9 de abril de 2014

Putin contra o sexo dos anjos


Putin contra o sexo dos anjos

Luiz Felipe Pondé
A comunidade europeia, essa reunião de países cheios de gente mimada, anda querendo discutir se é certo tratar uma criança quando é pequena de menino ou menina. O debate, é evidente, é coisa de gente riquinha que acaba levando a sério delírios da chamada teoria de gênero, essa invenção de professores desocupados com problemas de identidade sexual.
De fato, desse jeito, parece que a Europa ocidental acabou mesmo. As escolas europeias, se essa ideia idiota passar, vão virar um antro de "autoritarismo de gênero".
Nesse sentido, Putin talvez esteja fazendo um favor aos europeus, lembrando a eles que existe um mundo de preocupações reais, e não os debates idiotas sobre se meninos são meninos e meninas são meninas ou se tudo isso é uma invenção humana como o "croissant".
Nesse cenário, cabe bem o Obama, que, sendo um presidente pop das redes sociais, deve ter mandado um WhatsApp para o Putin protestando contra a anexação da Crimeia pelos russos, coisa que o russos têm todo o direito de fazer e que a maioria esmagadora da população da Crimeia deseja.
Imagino que Obama, cuja única competência é ser o primeiro presidente negro dos EUA (uma grande coisa, sem dúvida), deve ter posto na sua página do "Face" grandes bravatas dizendo que ia fazer isso e aquilo e colocar o Putin no seu lugar. Na verdade, quem colocou quem aqui no "seu lugar"? O Putin é que colocou a série toda de líderes ocidentais nos seus lugares, porque estes, viciados em discutir como a vida é uma "agência de direitos chiques", enquanto comem queijos e vinhos, se esqueceram de que a vida é o que acontece quando você está ocupado delirando com seus sonhos de Branca de Neve.
Putin é um choque de realidade na sociedade fútil em que se transformou a Europa ocidental, banhada em "direitos" que custam muito caro.
Voltando à discussão sobre o sexo das crianças. Chocante é como muitos psicólogos, contaminados pela ideia de que construímos sujeitos socialmente, se deixam levar por essa bobagem do tamanho de um bonde cheio de bobos. O fato de que existam gays e lésbicas, e que estes tenham, sim, direito de viver como todo mundo, não implica o direito de teóricos autoritários começarem a legislar sobre a sexualidade de um monte de crianças "avant la lettre".
Imagino que, se essa lei pegar, o número de crianças com problemas de identidade no futuro da Europa será enorme; mas tudo bem, porque o Estado de bem-estar social (esse personagem de um conto de fadas) vai garantir terapia para todo mundo. Levar um debate desses a sério beira as raias da pura e simples irresponsabilidade moral.
Voltando à Rússia. Desde, no mínimo, o século 19 (vemos isso, por exemplo, nos debates na imprensa russa, debates esses do qual fez parte gente de peso como Dostoiévski, Turguêniev e Tolstói), a Rússia se vê como uma nação que deve cuidar de si mesma para não se transformar no fantasma de si mesma que virou a Europa, bêbada com o que alguns filósofos e similares inventaram para combater o tédio.
Um amigo meu, discutindo esse projeto de lei estúpido, fez uma bela analogia. Sabemos que Francis Bacon, entre outros (o louquinho do Giordano Bruno também fez essa crítica, mas a usou para seus delírios metafísicos inócuos), criticou duramente o que se convencionou chamar em história da filosofia de "baixa escolástica".
A escolástica foi um tipo de prática filosófica muito comum na Idade Média, que buscava racionalizar todo o conhecimento a partir de enunciados lógicos sistemáticos que supostamente esgotariam a totalidade da realidade, inclusive a metafísica. Grandes figuras desse período, como Tomás de Aquino, foram escolásticos.
A "baixa escolástica" é a marca da decadência da escolástica, que por sua vez representou a decadência da Europa medieval e metafísica pré-científica e burguesa.
Os escolásticos decadentes, para Bacon, discutiam coisas como "quando um homem puxa um burro, é ele quem puxa ou a corda?". Ou: "Teriam os anjos sexo?".
Estamos quase lá: os europeus se preparam para discutir se as crianças têm sexo. A Europa precisa muito de Putin.
Luiz Felipe Pondé é filósofo conservador brasileiro de origem judaica.
Divulgação: www.juliosevero.com
Leitura recomendada:

6 comentários :

Anônimo disse...

Para aqueles que tentam inventar novas doutrinas, aqui tem um artigo muito bom!

http://orthodoxinfo.com/general/deaconnesses.aspx

Thiago disse...

Irmão Júlio, eu fico pensando como tem "irmão" ecumênico que dá pulinhos de alegria ao ver a putrefação do pecado invadir as famílias, igrejas e escolas... Tem crente achando lindo a ideologia de gênero na educação fundamental, acham lindo quando Hollywood distorce A PALAVRA... A cegueira espiritual é tanta que o cara não sabe o que é certo e errado. Tudo é relativo, tudo depende do ponto de vista... vai defender o fundamentalismo do evangelho... você será crucificado pelo cristianismo "light", que acha que o mundo está evoluindo, melhorando muito sem os imbecis fundamentalistas... sem poder de influencia dos idiotas fundamentalistas, só de pensar em crente fundamentalista sendo perseguido esse povo tem verdadeiros orgasmos... agora vai defender a santidade... você passa a ser o PIOR CRIMINOSO DA FACE DA TERRA... quando defendemos a SANTIDADE não estamos dizendo que somos SANTOS, mas que precisamos sempre ter esse parâmetro em nossas mentes e lutar até o fim para agradar a DEUS... Se as igrejas se calarem quem então poderá dizer o que é certo e errado ATRAVÉS DA PROPAGAÇÃO DAS SAGRADAS ESCRITURAS?... se nos calarmos haverá apenas o discurso de SATANÁS bombardeando através de TV, INTERNET, CINEMA E MÚSICA E DO PENSAMENTO SECULAR RELATIVISTA... aí esse cristianismo "light" ficará feliz, pois as pessoas somente conhecerão o pecado, a safadeza, a imoralidade, o egoísmo, enfim tudo o que não presta... ficarão felizes pois verão suas igrejas destruídas virando mesquitas, os "cristãos" dessas igrejas tendo uma vida inteira de pecado de dar inveja a qualquer membro de FEITIÇARIA... Então se regozijarão... sabe quem coloca esse ÓDIO contra os fundamentalistas... só pode ser SATANÁS e seus DEMÔNIOS... o cristianismo "light" ecumênico e esquerdista/mundano É A MASCARA MAIS CÍNICA DO DIABO.

link sobre ecumenismo:
http://www.youtube.com/watch?v=b9c8dlPRGes&list=PLviEwZx8eJc5k13NgkrWwFq0ByAWaAtLu

Sugestão de Louvor
Shirley Caesar
http://www.youtube.com/watch?v=gjFL1E9UTDo

Flávio Da Vitória disse...

É uma pena que o primeiro presidente negro seja uma praga para o país =(

Anônimo disse...

Bom tarde Julio,

Eu acompanho com certa frequencia seu blog e aprecio muito seu trabalho. Porem tenho observado uma certa tendencia em relacao ao senhor Putin, como a esperanca para o novo mundo. Ate aqui tudo o que foi postado neste blog a respeito de Putin e estou de acordo, mas ele é realmente essa nova esperenca para o nosso mundo totalmente deturpado???? O que voce tem a dizer das centenas de mortes de cristaos na Siria que a Russia é ausente ou da maneira sorateira como ele esta agregando os paises vizinhos enviando russos para esses paises, dando passaportes e depois fazendo votacoes relampagos para anunciar uma tomada democratica. Gostaria de saber se Putin é só um bom mocinho que quer endireitar o mundo ou algo alem disso.
Saudações.
Renan Ferreira

Julio Severo disse...

Renan, sobre a Síria, note, nos vários artigos postados neste blog, que os EUA são o principal financiador dos rebeldes islâmicos sírios, que estão estuprando e matando cristãos na Síria. A Rússia está lutando contra isso. Você pode verificar a opinião de Franklin Graham, o filho de Billy Graham, sobre isso, neste link: http://juliosevero.blogspot.com/2014/03/a-controversia-olimpica-de-putin.html

PEREGRINA disse...

Ótima argumentação! Embora só agora tenha tomado conhecimento do texto e dos comentários ao mesmo, vejo o óbvio: tirando os defensores destas práticas biblicamente e moralmente obscenas e inaceitáveis (GLBT e simpatizantes), todos nós que somos, pensamos e agimos/reagimos heterosexualmente também somos afrontados qdo nos percebemos acuados em nossa liberdade de ser, pensar e agir/reagir para não 'ofendermos' a sensibilidades do referido grupo, sendo até obrigados a reformular todo um sistema ético, social, moral, educacional e familiar para agradar os teoricos e praticantes de tão absurda postura. É mais do que tempo de nós - e principalmente, as lideranças ditas cristãs, nos posicionarmos claramente. Sinceramente, não posso afirmar o que vai pela cabeça do Sr. Putin, mas vejo que as pedras estão clamando...