14 de junho de 2014

Patrocinador do golpe na Ucrânia é parceiro de assessor do tucano Aécio Neves


Patrocinador do golpe na Ucrânia é parceiro de assessor do tucano Aécio Neves

Comentário de Julio Severo: Se você votar no PT, você se torna cúmplice de suas políticas anti-família e ligações terroristas internacionais. Se você vota na chapa da Marina Silva, você elege uma melancia, verde por fora e vermelha por dentro. E se você vota no PSDB, o que você ganha? Já publiquei vários artigos mostrando que, em matéria de políticas antifamília, PT e PSDB andam de mãos dadas. Na matéria seguinte, do Correio do Brasil, há a denúncia das ligações do PSDB, envolvendo George Soros, um esquerdista cujos financiamentos estão por trás da perseguição ao Pr. Scott Lively. Soros fomentou a crise na Ucrânia, conforme denúncia do WND. Quanto à infame USAID, a Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional, é uma das maiores entidades de controle populacional do mundo, financiando políticas antifamília nos países do terceiro-mundo.
Esses grupos, que são liberais e esquerdistas, se aliam a qualquer um para avançar sua agenda de destruição. Na Ucrânia, Soros se aliou a neonazistas para derrubar o governo e aproximar a Ucrânia da União Europeia e EUA, conforme denúncia de Michael Savage no WND. Essa denúncia veio confirmada por William Murray, também no WND. Quando o artigo abaixo do Correio do Brasil fala em extrema direita, ultradireita e ultranacionalistas, esses são os neonazistas.
As grandes escolhas que você pode fazer nas próximas eleições trazem revoluções e interesses internacionais.
Se você votar em Dilma, PSDB e Marina, você suja suas mãos e se torna cúmplice de maquinações internacionais. Eu não vou votar em nenhum desses e incentivo você a não ser cúmplice deles. Eis o artigo:
Parceiro de Armínio Fraga neto, ex-presidente do BC e homem de confiança do presidenciável tucano, Aécio Neves (MG), o multimilionário norte-americano George Soros reconheceu, nesta quarta-feira, sua responsabilidade sobre o golpe de Estado na Ucrânia, aplicado pela ultradireita, com apoio de forças neonazistas. Fraga, que se propõe a colaborar na campanha de Neves, baseia-se na sua experiência como sócio de Soros em fundos de investimento. Soros admitiu ter contribuído com a extrema direita para a derrubada do regime democrático ucraniano e a implantação do governo de facto que assumiu em seguida.
Armínio, em uma reunião social com o sócio George Soros, em Nova York, EUA
Em entrevista à rede norte-americana de TV CNN, Soros afirmou que “uma das coisas que muitas pessoas reconhecem (sobre ele) foi o financiamento das atividades dos grupos dissidentes na Polônia e na República Checa”, o que provocou a pergunta seguinte, se ele estaria “fazendo coisas similares na Ucrânia”.
– Criei uma fundação na Ucrânia antes mesmo que o país declarasse sua independência da Rússia. Esta fundação está funcionando desde então e tem representado um papel importante nos acontecimentos atuais – revelou Soros.
No portal de internet InfoWars, reportagem publicada há alguns dias rompeu o cerco midiático em curso quanto à realidade na Ucrânia ao apontar a participação de Soros, em colaboração estreita com a Fundação Nacional para a Democracia (USAID, na sigla em inglês) – que assumiu parte das atribuições da Agência Central de Inteligência (CIA, também na sigla em inglês) – no golpe de Estado. O Instituto Republicano Internacional, a Casa da Liberdade (Freedom House) e o Instituto Albert Einstein também foram citados como cúmplices no financiamento e na derrubada de governos na Europa Oriental e na Ásia Central, logo após a dissolução da União Soviética.
Muitos dos participantes das manifestações em Kiev assumiram fazer parte de determinadas Organizações Não Governamentais (ONGs) responsáveis por treiná-los em táticas de guerrilha urbana, em numerosos cursos e conferências promovidos pela Fundação do Renascimento Internacional (IRF, em inglês), criada por Soros. A IRF, fundada e financiada pelo multimilionário, orgulha-se de ter feito “mais do que qualquer outra organização” para a “transformação democrática” da Ucrânia, afirmou.
A ação de Soros, no entanto, permitiu que ultranacionalistas passassem a controlar os serviços de segurança ucranianos, como a polícia e as forças armadas. Em abril, o secretário do Conselho de Segurança Nacional e da Defesa, Andréi Parubiy, foi acusado por testemunhas de aceitar suborno da CIA para ajudar no combate àqueles que se opõem ao governo autoproclamado. Ainda segundo o InfoWars, a operação militar de Kiev, com seu caráter violento, incluindo o incêndio na sede de um sindicato em Odesa, no qual morreram mais de 80 pessoas, também pode ser atribuído ao ativismo de George Soros e das outras organizações ligadas à IRF.
Estas mesmas ONGs foram detectadas no Brasil com um serviço semelhante àqueles prestados pela IRF à ultradireita na Ucrânia.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

15 comentários :

Macuw disse...

Ao contrário do que afirma o Olavo de Carvalho, foi só prestar atenção nas medidas economicas do novo governo Ucraniano (empréstimos do FMI, 'Shock Therapy') etc para perceber quem realmente estava por trás disso. O FHC era amigo do Soros e dos Rockefeller inclusive se encontrou com eles na ONG Viva Rio. O PSDB faz parte do problema....O Aécio jamais será uma solução!

Anderson Pereira disse...

Caríssimo Júlio! Não tem como negar que PT e PSDB são dois partidos de esquerda. Infelizmente, o próximo presidente será do PT ou do PSDB. Não se engane: para derrotarmos o PT, teremos que votar nos tucanos, até mesmo para que haja segundo turno. Dos males o menor: iremos caminhar rumo ao abismo caso o PT se reeleja. Está tudo aí escancarado! Supremo fragilizado, Congresso omisso e comprado com verba pública e a Dona Dilma começando a lançar decretos-leis para inviabilizar a democracia representativa. O PSDB é mais fácil de cobrar. O PT está ficando incontrolável! Nós, cristãos, temos que ajudar a dar um basta nesse partido do Lula.
Um grande abraço!!!

Graziella disse...

Marcuw: O Olavo é coerente na luta contra o comunismo. Ele não se venderia para apoiar outras espécies de comunistas, como sugeriu o Anderson. Sou leitora assídua do professor e, com base em tudo o que aprendi dele, não vou votar no Aécio não. Se não fosse pelo PSDB, o PT nunca teria chegado ao poder. O PSDB é o tapete vermelho para o PT chegar ao governo.

Fabiano Santos disse...

Briguinha chata esta de PSDB com PT. Coloca as Forças Armadas em cima desses dois!! Um povo que teme se expressar, mas "banca" um evento mundial, tem mais é que ficar quieto e, como diz o Zeca Pagodinho: "Deixa a vida me levar"!!!

Anônimo disse...

O que nos resta, entre os candidatos a presidente, é votar no pastor Everaldo ou, talvez, na Denise Abreu, aparentemente os menos anti-família.
Juliano.

Anônimo disse...

Júlio, não precisa nem levar em conta os danos internacionais (que são importantes). O PSDB já é nocivo o suficiente para provocar, de imediato, muito prejuízo à família brasileira. Eu até entendo o discurso do Anderson Pereira, mas acho que temos ainda bastante tempo antes das eleições para tentar mudar esta polarização (PT, PSDB). Apesar de sérias restrições ao pastor Everaldo e ao Magno Malta, eu ainda estou tendendo a fazer corpo a corpo com quem me for possível, para mostrar que a família cristã brasileira não tem mais como aguentar um partido destes de esquerda no poder, sendo estes dois (o Magno e o Everaldo), as opções menos piores no momento. Sou da igreja presbiteriana, mas tenho acesso a alguns irmãos da assembéia de Deus e alguns católicos, portanto já tenho que está pensando em estratégias e também agindo.

Claudio Vaz disse...

Pastor Everaldo participou do governo antifamília da Dilma. Mas agora ele mudou. Que coisa linda não é mesmo?
Já ouvi falar em "milagres de Natal", agora existem os "milagres de eleição presidencial".

Julio Severo disse...

Para avançar o aborto e a agenda gay, basta votar no PT ou PSDB, ou outro partido esquerdista.. Se você quer votar no menos pior, meu conselho é o que dei neste artigo: http://juliosevero.blogspot.com/2014/02/magno-malta-que-pretende-concorrer.html

Lembre-se: no que se refere ao aborto e à agenda gay, o PSDB não é menos pior do que o PT: são irmãos gêmeos.

Anônimo disse...

Dizer que o membro da sinagoga citada em Apocalipse se associou a fulano é errar o alvo. Não se trata de "associação". Trata-se de relacionamento entre patrão e empregado. Um exemplo: em julho ou agosto de 2001, o messias do sertão esteve num alegre convescote com os donos do mundo, em New York City, e que são os que financiam, desde o inicio, o "sucialismo". Ao fim do profícuo encontro, o jornal NYT publicou foto com a fuça de todos eles, na primeira pagina, com a legenda: "Ele - o kara - não é um mau rapaz". Ali, por aquela foto, eu soube quem seria o "eskolhido" para "presidente" da repúblika bananera brasilena. Dos 32 bandos, mais ou menos organizados, vulgo partidos políticos, 27 têm o DNA da religião do mal absoluto, que é a eskerda política. Dos cinco restantes, que teriam, segundo seu perfil ideológico registrado no TSE, compromisso com Deus, Pátria, Família e Patrimônio, todos estão em infame simbiose com os primeiros, via coligações. Tal é o óbice, por exemplo, que está impedindo/dificultando que o Dep. Bolsonaro seja aceito pela legenda como candidato, pois o pp, ao qual ele é, estranhamente, filiado faz parte da base "aliada" do inimigo da humanidade. Segundo o pavoroso documento, intitulado "Protocolos dos Sábios de Sião", "elles" escolheriam para lideres das nações entre os mais imundos. É por akaso que a lista seja tão extensa, incluindo kriaturas como lenin, stalin, ceasuscu, "mau" tse tung, pol pot, fhidel kastru, obama, holande, satan hussein, omar khadaver, hugorilachaves, kollor, fhc, lula, etc.? Desde 2002 o Senhor me mostrou que chegou o fim. Devemos buscar santificação para que o Senhor, no tempo do Arrebatamento, considere aceitável levar-nos antes das pankadas finais, citadas no livro de Daniel como "o tempo e angustia que nunca houve e nem haverá, entre as nações". Oremos.
P.S.: Principalmente, aos que se dizem servos do Senhor e se associam com os sacerdotes da religião do mal absoluto, meditem se é possível aceitar/confiar em qualquer um deles. Assistam aos nove episódios dos vídeos "HISTORIA DA UNIAO SOVIETICA NAZISTA". Caso o tempo seja pouco ou não queiram assistir a todos os vídeos, vejam o de numero 8 e, podem começar aos 3 minutos do vídeo (link: https://www.youtube.com/watch?v=hT_WXeprVWs .
É completamente inconcebível que um "cristão" possa fazer parte "da base aliada" de algo assim. Deus não os terá por inocentes.

Marcos disse...

Não é o momento para isso. A única maneira de tirar o PT do poder hj é votar no PSDB. Nenhum dos outros conseguirão reverter a situação em tão pouco tempo. Só fazendo milagre! Aécio pelo que parece deixa a cargo do congresso todo que envolve legislação, um pouco diferente ao método PT.
Uma escolha mais fiel a nossa cosmovisão terá de ficar pra depois.

Claudio Vaz disse...

Magno Malta: 77% de governismo.

Que cada um tire suas próprias conclusões:
http://estadaodados.com/basometro/

Anônimo disse...

Ninguém aqui está dizendo que o Magno Malta é o candidato dos sonhos. Ele também precisa ser confrontado com algumas questões, tipo: caso não vá para o segundo turno, qual seria o seu comportamento em relação aos candidatos que forem?. Será que apoiaria Dilma?. Ele precisa deixar bem claras estas questões. Precisamos bombardear o site dele com questões como estas. Recentemente entrei no seu site, na sessão fale com o senador, deixei uma mensagem (não deixando de preencher os meus dados), e não obtive resposta. E olha que não se tratavam de questões que o comprometiam. Ele deve ser avisado que precisa interagir. Ainda tem muito tempo antes das eleições, vamos trabalhar no corpo a corpo, fazer saber estes candidatos (Magno ou Everaldo), que se está fazendo um trabalho para as suas candidaturas, as quais eles devem honrar. Não vamos nos conformar achando que o segundo turno já está definido entre Dilma e Aécio.

Marcelo Napolioni disse...

Concordo anderson pereira. Nesse momento temos que escolher o mal menor

Julio Severo disse...

Todas as normas de aborto hoje fortalecidas pelo PT foram iniciadas pelo PSDB no governo do FHC. O mesmo vale para o infame PNDH, que começou no governo FHC e foi fortalecido no governo Lula. A pior lei anti-homofobia do Brasil foi aprovada em 2001 pelo governo do PSDB no Estado de São Paulo. E agora vem você tentando dizer que a salvação é o PSDB? Depois de um governo FHC, vem sempre um governo Lula. Você acha isso coincidência? Um fanático do PSDB é ou sem cérebro ou um petista disfarçado.

Claudio Vaz disse...

Dilma, Everaldo, Aécio, Lula, Malta, Feliciano, Marina: abortistas ou apoiadores de abortistas. Mais do mesmo.

Escolha um, escolheu todos.
Simples assim.