16 de maio de 2014

PSB quer arquivamento de projeto de ajuda a homossexuais


PSB quer arquivamento de projeto de ajuda a homossexuais

Julio Severo
No começo desta semana, o site homossexual A Capa informou que o deputado federal Pastor Eurico, do PSB, havia encaminhado à Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) um projeto de ajuda a homossexuais.
Deputado Pastor Eurico: na contramão de seu partido
Projeto semelhante já havia sido arquivado em 2013, sendo maliciosamente atacado como “projeto de cura gay” até mesmo por líderes evangélicos buscando agradar ao governo e à mídia esquerdista.
Não se passou uma semana, e o próprio partido do Pastor Eurico já se pronunciou pelo arquivamento do projeto. Nem foram necessárias intervenções indiscretas e espalhafatosas de Jean Wyllys, Maria do Rosário e da usual militância petista pró-sodomia para atacar o projeto. O próprio PSB quer dar conta do recado.
O PSB (Partido Socialista Brasileiro), partido do qual o Pastor Eurico tem a infelicidade de ser membro, abriga criaturas políticas das mais radicais.
Recentemente, a deputada Luiza Erundina, também do PDB, teve aprovado seu requerimento na CDHM para a instalação de uma audiência pública para investigar as igrejas cristãs que se opuseram ao socialismo durante o governo militar.
Nesse mesmo espírito de evolução para trás, o que pode vir por aí num futuro talvez não muito longínquo é uma audiência na CDHM para investigar as igrejas que no passado (que é o nosso presente) se opuseram às práticas homossexuais com base em declarações da Bíblia, livro que então será considerado proibido pelas elites iluminadas.
Quando Marco Feliciano foi indicado como presidente da CDHM, o PSB não deixou por menos. Em nota pública, o partido do Pastor Eurico disse:
“Prezados Companheiros Socialistas, A Executiva Nacional LGBT do PSB vem, por meio desta nota, repudiar a indicação do nome do Deputado Pastor Marco Feliciano (PSC) para a Presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal. Considerando que o PSB é um partido de esquerda e socialista… entendemos que os Parlamentares Socialistas devem votar contra a indicação do nome desse parlamentar para a Presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara.”
De acordo com A Capa, o PSB declarou que rejeita o projeto do Pastor Eurico, fazendo questão de deixar claro que o PSB tem histórico de apoio à agenda gay e que seu pré-candidato à presidência da República, Eduardo Campos, é a favor da adoção de crianças por duplas gays e da criminalização da chamada “homofobia.”
O vice de Campos é Marina Silva, que apesar de todo o radicalismo do PSB, da Rede Sustentabilidade, do Partido Verde e do PT, sempre optou por um muro diplomático, ora deixando-se incorretamente ser vista como conservadora (que ela nunca foi), ora como militante esquerdista (que ela sempre foi), sobrando-lhe a imagem de melancia: verde e ambientalista por fora e vermelha e socialista por dentro.
O Pastor Eurico vai passar uma barra pesada, e se quiser ir em frente contra a própria agenda das trevas de seu partido, dificilmente Marina irá acompanhá-lo. Para Marina, só em cima do muro.
Leitura recomendada:

3 comentários :

ELISEU disse...

Júlio,

O que dizer de Marina Silva? Que ela é exatamente igual à melancia: verde por fora, mas vermelha por dentro.

Para que ninguém daqui não tenha mais nenhuma dúvida sobre o esquerdismo (ou o "interior vermelho") de Marina Silva, vejam o que ela própria disse textualmente sobre certos temas em algumas entrevistas:

– "Sou contra o casamento homossexual, mas não me oponho à união civil entre pessoas do mesmo sexo"

– "Não tenho opinião formada sobre isso (adoção de crianças por casais gays)"

– "Sempre que me perguntam sobre o que penso a respeito do movimento LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros), seus direitos e sua luta por leis que os protejam de discriminação, digo que reconheço a legitimidade do movimento e de suas reivindicações"

Como pode uma pessoa se dizer cristã, e, ao mesmo tempo, concordar com coisas que são totalmente contra a Palavra de Deus?

Talvez Marina Silva esteja esquecida do que a Bíblia diz sobre a postura de um verdadeiro cristão:

"Não podeis beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios; não podeis participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios" (1 Coríntios 10:21)

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade a justiça tem com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos?" (2 Coríntios 6:14–16)

Será que Marina Silva ainda está lembrada disso?

Se Marina Silva fosse uma verdadeira cristã (como ela alega ser), ela teria que dizer com todas as letras: "O aborto é um crime contra a vida. Num dos 10 mandamentos, Deus disse: 'Não matarás' (Êxodo 20:13). Quem faz aborto mata uma vida inocente! Por isso, sou totalmente contra o aborto (e não vou apoiar pessoas que defendem o aborto)! Quanto ao homossexualismo, é uma coisa demoníaca. Como cristã, não posso ser a favor de uma blasfêmia contra o Deus que eu sirvo. Não vou ser cúmplice do pecado. É melhor eu perder o meu mandato (e ficar em paz com a minha consciência) do que pecar contra Deus!".

Marina Silva é uma pessoa morna. Ser morno, de acordo com a Bíblia, é aquele que se diz cristão, mas não combate com firmeza o pecado.

Foi justamente isso que Jesus mandou o apóstolo João escrever na carta para a igreja de Laodicéia:

"Eu conheço as tuas obras: não és frio e nem quente; quem Me dera se fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou para te vomitar da Minha boca" (Apocalipse 3:15–16)

Quem é morno é, às vezes, pior do que o ímpio. O ímpio já sabe que direção seguir. É um caminho que é errado, mas que já foi escolhido (pelo menos uma decisão já foi tomada). Já o morno é aquele que, como se diz no popular, fica "em cima do muro": não sabe para onde vai. Em outras palavras: não abandona a Jesus, mas também não resiste a certas tentações do diabo.

Foi por isso que o apóstolo Tiago disse:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater o pecado e não toma uma atitude (ou seja, não diz nem faz nada contra o pecado) é cúmplice do pecado (e é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador)!

O verdadeiro cristão não pode (e nem deve) ser morno. O verdadeiro cristão tem uma só palavra, uma só escolha, segue somente uma única direção, e é firme em suas convicções. Em suma, o verdadeiro cristão obedece ao que Jesus diz:

"Seja, porém, a vossa palavra: Sim, sim; Não, não; porque o que passar disto é de procedência maligna" (Mateus 5:37)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom" (Mateus 6:24)

"Quem não é por Mim, é contra Mim; e quem Comigo não ajunta, espalha" (Mateus 12:30)

Alguém concorda comigo? Se alguém quiser se manifestar, esteja à vontade.

Everaldo disse...

Não só eu concordo com tudo que o Eliseu disse, como eu ainda acrescentaria o seguinte: Marina Silva é assumidamente esquerdista. Só o fato dela já ter sido filiada ao PV (Partido Verde), o mesmo do deputado Fernando Gabeira (que é a favor da liberação da maconha e da legalização do aborto), já diz tudo. Esse mesmo partido (PV) é verde somente por fora, mas também é vermelho por dentro (tal e qual o PT).

Eu digo mais: de cristã, Marina Silva não tem rigorosamente nada! Para quem foi "educada" por "professores" como Leonardo Boff, Frei Betto, e Caio Fábio (e outros esquerdistas), não é de se espantar que Marina Silva pense e aja da mesma forma que eles. Ou seja, ela é uma discípula fiel do deus Marx!

Por incrível que pareça, o deputado Jair Bolsonaro tem sido uma das poucas vozes ativas no Congresso Nacional com uma postura firme a favor da família, dos bons costumes, e contra o homossexualismo. Ele pode até nem ser cristão, mas está agindo muito melhor do que muitos dos políticos da nossa bancada evangélica!

Será que só isto não é o bastante para fazer com que alguns dos políticos dessa mesma bancada tomem vergonha na cara e mudem de atitude?

Murilo disse...

O Senhor Jesus, na Sua Palavra, disse a todos:

"Pelos seus frutos os conhecereis" (Mateus 7:20)

Uma possível "tradução" deste versículo seria a seguinte: pelas atitudes e pelas idéias que uma pessoa crê e defende, você saberá se esta mesma pessoa é cristã ou não.

Da mesma forma que o Eliseu, eu torno a colocar aqui as declarações de Marina Silva para fazermos uma análise mais aprofundada (e vermos se ela pode ser considerada uma pessoa cristã):

– "Sou contra o casamento homossexual, mas não me oponho à união civil entre pessoas do mesmo sexo"

Vejam que contradição: ela se diz contra o casamento homossexual, mas não se opõe à união civil entre pessoas do mesmo sexo. Esta mesma união é o primeiro passo para legalizar o casamento homossexual. Dá para entender essa incoerência?

– "Não tenho opinião formada sobre isso (adoção de crianças por casais gays)"

Marina Silva passou muitos anos na igreja, mas, pelo jeito, parece que não aprendeu nada (ou talvez ela tenha esquecido de que um casal é formado somente pela união de um homem com uma mulher). Será que ela aceitaria que algum(a) filho(a) dela fosse adotado(a) por um casal homossexual?

– "Sempre que me perguntam sobre o que penso a respeito do movimento LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, travestis e transgêneros), seus direitos e sua luta por leis que os protejam de discriminação, digo que reconheço a legitimidade do movimento e de suas reivindicações"

Desde quando o homossexualismo é algo legítimo? Os homossexuais querem que sejam criadas leis (como o PLC 122) para não criticarmos a prática homossexual. E como pode alguém que se diz cristão dar apoio aos homossexuais e seus cúmplices?

Ela, certa vez, ainda teve a maior cara–de–pau de dizer que apoiou Fernando Gabeira (que é a favor da liberação da maconha e da legalização do aborto) e Marta Suplicy (a fiel escudeira dos homossexuais). Tendo "frutos" como esses, precisa dizer mais alguma coisa?

Da mesma forma que o Everaldo, eu também chego à mesma conclusão: de cristã, Marina Silva não tem rigorosamente nada!

Infelizmente, a verdade nua e crua é que muitos que se dizem evangélicos (como Marina Silva), que deveriam dar o bom exemplo, estão apenas defendendo seus interesses particulares (e não os interesses do Reino de Deus e de Sua Palavra). Desculpem se eu usar um tom carregado, mas eu diria o seguinte: do jeito que a nossa política está tão suja e tão corrompida, não seria nenhum exagero se alguém dissesse que o Congresso Nacional é um verdadeiro balcão de negócios, um covil de oportunistas (e por que não dizer de demônios?), um "prostíbulo político" onde só se vota em troca de dinheiro, favores (tipo "toma lá, dá cá"), privilégios. Perto de toda essa podridão da nossa política, Judas seria santo…

Tendo uma bancada evangélica composta por pessoas como Marina Silva (e por outros que pensam e agem igual a ela), o que se pode esperar de bom desse pessoal a favor da família, da moral, dos bons costumes, e do Reino de Deus?