31 de março de 2014

Vereadores pretendem denunciar pastor queniano ao MPF por “homofobia”


Vereadores pretendem denunciar pastor queniano ao MPF por “homofobia”

Perseguição contra evangélicos cresce em Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Julio Severo
Os vereadores de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, pretendem denunciar o pastor queniano David Owuor, conhecido nos meios evangélicos por um ministério de profecias, por “homofobia” e “desrespeitar a Constituição brasileira,” porque durante culto no Parque das Nações Indígenas, o pastor da África criticou o pecado homossexual e o pecado de mulheres que usam saia curta.
Pr. David Owuor
Em 27 de março, um grupo, liderado pelo vereador Paulo Pedra (PDT), que é católico liberal, decidiu denunciar o caso ao MPF (Ministério Público Federal), que é o órgão competente para investigar estrangeiros.
O requerimento pedindo a investigação por “homofobia” e por desrespeitar o artigo 5º da Constituição Federal, que prevê liberdade individual, obteve o apoio dos vereadores Luiza Ribeiro (PPS), João Rocha (PSDB), Chiquinho Telles (PSD) e Waldecy Chocolate (PP).
Eles querem a investigação do pastor pentecostal por ter declarado que os homossexuais não vão herdar o Reino de Deus. O pastor, que reuniu 10 mil pessoas no Parque das Nações Indígenas, disse também que as moças não podem ir à igreja com saias curtas e calças apertadas.
Nada de “minissaias, calças apertadas, mentiras, falsidade, prosperidade, fumo e a bebida. Se esforcem para viver em paz com todos os homens e serem santos,” pregou ele, em estilo pentecostal clássico, para o público evangélico, que o aplaudiu e gritou “aleluia.”
O vereador Alceu Bueno (PSL), falando em nome da bancada evangélica da Câmara de Campo Grande, repudiou a atitude dos vereadores que estão perseguindo o pastor queniano.
“Não comungo com a ideia de cinco vereadores que estão pedindo investigação no Ministério Público Federal contra o queniano. Acho que pegaram a palavra dele fora do contexto. Ele só citou a Bíblia, que como todo o evangelho condena o homossexualismo,” afirmou Alceu Bueno.
Na sessão da próxima terça-feira (1 de abril), Bueno disse que vai pedir ao vereador Paulo Pedra que desista do requerimento contra o pastor pentecostal. “Se não pudermos abrir a Bíblia e dizer o que ela fala, vamos ter que rasgá-la,” argumentou o vereador evangélico.
Ao contrário do que considerou Pedra, para Bueno o pastor queniano “não foi infeliz, só citou a Bíblia.” Indagado pela imprensa sobre os versículos bíblicos que são contra o homossexualismo, o vereador do PSL citou Levítico 20:13: “Quando o homem se deitar com outro homem como se fosse mulher, ambos fizeram abominação diante do senhor”. Ele disse também que o Novo Testamento igualmente condena a homossexualidade, conforme Coríntios 6:9.
A bancada evangélica da Câmara é composta pelos vereadores Alceu Bueno (PSL), Elizeu Dionízio (SDD), Rose Modesto (PSDB), Flávio Cesar (PT do B) e Mario Cesar (PMDB).
Campo Grande tem se destacado por uma crescente perseguição aos evangélicos que assumem uma postura contra o pecado homossexual.
Em 2007, a Defensoria Pública de Campo Grande iniciou uma ação civil contra Náurio Martins França, autor do livro “A Maldição de Deus sobre o Homossexual: o homossexual precisa conhecer a maldição divina que está sobre ele.” Na época, o caso dele repercutiu no mundo todo, por recomendação minha, no portal pró-família internacional LifeSiteNews, através de uma matéria intitulada “Evangélico é censurado e multado por fazer comentários ‘homofóbicos’ em livro.”
Náurio Martins França
A sentença fora aplicada pelo juiz da Vara de Direitos Difusos Coletivos e Individuais, Dorival Moreira dos Santos. O magistrado, que havia determinado a retirada dos livros das bancas, ordenou que o escritor evangélico pague agora uma indenização de R$ 2 mil.
Ao entrar com a ação que proibiu o comércio do livro, a Defensoria Pública sustentou que a publicação tinha “conteúdo declarado preconceituoso homofóbico, transmite a ideia de que o homossexual é amaldiçoado por Deus.”
Náurio, negando que seu livro estaria incitando a violência contra homossexuais, declarou que a intenção era convertê-los à religião evangélica. A defesa do escritor sustentou que ele, ao escrever o livro, exercera o direito constitucional de liberdade de pensamento, opinião e religião.
Em sua decisão, o juiz Dorival dos Santos reconhece o valor dos direitos constitucionais citados pelo escritor, mas menciona outro trecho da Constituição, que trata da igualdade e dignidade da pessoa humana. Para ele, a homossexualidade está diretamente ligada à igualdade e dignidade da pessoa humana, sendo assim muito mais importante do que a liberdade de pensamento, opinião e religião.
Náurio, que é membro da Igreja Internacional da Graça em Campo Grande, teria mandado imprimir em torno de 600 livros. Trezentos exemplares foram confiscados por determinação judicial. O restante já havia sido vendido.
No mesmo ano, um grupo formado por GLBTs (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros) fez uma manifestação queimando um exemplar do livro de Náurio na frente da Igreja Internacional da Graça, localizada na Avenida Afonso Pena, sem que as autoridades vissem crime de ódio no ato.
Mesmo sem nenhuma lei no Brasil contra um “crime” neurótico de “homofobia” — termo interpretado por seus promotores neuróticos como qualquer contrariedade ao comportamento homossexual —, aumentam os casos de perseguição em outras partes do Brasil:
Com informações de Campo Grande News, Grande FM e MidiaMax.
Leitura recomendada:

26 comentários :

Anônimo disse...

Irmão Júlio, Todo o aparato de ONGs internacionais estão à captura de pastores Quenianos por causa da Lei que foi aprovada lá. É lógico que os "papagaios de pirata" aqui no Brasil iriam repercutir a pressão que os ORGANISMOS INTERNACIONAIS GAYZISTAS APOIADOS POR OBAMA. Esse pastor somente pregou A Palavra, nada mais. Mas pelo visto, caminhamos para um mundo onde se Pregar o Evangelho será o MAIS IMUNDO DOS PECADOS.

obs: NÃO CONCORDO COM A LEI APROVADA NO QUÊNIA, QUE PUNE COM PRISÃO PERPÉTUA OS QUE PRATICAM O HOMOSSEXUALISMO. As pessoas são livres, se quiserem levar a sua vida dessa forma, que vivam como bem entenderem.
Tudo bem um país pró-família e pró-evangelho apoiar políticas que não autorizem o casamento gay ou adoção de crianças por parte dos mesmos, mas no Quênia o movimento anti-gay extrapolou ao apoiar punições criminais, como no cado da prisão perpétua.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

De acordo com o pensamento politicamente correto do governo (e dos homossexuais), ser homofóbico é:

– obedecer somente à Palavra de Deus (e dizer que o homossexualismo é pecado);

– não aceitar a doutrinação gay para as nossas crianças (e nem o kit gay nas escolas);

– ser contra o casamento gay (e ser contra as paradas gays);

– ser contra o homossexualismo (e ser contra toda e qualquer lei a favor dos homossexuais).

Se ser homofóbico significa ser tudo isto, então eu posso dizer com todas as letras (e com muito orgulho): eu sou homofóbico (com "H" maiúsculo).

Podem fazer qualquer lei ímpia que obrigue a todos (até mesmo com ameaças de morte) a aceitarem o homossexualismo, mas, ainda assim, eu JAMAIS IREI ME CURVAR AOS DESEJOS DO DIABO E DOS HOMOSSEXUAIS. Eu, como cristão, sempre prego (e sempre continuarei a pregar) contra o pecado. Nunca vou deixar de dizer que o homossexualismo é pecado (não estou nem aí para o que os homossexuais vão pensar de mim). Faço como disse o apóstolo Pedro:

"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

A lei de Deus é soberana, eterna e imutável (nunca poderá ser mudada por nada, e nem por ninguém). Para Deus, pecado (seja qual for, inclusive o homossexualismo) é pecado sempre (e ponto final). A lei de Deus nunca irá se sujeitar (ou "se adaptar") aos tempos modernos ou ao "politicamente correto" do governo, dos homossexuais, dos abortistas, dos falsos profetas, dos pastores progressistas, dos esquerdistas, comunistas, marxistas, socialistas, e dos falsos evangelhos. A lei de Deus não foi feita para agradar aos homens (e nunca irá se sujeitar a homem nenhum). A respeito da lei de Deus, Jesus foi taxativo:

"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra" (Mateus 5:17–18)

De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia para julgar a todos (inclusive os homossexuais e seus cúmplices). O próprio Jesus garantiu na Sua Palavra:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e para que entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos me xingaram de fundamentalista, homofóbico, preconceituoso (e de outros nomes feios que eu nem vou publicar aqui, por uma questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: eu já fiz a minha parte (que é pregar contra o pecado). Estou com a minha consciência tranqüila (até porque eu já cumpri o meu dever de cristão). Se, mesmo assim, esses homossexuais não quiserem se converter, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, será cada um por si diante de Deus na hora de prestar contas. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Guilherme disse...

Eu queria ver se esse pessoal seria tão feroz se fosse um muçulmano que disse essas palavras...

Anônimo disse...

Presbítero Valdomiro, tudo bem dizer que o homossexualismo é pecado, porém temos QUE AMAR MUITO OS HOMOSSEXUAIS. Temos que ter misericórdia de seus sofrimentos, pois realmente ele vivem uma vida em que são muito insultados e rejeitados. A nossa arma para GANHÁ-LOS PARA JESUS É O AMOR MAIOR.

Irmão, uma coisa é o movimento político LGBT, outra coisa sãos os homossexuais comuns. O grupo político se utiliza dos sofrimentos dos homossexuais para se armar contra o cristianismo. Quando você faz um discurso amargurado e endurecido, você então está dando armas para que esse grupo político ataque ainda mais os cristãos.

Não seja HOMOFÓBICO, seja PECADOFÓBICO. Odeie o pecado, porém tenha muito AMOR PARA COM OS QUE SOFREM NAS GARRAS DE SATANÁS. ELES REALMENTE VIVEM UMA VIDA INFELIZ!!! AME AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO.

Eliel disse...

Respondendo ao Anônimo,

Anônimo,

Grande parte do que o presbítero Valdomiro diz tem bastante sentido. Ele não está sendo homofóbico (como você alega). Ele está apenas cumprindo o dever dele de cristão (que é pregar contra o pecado).

Se dependesse somente de Deus, toda a humanidade seria salva. O problema é que o homem não quer ser salvo por Deus. Falando num tom bem direto: o homem não quer obedecer a Deus (ou melhor, não quer deixar de pecar).

Por que eu digo isso? Pelo seguinte motivo: obedecer a Deus significa renunciar ao pecado. Obedecer a Deus significa ter uma vida de sacrifícios, de obrigações a cumprir, de ser luz num mundo de trevas. No caso dos homossexuais, qual deles, hoje, desejaria deixar de ser homossexual? Qual deles aceitaria deixar de viver uma vida de pecado para viver uma vida de santidade? Eu, particularmente, não conheço nenhum que deseje fazer isso (inclusive, já fui hostilizado por muitos homossexuais por pregar a Palavra de Deus para alguns deles).

Sim, é verdade que temos que amar o pecador (no caso, o homossexual). Só que é preciso que uma coisa fique bem clara: DEVEMOS AMAR O PECADOR, MAS TAMBÉM DEVEMOS CONDENAR O PECADO!

Se eu já preguei a Palavra de Deus para um homossexual e, mesmo assim, ele não quis se converter, eu não posso ser culpado se ele for condenado ao inferno após a morte! A minha parte como cristão (que é alertar contra o pecado) eu já fiz. A própria Bíblia é bem clara ao dizer que Deus não tem o culpado por inocente (Êxodo 34:7). Portanto, quando esse mesmo homossexual que ouviu a minha pregação estiver diante de Deus para ser julgado, ele não vai poder dizer que não foi avisado!

Eu diria mais: alguns homossexuais que se conseguem se converter só fazem isso quando já não há mais jeito (ou quando eles não têm mais para quem apelar). Em outras palavras: muitos só se convertem pela dor (ao invés de ser pelo amor). Perto da cidade onde eu moro, teve um que se converteu só quando soube que já estava com AIDS! E ele só tomou esta decisão porque já tinha sido desenganado pelos médicos (que disseram que ele só viveria, no máximo, 3 meses)! Se ele não tivesse sido diagnosticado com esta doença, com certeza ele não se converteria!

E então, o que você me de um caso desses?

Aguardo uma resposta sincera da sua parte!

FOGOSPEL disse...

Isso é um absurdo! Ditadura Gay! Eles vão pra rua fazem o que querem não respeitam ninguém e nenhum movimento combate isso.
Esse conceito de biblia homofóbica é do diabo. a Biblia relata tudo que Deus condena, entre outras coisas o homossexualismo e ponto!

Anônimo disse...

Irmão Eliel, eu concordo com você!!! E também com o Presbítero Valdomiro!!! Só acho que vocês se expressam de forma errada. O homossexualismo é pecado e ponto. O Homossexual que quiser ser salvo deve se arrepender se abstendo do sexo ou pedindo uma mudança pra Deus e se casando com alguém do sexo oposto.

Agora, você pode falar isso de forma bruta, dura e amarga. Ou você pode falar a mesma coisa de forma amorosa, de forma respeitosa, etc... Eles são tão pecadores quanto nós, e sofrem muito, são rejeitados, são humilhados, e não escolhem essa vida, mas SATANÁS impõe isso logo na infância. Se coloquem no lugar de qualquer um deles!!! Nós podemos falar tudo o quê os irmãos falaram, porém de forma diferente.

Veja só como estou respondendo a você. Se eu fosse outro seria grosseiro, prevaricaria contra o irmão, entraria em disputa, etc... Eu amo os irmãos, não quero discussão, entendeu... pra tudo tem um jeito, uma forma, a gente tem de pedir sabedoria para como proceder para cada situação.

E o mais importante, vocês não sabem com quem estão lidando. Vocês estão lutando contra a militância esquerdista gay, e eles utilizam de astúcia para pegar os crentes. Quando vocês falarem sobre esse pecado, foquem no pecado, não digam que são homofóbicos pois esse conceito está em transformação, e hoje, também significa que vocês são contra as pessoas homossexuais, e não contra o pecado.

A militância gay está se infiltrando em todas as instâncias do Poder Político, Judiciário e Legislativo. Além de serem "uma potência" do terceiro setor (ONGS). Vocês vão querer dar munição para esse povo? Não é melhor dizer que vocês são contra o pecado - PECADOFÓBICO - e que Deus criou macho e fêmea, etc... O que digo é: tenham misericórdia das pessoas, porém não deixem de expressar A Palavra do Senhor com sabedoria e com muito cautela na hora de se expressar. Pois a militância usa os sofrimentos dos homossexuais como arma contra nós, que as igrejas é que criam uma cultura de rejeição pra o homossexual, etc... E infelizmente SATANÁS domina a maior parte das áreas do conhecimento como a PSICOLOGIA, então os caras tem aliados na área do conhecimento secular. E como a Igreja é vista pelos mesmos poderes constituídos e áreas de conhecimento secular? É vista como algo arcaico que prega um mito.

Então, assim como um estrategista de guerra, os irmãos devem analisar todo o cenário para entenderem todo o contexto. Lembrando que tudo isso aconteceria mesmo pois estamos nos fim dos tempos e a luta LGBT será mais uma desculpa para a perseguição dos verdadeiros cristãos.

RESUMINDO, PEÇO CAUTELA NA HORA DE SE EXPRESSAR, PEÇO QUE VOCÊ SE COLOQUEM NA VIDA DE ALGUÉM PRESO NAS CADEIAS DO INFERNO, PEÇO QUE ANALISEM O CONTEXTO SOCIAL INTEIRO. TUDO TEM UM JEITO, DÁ PRA DIZER QUE É PECADO SEM SER OFENSIVO, SEM MAGOAR AS PESSOAS, SEM AJUDAR O INIMIGO BOMBARDEAR A OBRA DE DEUS.

TUDO COM SABEDORIA...

obrigado irmão Eliel, obrigado irmão Valdomiro, obrigado irmão Júlio. E OBRIGADO JESUS PELA VIDA DESSES SERVOS DE DEUS!!!

Sugestão de Louvor
http://www.youtube.com/watch?v=nGYIeaC-kVc

Anônimo disse...

Eh desagradavel tentar comunicar com "anonimo", mas, no que diz respeito aos paises africanos, a aids tem se convertido numa pandemia, atingindo em alguns paises 1/4 da populacao. Entao, soh atraves de leis draconianas para tentar freiar o genocidio sanitario daquelas populacoes. Eh questao de sobrevivencia nacional, nao soh questao, erradamente entendida, de homofobia. E, a "sinagoga de satanas" quer evitar que a populacao aumente, pois, segundo os lunaticos, estamos destruindo a terra e, quanto mais safadeza, mais pessoas morrerao e, tb, menos pessoas nascerao. Simples e horripilante, assim.

Antonio.

Walter H. C. Silva disse...

Olá irmãos. Moro em Campo Grande, e fiz minhas considerações sobre o Evento aqui. Dê uma olhada se puder: http://walterhcsilva.blogspot.com/2014/03/profeta-da-chuva-minhas-consideracoes.html
Abraços...

Anônimo disse...

OBS:(Eu não sei se o Irmão Júlio vai publicar, só escrevi esse comentário porque o irmão Eliel me pediu, leia no final da do comentário dele. Eu estou falando a mesma coisa que o Eliel e o Valdomiro, só há diferença na ênfase a a forma de falar sobre o pecado do homossexualismo. Não defendo o esse pecado, apenas que os irmãos se coloquem no lugar do sofredor que está nas garras dos demônios e de Satanás).


Irmão Eliel, eu concordo com você!!! E também com o Presbítero Valdomiro!!! Só acho que vocês se expressam de forma errada. O homossexualismo é pecado e ponto. O Homossexual que quiser ser salvo deve se arrepender se abstendo do sexo ou pedindo uma mudança pra Deus e se casando com alguém do sexo oposto.

Agora, você pode falar isso de forma bruta, dura e amarga. Ou você pode falar a mesma coisa de forma amorosa, de forma respeitosa, etc... Eles são tão pecadores quanto nós, e sofrem muito, são rejeitados, são humilhados, e não escolhem essa vida, mas SATANÁS impõe isso logo na infância. Se coloquem no lugar de qualquer um deles!!! Nós podemos falar tudo o quê os irmãos falaram, porém de forma diferente.

Veja só como estou respondendo a você. Se eu fosse outro seria grosseiro, prevaricaria contra o irmão, entraria em disputa, etc... Eu amo os irmãos, não quero discussão, entendeu... pra tudo tem um jeito, uma forma, a gente tem de pedir sabedoria para como proceder para cada situação.

E o mais importante, vocês não sabem com quem estão lidando. Vocês estão lutando contra a militância esquerdista gay, e eles utilizam astúcia para pegar os crentes. Quando vocês falarem sobre esse pecado, foquem no pecado, não digam que são homofóbicos pois esse conceito está em transformação, e hoje, também significa que vocês são contra as pessoas homossexuais, e não contra o pecado.

A militância gay está se infiltrando em todas as instâncias do Poder Político, Judiciário e Legislativo. Além de serem "uma potência" do terceiro setor (ONGS). Vocês vão querer dar munição para esse povo? Não é melhor dizer que vocês são contra o pecado - PECADOFÓBICO - e que Deus criou macho e fêmea, etc... O que digo é: tenham misericórdia das pessoas, porém não deixem de expressar A Palavra do Senhor com sabedoria e com muito cautela na hora de se expressar. Pois a militância usa os sofrimentos dos homossexuais como arma contra nós, que as igrejas é que criam uma cultura de rejeição pra o homossexual, etc... E infelizmente SATANÁS domina a maior parte das áreas do conhecimento como a PSICOLOGIA, então os caras tem aliados na área do conhecimento secular. E como a Igreja é vista pelos mesmos poderes constituídos e áreas de conhecimento secular? É vista como algo arcaico que prega um mito.

Então, assim como um estrategista de guerra, os irmãos devem analisar todo o cenário para entenderem todo o contexto. Lembrando que tudo isso aconteceria mesmo pois estamos nos fim dos tempos e a luta LGBT será mais uma desculpa para a perseguição dos verdadeiros cristãos.

RESUMINDO, PEÇO CAUTELA NA HORA DE SE EXPRESSAR, PEÇO QUE VOCÊ SE COLOQUE NA VIDA DE ALGUÉM PRESO NAS CADEIAS DO INFERNO, PEÇO QUE ANALISEM O CONTEXTO SOCIAL INTEIRO. TUDO TEM UM JEITO, DÁ PRA DIZER QUE É PECADO SEM SER OFENSIVO, SEM MAGOAR AS PESSOAS, SEM AJUDAR O INIMIGO BOMBARDEAR A OBRA DE DEUS.

TUDO COM SABEDORIA...

obrigado irmão Eliel, obrigado irmão Valdomiro, obrigado irmão Júlio. E OBRIGADO JESUS PELA VIDA DESSES SERVOS DE DEUS!!!

Sugestão de Louvor
Renascer Praise
http://www.youtube.com/watch?v=nGYIeaC-kVc

Pastor Geraldo Filho disse...

Acho interessante o que esses magistrados fazem,pois quantas vezes grupos gls criticam evangelicos e eles não tomam atitude nenhuma,na verdade o nosso pais vai estar daqui pouco tempo no topo da lista de países que mais perseguem cristãos no mundo.

Plínio disse...

Amigo Fogospel,

A nossa obrigação, como cristãos, é pregar a Palavra de Deus para todo e qualquer pecador (inclusive o homossexual). É como Jesus diz:

"Ide por todo o mundo e pregai o evangelho para toda criatura" (Marcos 16:15)

Pregamos a Palavra de Deus, porém ninguém é obrigado a aceitar (todo mundo é dotado de livre arbítrio). A Palavra de Deus diz que a pregação não é por força, e nem por violência (Zacarias 4:6). Não podemos obrigar um homossexual a se converter se ele não quiser. Só tem quem poder de converter o homem é o Espírito Santo (como Jesus diz em João 16:8).

Só que tem um detalhe: o homossexual que já ouviu a pregação e, mesmo assim, não quis se converter já não será mais inocente diante de Deus! No dia do juízo final, este mesmo homossexual não vai poder dizer que não foi avisado (não vai ter desculpa)!

A verdade é esta: o pecado já seduziu os homossexuais de maneira tão forte, que eles já não sentem mais nenhuma vontade de abandonar esse estilo de vida. Por que isso? Porque o diabo os cegou a ponto deles não verem o grande amor que Jesus tem por todos eles. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"Nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (2 Coríntios 4:4).

A Bíblia diz que "um abismo chama outro abismo" (Salmo 42:7). Tal é a situação espiritual e mental dos homossexuais. Estão aprisionados pelos poderes das trevas (e também pela sua própria cobiça, juntamente com a sua luxúria e sua devassidão). Deste inferno aonde estão momentaneamente condenados, só poderão sair com a ajuda de Deus. Entretanto, eles teriam que ter humildade o suficiente para fazer algo muito difícil (e muito humilhante) que um orgulhoso amante de si mesmo dificilmente teria coragem de fazer por vontade própria: negar a si mesmo e suplicar por misericórdia da parte de Deus!

Alguém daqui ainda tem alguma dúvida quanto a isso?

Anônimo disse...

Irmão Eliel, eu respondi, mas o Júlio não publicou... então paciência... se quiser saber a resposta pede pra ele te mandar por e-mail, sei lá...

obs: eu gosto muito do Irmão Júlio, mas se minhas opiniões não agradam o irmão, tudo bem, vou guardá-la pra mim mesmo.

Duarte Souza disse...

“Não seja HOMOFÓBICO, seja PECADOFÓBICO” Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Não! Não sou quem está rindo... É o diabo! É a supremacia gay! E os gays também!!! Este povo não está nem aí para este discurso semântico. Afinal, em última instância, “homofóbico” e “pecadofóbio” não são neologismos cujos significados convergem na mesma coisa? Ou seja desobedecer a Palavra de Deus? Creio que nós, que cremos que Jesus Cristo veio em carne para destruir as obras do diabo não podemos ficar alisando “cabeça de cobra”. Vai “alisando cabeça de cobra” ... um dia ela vai te picar! Esta “guerrinha” de termos no meio evangélico é tudo que o diabo quer! Ele visa minar a fé dos ouvintes e perverter o bom caminho do Senhor Jesus!
Com Deus é sim, sim! Não, Não! O que passa disso é do Zétanás de chifres!

Jamil S. Nascimento

Anônimo disse...

Irmão Duarte, a pegadinha é essa.
Eles querem confundir o conceito.
Qual é a definição desse termo(HOMOFOBIA)?

- Contra as pessoas homossexuais?
OU
- Contra a prática do homossexualismo?

Na minha concepção é essa a pegadinha.

Pra mim, os crentes tem de deixar claro que são contra o pecado, e não contra as pessoas.

Porque quando chega lá no Congresso Nacional ou nos Tribunais a militância usa de astúcia, dizendo que as liberdades constitucionais das pessoas, e que igreja está contra os direitos humanos dos homossexuais.

Se não houver uma separação clara, então será só derrota no legislativo e no judiciário.

Pra quem olha de fora, PARECE que
ODIAMOS OS PECADORES, ENTENDEU A PEGADINHA?

PARECE QUE QUEREMOS CERCEAR OS DIREITOS DAS PESSOAS.

PARECE QUE ESTAMOS EM UMA INQUISIÇÃO, QUE SÓ FALTA ACENDER AS FOGUEIRAS.

PARECE UMA GUERRA SANTA.

SÓ CAI NA ARMADILHA DO DIABO QUEM QUER... SÓ DÁ MUNIÇÃO PARA O INFERNO QUEM QUER...

1º AMAMOS OS HOMOSSEXUAIS EM CRISTO;
2º CONDENAMOS O PECADO ATRAVÉS DAS ESCRITURAS SAGRADAS.

Sabe o porquê da minha preocupação, pois essa armadinha está sendo preparada para os ministérios de todo o Brasil. E agora com o Marco Civil da Internet, será uma ameaça para os irmãozinhos também. Se eu não gostasse de vocês não avisaria.

Sugestão de Louvor:
Rose Nascimento
http://www.youtube.com/watch?v=w2Nf0mYlPUM

ÉLQUISSON disse...

Eu acho que o anônimo não entendeu direito o que o presbítero Valdomiro e o Eliel disseram.

Eles estão cumprindo o dever de cristãos deles (de pregar a Palavra de Deus contra o pecado). Mas os homossexuais para quem eles estão pregando não estão dando a mínima! E aí, será que o presbítero Valdomiro e o Eliel podem ser culpados se alguns dos homossexuais para quem eles pregaram forem condenados ao inferno após a morte? Esses homossexuais não se converteram porque não quiseram (não foi por falta de aviso)!

Faço das palavras do Eliel as minhas: DEVEMOS AMAR O PECADOR, MAS TAMBÉM DEVEMOS CONDENAR O PECADO! Em outras palavras: eu não posso agredir física ou verbalmente um homossexual. Pelo contrário: tenho que tratar o homossexual com todo respeito, sem ofender, sem xingar, sem machucar, sem denegrir a imagem dele diante do público, enfim, eu tenho que ser educado. Temos que falar que Deus os ama. Sem esquecer de que a pregação não é por força nem por violência (como diz em Zacarias 4:6).

Porém, isso não significa que eu devo passar a mão na cabeça do homossexual (ou aceitar o pecado dele)! Como cristão, minha obrigação é dizer, com toda firmeza, que o homossexualismo, para Deus, é pecado (o homossexual aceitando ou não).

Como bem disse o presbítero Valdomiro, a lei de Deus não foi feita para agradar aos homens (e nunca irá se sujeitar a homem nenhum). A respeito da lei de Deus, Jesus foi taxativo:

"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra" (Mateus 5:17–18)

Se Deus, na Sua lei, disse que homossexualismo é pecado, é pecado (e ponto final)! Afinal, que autoridade moral um pecador tem para questionar a sagrada e imaculada lei de um Deus Santo?

Quem puder, responda a esta pergunta!

Anônimo disse...

Irmão Elquisson, é verdade o quê você falou. Não devemos passar a mão na cabeça do pecador.

- TEMOS QUE PREGAR QUE O HOMOSSEXUALISMO É PECADO.

Eu não disse outra coisa...

Eu só estou pedindo cautela na hora de se expressar pois A DITADURA GAY JÁ ESTÁ NO AR MEU AMIGO...

SÓ ISSO...

AMO VOCÊS EM CRISTO!!!

PERDOE-ME SE NÃO FUI MUITO CLARO... PEÇO QUE RELEIA OS COMENTÁRIOS DO "ANÔNIMO"...

SÓ QUERO ALERTAR OS IRMÃOS PRA NÃO PEGAREM UM PROCESSO NAS COSTAS...

Sugestão de Louvor:
Soaraya Moraes
http://www.youtube.com/watch?v=gvfTjCACXC0

Anônimo disse...

Irmãos, o Presbítero Valdormiro disse:

“Se ser homofóbico significa ser tudo isto, então eu posso dizer com todas as letras (e com muito orgulho): eu sou homofóbico (com "H" maiúsculo).”

Foi a partir desse trecho que comecei meus comentários.

Só peço para os irmãos tomarem cuidado com o conceito de HOMOFOBIA. SE EU NÃO GOSTASSE DOS IRMÃOS NÃO AVISARIA.

E de tudo o quê escrevi, gostaria que vocês prestassem atenção nisso:

E O MAIS IMPORTANTE, VOCÊS NÃO SABEM COM QUEM ESTÃO LIDANDO. VOCÊS ESTÃO LUTANDO CONTRA A MILITÂNCIA ESQUERDISTA GAY, E ELES UTILIZAM DE ASTÚCIA PARA PEGAR OS CRENTES. QUANDO VOCÊS FALAREM SOBRE ESSE PECADO, FOQUEM NO PECADO, NÃO DIGAM QUE SÃO HOMOFÓBICOS POIS ESSE CONCEITO ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO, E HOJE TAMBÉM SIGNIFICA QUE VOCÊS SÃO CONTRA PESSOAS HOMOSSEXUAIS, E NÃO CONTRA O PECADO.

Sugestão de Louvor:
Andréa Fontes
http://www.youtube.com/watch?v=qAQJ1xPfT64

Anônimo disse...

Irmão Júlio, os comentários "anônimos" são meus:
Meu nome é Thiago, moro em São Paulo e sou membro de uma igreja neopentecostal (IMPD) a cinco anos. Antes disso, fui membro da Renascer e Quadrangular... até desacreditar da Palavra por 7 anos (ateu esquerdista que odiava o evangelho e suas lideranças)...

Anônimo disse...

E se preparem porque logo nem na internet será possível fazer essas denúncias sobre o movimento gay, como o irmão Julio Severo faz, pois esse Marco Civil da Internet que está sendo aprovado diz em seu artigo 2 que a livre manifestação na internet deve se pautar no respeito aos direitos humanos. Mas direitos humanos para o PT e as esquerdas é como àqueles do PNDH3: É aborto, gayzismo, controle de imprensa, prostituição, uso de drogas, eutanásia. Defender o contrário dessas coisas será violação dos direitos humanos logo, logo.
Quem quiser saber mais leia esse excelente texto:
http://www.implicante.org/blog/marco-civil-se-voce-esta-comemorando-e-porque-nao-leu-o-texto-aprovado/
Olhem o artigo 2, por exemplo:
Art. 2º A disciplina do uso da Internet no Brasil tem como fundamento o respeito à liberdade de expressão, bem como:
II – os direitos humanos, o desenvolvimento da personalidade e o exercício da cidadania em meios digitais;
III – a pluralidade e a diversidade;
VI – a finalidade social da rede.

Como diz o autor do texto do link:
"Como não há letra morta na lei, essas expressões são o ponto de partida para movimentos sociais, ONGs defensoras de gêneros, etnias, orientações sexuais e “excluídos” em geral intentarem ações contra provedores, sites, blogs, perfis de redes sociais e qualquer outro gerador de conteúdo que, no entendimento desses grupos, não esteja usando a internet de acordo com tais diretrizes, agora expressas em lei."
André Veiga.

Robério disse...

Vejamos o que a Palavra de Deus diz sobre o homossexualismo:

Romanos 1:24–32

24 Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, o qual é bendito eternamente. Amém.
26 Pelo que Deus os entregou às suas paixões infames. Pois até as mulheres mudaram o seu uso natural, no contrário à natureza.
27 E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a punição que convém ao seu erro.
28 E como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convém;
29 Estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
30 Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes a pais e mães;
31 Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
32 Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.

A "tradução" que eu faço dos versículos do texto acima é esta (me corrijam se eu estiver errado):

24 – Deus, através dos Seus servos, chama os homossexuais ao arrependimento. Como eles não querem se arrepender, então Deus os deixa entregues à própria sorte;

25 – Deixaram de crer na Bíblia (mudando-a em mentira), e passaram a ouvir homens corruptos (outros homossexuais e demais escravos do diabo);

26 – As mulheres, ao invés de terem relações naturais com os homens, preferem se relacionar entre si;

27 – Idem para os homens (preferem se relacionar com outros homens ao invés das mulheres). Será que a AIDS não seria uma das conseqüências disso?

28 – Como não se importaram em conhecer e temer a Deus, então Deus os deixou livres para fazerem o que quiserem;

29 – Cheios de todo pecado, sem nenhum sentimento de culpa;

30 – Se pudessem, viveriam num mundo totalmente sem Deus para pecarem à vontade (como em Sodoma e Gomorra);

31 – Querem sempre pecar e fazer de tudo (e usando de todos os meios) para viver eternamente no pecado, não se importando com o sofrimento alheio. Será que a pedofilia não estaria embutida aqui?

32 – Sabem que estão errados, mas, mesmo assim, não sentem nenhuma culpa ou remorso. E ainda são contra os que censuram o pecado (chamando-os de homofóbicos, fundamentalistas, e preconceituosos). Sem contar os que dão apoio às suas práticas (que o digam o STF, STJ, OAB, Marta Suplicy, Jean Wyllys, Toni Reis, Luiz Mott, Fátima Cleide, Iara Bernardi, Globo, Record, SBT, Band, partidos esquerdistas, pastores corruptos, evangélicos progressistas, marxistas, comunistas, esquerdistas, socialistas, demais ativistas e políticos pró–homossexualismo, além dos políticos da bancada evangélica que nada dizem ou fazem contra esta imoralidade)!

Será que a minha "tradução" está certa? Se alguém quiser dizer alguma coisa, o espaço está aberto para todos se manifestarem.

Anônimo disse...

Os homossexuais mal sabem o que os aguarda após a morte se não se converterem enquanto ainda há tempo...

Jarbas disse...

Para esses homossexuais, zombar de Deus e dos cristãos aqui na Terra é muito fácil. Ainda estamos, por enquanto, vivendo no tempo do homem, onde o livre arbítrio é dado a todos e onde a graça de Deus ainda está presente.

Quando, porém, o tempo do homem terminar (e a graça de Deus for retirada), eu quero ver esses mesmos homossexuais zombarem de Deus quando já estiverem no inferno. Quero ver se lá eles vão ter toda essa ousadia e essa arrogância que estão tendo aqui! Aí sim, eles terão que ser zombadores verdadeiros! Quero ver se, no fogo eterno em que estarão queimando (primeiramente no inferno, depois no lago de fogo), eles ainda serão tão desbocados para continuar zombando de Deus e de Seus servos!

Se eles conseguirem passar por cima da autoridade de Deus e ficarem impunes, eu deixo de ser cristão e volto para a sujeira do mundo!

Será que esses homossexuais são corajosos o suficiente para aceitar este desafio?

Thiago disse...

Irmã Robério,
Procure nos comentários 1ª, 2ª e 3ª "RESPOSTA AO IRMÃOZINHO INCRÉDULO" - comentários da reportagem "O que foi que fizeram com nosso querido Machenzie"

Lá tem três comentários que fiz sobre esse assunto com citações bíblicas.

Duílio disse...

Respondendo ao Thiago,

Olha, Thiago, eu não tenho medo da militância gay. Não tenho medo de responder a processo, não tenho medo de ser preso, enfim, não me preocupo com que os gays podem fazer contra mim. Deus está ao meu lado.

Os homossexuais podem gritar, xingar, espernear, fazerem o que quiserem, mas DOS MEUS PRINCÍPIOS CRISTÃOS EU JAMAIS VOU ABRIR MÃO (NEM QUE ISSO ME CUSTE A MORTE)!

Faço como diziam os antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar". Eu confio no Deus em quem eu creio. Ainda que todo o inferno se levante contra mim, ainda assim eu não terei nenhum medo!

Claro que eu nunca vou agredir física nem verbalmente nenhum homossexual, MAS EU NUNCA VOU DEIXAR DE DIZER QUE O HOMOSSEXUALISMO É PECADO! SE DEUS, NA SUA PALAVRA, DISSE QUE O HOMOSSEXUALISMO É PECADO, QUEM É ESSE (OU ESSA) QUE TEM AUTORIDADE PARA QUESTIONAR O QUE DEUS DIZ?

Finalizo minha mensagem com este versículo para a reflexão de todos (inclusive os homossexuais):

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Thiago disse...

Irmão Duílio,
Também digo que o homossexualismo é pecado...

Porém digo que não sou homofóbico, porque não odeio os homossexuais. E é nisso mesmo que a militância gay está transformando esse conceito.

Eu:
1 º Amo os homossexuais em Cristo Jesus;
2º Condeno a prática do pecado através das Escrituras Sagradas.

Obrigado irmão Duílio por responder ao meu comentário.