17 de junho de 2014

Cristianismo fake: revista gospel se diz preocupada com “heresias” na internet e dá destaque para pseudo-especialista em “apologética”


Cristianismo fake: revista gospel se diz preocupada com “heresias” na internet e dá destaque para pseudo-especialista em “apologética”

Danilo Fernandes e Carlos Fernandes unem forças na revista Cristianismo Hoje contra Julio Severo

Julio Severo
* No cúmulo da hipocrisia, a revista Cristianismo Hoje (CH) diz estar preocupada com o risco da disseminação de comportamentos anticristãos, mas dá destaque para um de seus maiores disseminadores, cuja boca é tão suja quanto uma latrina.
* A CH se diz também preocupada com o “perigo” e “risco” de disseminação de heresias, mas tem evitado denunciar como heresia o avanço de posturas evangélicas progressistas favoráveis ao “casamento” gay.
A revista Cristianismo Hoje, que nunca conseguiu cumprir um papel minimamente decente de alerta quanto aos perigos da agenda gay, agora entra em cena enxergando perigo em outro lugar.
Em longa matéria de capa (edição de junho e julho de 2014) intitulada “O perigo está na rede: cresce maciçamente o uso de redes sociais pelos crentes, mas o risco de disseminação de heresias e comportamentos anticristãos preocupa,” a revista se diz preocupada com “heresias,” agora que a mídia evangélica é mais livre e desmonopolizada. Para tratar desse assunto, a Cristianismo Hoje (CH) entrevistou Danilo Fernandes, que tem se notabilizado por um sensacionalismo gospel geralmente de caráter esquerdista e antineopentecostal.
A CH disse:
“‘Não há nenhum outro grupo no Brasil com mais poder de mobilização na rede social do que os evangélicos,’ destaca o blogueiro Danilo Fernandes, editor do site Genizah, especializado em apologética e informação para o público cristão. ‘Há um enorme poder multiplicador, e as notícias, entre nós, se propagam rapidamente.’ De acordo com Danilo, isso acontece porque o crente, em geral, dá muita credibilidade ao que outro evangélicos dizem. Assim, uma notícia, novidade ou simples boato pode ganhar força de verdade.”
Não é exatamente isso o que ocorre com o Genizah? O público lê ali “uma notícia, novidade ou simples boato” que acaba ganhando força de verdade. Qual é então a afinidade da CH com um notório tabloide sensacionalista? Caio Fábio. Tanto Danilo Fernandes quanto Carlos Fernandes, que assinou a matéria da CH, têm esse ponto em comum.
O título da matéria está totalmente errado: “O perigo está na rede: cresce maciçamente o uso de redes sociais pelos crentes, mas o risco de disseminação de heresias e comportamentos anticristãos preocupa.” Se a CH está “preocupada” com a disseminação de comportamentos anticristãos, por que abraça gostosamente um de seus maiores disseminadores?
A apologética de Danilo é a apologética da boca suja. Muitos já foram alvos de sua boca, inclusive eu. Algumas de suas palavras dirigidas a mim foram:
Danilo Fernandes <danilo@genizahvirtual.com> deixou um novo comentário sobre a sua postagem “Renato Russo ou Ana Paula Valadão?”:
Julio Severo, Voce precisa parar de enfiar este cabo de vassoura no cú! Assume esta sua gayzisse latente, larga este broxa do Olavo de Carvalho e volta para aquele seu amor do seminário que comia o seu cú gostoso! Quem sabe voce acaba com esta fixacao com os gays. Vá evangeliza-los e não espezinha-los!
Postado por Danilo Fernandes no blog Julio Severo em sexta-feira, 23 novembro, 2012
Palavras da Bíblia:
“Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós”. (Tito 2:8)
“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai”. (Filipenses 4:8)
“E até importa que haja entre vós facções, para que os aprovados se tornem manifestos entre vós”. (I Coríntios 11:19)
Quando o Rev. Alberto Thieme, que é pastor presbiteriano, tentou me defender, foi maltratado com as seguintes palavras de Danilo: “obscuro e nojento velho gagá Thieme.”
Como Danilo se considera calvinista, caberia aos teólogos calvinistas do Mackenzie, os quais se consideram apologetas, abrir a boca contra a delinquência intelectual desse homem. Mas, em vez de um genuíno trabalho apologético frente ao escândalo calvinista do Genizah, preferem posar com seu dono.
Danilo Fernandes com diretor da ANAJURE e novo chanceler do Mackenzie
É uma vergonha a CH colocar como “formador de opinião” para a igreja brasileira um homem como Danilo, com sua boca suja e seu comportamento descaradamente anticristão. Isso é rebaixamento grotesco dos padrões — digno da esquerda, não do Cristianismo.
Nessa edição da CH, Magali Cunha também teve artigo de destaque, com o título brilhando na capa: “Elementos negativos da internet podem causar danos irreparáveis.” Magali se notabilizou em 2013 ao atacar vídeo da Dra. Damares Alves, que vem alertando o Brasil sobre o governo petista sexualizando as crianças. Magali, que é professora na marxista Universidade Metodista de São Paulo, discorda, e seus ataques foram repercutidos pelo tabloide Genizah. Magali também presta “assessoria” à chamada “Comissão da Verdade” do governo petista, cuja missão é também investigar as igrejas evangélicas que se opuseram ao socialismo no governo militar. Então, uma boateira do Genizah acabou virando articulista da CH.
Como é que a CH quer confrontar boatos no meio evangélico se notórios boateiros estão em destaque em sua revista? O artigo de Magali e a manchete de capa da CH mostram nitidamente que a esquerda evangélica, que tem trabalhado sutilmente para abrir caminho para suavizar aspectos da agenda gay no meio evangélico, está preocupada com o avanço da única força de oposição que pode detê-los: os evangélicos conservadores que atuam nas redes sociais.
Não há dúvida de que nessa visão, Julio Severo, Damares Alves e outros “Elementos negativos da internet podem causar danos irreparáveis.” Essa é a visão da esquerda evangélica sobre os conservadores.
CH e seus aliados estão numa posição confortável, recebendo muito, muito dinheiro. Mesmo assim, se sentem inseguros que seus boatos possam cair em descrédito, ameaçando assim sua segurança financeira. Estão acostumados com o monopólio do que eles rotulam de “notícia.”
O boateiro Fernandes já fez um grande favor à CH.
Em março de 2012, em sua edição online, a CH publicou uma matéria especial onde o entrevistado era Caio Fábio e o entrevistador era Danilo Fernandes, tornando-o um membro especial da família CH. Na entrevista, Caio comentou que o que prevalecia nas igrejas evangélicas brasileiras até meados da década de 1980 era a Teologia da Missão Integral (TMI), cujo avanço, segundo o ex-reverendo presbiteriano, foi detido pelo neopentecostalismo e sua Teologia da Prosperidade.
Essa é a própria linha do tabloide Genizah: defesa descarada da marxista TMI e ataques ao neopentecostalismo.
Carlos Fernandes, responsável pela atual matéria de capa da CH, era funcionário de confiança de Caio Fábio nos “gloriosos” tempos da VINDE. Assim, seja por Caio Fábio, pelo esquerdismo, pela TMI ou pelo antineopentecostalismo, os dois Fernandes estão em “casa” na CH. Se Carlos disser que o outro Fernandes é especialista em “apologética,” Danilo devolverá a bajulação dizendo que a CH é a revista evangélica que tem o jornalismo mais “ético” do Brasil.
Agora, os dois Fernandes se unem, sob o senhorio de seu patrono espiritual Caio Fábio, para lidar com o que é aparentemente para eles o “perigo,” a “heresia” e o “comportamento anticristão” (frases sugestivas da matéria de capa da CH). Nessa matéria, os dois dizem:
“Para Danilo Fernandes, um dos maiores perigos dessa busca religiosa pelas redes sociais é justamente a falta de controle e a disseminação de heresias. ‘Isso está em todo lugar. Até gente com perfis fake atraem seguidores,’ aponta. Conhecido por sua mensagem radical, o bloqueiro Julio Severo é um desses livre-pensadores que expõem, na grande rede, as mais diversas ideias. Ninguém conhece seu verdadeiro nome, como se sustenta e como vive sua fé. A pregação furiosa contra o homossexualismo já lhe rendeu diversos problemas — em entrevista a CRISTIANISMO HOJE, há cerca de cinco anos, ele se disse perseguido pelo governo brasileiro e ameaçado de morte — e sua homepage reúne os próprios textos, além de colaborações e citações de outros autores. ‘Ele é o cara que ninguém sabe, ninguém viu, mas faz um barulho danado,’ brinca Danilo. Mesmo assim, tem milhares de seguidores — gente que não só reproduz o que posta, criando verdadeiros virais, como o defende com unhas de dentes.”
Um Fernandes diz que ninguém nunca viu Julio Severo, o outro concorda, e tudo vai na “brincadeira” — ao estilo de deboche do tabloide que é rotulado de especialista em apologética, sendo levado a sério em seus boatos. Quando, é claro, a verdade vem à tona, o Fernandes se safa com a resposta conveniente: “Foi tudo brincadeira!”
Essa brincadeira de mau gosto é, ao mesmo tempo, uma brincadeira criminosa, pois já fui palestrante em assembleias legislativas no Brasil, inclusive sendo filmado ao vivo. Os boateiros e “brincalhões,” é claro, não saberiam explicar como dei palestras para importantes pastores e líderes políticos e fiz várias viagens aéreas sem ter nenhuma identidade e sem que ninguém me visse.
Nesse sentido, a apologética virou sinônimo de brincadeira maliciosa. Virou defesa da mentira esquerdista e deboches aos opositores dessa mentira. A CH não tem do que reclamar em sua obsessão e ambição liberal: os dois Fernandes não seguem linhas diferentes nem têm patronos diferentes.
Quem dá muita credibilidade à CH acaba engolindo um Genizah — termo que significa “lixo.” E o que acontece com quem dá muita credibilidade ao “lixo”? Acaba engolindo a CH.
A entrevista que Carlos Fernandes me fez, em nome da CH em 2009, supostamente para alertar o público evangélico sobre os perigos da agenda gay, foi um misto de má-fé e “apologética” esquerdista — a CH ficou na defesa do governo petista, tachando minhas denúncias desse governo como “suposições,” transformando meus alertas praticamente em “boatos.” A entrevista completa original está neste link: http://bit.ly/XRENbx
Assim, onde há boatos (ou do Danilo ou da Magali), a CH santifica os boateiros como indivíduos competentes e referências cristãs. Onde há alertas genuínos, a CH se empenha em seu desserviço de “boatizar” os avisos.
O desserviço, porém, vai muito além. Num artigo intitulado “O perigo da mordaça gay,” que parecia trazer um texto de alerta, a CH louvou como “conquista” o fato de que o ministro Joaquim Barbosa obrigou os cartórios a realizar o “casamento” gay.
A CH, quase que soltando fogos de artifício, disse sobre a medida ditatorial de impor o “casamento” gay no Brasil: “É o casamento gay, finalmente, sendo reconhecido, após uma batalha ideológica travada, nos últimos anos, pelos movimentos de afirmação homossexual — sobretudo em relação à Igreja cristã, sejam as evangélicas ou a Católica.” Da parte do “jornalista,” nada de condenar a ditatura e a imposição gay. O resto do texto é muito mais malícia e desconversações, enquanto a revista esquerdista deixa claro que os beneficiados diretos da medida ditatorial não são pecadores nem praticantes de abominações, mas simplesmente “homoafetivos,” um termo inofensivo e politicamente correto que não condiz nem com a Bíblia nem com a realidade, pois homens que praticam o homossexualismo não são movidos por amor e afeição, mas por lascívia e pecado. Para entender a diferença entre homoafetividade e homoerotismo, leia este artigo: http://bit.ly/13Vmnfq
Para aparentar neutralidade, o texto traz as falas de alguns evangélicos preocupados. Mas a fala do “jornalista,” que predomina imperiosamente no artigo, não insinua nenhuma preocupação com o “perigo” que ele mesmo destacou no título. O “jornalista cristão” está à vontade com os “homoafetivos” e suas conquistas, que são destacadas e celebradas sem o menor pudor. Há pois uma nítida tensão e contraste entre a total despreocupação e celebração do “jornalista” e as falas de alguns evangélicos entrevistados.
E quem é que acredita que a Cristianismo Hoje leva a sério “O perigo da mordaça gay”? Anos atrás, na entrevista comigo, o mesmo “jornalista,” Carlos Fernandes, praticamente disse que tal perigo era pura alucinação minha e de outros cristãos. (A entrevista completa está aqui: http://bit.ly/XRENbx) Fernandes só usará o termo “O perigo da mordaça gay” como arapuca para atrair a cristãos desavisados. Se fosse sincero, o “jornalista” escreveria um título em conformidade com suas ideias predominantes no texto: “Venham conhecer e celebrar comigo as conquistas do movimento homossexual!”
O único motivo por que os apóstatas estão sempre em evidência é porque as revistas esquerdistas lhes dão holofotes.
Nem sempre a Cristianismo Hoje foi esquerdista. Em 1956, Billy Graham fundou a revista Christianity Today (cuja versão brasileira é a Cristianismo Hoje) para fazer frente ao esquerdismo da The Christian Century, a maior revista protestante nos Estados Unidos da década de 1950. Mas a Christianity Today acabou também sendo levada pelas mesmas poderosas forças esquerdistas que estão engolindo as grandes denominações protestantes americanas, muitas das quais já está ordenando pastores gays. Um dos famosos editores da Christianity Today, Philip Yancey, é um escritor progressista com notável abertura à agenda gay.
A CH tem ou não tem uma postura a favor do “casamento” gay? Em abril de 2014, o Christian Post publicou um artigo favorável aos evangélicos esquerdistas que apoiam tal “casamento.” O papel de desserviço da CH foi retuitar o artigo do Christian Post. A denúncia desse escândalo está registrada aqui: http://bit.ly/1mLbvs0
As “brincadeiras,” as “boatizações” e os desserviços da CH, sejam em prol do “casamento” gay, sejam contra seus opositores — inclusive contra Julio Severo —, são apenas sinais da decadência do mundo editorial evangélico.
As duas maiores editoras evangélicas do mundo pertencem hoje ao grupo editorial que publica a Bíblia de Satanás nos EUA. Uma dessas editoras é a Thomas Nelson, que no Brasil está sob a direção Omar de Souza, outrora um dos homens fortes de Caio Fábio, e que em 1995 ajudou a lançar a revista Vinde, que teve papel midiático importante na esquerdização do público evangélico.
A apostasia chegou, e está deitando e rolando entre os que publicam revistas e livros evangélicos. Chegou para combater o “perigo,” a “heresia” e o “comportamento anticristão.” Só na fachada e no faz-de-conta, claro.
Leitura recomendada:

11 comentários :

Adriele Alcântara disse...

Bem, o nome da revista já diz tudo 'Cristianismo hoje', o tempo passa e certos ventos carregam o 'cristianismo' de muitos por todos os lados; E o verdadeiro cristianismo? Ah, esse esta desatualizado né, porque HOJE o importante é não ser excludente, a aderir ao movimento feminista, agenda gay, teoria de gênero, a igualdade e libertação que o socialismo nos oferece... Isso é o que está na mente desses do "Cristianismo Hoje".

Anônimo disse...

Meus irmão,

Por favor,

Voltem-se fixamente à palavra de Deus porque, "maldito é o homem que confia no homem". Quanto à Igreja verdadeira - CORPO DE CRISTO - "o inferno não prevalecerá contra ela".
Não podemos esquecer que Jesus Cristo é O caminho, A verdade e A vida., e que, vida cristã é: "Estou crucificado com Cristo, vivo não mais eu, mas Cristo Vive em mim".

Thiago disse...

Irmão Julio,

Não há mais compatibilidade entre os protestantes históricos e os evangélicos "heréticos". Tem de haver uma grande ruptura entre esses dois grupos o mais rápido possível. Deixe o protestante histórico moderno atualizar o evangelho pra todos tipo de pecado e ideologia. E deixem os evangélicos "hereges" andar por fé, mesmo que essa fé absoluta nas escrituras levem a interpretações particulares e "esdruxulas" ao olhar julgador os históricos. As pessoas devem julgar por si próprias, vão aceitar a verdade absoluta das escrituras ou não. Vão se mundanizar ou não. Vão andar pela fé, mesmo que pareça loucura ou não.

EVANGÉLICOS PENTECOSTAIS

VERSUS

PROTESTANTES HISTÓRICOS

Não há mais a menor possibilidade de compatibilidade entre esses dois grupos.

Eu prefiro mil vezes andar pela fé e parecer louco fundamentalista pra a sociedade do que "atualizar" o evangelho pra se adequar a sociedade pútrida e fétida de hoje.

Sujestão de Louvor
Eyshila - É Assim Que eu Quero Te Adorar
http://www.youtube.com/watch?v=IAE6lYnzVqo

Azimute disse...

Uma tristeza que pessoas como esse Sr. Danilo Fernandes se rotulem "cristãos".
Certamente os ordenamentos da Escritura não fazem parte de sua regra de vida.
Mas precisamos conceder que - conforme o "livrão" expressamente adverte, viriam tempos difíceis, e já chegaram, com toda a certeza. O maligno está se levantando em todas as frentes, e esse moço é um arauto da "nova ordem" (leia-se O MAL)

Irmão Severo, keep up with the good job!

FLAVIA VITÓRIA disse...

TA FICANDO ESTREITO O CAMINHO.
POR VENTURA QUANDO O FILHO DO
HOMEM VIER A TERRA ENCONTRARÁ
FÉ????
DEUS NÃO MUDOU E NEM NELE HA SOMBRAS DE VARIAÇÃO.
QUE ESSES ANTICRISTOS QUE TEM INVADIDO O SEIO DA IGREJA POSSAM CAIR POR TERRA E SER DESMASCARADOS.
O PROBLEMA DESSA REVISTA É QUE ALGUNS CRISTÃOS MANIPULADOS POR LIDERES COM SEUS EGOS CHEIOS DE EU POSSAM ABRIR SEUS OLHOS, CORAÇÕES E MENTES PARA AS VERDADES QUE SÃO POSTADAS NA INTERNET. VERDADES BÍBLICAS. QUE A PALAVRA GENUÍNA DE DEUS SEJA PREGADA EM TEMPO E FORA DE TEMPO NESSE PAÍS. ATÉ QUE CRISTO VENHA. MAS CHEGARÁ UM DIA EM QUE SOMENTE OS VERDADEIROS ADORADORES ADORARÃO O PAI EM ESPÍRITO E VERDADE.

Anônimo disse...

Júlio, enquanto "alguns" deixam a entender que você é alguém sem identidade, você está escrito no livro da vida e faz a obra de Deus denunciando as heresias destes "alguns", enquanto estes "alguns" lhe dizem sem identidade, no seu site eles se afirmam como um bando, uma quadrilha (dando-se a entender que o termo vem de ladrão, roubador) e quem é seu pai?O pai da mentira!Enquanto você é dado como identidade oculta, pasme, você os preocupa, pois quem não tem identidade e valor não causa preocupação em ninguém, mas com você é o contrário, graças a você, nós que lemos e compartilhamos seu artigo temos abertos nossos olhos e visto a sana dos falsos profetas que aliados aos filhos do mal estão causando um verdadeiro alvoroço herético em nossa nação, estão poupando o lobo e sacrificando as ovelhas.Quem dorme com a serpente um dia será picada por ela!Espere e verá!
Paulo César Cândido

Anônimo disse...

Júlio, eu tenho uma dúvida que não tem haver com o post.

"E, chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados, e ele com a sua palavra expulsou deles os espíritos, e curou todos os que estavam enfermos;
Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças.

Mateus 8:16-17"

Jesus levou as nossas doenças ou apenas as doenças dessas pessoas que ele expulsou os espíritos? os tradicionais dizem que era só delas, e os neopentecostais dizem que foram a doenças de todos, tem gente que testemunha que foi curado após crer nisso, mas quem esta certo? Jesus levou todas as nossas doenças?

Aldo Santos disse...

Esse Danilo pensa o quê!.. essa "carnizá" dele e seus comentários só o torna mais sórdido para com os outros. Ninguém quer visitar um pseudo-site cristão pela qual se depara com palavras torpes vindo do seu próprio mentor ou moderador.
Lamentável que ainda tem gente que perde seu tempo com os hipócritas.
Vemos eles conformados com este mundinho e migalhas de dinheiro em seus bolsos mas esquecem que Deus os cobrará.
Chegará o tempo em que: "murcharão como a verdura... Procurei e não o achei mais..."
no grande dia não terás pra onde fugir, e prestarás conta das piadinhas e palavras ociosas...
Hoje vivem com sorriso de ironia estampado na cara, mas Diante do Deus todo Poderoso ninguém brinca.
só estamos em um breve intervalo de tempo aqui e logo o tempo se finda.

Abraço, Julio.
Aldo do guarda de israel

Marcos Sedecias Laurindo da Silva disse...

Eu não sabia que Danilo havia descido tanto... Não sei por que, mas sinto-me constrangido a te pedir perdão por ele, que certamente não tem hombridade para isso. Deus te abençoe, Júlio Severo.

Anônimo disse...

A linguagem que este Danilo usou, é a linguagem de um demônio. Alguém que ama Cristo não usa um palavreado desse de forma nenhuma, nem que for com seu pior inimigo. Para mim, ele não tem autoridade moral para comentar nada a respeito das coisas concernentes ao Reino de Deus. Isto é conversa de serpente e o tal deve se converter ao evangelho. Adalberto

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

O Thiago disse textualmente:

"... Eu prefiro mil vezes andar pela fé e parecer louco fundamentalista pra a sociedade do que 'atualizar' o evangelho pra se adequar a sociedade pútrida e fétida de hoje..."

Thiago, você disse tudo. Não só eu concordo com você, como eu ainda acrescentaria o seguinte: do jeito que o pecado já contaminou o mundo inteiro, muitas pessoas procuram uma igreja ou religião que satisfaça somente as suas próprias conveniências pessoais (ou que não diga nem faça nada contra o pecado). Em outras palavras: muitas pessoas só querem acreditar no que elas desejam (e não no que elas realmente precisam). Não é de se espantar que os preceitos morais da nossa sociedade estão completamente ao contrário. É como disse o profeta Isaías:

"Ai daqueles que chamam o mal de bem, e o bem de mal; que fazem da luz as trevas, e das trevas a luz; que fazem do amargo o doce, e do doce o amargo" (Isaías 5:20)

Não será surpresa se, qualquer hora dessas, criarem uma lei nos obrigando a adorar ao diabo (e nos proibindo de crer em Deus). Aliás, do jeito que existe tanta podridão e tanta imoralidade tanto aqui no Brasil como também em todo o mundo, eu nem me espantaria se uma lei dessas fosse aprovada. Em virtude isso, não é sem razão que a Bíblia diz que "o mundo jaz no maligno" (1 João 5:19)

Eu diria mais: está sendo muito difícil, ultimamente, achar cristãos autênticos (que tenham compromisso somente com a obediência à Palavra de Deus). Quem quiser ser um verdadeiro cristão tem que ter uma postura firme e forte para combater o pecado (e, ao mesmo tempo, estar pronto para ser odiado pelos homens). Mas quantos, hoje, teriam essa disposição?

Jesus, na Sua primeira vinda à Terra, não veio para agradar aos homens. E por agir assim, Ele foi odiado por muitos (principalmente pelos poderosos da época). Por que Jesus foi odiado? Porque Ele sempre falava a verdade. Ele desmascarava os hipócritas (e também revelava os pecados ocultos de muitos). Quem fala a verdade sempre é odiado. Se com Jesus foi assim, quanto mais com os Seus servos!

O nosso amado irmão Júlio Severo é um bom exemplo isso. Por ter falado a verdade sobre o movimento homossexual, ele passou a ser odiado (e também perseguido) pelos homossexuais e pelo governo (já quiseram até saber o endereço dele, se é que já não o ameaçaram de morte). Por causa disso, ele teve que ir, com a família, para um exílio forçado no exterior.

Este é o doloroso preço que o verdadeiro cristão tem que pagar pela sua fidelidade a Jesus (e pela sua luta contra o pecado). Quantos, hoje, fariam como os fiéis da igreja de Esmirna (que, por amor a Jesus e à verdade da Sua Palavra, aceitaram a morte sem nenhum medo)? Quem, nos dias de hoje, teria a mesma postura firme de um Elias, um Jeremias, ou um João Batista para combater o pecado (e também para falar certas verdades que muitos estão precisando ouvir)?

Os mártires da fé cristã não hesitaram quando foram obrigados a escolher entre o pecado e a morte. O lema deles era: "Antes morrer do que pecar". Eles permaneceram firmes nas suas convicções, e acreditavam que esta corajosa decisão que tomavam agora certamente será lembrada no tribunal divino.

Se estivermos realmente decididos a ser verdadeiros cristãos (ainda que tenhamos que ser odiados pelo mundo), temos que obedecer ao que Jesus diz em Sua Palavra:

"Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz, e Me siga. Pois quem desejar salvar sua vida vai perdê-la, mas aquele que perder a sua vida por amor a Mim vai achá-la. Porque de que adiantará ao homem conquistar o mundo inteiro e perder a sua alma? Que dará o homem em troca de sua alma?" (Mateus 16:24–26).

"Entrai pela porta estreita; porque grande é a entrada e largo e espaçoso é o atalho que leva à perdição, e muitos são os que vão por ele; ao passo que estreita é a porta e apertado é o caminho que conduz à vida, e poucos são os que encontram" (Mateus 7:13–14)

Eu pergunto: quem teria coragem para agir assim nos dias de hoje?