9 de maio de 2014

Estudantes da Venezuela pedem socorro ao Brasil


Estudantes da Venezuela pedem socorro ao Brasil

Resposta do governo de Dilma Rousseff: silêncio

Julio Severo
Líderes estudantis venezuelanos vieram ao Brasil para revelar os graves abusos de direitos humanos cometidos pelo sucessor de Hugo Chávez, Nicolás Maduro. Eles também denunciaram a intromissão de Cuba na Venezuela. O objetivo de sua curta missão no Brasil é bem simples: pedir socorro ao Brasil.
Jovens venezuelanos com Dra. Damares Alves
Os jovens que vieram foram:
Gabriel Lugo: presidente do Centro de Estudantes de Arquitetura da Universidade Central da Venezuela, campus de Barquisimeto.

Eusebio Costa: presidente de Centro de Estudantes da Universidade Católica Santa Rosa, de Caracas.

José Martínez: conselheiro da Faculdade de Ciências Jurídicas e Políticas da Universidade Central da Venezuela, Caracas.
Eles chegaram ao Brasil na segunda-feira à noite. Na terça-feira, estiveram na Universidade de São Paulo (USP). Ali, estudantes brasileiros a favor do chavismo protestaram contra os jovens venezuelanos e houve certa tensão.
Eles vieram ao Brasil com muito sacrifício. Outros estudantes na Venezuela fizeram vaquinhas e pessoas da sociedade também ajudaram para que eles pudessem comprar a passagem
Eles viriam em cinco, mas um foi preso antes de embarcarem para o Brasil e outro, receoso, não embarcou. No final, só vieram três.
Eles vieram para buscar ajuda na USP e no Congresso Nacional. Devido ao radicalismo esquerdista na USP, o grito de socorro deles mal foi ouvido.
No Congresso eles só tiveram apoio e espaço, além do PSC, graças à intervenção do Dep. Aroldo Oliveira e da Dra. Damares Alves. Com a documentação dos jovens, o deputado denunciou da tribuna (neste vídeo http://youtu.be/VG39uyvGRUA) o massacre de cidadãos venezuelanos nas mãos de um dos regimes mais tirânicos do continente americano.
Segundo sua denúncia, desde a instalação do regime chavista na Venezuela mais de 200 mil venezuelanos foram mortos.
Através da voz do Dep. Arolde, o grito de socorro de três jovens cristãos venezuelanos foi ouvido dentro do Congresso Nacional.
A agenda e organização desses estudantes em Brasília foi feita pelo Partido Social Cristão (PSC). Tudo cuidadosamente planejado e mantido em sigilo, para que tanto o governo venezuelano quanto seus aliados no governo brasileiro não impedissem a missão dos jovens em Brasília
Com a ajuda do Pastor Everaldo Dias e outros líderes dos PSC, os estudantes da Venezuela se encontraram com vários deputados e senadores, inclusive com o presidente do Senado e o presidente da Câmara dos Deputados, e depois foram defendidos, em Plenário, por senadores que pediram ao ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, proteção em sua volta para casa.
— Eles denunciam que do nosso país são enviadas armas, armas fabricadas no Brasil, que estão sendo vendidas à Venezuela e utilizadas na repressão às manifestações populares naquele país — informou o senador Alvaro Dias (PSDB-PR).
Alvaro Dias pediu ao ministro que acione a Embaixada do Brasil na Venezuela para receber os três estudantes já no aeroporto de Caracas, no próximo sábado (10), quando eles retornam a seu país. Segundo o senador, por terem vindo ao Brasil denunciar os abusos do governo venezuelano, eles estão sujeitos tanto ao risco de violência, como ao de serem presos ilegalmente, assim que chegarem em casa.
— O governo brasileiro tem a obrigação de estender a mão ao povo venezuelano nesta hora tão difícil — cobrou o senador Eduardo Amorim (PSC-SE), acrescentando que os estudantes vieram ao Brasil em uma atitude de desespero, na tentativa de evitar mais mortes em seu país.
Em Plenário, o senador Magno Malta (PR-ES) cobrou da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) que ouça os relatos dos três jovens. Eles contaram aos parlamentares que mais de 250 mil pessoas morreram nos últimos 12 anos e que o país enfrenta hoje repressão e escassez de alimentos.
— O que faremos? Tiramos uma foto com eles e não fazemos nada? — questionou.
Por onde passaram no Congresso, os jovens pediram socorro.
Eles denunciaram que a Venezuela vem sofrendo intromissões escandalosas de Cuba, inclusive com a presença de agentes das Forças Armadas cubanas dentro do Exército venezuelano, desde o governo de Hugo Chávez [1999-2013].
“A participação de Cuba vem de muito tempo. Hoje temos bandeiras cubanas içadas em instituições públicas na Venezuela. A ingerência militar cubana é anticonstitucional. Nenhum país pode permitir outro país de mandar no seu próprio exército,” disse Gabriel Lugo.
Eles também denunciaram a importação de médicos cubanos à Venezuela — modelo também adotado no Brasil em 2013 pelo governo de Dilma Rousseff.
Para assistir ao pedido de socorros dos jovens venezuelanos, clique nestes links:
Pessoas inocentes estão morrendo na Venezuela e o povo brasileiro precisava saber a verdade.
Há anos o regime chavista está assassinando pessoas, e um dos grandes representantes evangélicos do Brasil, Ariovaldo Ramos, visitou a Venezuela duas vezes no passado para dar apoio ao ditador Hugo Chávez. No ano passado, Ariovaldo lamentou publicamente a morte do ditador, dizendo: “o melhor que se pode dizer de alguém é que, porque ele passou por aqui, o mundo ficou melhor! Isso se pode dizer de Hugo Chávez!”
Se esse elogio tivesse vindo de Fidel Castro, a múmia ditadora de Cuba, ninguém estranharia. Mas vindo de um pastor reformado que tem amplo espaço em meios reformados, presbiterianos e calvinistas — inclusive a Universidade Presbiteriana Mackenzie, considerada por alguns como bastião de indeterminado conservadorismo — é de assustar.
Em vez de dar espaço para evangélicos esquerdistas como Ariovaldo, Ricardo Bitun e outros, o Mackenzie bem que poderia dar oportunidade para os três jovens venezuelanos. Assim, eles não precisariam ser repudiados por estudantes esquerdistas da USP, os quais desconhecem o que é viver num regime que mata os inocentes e tapa a boca das vítimas.
Gabriel Lugo, Eusebio Costa e José Martínez conseguiram, totalmente desprotegidos e agora ameaçados por seu governo, vir ao Brasil e quebrar o silêncio imposto por uma tirania comunista. Eles mostraram ao Brasil que Hugo Chávez e seu legado político infernal não deixaram o mundo melhor. E, definitivamente, não deixaram a Venezuela melhor.
De acordo com a Folha de S. Paulo, Lugo disse acreditar que, se os brasileiros soubessem das violações de direitos humanos na Venezuela, não deixariam o governo do Brasil apoiar o chavista Nicolás Maduro. “Acredito que o Poder Executivo do Brasil não recebe as informações verdadeiras do que se passa na Venezuela. Se recebe está errado em apoiar esse regime ditatorial [de Maduro],” disse Lugo.
O Congresso Nacional agora tem as informações necessárias para cobrar a indecente união do governo brasileiro com o governo venezuelano.
O que se espera agora é que o Congresso não se omita nem seja conivente com a mortes e com a violação de direitos humanos na Venezuela.
A vinda dos jovens ao Brasil, durando de segunda até a próxima sexta, tem sido a maior manifestação de venezuelanos fora da Venezuela.
A Dra. Damares disse: “Temo pela vida do Gabriel, do Vicente e do Eusébio no retorno, são meninos, são tão jovens, mas movidos por uma coragem invejável. O PSC fez uma favor à Venezuela, ao Brasil e ao mundo.”
Com informações de Damares Alves, Agência Senado e Folha de S. Paulo.
Leitura recomendada:

10 comentários :

Anônimo disse...

Dos 32 bandos mais ou menos organizados, vulgo partidos politikos, registrados no tse, 27 tem o dna de satanas (centram no "sucial" seu enganoso kartao de visitas). Dos cinco restantes que, segundo seu programa ideologiko, respeitam a Deus, a familia estabelecida por Ele e o direito ao usufruto do produto do suor do rosto, nem me lembro se, ao menos um, nao estah em abjeta simbiose com os primeiros. Soh o Senhor Deus Todo Podderoso para nos livrar da destruicao. A mistura eh tao tremenda que, a comecar pela "lideranca" espiritual, ela eh a primeira a lancar tropeco no caminho das ovelhas, que estao parecendo estar bebadas, de tanto vaguear por caminhos que levam aa morte. Oremos.

Antonio.

Antonio.

Edigar Caires Lima disse...

Venezuelanos pedindo socorro ao governo do Brasil soa como um pintinho correndo de uma serpente que quer se abrigar no covil das raposas, eu sou um dos que acham que não há mais solução humana para os problemas existentes, oremos por proteção e intervenção Divina na pessoa de Jesus Cristo.

Fiquem na paz

Edigar Caires

Alana Ricca disse...

Ola Irmao Julio, é triste ver o governo do Brasil compactuando com esses ditadores. Vamos ver se em outubro o Brasil consegue se ver livre dessa esquerda lixo que transformou o Brasil nesse país sem leis e sem fé.
Aqui um lik do site Politcally Incorrect, tem uma notícia sobre alguns protestos contra a perseguicao e morte dos Cristaos, será amanha em algumas cidades alemaes.

http://www.pi-news.net/

Abraços.

Tobias disse...

Respondendo ao Antônio,

Antônio,

Eu vi a lista dos atuais 32 partidos políticos brasileiros em atividade (e que estão legalizados no TSE) na página do Wikipédia (conforme este link aqui):

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_partidos_pol%C3%ADticos_no_Brasil

De todos esses, têm 15 (praticamente metade) que possuem o esquerdismo como denominador comum. São eles: PCB, PSB, PC do B, PT, PMN, PV, PSDB, PPS,PSTU, PCO, PSOL, PPL, PROS, SDD, e PDT.

Claro que nem todos eles são "esquerda radical" ou "extrema–esquerda". Mas TODOS (sem exceção) são esquerdistas.

Independente da tendência (se é "esquerda radical", "extrema–esquerda", ou outra modalidade), o importante é NÃO VOTAR EM NENHUM PARTIDO ESQUERDISTA! TEMOS QUE BANIR DEFINITIVAMENTE O ESQUERDISMO DA NOSSA POLÍTICA!

Que este alerta seja divulgado para o maior número possível de pessoas!

Plínio disse...

Não sei se muitos daqui vão concordar comigo, mas eu diria o seguinte: se a disputa presidencial deste ano for mesmo entre Dilma e Aécio Neves (como já se especula por aí), eu votaria no Aécio Neves.

Não que eu seja fã de Aécio Neves. Só o fato dele ser do PSDB já me dá nojo (aliás, eu tenho nojo de partido esquerdista e de candidato esquerdista). Mas eu diria que, entre ele e Dilma, ele seria, digamos, a opção "menos ruim".

Em relação à Dilma, é verdade que o Aécio Neves tem algumas posturas que muitos classificariam como "direitistas": economia privada, livre concorrência, liberalismo econômico, o Estado mínimo, o papel das instituições, etc. Mesmo assim, ele é do tipo "esquerdista puxa–saco", ou seja, vive bajulando quem está no poder (ainda mais se for outro esquerdista).

Considerando que o PSDB, a rigor, é um partido de centro–esquerda (ou, como dizem alguns, é uma esquerda mais "light"), é uma opção mais viável de voto em relação a uma esquerda "radical" (como o PT). Infelizmente, parece ser a única alternativa que temos no momento, devido justamente à falta de bons candidatos (e partidos) de direita para esta eleição.

Agora, se surgir um candidato que não seja nem do PT e nem do PSDB (e nem de nenhum partido esquerdista), meu voto vai para este candidato. Se, por exemplo, o Jair Bolsonaro se candidatar à presidência, não tenho dúvidas em votar nele (é melhor ele do que qualquer esquerdista no poder).

Esperamos que, nas próximas eleições, a direita possa se unir para lançar um ou mais nomes fortes para tirarmos de vez a esquerda do poder. Tomara que, um dia, este sonho possa se tornar realidade.

ELISEU disse...

Respondendo ao Antônio, ao Edigar Caires Lima, à Alana Ricca, ao Tobias, e ao Plínio,

Não sei se eu vou estar 100% certo no meu ponto de vista, mas eu penso o seguinte: todos os eleitores (principalmente os cristãos) deveriam investigar a vida pregressa dos candidatos (seja de que partido eles forem), o que dizem os estatutos, diretrizes, ou resoluções dos partidos aos quais esses mesmos candidatos são filiados, como votam, como atuam no Congresso Nacional, quais ideais defendem, enfim, procurar se informar (e também esclarecer a todos), para que não haja ninguém sendo enganado pelos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as eleições.

Lembro que tinha um vizinho meu que matava e morria pelo PT e pela esquerda. E era também um defensor ferrenho dos socialistas: Marx, Lênin, Stálin, Fidel Castro, Che Guevara (e outros). E não admitia que ninguém falasse mal deles!

Mas bastou eu mostrar alguns vídeos da TV Câmara e da TV Senado (e também algumas reportagens e alguns artigos) mostrando o que os esquerdistas realmente fazem às escondidas para que esse mesmo vizinho "acordasse". Quando ele finalmente viu a verdade sem nenhum disfarce, ele ficou tão horrorizado que me confessou: "Eu não sabia que esse pessoal agia assim nos bastidores".

Num primeiro momento, ele custou a acreditar no que estava vendo. Mas, como se diz popularmente, "contra fatos, não há argumentos". Ele, finalmente, teve que admitir que tinha sido enganado durante todo esse tempo. Aí eu aproveitei a deixa e disse a ele: "Jesus disse, com todas as letras, que o diabo é o pai da mentira (João 8:44). Os esquerdistas agem da mesma forma (exatamente igual ao diabo): fazem mil e uma promessas mentirosas para se elegerem. É somente através da mentira e da dissimulação que a esquerda consegue estar no poder (para depois mostrar a sua verdadeira face). Se não fosse pela mentira, os políticos do PT (e de outros partidos esquerdistas) jamais seriam eleitos".

Diz um ditado popular que "quem vê cara, não vê coração", não é verdade? Quantas promessas de muitos esquerdistas são feitas na nossa frente com um sorriso (mas com as intenções mais perversas por trás desse mesmo sorriso)?

Por isso é que o governo não tem nenhum interesse que o povo tenha conscientização política. É lógico: quanto mais ignorante for o povo, mais esse mesmo povo é fácil de ser enganado. Em outras palavras: o povo politicamente ignorante se torna uma massa de manobra facilmente manipulável nas mãos de quem está no poder. E considerando que este mesmo povo vota mais com a barriga do que com a cabeça, não é nenhuma surpresa termos um governo corrupto no poder.

Tendo um governo totalmente pró–homossexualismo, pró–aborto, anti–família e anti–cristão, qual será o futuro do nosso país para as próximas gerações?

Deixo esta pergunta no ar para alguém daqui responder na primeira oportunidade.

Anônimo disse...

Tobias, jah ha algum tempo que eu pesquisei o dna dos partidos. A menos que alguns tenham trocado a pele (sao serpentes perigosissimas), dos 32, 27 sao, sim, do avesso. E, os restntes estao em "koligacoes" com eles.
P.S.: Na epoca em que pesquisei me vali de dados dos proprios bandos. Jah a wikipedia eh algo tendencioso. Cuidado.

Ao Plinio, o Dep. Bolsonaro terah meu voto e de minha familia. Na verdade nao espero que ele melhore algo, pois estah tudo apodrecido. Mas, soh de parar de piorar jah serah algo tremendamente bom para nosso pais, pois com a korja vermelha seremos destruidos, seja com o partidao das trevas, seja com a outra serpente, psdb.

Antonio.

Anônimo disse...

É o socialismo fabiano meu amigo. No final é tudo a mesma coisa.

Anônimo disse...

Esses jovens deveriam pedir ajuda pro Ariosvaldo Ramos, o dolatra de Hugo Chaves.

Guga disse...

A ditadura na Venezuela é obra de Lula e Fidel Castro, criadores do Foro de São Paulo, que congrega todas as organizações comunistas da América, incluindo as FARC.

Dilma e o PT apóiam o assassino comunista Nicolás Maduro.