30 de abril de 2014

Banda gospel Jars of Clay promove apoio ao “casamento” gay


Banda gospel Jars of Clay promove apoio ao “casamento” gay

Tony Perkins
A banda gospel Jars of Clay (cuja tradução é Vasos de Barro) deveria estar empreendendo uma turnê de aniversário de 20 anos — mas se a mais recente controvérsia indica algo, muitos fãs não estarão celebrando.
O vocalista principal Dan Haseltine certificou-se disso na semana passada ao cantar em tom diferente sobre “casamento” homossexual. Essa controvérsia é apenas a mais recente prova de que Haseltine vem aos poucos se desviando da ortodoxia cristã que havia tornado sua banda famosa.
Dois anos atrás, Haseltine, que é co-fundador da Jars of Clay, escreveu numa postagem de blog que ele estava cansado de “carregar nos ombros expectativas evangélicas.”
“Em determinado momento,” ele disse, “eu tinha certeza de quem era Deus e como ele trabalhava. Mas agora não tenho essa certeza.”
Isso realmente se cumpriu na semana passada quando Haseltine postou uma série de tuites indicando que não existe um único argumento — bíblico ou outro — que consiga persuadi-lo de que é errado redefinir o casamento.
“Não quero inflamar as coisas, MAS… existe alguma razão não-especulativa e não-lúgubre por que os homossexuais não devem se casar? Não vejo nenhuma,” ele tuitou. “Estou tentando entender os argumentos conservadores, mas esses argumentos não se sustentam diante de um exame básico. A sensação é a mesma da época em que se lutou para as mulheres terem o direito de votar. O fato é que não vejo efeito negativo em se permitir o casamento gay.”
Dan Haseltine
A opinião chocante do vocalista no Twitter surpreendeu — e então irou — os fãs da banda, muitos dos quais haviam seguido a ascensão monumental da banda ao estrelato (inclusive três Grammys) desde a década de 1990. “Quer saber uma boa razão para se opor ao ‘casamento’ gay?” as pessoas responderam: Que tal “Deus diz”?
Vários fãs dispararam referências do Novo e Antigo Testamento repetindo a opinião de Deus acerca da sexualidade. Haseltine deu de ombros, explicando: “Não me importo com a postura da Bíblia sobre o que é ‘errado.’ Importo-me mais sobre como a Bíblia diz que devemos tratar as pessoas… Tuitar versículos da Bíblia para resolver meus questionamentos sobre casamento gay não é útil. Respostas simples para questões complexas. Isso cansa.”
Isso só piorou as coisas.
Finalmente, depois de um dilúvio de tuites — quase todos negativos — Haseltine parou totalmente a conversa. Ele pediu desculpa por sua “escolha equivocada de palavras,” mas não por sua posição. Infelizmente para Jars of Clay, Haseltine conseguiu terminar o diálogo, mas não a repercussão negativa. Várias emissoras rádios cristãs estão removendo a banda de suas listas musicais, e outros estão deletando as músicas de suas coleções.
“Fiquei sabendo que algumas emissoras de rádio estão removendo minhas músicas,” o cantor disse no Twitter. “Por que?”
Paulo deixa bem claro o motivo em 1 Coríntios 5. Como é que as igrejas evangélicas esperam influenciar a cultura da sociedade quando os evangélicos estão deliberadamente colocando em risco a verdade de Deus?
Tony Perkins é presidente do Conselho de Pesquisa da Família.
Traduzido por Julio Severo do artigo da revista Charisma: Christian Band Drums Up Support for Gay Marriage
Leitura recomendada:
Sobre cantores gospel

17 comentários :

Anônimo disse...

Quem sabe depois dessa os cristãos aprendam uma verdade elementar: Música Gospel não é Louvor. é um gênero popular e comercial como qualquer outro. Cantores que entram no circuito comercial da música popular usando o Marca-Gospel como sinônimo de louvadores, são todos ENGANADORES. Não é sem motivo que a globo dá o seu apoio a todos eles.

Anônimo disse...

Exemplo classico da apostasia.

ÉLQUISSON disse...

Eu creio que esse vocalista dessa banda disse isso simplesmente porque não está vendo Deus agir com rigor contra os homossexuais. É como diz muito bem o livro de Eclesiastes:

"Porquanto não se executa logo o juízo sobre a obra má, por isso o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto a fazer o mal" (Eclesiastes 8:11)

Em outras palavras: porque Deus não castiga logo quem está praticando o homossexualismo, então muitos acham que Deus não vai fazer nada contra quem está pecando.

Está totalmente errado quem pensa assim. Deus deixa o homem à vontade pra agir como quiser. Porém, dia sim dia não, inevitavelmente haverá a prestação de contas. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

A nossa obrigação, como cristãos, é pregar a Palavra de Deus para todo e qualquer pecador (inclusive o homossexual). É como Jesus diz:

"Ide por todo o mundo e pregai o evangelho para toda criatura" (Marcos 16:15)

Pregamos a Palavra de Deus, porém ninguém é obrigado a aceitar (todo mundo é dotado de livre arbítrio). A Palavra de Deus diz que a pregação não é por força, e nem por violência (Zacarias 4:6). Não podemos obrigar um homossexual a se converter se ele não quiser. Só tem quem o poder de converter o homem é o Espírito Santo (como Jesus diz em João 16:8).

Só que tem um detalhe: o homossexual que já ouviu a pregação e, mesmo assim, não quis se converter já não será mais inocente diante de Deus! No dia do juízo final, este mesmo homossexual não vai poder dizer que não foi avisado (não vai ter desculpa)!

A verdade é esta: o pecado já seduziu os homossexuais de maneira tão forte, que eles já não sentem mais nenhuma vontade de abandonar esse estilo de vida. Por que isso? Porque o diabo os cegou a ponto deles não verem o grande amor que Jesus tem por todos eles. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (2 Coríntios 4:4).

A Bíblia diz que "um abismo chama outro abismo" (Salmo 42:7). Tal é a situação espiritual e mental dos homossexuais. Estão aprisionados pelos poderes das trevas (e também pela sua própria cobiça, juntamente com a sua luxúria e sua devassidão). Deste inferno aonde estão momentaneamente condenados, só poderão sair com a ajuda de Deus. Entretanto, eles teriam que ter humildade o suficiente para fazer algo muito difícil (e muito humilhante) que um orgulhoso amante de si mesmo jamais teria coragem de fazer por vontade própria: negar a si mesmo e suplicar por misericórdia da parte de Deus!

Alguém daqui ainda tem alguma dúvida quanto a isso?

Everaldo disse...

Em relação ao casamento, não há o que discutir: o verdadeiro e único casamento válido diante de Deus é somente de um homem com uma mulher. Deus criou assim, e assim será até o fim (e ponto final).

É somente através deste mesmo casamento (de um homem com uma mulher) que é possível a formação de uma família. Vejamos o que o próprio Senhor Jesus nos ensinou a respeito disso:

"Não lestes que Aquele que os criou no princípio macho e fêmea os fez, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e ambos serão uma só carne? Assim não são mais dois, mas somente uma carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem" (Mateus 19:4–6)

Querer mudar esta lei significa estar em rebelião contra o Criador. E quem se rebelar contra o que Deus determinou certamente pagará muito caro: ou ainda nesta vida, ou, o que é pior, após a morte! Em virtude disso, não foi sem razão que o apóstolo Paulo disse:

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

O ser humano possui uma determinada liberdade para agir como quiser. Porém, esta mesma liberdade é estabelecida dentro de alguns limites impostos por Deus. Não foi sem razão que alguém disse: "O excesso de liberdade é uma porta aberta para o mal". Liberdade não pode (e nem deve) ser confundida com libertinagem. Temos que ter plena consciência de que responderemos pelo mau uso que fizermos da liberdade que nos foi dada por Deus. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

E digo mais: casamento entre duas pessoas do mesmo sexo (de um homem com outro homem, ou de uma mulher com outra mulher) é anti–natural, é uma verdadeira aberração, uma imoralidade, e, principalmente, é algo demoníaco. O diabo só quer corromper e destruir as coisas boas que Deus criou. Quem despreza a obediência à Palavra de Deus está escolhendo ser escravo do diabo!

Precisa dizer mais alguma coisa?

FLAVIA VITÓRIA disse...

só mas um apostata. e como disse nosso amigo música gospel é só um gênero. Não louvor a Deus.
"Eis que nos últimos dias, muitos se afastaram da fé, dando ouvidos a doutrinas de demônios. ora vem senhor Jesus.

Bárbara disse...

Fico extremamente triste com isso. Acompanho o trabalho dessa banda desde o início e já faz algum tempo (alguns álbuns) que venho percebendo que eles haviam trocado o louvor a Deus por louvar o amor entre um homem e uma mulher. É uma linha muita fina quando um adorador começa a adorar a própria adoração e não a Deus. E toda essa mentira homossexual começou com essa sutileza, os filmes, as músicas, tudo falava do "amor da minha vida", "não posso viver sem você"... Tudo bem enquanto isso se manteve dentro do matrimônio...mas quando sem perceber o amor da vida não é mais a pessoa com qual estou casado, e sim outro alguém? Sutilmente as pessoas começaram a torcer pela destruição da família a fim de que esse "amor verdadeiro" que não passa da maior mentira e sutileza do inimigo, pudesse acontecer...porque só se pode ser feliz com o "amor da sua vida" e "Deus quer a nossa felicidade"! Estou tão saturada dessa mentira destruidora que não consigo nem mais assistir televisão por mais de 10 min!
Primeiro que o amor de qualquer vida é Jesus Cristo! Não existe outro amor que possa nos completar além dele! Segundo que não existe felicidade longe da vontade e dos princípios de Deus...se alguém acha que encontrará felicidade quebrando algum desses princípios está somente dando um tiro no próprio pé...
E foi isso que aconteceu, até mesmo com essa banda. Adorou o "amor verdadeiro" e esqueceu de adorar a quem é a fonte desse amor. Até que sutilmente o inimigo soprou sobre toda sociedade...e se o seu amor verdadeiro fosse uma pessoa do mesmo sexo? Pronto! Tudo pelo amor! Mas ninguém sabe que isso não é amor, é pura imoralidade, cobiça da carne...porque a única fonte de amor é o próprio Deus, e Ele não vai contra sua Palavra. Ele é o Deus que restaura casamentos, e não os destrói.
Fico realmente triste que os adoradores tem se deixado infiltrar por mentiras tão obscenas... E como o próprio Haseltine disse...essa confusão toda só aconteceu, e acontece, porque ele deixou de escutar a voz do Esp. Santo e ter a certeza de qual é a vontade de Deus.

Pastor Raimundo (Igreja do Evangelho Quadrangular) disse...

Respondendo à Flávia Vitória e à Bárbara,

Infelizmente, a música mundana já contaminou a igreja cristã. Tudo que é ritmo vem sendo adaptado: rock gospel, samba gospel, funk gospel, rap gospel, enfim, é tanta sujeira rotulada de gospel (ou cristã) que está se infiltrando nas igrejas. E o mais absurdo disso tudo é que tem muita gente dizendo que se sentiu edificada após ouvir estas aberrações!

E como muitos não têm uma visão espiritual suficientemente desenvolvida, aí o diabo e os demônios deitam e rolam (e enganam facilmente a muitos). É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (2 Coríntios 4:4)

Talvez seja esta a razão para muitas igrejas ditas cristãs estarem indo de mal a pior, escandalizando o nome do Senhor, gerando frutos podres, ovelhas fracas e despreparadas espiritualmente, e se corrompendo com a sujeira do mundo. Em outras palavras: ao invés da igreja estar sendo alimentada com a pureza da Palavra de Deus, está havendo a contaminação com o pecado. Mais uma vez, o apóstolo Paulo se manifesta:

"Mas o Espírito expressamente adverte que em tempos posteriores muitos apostatarão da fé, e darão ouvidos aos espíritos enganadores e às doutrinas de demônios" (1 Timóteo 4:1)

O verdadeiro louvor a Deus é um cântico espiritual (inspirado pelo Espírito Santo). Novamente, o apóstolo Paulo diz algo pertinente em relação a isso:

"Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração" (Efésios 5:19)

Pra mim, o único louvor aceitável dentro da igreja é o que vem dos hinos da Harpa Cristã. Os hinos desta mesma harpa são músicas que regozijam o espírito de quem louva (e faz o cristão se sentir mais perto do Céu). Fora isso, o resto é podridão de origem diabólica.

Alguém concorda comigo? Se alguém daqui quiser se manifestar, esteja à vontade.

Anônimo disse...

Pastor Raimundo... existem sim muitos "louvores" que cantam heresias e não exaltam ao Senhor.
Mas acredito que nos ater somente às músicas da harpa é por limites ao que o Esp. Santo coloca em nosso coração.
A Bíblia fala para cantarmos novos cânticos ao Senhor!

"Cantai ao SENHOR um cântico novo, cantai ao SENHOR toda a terra."Salmos 96:1

Acredito que existe uma canção que o Esp. Santo coloca dentro do coração de cada um que crê, e é lindo quando a cantamos todos juntos subindo como aroma agradável ao Senhor!

Deus abençoe!

teas disse...

É tanta coisa gospel que em breve teremos um "inferno gospel". Gospel me lembra cuspir, é o que Deus faz com os que são mornos, um pouco de Deus, um pouco do mundo.

Mary Ann Silvian disse...

Aposto que vão usar o nome do Senhor pra fazer campanha á essa causa horrenda, casamento gay. Eles, mais do que os gentios, deveriam saber de que Deus abomina isso. Mas pelo jeito, o dinheiro e os negócios da fama, subiram á mente. Ô medo do politicamente correto. Vão perder o maior tesouro que poderiam ter na vida: Deus. Espero que os verdadeiros cristãos boicotem essa e qualquer outra bandinha "mente aberta".

Wellington disse...

Teas,

Você disse tudo. Morno, de acordo com a Bíblia, é aquele que se diz cristão, mas não combate com firmeza o pecado. Foi justamente isso que Jesus mandou o apóstolo João escrever na carta para a igreja de Laodicéia:

"Eu conheço as tuas obras: não és frio e nem quente; quem Me dera se fosses frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, estou a te vomitar da Minha boca" (Apocalipse 3:15–16)

Quem é morno é, às vezes, pior do que o ímpio. O ímpio já sabe que direção seguir. É um caminho que é errado, mas que já foi escolhido (pelo menos uma decisão já foi tomada). Já o morno é aquele que, como se diz no popular, fica "em cima do muro": não sabe para onde vai. Em outras palavras: não abandona a Jesus, mas também não resiste a certas tentações do diabo.

Foi por isso que o apóstolo Tiago disse:

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tiago 4:17)

Em outras palavras: aquele que sabe que deve combater o pecado e não toma uma atitude (ou seja, não diz nem faz nada contra o pecado) é cúmplice do pecado (e é tão ou mais culpado quanto o próprio pecador)!

O verdadeiro cristão não pode (e nem deve) ser morno. O verdadeiro cristão tem uma só palavra, uma só escolha, segue somente uma única direção, e é firme em suas convicções. Em suma, o verdadeiro cristão obedece ao que Jesus diz:

"Seja, porém, a vossa palavra: Sim, sim; Não, não; porque o que passar disto é de procedência maligna" (Mateus 5:37)

"Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou amará a um e odiará o outro, ou há de se dedicar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom" (Mateus 6:24)

"Quem não é por Mim, é contra Mim; e quem Comigo não ajunta, espalha" (Mateus 12:30)

A mesma coisa é dita pelo apóstolo Paulo:

"Não podeis beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios; não podeis participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios" (1 Coríntios 10:21)

"Não vos coloqueis num jugo desigual com os incrédulos. Pois, que sociedade a justiça tem com a injustiça? E que união pode haver da luz com as trevas? E que aliança há entre Cristo e o maligno? E que parte tem o fiel com o infiel? E que concordância existe do templo de Deus com os ídolos? Pois vós sois o templo do Deus vivente; como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e Eu serei o seu Deus, e eles serão o Meu povo. Pelo que saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis em nada imundo, e Eu vos receberei; E Eu serei para vós Pai, e vós sereis para Mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo–Poderoso" (2 Coríntios 6:14–18)

Com Deus, não tem meio–termo nem coluna do meio: ou você está a favor Dele, ou você é contra Ele!

Quantos, que se dizem cristãos, estão cientes disso?

Tobias disse...

Respondendo à Mary Ann Silvian,

Amiga Mary Ann Silvian,

O apóstolo Pedro disse com todas as letras:

"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

O mundo pode mudar a todo instante, se auto–denominar "moderno", "liberal", "atualizado", "mente aberta", enfim, a lei, os princípios morais e os costumes do mundo podem mudar a todo momento. MAS A LEI DE DEUS É SOBERANA, ETERNA, E IMUTÁVEL (NUNCA PODERÁ SER MUDADA POR NADA, E NEM POR NINGUÉM)! DEUS NUNCA MUDARÁ A SUA LEI PARA AGRADAR A NINGUÉM (SEJA QUEM FOR)! A RESPEITO DA LEI DE DEUS, JESUS FOI TAXATIVO (FAÇO QUESTÃO DE TRANSCREVER EM CAIXA ALTA AS PALAVRAS DE JESUS):

"NÃO PENSEIS QUE VIM REVOGAR A LEI OU OS PROFETAS; NÃO VIM PARA REVOGAR, MAS PARA CUMPRIR. POIS EM VERDADE EU VOS DIGO QUE, ATÉ QUE PASSEM OS CÉUS E A TERRA, NENHUM I OU TIL JAMAIS PASSARÁ DA LEI, SEM QUE TUDO SE CUMPRA" (MATEUS 5:17–18)

SE DEUS, NA SUA LEI, DISSE QUE HOMOSSEXUALISMO É PECADO, É PECADO (E PONTO FINAL)! SE DEUS FALOU, ESTÁ FALADO (E ACABOU-SE)! O QUE DEUS DETERMINA NA SUA LEI NINGUÉM JAMAIS PODERÁ CONTESTAR!

Quem decide questionar o que Deus diz em Sua lei está se fazendo amigo do mundo (e ficando contra Deus). A respeito disso, o apóstolo Tiago escreveu:

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, todo aquele que se faz amigo do mundo se torna inimigo de Deus" (Tiago 4:4)

Eu pergunto: que autoridade moral um pecador tem para questionar a lei de um Deus Santo?

Levita Ivanildo disse...

Respondendo à Flávia Vitória, à Bárbara, e à Mary Ann Silvian,

Eu nunca assistiria a nenhum show de música (mesmo que se intitule cristão). Na maioria das vezes, o que acontece nesses mesmos shows é o público se agitar de modo frenético e descontrolado. Isso quando não há gritos, palavrões, agressões, e outras manifestações. Eu perguntaria: um verdadeiro cristão agiria assim? Quando a pessoa se agita deste modo, está sendo influenciada por quem?

Um outro exemplo de astúcia satânica (que tem iludido a muitos) é o tal "Festival Promessas" (exibido pela Globo), onde há a apresentação de artistas gospel. Eu digo sem medo: não tem nada de cristão naquele evento. O que acontece ali é uma verdadeira apostasia. É um bando de pessoas intituladas cristãs (mas que são, na verdade, apóstatas), que dizem estar fazendo algo a favor do evangelho, quando, na verdade, não há nenhum louvor naquele meio. Os que estão ali se dizem cristãos, mas, na verdade, são totalmente carnais (não tem nada de espiritual ou sagrado).

A verdadeira adoração a Deus é totalmente diferente desse lixo global pactuado com as trevas. A única música que pode ser considerada verdadeiramente cristã são os hinos da Harpa Cristã (que são cantados dentro da igreja). Fora isso, o resto é querer colocar o mundanismo da música secular dentro da igreja.

Lembremos do que disse o apóstolo João:

"Não ameis o mundo, e nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, e dos olhos, e a soberba da vida, não são do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, assim também como o seu desejo; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre" (1 João 2:15–17)

Precisa dizer mais alguma coisa?

Anônimo disse...

O que os defensores do "casamento gay" não percebem é que o ônus da prova é deles. Se não, vejamos: Existe um fenômeno humano universal que é o casamento. O casamento, como tem acontecido entre os seres humanos, desde que há seres humanos, consiste no seguinte:
1. Seres humanos formam pares de macho e fêmea, ligados por desejo, sentimentos, lealdade, e vida em comum.
2. Tais pares são estáveis, durando normalmente anos, e freqüentemente até a morte de um dos cônjuges.
3. Tais pares são reconhecidos naturalmente pela sociedade em que se inserem, que normalmente os honra e celebra.
4. Tais pares normalmente resultam na geração de filhos.
5. Normalmente é considerado que os genitores tem o direito e a honra desempenharem um papel central na educação e cuidado dos filhos.

Isto não é algo que alguém inventou, é o que acontece na espécie humana naturalmente, é muito anterior à existência do estado e de outras instituições. Como dizia Chesterton, a família é uma instituição anárquica, no sentido de que não é derivada do governo civil, pelo contrário, é anterior a este e provavelmente causa dele.

Ora o surgimento da "família gay" não foi um acontecimento natural, vindo da sociedade, mas uma imposição de políticos, ativistas judiciais e engenheiros sociais. Isto aconteceu num certo tipo de sociedade, numa certa época, fruto de certas pressões políticas muito fortes, causadas por objetivos estratégicos totalitários. Jamais surgiu naturalmente, mesmo naquelas sociedades que não rejeitavam, ou pouco rejeitavam o relacionamento homossexual.

Dizer que tal "instituição" inventada, artificial, forçada sobre a sociedade, é igual a uma outra que precede a todas, e que existe naturalmente e universalmente, é uma afronta à lógica e à inteligência. Declarar que "casamento gay" não é casamento seria uma obrigação intelectual de todo ser humano inteligente, honesto e sensato, independentemente de sua cosmovisão, religião (ou falta dela) ou posições políticas. Mas o problema é que certas posições políticas levam, mesmo os homens inteligentes, a agirem de forma insensata e desonesta.

Anônimo disse...

O ser humano, com seu "sábio" coração (veja: "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" - Jeremias 17:9) pensa ser capaz de reinventar a roda. E, como um abismo chama incontáveis outros, as denominações se empanturraram de psicologia (manda mais que a Bíblia nos seminários), política das trevas ("sucialismo"), ambientalismo (vamos salvar... o planeta) e, ocultismo (maçonaria). Assim, nada mais "natural" (sic) do que enfiar a musica do diabo na igreja (afinal, é para o Senhor e Ele vai entender). Penso que a Palavra, por si só, já é o suficiente do suficiente e, a Harpa Crista ou o Hinário para o Culto Cristão constituem louvores inspirados pelo Senhor, o qual não cobra "direito" autoral em reais e, ou, dólares.
P.S.: Não sei se é algum tipo de humor lá do alto, mas, o coração se projeta mais do lado esquerdo do ser humano porque é enganoso ou é enganoso e, assim, se projeta mais do lado esquerdo. A Palavra diz: "O coração do sábio está à sua direita, mas o coração do tolo está à sua esquerda." - Eclesiastes 10:2.
Qto a mim, nao compro nem ouco musica que, seguramente, o lado comercial foi determinante para o "louvor"
Antonio.

Edmilson disse...

Eis aqui um texto que serve para a reflexão de muitos (principalmente os esquerdistas, homossexuais, e incrédulos):

A vinda do Senhor (2 Pedro 3:1–18)

1 Amados, esta é a segunda epístola que vos escrevo; em ambas procuro despertar com exortação o vosso sincero ânimo;
2 Para que vos recordeis das palavras que foram ditas inicialmente pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador, por meio dos vossos apóstolos.
3 Sabendo primeiramente isto: que, nos últimos dias, virão escarnecedores, que andam segundo as suas próprias concupiscências,
4 E dirão: Onde está a promessa de Sua vinda? Pois desde que os nossos pais dormiram, todas as coisas permanecem exatamente iguais como desde o início da criação.
5 Eles deliberadamente ignoram isto: que, pela Palavra de Deus, desde a antigüidade, já existiam os Céus e a Terra, a qual foi tirada da água e no meio da água subsiste.
6 Por quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio.
7 Mas os Céus e a Terra que agora existem, pela mesma Palavra, se reservam para o fogo até o dia do juízo e da perdição dos homens ímpios.
8 Mas, amados, não podeis esquecer de uma coisa: um dia, para o Senhor, é igual a mil anos; e mil anos, para Ele, é igual a um dia.
9 O Senhor não retarda a Sua promessa, ainda que muitos a julguem demorada; mas Ele é paciente e longânimo convosco, não querendo que nenhum de vós se perca, senão que todos venham a se arrepender.
10 O dia do Senhor, porém, virá como o ladrão da noite, no qual passarão os Céus com enorme estrondo, e os elementos, ardendo, se fundirão; e a Terra e as obras que nela há, se queimarão.
11 Havendo, portanto, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato e piedade,
12 Aguardando e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os Céus em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
13 Mas nós, segundo a Sua promessa, esperamos um novo Céu e uma nova Terra, onde habita a justiça.
14 Pelo que, amados, aguardando a vinda de tais coisas, procurai que Dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
15 E tende por salvação a longanimidade do nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, conforme a sabedoria que lhe foi dada;
16 Falando disso, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente outras Escrituras, para sua própria perdição.
17 Portanto, amados, vós, sabendo disto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano de homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados e descaiais da vossa firmeza;
18 Antes crescei na graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja dada toda glória, tanto agora como no dia da eternidade. Amém.

Anônimo disse...

"Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar" (Apocalipse 22:11)