15 de abril de 2014

Editora evangélica americana publicará livro de ativista gay “evangélico”


Editora evangélica americana publicará livro de ativista gay “evangélico”

Julio Severo
A Editora WaterBrook Multnomah lançará, por meio de seu selo editorial liberal Convergent Books, um livro intitulado “God and the Gay Christian: The Biblical Case in Support of Same-Sex Relationships” (Deus e o Cristão Gay: O Argumento Bíblico em Apoio dos Relacionamentos de Mesmo Sexo).
O mundo evangélico dos EUA mal acaba de se refazer de seu choque com a polêmica da Visão Mundial nessa mesma questão, e agora uma editora evangélica americana entra de cabeça no apoio ao problema?
O autor do livro, Matthew Vines, é um ativista homossexual “evangélico.” Ele é também um revisionista da Bíblia, conhecido por manipular a terminologia cristã para avançar a agenda homossexualista anticristã.
Vines faz uso frequente de uma linguagem evangélica, e dirige uma organização apóstata que ele chama de “Projeto da Reforma.” Mas a “Reforma” que ele quer nada tem a ver com a Reforma iniciada por Martinho Lutero. É uma “Reforma” iniciada por um ativista gay “evangélico” para mudar a visão evangélica sobre seu pecado favorito.
O Projeto Reforma, que realizará uma conferência de ativistas homossexuais “evangélicos” na capital dos EUA em novembro, encoraja seus membros a formarem grupos de estudos bíblicos, marcharem nas paradas gays e darem palestras, a partir de sua perspectiva, sobre Bíblia e homossexualidade.
A declaração de fé do Projeto Reforma reconhece, como todo evangélico faz, a inspiração da Bíblia como Palavra de Deus, a Trindade e outros aspectos importantes das doutrinas centrais da Reforma. Claro que se o Credo Apostólico ou alguma grande doutrina cristã central mencionasse a homossexualidade, Matthew Vines e seus seguidores não estariam tão à vontade com uma declaração de fé que “honra” a Deus somente da boca para fora.
Depois da Reforma protestante, Vines quer agora uma “Reforma” gay.
Vines tem publicamente declarado que sua meta é “reformar” os ensinos das igrejas evangélicas sobre orientação sexual e identidade de gênero. O livro dele estreará oficialmente em 22 de abril de 2014, mas a editora já está vendendo-o para os compradores que o adquirirem por encomenda antecipada.
Multnomah é um nome há muito tempo de confiança no mundo editorial evangélico dos EUA. Durante os anos, a editora já publicou livro de cristãos conservadores como Randy Alcorn, Kay Arthur e até mesmo Madre Teresa de Calcutá.
Ao publicar um livro de um ativista homossexual “evangélico,” Multnomah espera pegar uma fatia do mercado evangélico que anda apaixonado por teólogos progressistas como Brian McLaren, Philip Yancey e outros.
A Visão Mundial recentemente havia adotado uma postura favorável ao “casamento” gay, mas teve de recuar depois de muitas pressões de evangélicos conservadores.
Multnomah pretende agora fortalecer essa postura de apostasia evangélica favorável a um “casamento” pirata criado conforme a imagem e semelhança dos supremacistas gays?
O mundo editorial evangélico nos EUA está cada vez mais descambando em conexões perigosas ou até mesmo apostasia. Em 2011, a Editora Thomas Nelson nos EUA foi comprada pela editora secular HarperCollins, que publica a Bíblia Satânica.
HarperCollins é também dona da Editora Zondervan, que é, em rivalidade com a Thomas Nelson, a maior editora evangélica do mundo. Com a Thomas Nelson e a Zondervan em suas mãos, a HarperCollins é agora dona das duas maiores editoras evangélicas do mundo.
O que esperar então da Multnomah, uma editora evangélica muito menor, se as grandes editoras evangélicas dos EUA já estão comprometidas?
Grande parte da literatura evangélica do Brasil vem de fontes americanas. Pouquíssimos livros realmente conservadores chegam ao Brasil. Mas livros progressistas, ou esquerdistas, chegam aos montes. Evangélicos progressistas como Brian McLaren, cujos livros têm sido traduzidos para o português, defendem aspectos da agenda gay sem que isso incomode minimamente suas editoras nos EUA e Brasil. Recentemente, McLaren assinou uma carta-manifesto que lamenta a decisão da Visão Mundial de não mais contratar “cristãos” envolvidos com “casamento” gay.
McLaren também provocou polêmica ao “casar” o próprio filho com um homossexual. Mas enquanto seus livros continuarem vendendo e rendendo, suas editoras nos EUA e no Brasil não estão preocupadas, pois estão focadas apenas em abocanhar fatias do mercado evangélico infectado pela mentalidade esquerdista na sociedade.
Os livros de McLaren, e os livros de outros evangélicos progressistas americanos, continuam jogando as sementes das grandes futuras apostasias nos EUA e Brasil.
É esse clima editorial liberal e progressista entre evangélicos que abre portas para ativistas gays “evangélicos” como Matthew Vines.
Com informações de Matt Barber no Barbwire.
Leitura recomendada:

8 comentários :

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Um certo pregador, uma vez, disse uma coisa muito certa:

"Ou a Bíblia me afasta do pecado, ou o pecado me afastará da Bíblia"

Em outras palavras: ou o pessoa se arrepende de seus pecados (e passa a obedecer à Palavra de Deus), ou essa mesma pessoa dará ouvidos ao diabo e viverá somente no pecado (desprezando a obediência à Palavra de Deus).

No caso, os homossexuais querem, a todo e qualquer custo, justificar um pecado condenado pela Bíblia. É querer "adaptar" a Palavra de Deus para as suas próprias conveniências, ou melhor, é querer transformar o errado em certo. É como bem disse o profeta Isaías:

"Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem da luz as trevas, e das trevas a luz; que fazem do amargo o doce, e do doce o amargo" (Isaías 5:20)

Os homossexuais, para acharem uma justificativa para o seu comportamento, agem basicamente de 2 modos:

– Utilizam argumentos que favoreçam a interpretação bíblica de acordo com suas próprias conveniências. Eis aqui um argumento falacioso muito utilizado por eles:

"O protestantismo tem como um de seus princípios fundamentais a liberdade religiosa para interpretar a Bíblia. Lutero, que foi um dos grandes nomes da Reforma Protestante, disse, ao escrever ao Papa, que 'não se submeteria a nenhum homem para entender as verdades da Palavra de Deus'. Graças a essa liberdade, ficamos livres do jugo do catolicismo (o qual dizia que só o Papa tinha o poder de interpretar corretamente a Palavra de Deus). Isso fez com que a democracia criada pelo protestantismo permitisse a qualquer pessoa ter plena liberdade para interpretar as Sagradas Escrituras por si só (sem depender de ninguém)"

É justamente aqui o ponto chave deste argumento (e que os homossexuais querem que aceitemos): que cada interpretação é de um jeito. Só que liberdade de interpretação da Palavra de Deus não significa multiplicidade de significados, ou melhor, não quer dizer que todo e qualquer entendimento seja totalmente verdadeiro (ou aceitável). O verdadeiro e único entendimento da Palavra de Deus é dado somente pelo Espírito Santo. Tanto que Jesus disse:

"Mas o Consolador, o Espírito Santo, que é Aquele a quem o Pai enviará em Meu nome, Ele vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que Eu vos tenho dito (na Palavra de Deus)" (João 14:26, o parêntese é meu)

– Utilizam textos bíblicos isolados (ou tirados do verdadeiro contexto) para justificar o seu pecado. Um dos textos preferidos dos homossexuais é este:

"Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Teu amor me era mais precioso do que o amor de todas as mulheres" (2 Samuel 1:26)

Com base neste texto, eles insinuam que Davi e Jônatas tinham um caso homossexual! A mesma coisa é com outros textos (como Rute e Noemi, e o capítulo 4 de Eclesiastes). E chegam ao absurdo de dizer que Jesus e o apóstolo João tinham um caso entre si (só porque João se recostou no peito de Jesus)! Em outras palavras: os homossexuais enxergam perversão onde só existe amizade sincera! Confundem amizade com homossexualismo. Deturpam o verdadeiro significado de amor. Enxergam somente o erotismo em certos relacionamentos.

A verdade é que os homossexuais querem que a Palavra de Deus seja favorável aos seus pecados. Preferem interpretar a Palavra de Deus ao seu bel–prazer ao invés de se converterem. Só que isso, ao invés de livrá-los do castigo eterno, produz o efeito contrário: gera mais e mais culpa diante de Deus!

Uma coisa é certa: um dia, todos os homossexuais estarão diante de Deus para serem julgados! Será que eles estarão prontos para este mesmo dia?

Encerro minha mensagem com 2 versículos para a reflexão de todos (inclusive os homossexuais):

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

Fabricio Sousa disse...

Julio Severo post sua opinião sobre a censura que o comunismo fez a jornalista Rachel Sheherazade que não pode mais emitir opiniões no jornal do SBT.

Everaldo disse...

Para os homossexuais que querem modificar a Palavra de Deus para as suas próprias conveniências, aqui vai uma advertência muito séria:

"E a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, Eu testifico: se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; E se alguém tirar qualquer palavra do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro" (Apocalipse 22:18–19)

Vou repetir, mais uma vez, o que tem sido constantemente dito aqui em alguns comentários: A LEI DE DEUS É SOBERANA, ETERNA, E IMUTÁVEL (NUNCA PODERÁ SER MUDADA POR NADA, E NEM POR NINGUÉM)! A LEI DE DEUS NUNCA SE SUBMETERÁ À VONTADE DE NENHUM HOMEM (SEJA QUEM FOR)! A respeito da lei de Deus, Jesus disse com todas as letras (faço questão de colocar o texto abaixo em caixa alta para chamar a atenção de todos):

"NÃO PENSEIS QUE VIM REVOGAR A LEI OU OS PROFETAS; NÃO VIM PARA REVOGAR, MAS PARA CUMPRIR. POIS EM VERDADE EU VOS DIGO QUE, ATÉ QUE PASSEM OS CÉUS E A TERRA, NENHUM I OU TIL JAMAIS PASSARÁ DA LEI, SEM QUE TUDO SE CUMPRA" (Mateus 5:17–18)

O QUE DEUS ESTABELECE EM SUA LEI NUNCA PODERÁ SER MODIFICADO! SE DEUS, EM SUA LEI, DISSE QUE O HOMOSSEXUALISMO É PECADO, É PECADO E PONTO FINAL (NÃO TEM DISCUSSÃO)! SE DEUS FALOU, ESTÁ FALADO (E FIM DE PAPO)! NINGUÉM NUNCA FARÁ DEUS MUDAR SEUS PRINCÍPIOS! DEUS DETERMINOU ASSIM, E ASSIM SERÁ ATÉ O FIM (ACEITA QUEM QUISER)! QUEM NÃO QUISER OBEDECER AO QUE DEUS DIZ EM SUA LEI, QUE SE ENTENDA COM ELE NO DIA DO JUÍZO FINAL!

Esses homossexuais estão brincando com fogo (e querem continuar na rebeldia contra Deus). Se não se arrependerem dessa vida pecaminosa enquanto ainda há tempo, o juízo que virá sobre eles será pesado. A respeito disso, a Bíblia não deixa nenhuma dúvida:

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

Será que os homossexuais querem pagar pra ver se a lei de Deus é verdadeira ou não?

Eliel disse...

Do jeito que a imoralidade e o pecado já contaminaram o mundo inteiro (e do jeito que o homossexualismo e outras depravações estão sendo escancaradamente divulgadas e incentivadas), eu diria que estamos caminhando a passos largos para o mesmo destino final de Sodoma e Gomorra.

De acordo com as profecias da Palavra de Deus, o cálice da iniqüidade humana está ficando mais cheio a cada dia que passa. E vai chegar um momento em que esse mesmo cálice fatalmente vai transbordar. E quando isso acontecer, aí não vai ter mais jeito: a paciência de Deus vai chegar ao fim e Ele, inevitavelmente, vai entrar em ação para dar um basta na maldade de todo o mundo!

Neste mesmo dia, Jesus voltará. E desta vez será diferente: ao invés de ser o frágil Cordeiro a ser oferecido em sacrifício pelos nossos pecados, Ele agora virá como o Soberano Juiz para julgar a tudo e a todos!

E uma coisa é certa: os homossexuais (e também os seus cúmplices) que não se arrependerem agora de suas nojeiras vão conhecer (e também sentir) todo o rigor da lei de Deus contra o pecado quando estiverem diante de Deus para serem julgados!

Será que esses homossexuais (e seus comparsas) querem ver para crer? Ou eles estão duvidando da justiça de Deus?

Se, mesmo depois deste aviso, eles não quiserem se arrepender, então que eles mesmos encham o cálice da sua própria iniqüidade! Que bebam da ira do Senhor (e estejam prontos para sofrerem as conseqüências)!

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

Gilson disse...

A verdade é a seguinte: Jesus veio ao mundo para salvar a todos os pecadores (e os homossexuais também estão incluídos entre eles).

Se esses homossexuais não quiserem se converter enquanto ainda há tempo, a própria Palavra que foi pregada a eles é quem os condenará. A respeito disso, Jesus foi taxativo:

"Quem rejeitar a Mim e não receber as Minhas palavras, já tem quem o julgue: a Palavra que Eu tenho pregado, essa o julgará no último dia" (João 12:48)

A Palavra de Deus está aí (sendo pregada a todos). Crer ou não crer depende do livre arbítrio de cada um (e cada um, através da sua crença ou descrença, escolhe o seu próprio destino eterno após a morte).

Se os homossexuais (e seus cúmplices) quiserem continuar nessa vida de pecado, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, eles não vão poder dizer que não foram avisados! E aí já será tarde demais para o arrependimento!

Finalizo esta minha mensagem com 2 versículos para a reflexão de todos:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

"Aos homens está ordenado morrerem uma única vez, vindo, após isso, o juízo" (Hebreus 9:27)

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém) disse...

Amado irmão Júlio Severo,

Saudações com a paz do Senhor Jesus

Amado irmão, você tem sido, até agora, a única voz a clamar no deserto, ou melhor, você tem sido um verdadeiro profeta do Senhor Jesus destes últimos tempos, porque você não medo de nada e nem de ninguém (e tem falado, de forma bem direta, certas verdades que muitos estão precisando ouvir).

É uma pena que nem a nossa bancada evangélica e nem muitos líderes de igrejas não têm tido nem 0,001% deste seu empenho na defesa da família, dos bons princípios, e, principalmente, da obediência à Palavra de Deus. Desde já, eu o parabenizo pela sua coragem e pela sua postura firme em não se curvar aos ditames do ativismo gay.

Seria bom se houvesse, aqui no Brasil, mais vozes iguais à sua para combatermos não só o movimento homossexual, como também as políticas esquerdistas a favor do aborto, do feminismo, da legalização das drogas, e de tudo que for contra a Palavra de Deus.

Desde já, você tem o meu apoio total e irrestrito nessa sua luta. Pode contar com as nossas orações (minha e dos irmãos da igreja onde eu congrego). Continue sendo esse valente guerreiro, esse grandioso servo do Senhor Jesus.

Deixo para você estes versículos para reflexão:

"No mundo tereis aflições; mas tende bom ânimo, porque Eu venci o mundo" (João 16:33)

"Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre" (Salmo 125:1)

"Sê fiel até à morte e dar-te-ei a coroa da vida" (Apocalipse 2:10)

Um grande abraço,

Diácono Elias (Igreja Batista Nova Jerusalém)

Thiago disse...

Irmão Júlio,

HOMOSSEXUALISMO É PECADO, E QUEM NÃO ACEITAR JESUS, SE ARREPENDER E NÃO DEIXAR A PRÁTICA DO PECADO VAI PARA O INFERNO.

UM PAI QUE AMA MUITO UM FILHO, O REPREENDE. E LHE DÁ UMA BOA CHINELADA PARA NÃO SE ENVOLVER COM DROGAS OU MÁ COMPANHIA. UM PAI QUE ODEIA, É DISPLICENTE, NÃO DÁ EXEMPLO, E NÃO CORRIGE. POR ISSO ESSA GERAÇÃO ESTÁ PERDIDA. OS QUE REALMENTE AMAM OS HOMOSSEXUAIS SÃO JUSTAMENTE OS EVANGÉLICOS.

QUEM AMA UM HOMOSSEXUAL DEVE AVISAR O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE A PRÁTICA DA SODOMIA. QUE É PECADO, E QUEM PRATICA DEVE TEMER O FOGO ETERNO. QUEM AMA UM HOMOSSEXUAL NÃO O DISCRIMINA, PORÉM, O ALERTA E DIZ QUE UMA VIDA DE PECADO SÓ TRÁS MALDIÇÃO ESPIRITUAL, E DEMÔNIOS. OU SEJA, A PESSOA SÓ TEM A PERDER.

QUEM AVISA AMIGO É!!!

NÃO SABEMOS A HORA QUE PARTIREMOS!!!

E O HOMOSSEXUAL QUE AMA SUA ALMA VAI VIVER EM CELIBATO OU VAI PROCURAR LIBERTAÇÃO EM DEUS E PROCURAR ALGUÉM DO SEXO OPOSTO; OS CRISTÃOS VERDADEIROS AMAM OS HOMOSSEXUAIS E OS RESPEITAM, PORÉM NÃO DEIXAM DE FALAR A VERDADE, POIS É A VERDADE QUE LIBERTA E TRÁS VIDA E VIDA EM ABUNDÂNCIA.

O MUNDO DIZ QUE NÃO HÁ SAÍDA PARA O HOMOSSEXUAL, PORÉM PRA JESUS HÁ SAÍDA, ELE MESMO PODE LIBERTAR QUALQUER PESSOA QUE CREIA NELE.

OBS: AS IGREJAS QUE ACEITAREM O PECADO NÃO ESTÃO AJUDANDO OS PECADORES. ESTÃO DIZENDO PARA ELES QUE DEUS NÃO PODE MUDAR A SITUAÇÃO DELES E AFRONTANDO A PALAVRA DE DEUS. ESSAS IGREJAS ESTÃO ENTRANDO EM APOSTASIA E EM "SUICÍDIO" ESPIRITUAL.

Sugestão de Louvor
Shirley Caesar - This Joy
http://www.youtube.com/watch?v=Tlgl54RaMmY

Anônimo disse...

Os EUA atrasados como sempre. No Brasil esse tipo de publicação já existe. André Musskopf homossexual assumido, diz que é membro de igreja evangélica, lançou um livro pela editora Fonte Editorial (maior editora de títulos liberais ultimamente no Brasil). O nome do livro é uma afronta: VIA(DA)GENS TEOLÓGICAS: ITINERÁRIOS PARA UMA TEOLOGIA QUEER NO BRASIL. No site da editora o livro está a venda.