremitas). É que eu digitei esse texto do meu celular (que tem o recurso de preenchimento automático).

Zacarias disse...

Acho que o título mais apropriado para este artigo seria:

"VOTE NO PT E MANDE O BRASIL PARA O INFERNO!"

De um partido nitidamente demoníaco como o PT, o que se pode esperar de bom?

Murilo disse...

Não se muitos daqui vão concordar comigo, mas eu vejo assim: se os dirigentes de uma determinada congregação estão dando mau exemplo, cabe aos fiéis tomar uma atitude. É ter uma postura bem firme para exigir deles: "Ou vocês (dirigentes da igreja) obedecem somente à Palavra de Deus (e deixam de fazer alianças com ímpios), ou iremos para outra congregação. A igreja do Senhor tem a obrigação de ser luz neste mundo de trevas".

A respeito disso (da obrigação da igreja do Senhor de ser luz neste mundo de trevas), o apóstolo Paulo afirmou com autoridade:

"Para a santificar, purificando-a com a lavagem da água, pela Palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível" (Efésios 5:26–27)

Infelizmente, o que está acontecendo com a maioria das igrejas é muitas delas (inclusive muitas que se dizem cristãs) estão se deixando influenciar por qualquer tipo de doutrina (como o apóstolo Paulo adverte em Efésios 4:14). Em outras palavras: está faltando uma vigilância firme contra as astúcias do diabo (e de seus escravos)!

Diante disso, eu pergunto: o que nós, cristãos, temos realmente feito para preservar a pureza das igrejas (para que elas estejam sendo guiadas somente pelo autêntico evangelho), ou melhor, de que forma temos agido contra as alianças com ímpios, as heresias, as falsas teologias, os falsos evangelhos, e os falsos profetas (e outros erros que têm contaminado a pureza da igreja do Senhor)?

O apóstolo Paulo também já havia prudentemente alertado sobre alguns dos perigos que iriam ameaçar a igreja do Senhor nestes últimos tempos:

"Pois eu bem sei que, após a minha partida, surgirão no meio de vós lobos vorazes, os quais não pouparão ao rebanho; E que entre vós mesmos aparecerão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si" (Atos 20:29–30)

"Mas tenho receio de que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de algum modo corrompidos os vossos costumes, e se apartem da simplicidade que há em Cristo" (2 Coríntios 11:3)

"Cuidado para que ninguém vos faça presa sua, através de filosofias e vãs sutilezas de acordo com a tradição dos homens e conforme os preceitos do mundo, e não segundo Cristo" (Colossenses 2:8)

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

Não é exatamente isto o que está acontecendo com muitas das igrejas ditas cristãs de modo geral?

Deixo esta pergunta no ar para alguém daqui responder na primeira oportunidade.

JOEL CARVALHO - DF disse...

Aqui no DF, a safadagem está rolando solta entre as lideranças evangélicas!
Doriel Oliveira também levou Magela para um culto de Santa Ceia, onde a maioria dos membros estão presentes, o que comprova o apoio desse apóstolo da mentira.
Adalino, presidente da AD Campo do Guará, que foi tomado de Manoel Ferreira depois de uma longa batalha judicial no TJDFT, também apoia Magela e Agnelo do PT, para o Senado e Governador respectivamente.

Os caras perderam totalmente a vergonha na cara. Temor a Deus, não passa nem perto desses sujeitos, os quais me recuso a chamar de pastor ou qualquer outro título eclesiástico.