24 de março de 2014

Jesus e o messias socialista


Jesus e o messias socialista

Entendendo por que Jesus fugiu do messianismo do bolsa-família

Julio Severo
“Hugo Chavez foi a melhor coisa que aconteceu à Venezuela,” disse um pastor venezuelano. Milhares de líderes evangélicos venezuelanos aprenderam a ver Chavez como uma espécie de grande pai generoso, depois de o apoiarem politicamente e receberem em troca materiais que suas igrejas precisavam.
O socialismo do passado destruía materialmente as igrejas, ou o corpo dos cristãos, mas nunca sua alma.
O socialismo ocidental não destrói materialmente as igrejas nem mata o corpo dos cristãos, mas lhes seca a alma, lhes dando coisas materiais.
O socialismo latino-americano, exemplificado pela Venezuela, compra os líderes das igrejas. Talvez não muito diferente do que ocorre no Brasil, onde, coincidência ou não, os donos das grandes estações de TV e rádios evangélicas são conhecidos apoiadores do governo que concede suas concessões.
Na Venezuela, se o líder evangélico fala o que o governo quer ouvir, tudo fica mais fácil para ele.
No Brasil, o mesmo acontece para o dono da Record e outros empresários evangélicos.
Para o povão, que quer apenas promessas de provisão, o messias socialista ganha o coração dos pobres com bolsas-família e outras migalhas, ainda que os sustente à custa de pilhagem no bolso dos outros.
Jesus teve oportunidade de ser um socialista. Quando o povo, depois de seguir e ouvir a pregação dele durante alguns dias, ficou cansado e teve fome, Jesus fez o milagre da multiplicação dos pães. Era o que o povo de todas as épocas sempre quis: alguém que lhes desse tudo de comer.
Jesus multiplicando pães
Ei, mas Jesus não era político. “Não tem problema,” pensava o povo. “O importante é que ele nos dê comida todo dia!”
Outros queriam pegar Jesus e transformá-lo, à força, em rei, isto é, em governante.
Bastava que para isso ele desse comida. Jesus teve a primeira grande oportunidade da história de dar bolsas-famílias e garantir para si um prospero governo político. Mas a única reação dele foi fugir da multidão e desse caminho de ganhar corações através de comida.
Os messias socialistas teriam inveja da oportunidade perdida: “Ah, se eu estivesse no lugar de Jesus! Multiplicaria pães todos os dias e garantiria um governo a vida inteira nas minhas mãos!”
Se Jesus tivesse feito diariamente a vontade do povo alimentando-o, ele não só garantiria posição de rei, mas o povo jamais permitiria que ele fosse crucificado.
Contudo, Jesus fugiu dos caminhos socialistas. Ele fugiu dos anseios do povo de transformá-lo num político alimentador de pobres.
Provavelmente, porque nessa questão, o ensino da Palavra de Deus já era bem claro para o povo. 1. Ganha-se o alimento diário trabalhando. 2. Quem passa por necessidade deve depender da misericórdia de outros trabalhadores e da misericórdia divina.
A missão de Jesus era amor. Acolher o amor dEle é o princípio das provisões materiais e espirituais.
Jesus fugiu dos anseios do povo de transformá-lo em político alimentador. Mas mesmo que Ele atendesse, Ele faria multiplicação de pães mediante milagres, não mediante o suor do trabalho alheio.
Hoje, certamente Jesus teria muito mais razões para fugir dos anseios do povo, pois a forma socialista de “alimentar” o povo nada tem a ver com milagres, mas com roubos mediante impostos.
Jesus jamais se aliaria a um governo ladrão do trabalhador.
Ele está de braços abertos para abençoar o pobre e dar-lhe mudança de vida, depois da aceitação da suprema Boa Notícia. Há milhares de pobres que entraram em igrejas pentecostais e neopentecostais, ouviram o Evangelho e hoje têm um emprego decente para sustentar suas famílias.
O negócio de Jesus nunca foi substituir o trabalho por bolsas-famílias, ou substituir milagres por impostos altos. E ele provou isso: fugiu de um povo que o queria como político alimentador dos pobres. Essa não é a missão dele, e essa não é a resposta certa para as necessidades dos pobres.
Espero que os líderes evangélicos que se deixam comprar por messias políticos vejam os pobres como Jesus os vê e não vejam a política como instrumento de controle sobre os pobres por meio de bolsas-famílias.
Bolsa-família não é o caminho de Jesus.
Impostos altos não é o caminho de Jesus.
Socialismo não é o caminho de Jesus.
Os evangélicos socialistas, como Ariovaldo Ramos que via Chavez como uma espécie de messias político dos pobres, deveriam defender suas bandeiras de alimentação aos pobres unicamente por meio de milagres divinos, não de elevadas cargas de impostos do governo.
Mas seja qual for o caminho que escolherem, não é o caminho que Jesus escolheria. Jesus fugiu desses caminhos e dos hipócritas que distorcem as Escrituras para defender o que Jesus nunca defendeu: um político que ganha o coração dos pobres mediante comida.
Jesus não deixou esse exemplo. Jesus fugiu desse exemplo.
Os políticos socialistas precisam de estratégias e enganação para ganhar o coração das pessoas. Da mesma forma, não se pode esperar, jamais, que Satanás chegue até às pessoas com sua forma horripilante dizendo: “Sou Satanás e vim para matar, roubar e destruir.” Para enganar, ele se disfarça até de anjo de bondade e inocência, como diz a Bíblia. Ele se disfarça facilmente de presenteador de pães. Ele se camufla como político.
De forma semelhante, o pedófilo chega com seu doce atraente e delicioso até a inocente criança. O doce do socialismo é sua propaganda mentirosa de ajuda aos pobres. Os estupros chegam depois: aborto, homossexualismo, carga abusiva de impostos, etc.
É possível Satanás, o autor do socialismo e de todo disfarce de anjo inocente, enganar os cristãos e fazer deles seus servidores? A Bíblia não deixa dúvida disso: “E isso não é de admirar, pois até Satanás pode se disfarçar e ficar parecendo um anjo de luz. Portanto, não é nada demais que os servidores dele se disfarcem, apresentando-se como pessoas que fazem o bem. Mas no fim eles receberão exatamente o que as suas ações merecem.” (2 Coríntios 11:14-15 BLH)
O perfil do político socialista é satânico e pedófilo. Ele se faz de anjo de bondade, oferece comida e doces aos pobres, mas sem nunca dizer que vai estuprar os bolsos da nação através de impostos, estuprar a inocência das crianças através de educação sexual pornográfica, fazer campanhas para que as crianças sejam mortas por meio do aborto ou, se sobreviverem, para que tenham o “direito” e a “liberdade” de matar, sob a proteção do ECA.
Tudo isso em troca de um pão. O inferno em troca de comida na mesa.
Entende agora por que Jesus fugiu do messianismo do bolsa-família?
Leitura recomendada:

13 comentários :

Anônimo disse...

Irmão Júlio, esses teólogos socialistas não creem do fundo do coração. Para a maior parte deles, o evangelho não passa de um livro de AUTOAJUDA, e a igreja, uma organização social disponível para manipulação política, além de ONG. E eles têm uma arma poderosíssima nas mãos, que é discurso do amor ao próximo. Na cabeça do evangélico comum, é difícil entender um irmão como você Júlio, que defende que não devemos ajudar ao próximo (com o braço estatal). É isso o que a maior das pessoas entendem, pois não conhecem profundamente o assunto. Não entendem as consequências de ter um SUPER ESTADO ASSISTENCIALISTA. Não entendem as consequências econômicas, nem para o VERDADEIRO EVANGELHO que só quer pregar a BÍBLIA SAGRADA.
Esses teólogos "moderninhos" não entendem que eles já caíram, e estão levando rebanhos inteiros para o precipício. Eles devem QUEIMAR TODO O CONHECIMENTO SECULAR DE SUAS MENTES. Esses conhecimentos que entram com conflito com a PALAVRA DE DEUS. E devem se HUMILHAR DIANTE DO TODO PODEROSO, acatando O QUÊ ELE ESTABELECEU COMO CORRETO.

Roger disse...

PROVENDO DO QUE A GENTE NECESSITA, PODE SER ATÉ O DIABO A NOS GOVERNAR!
Não está sendo a ordem do dia, no momento atual? Isso é tão verdade que os cristãos, caindo na labia dos comunistas, os elegem á espera do tal paraíso que prometem instalar sobre a terra, tudo por meio de seus artifícios da cartilha do satanista Marx e com o principal deles: sem Deus?
Não foram as mesmas propostas do diabo a Jesus, na tentação do deserto, à ocasião Lhe oferecendo, apesar de não pertencer àquele, todos os reinos da terra?
Não foi o tipo ideal de salvador que queriam eleger como rei após a multiplicação dos pães por Jesus?
Tenho impressão por essas e mais estarmos vivendo a um ambiente repleto de mortos-vivos ambulantes, idem niilistas, só o invólucro, mas dentro é outra coisa muito diferente, comprovando-o se aliarem aos comunistas ou a Satã, tanto faz, mesmo pelo voto, o qual é avalizar.
O tal paraíso deles é tão verdadeiro que a WC-Cuba em época alguma nenhum comunista foi ou vai lá em férias, mas para aprenderem novas táticas de subversão, ou de como melhor praticar a religião da cobiça e de inveja dos bens alheios e se apossarem deles para si e para seu grupo de mafiosos, cuja ética tem sido: "roubem à vontade, mas se deixarem rastros e serem descobertos, seremos os primeiros a mandarmo-lhes o pé no traseiro para não "sujar" nosso ambiente"!
Esse está sendo o neo evangelho de apresentação dos cristãos em geral, o mesmo de Judas Iscariotes, mostrando as suas antecipadas preferencias messianistas, desde já nesse mundo!

Anônimo disse...

A penuria no entendimento, compreensao e aceitacao do que diz a Palavra eh imensa, no que diz respeito ao evangelico brasileiro. Alias, percebo que muitos, ao longo de anos e anos dentro de uma igreja, ficam satisfeitos em ter aprendido meia duzia de versiculos. A Palavra alerta, textualmente: "Maldito o homem que confia no homem". Nem assim tal alerta eh levado em conta. Leviano por natureza o brasileiro cava seu tumulo, felicissimo.
Nos EUA, semanas antes da eleicao presidencial de 2004, ouvi de um pastor americano, dirigindo-se aos membros da igreja Christ Fellowship - Palm Beach Gardens, West Palm Beach: "Irmaos, prestem atencao: Aquele candidato que estiver claramente contra Deus, deixe-o de lado". na epoca, a carapuca tinha endereco certo: o tal kerry, candidato demoniokrata apresentava a bandeira de privilegiar o homossexualismo, liberacao de drogas, aborto irrestrito e toda a bandalheira propria dda eskerda politika. Interessante que o pastor disse "claramente". Nao era o caso de julgar irresponsavelmente, mas, analisar os frutos da arvore podre. Qto a nos, qto mais imundo o kandidato, mais "pastores" se apaixonam por ele. E, a boiada, alienada, segue cegamente. Fim dos tempos.

Antonio.

ÉLQUISSON disse...

No episódio da tentação no deserto, o diabo, ousadamente, ofereceu todos os reinos do mundo (e suas riquezas) a Jesus, dizendo: "Tudo isto eu Te darei, se, prostrado, me adorares" (Mateus 4:9). Mas Jesus rebateu com firmeza a todas as investidas do diabo ao dizer: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e somente a Ele servirás" (Mateus 4:10)

O que esse episódio bíblico tem a ver com o fato do povo comum (e também de muitos que se dizem cristãos) estarem votando em candidatos do PT (e também em candidatos de outros partidos com a mesma agenda política do PT)?

Tudo a ver!

Vejamos:

O Estado marxista–comunista–esquerdista–socialista (aqui representado pelo governo corrupto de Dilma) age igual ao diabo quando propõe ao povo: "Tudo isto (alimentação, saúde, moradia, educação, empregos, segurança, e outros benefícios) eu te darei se você eleger os meus representantes (do PT e de outros partidos com a mesma agenda política) e deixar que, através deles, somente eu (e não Deus) satisfaça todas as suas necessidades"

Considerando que o povo que não tem conscientização política vota mais com a barriga do que com a cabeça, a maioria não resiste a essa tentação (principalmente quando o Bolsa–Família ou qualquer outro assistencialismo eleitoreiro é oferecido)!

A mesma coisa acontece quando o mesmo Estado diz aos políticos da bancada evangélica: "Tudo isto (cargos com altos salários, concessões de emissoras de rádio e canais de televisão, e outras mil e uma mordomias) eu te darei se você permitir que eu aprove as minhas políticas (a favor do aborto, do homossexualismo, da perseguição aos cristãos, da destruição das famílias e de todos os bons princípios) e não faça (e nem diga) nada contra o meu governo"

Considerando que muitos desses mesmos políticos estão se vendendo (ou sendo facilmente influenciados) por qualquer coisa, a maioria aceita sem questionar (ainda mais quando vê muito dinheiro à sua frente)!

Infelizmente, esta é a verdade nua e crua que acontece (e que a mídia corrupta nunca mostra)!

Para tentarmos mudar este quadro, temos que saber usar a arma de que dispomos: o voto. Por que eu digo isso? Porque existem coisas que somos nós que resolvemos (não é Deus). No caso, trata-se de saber votar. Não podemos pedir a Deus para resolver um problema (como este do voto) que nós mesmos podemos resolver.

Por que a questão do voto não pode ser resolvida por Deus? Por uma razão muito simples: um anjo não possui título eleitoral. Um anjo não vai descer do Céu para escolher o nosso candidato. Somos nós mesmos que vamos fazer isso.

Uma coisa, porém, é certa (e inevitável): temos que assumir as conseqüências das escolhas que fizermos. Se votarmos errado, nós mesmos seremos culpados! Depois, ninguém venha chorar pedindo para fazer campanha de oração para que Deus tire do poder um político corrupto que nós mesmos elegemos!

Aproveito para dar mais algumas sugestões:

– O povo tem que ser suficientemente esclarecido através de pessoas politicamente conscientizadas, para não se deixar manipular por nenhum órgão informativo esquerdista "oficial" (leia-se Rede Globo);

– Orar a Deus, pedindo discernimento na hora de votar (para não ser enganado pelos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as campanhas eleitorais);

– Cobrar de quem for eleito que cumpra as promessas feitas durante a campanha;

– Mobilizar o povo para protestar todas as vezes que for necessário.

Não estou dizendo que isso vai acabar de uma vez com a sujeira da nossa política, mas já é o primeiro passo para uma conscientização política do povo em geral. Isso para que o governo saiba que nem todo mundo pode ser facilmente manipulado.

Que estas sugestões sejam analisadas por pessoas de bom senso, para termos um povo esclarecido o suficiente em termos de conscientização política.

Vane C. disse...

COM TODA A CERTEZA O ESPÍRITO SANTO NO DIA DE HOJE ESTA CONCLAMANDO A IGREJA AO ARREPENDIMENTO.
""Arrependimento é questão de urgencia, hoje.""

George disse...

Respondendo ao Roger, ao Antônio, e ao Élquisson,

Se o diabo se mostrasse como ele realmente é, ninguém jamais iria querer aproximação com ele. Mas ele sempre se apresenta como anjo de luz, para enganar os que não estão firmes na Palavra de Deus. É como bem disse o apóstolo Paulo:

"E não vos admireis disto, já que o próprio Satanás insiste em se transformar em anjo de luz. Não é muito, portanto, que os seus ministros apareçam como ministros da justiça; e o fim deles será segundo as suas obras" (2 Coríntios 11:14–15)

Marxismo, esquerdismo, comunismo e socialismo (e outras variações) são invenções do diabo. E essas mesmas ideologias têm diversos objetivos em comum:

– Destruir a família;

– Eliminar todos os valores morais e os bons princípios;

– Legalizar o aborto;

– Destruir (ou corromper) a fé cristã;

– Promover o homossexualismo;

– Aprovar a eutanásia;

– Usar a tirania (ou a ditadura) para permanecer no poder, sempre com o argumento mentiroso de ajudar os pobres e necessitados;

– Eliminar todos os opositores do socialismo (e também os opositores de todos os regimes esquerdistas);

– Impor a idéia de que todos devem ser submissos somente ao Estado, ou melhor, que o Estado deve substituir Deus em todas as áreas da vida humana.

Estas ideologias usam um jogo de palavras tão sutil (compaixão, ajuda aos necessitados, justiça social, e outros termos semelhantes) que conseguem enganar facilmente muitas pessoas! Daí a razão de muitos partidos esquerdistas (PT, PC do B, PV, PSOL e outros semelhantes) estarem no poder em quase toda eleição!

Se essas ideologias diabólicas (e também as teologias corrompidas, como Missão Integral, Prosperidade e Libertação) penetraram as nossas igrejas e os nossos seminários, foi devido à negligência dos servos de Deus (que se deixaram seduzir pelos enganos do diabo). Toda e qualquer filosofia, ideologia ou teologia tem que ser obrigatoriamente testada e aprovada pela Palavra de Deus (para saber se é verdadeira ou não). Foi como disse o apóstolo Paulo:

"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade" (2 Coríntios 13:8)

Eu prefiro ficar com a Palavra de Deus, porque somente ela tem todas as respostas que eu preciso! Não confio em nada que venha do homem. Novamente o apóstolo Paulo se manifesta:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Será que eu estou certo neste meu ponto de vista?

Se alguém puder responder a este meu comentário, ficarei agradecido.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Respondendo ao Roger, ao Antônio, e ao Élquisson,

Talvez este comentário que eu vou postar aqui (embora seja repetido) explique melhor por que o povo sempre coloca esquerdistas no poder em toda eleição (me corrijam se eu estiver errado):

Diz um ditado popular que "o povo tem o governo que merece". Nunca, aqui no Brasil, isso ficou tão evidente, ou melhor, nunca esse mesmo ditado se confirmou de maneira tão clara como nestes últimos anos.

Basta fazermos uma análise dos governos de Lula (anterior) e de Dilma (atual). Mudam somente os "atores" (no caso, os presidentes), mas o "script" (isto é, o programa de governo) é rigorosamente o mesmo. Para que não haja mais nenhuma dúvida quanto a isso (principalmente para aqueles que não acreditam que isso seja verdade), vejamos alguns dos pontos que ambos os governos têm em comum:

– Promoção de políticas de apoio aos "direitos humanos" (leia-se privilégio para os homossexuais e para os menores criminosos, e a perseguição aos cristãos);

– Discriminalização do aborto, já que o aborto é somente um "caso de saúde pública" (ou seja, o aborto, para o governo, não é um crime contra uma vida inocente e indefesa);

– Censura à liberdade de expressão (e ainda dizem, com a maior cara–de–pau, que vivemos num país democrático!);

– Tolerância às religiões afro–descendentes, sob o argumento de que elas fazem parte da nossa cultura, e, como tal, não podem ser discriminadas (como o diabo dessas mesmas religiões se disfarça em anjo de luz, só falta dizer que todas elas são de Deus);

– Distribuição de "kits educativos" nas escolas, com a alegação de combater a homofobia (uma forma disfarçada de fazer com que as nossas crianças sejam sutilmente induzidas ao homossexualismo, promovido pelo ex–ministro Fernando Haddad e por toda a corja do governo e dos homossexuais);

– Homenagem às "vítimas" do regime militar (ninguém jamais procurou saber o verdadeiro passado de Dilma, Lula, e de outros esquerdistas).

Enfim, estas são apenas algumas das muitas semelhanças entre os governos de Lula e o de Dilma (na verdade, o governo de Dilma nada mais é do que a continuação do governo de Lula).

E por que o povo, mesmo sabendo disso tudo, ainda assim vota neles? Por uma razão muito simples: recebendo a "ajuda" (Bolsa–Família) do governo, quem é que não quer ser sempre beneficiado pelo mesmo governo de alguma forma? Tem até gente que ainda tem a ousadia de dizer: "Se o governo é bom (já que ajuda o povo com o Bolsa–Família e outros benefícios), por que votar contra o mesmo governo?" Isso lembra aquela máxima do antigo Império Romano: "Dai pão e circo ao povo, que o Império sobrevive".

Não tenho nenhum medo de dizer: a nossa política está tão podre e tão corrompida, que nem mesmo alguns dos políticos da bancada evangélica não são dignos da nossa confiança (e, muito menos, merecedores do nosso voto). Em suma: não dá pra confiar em nenhum político (seja de que partido for).

Se o povo tivesse vergonha na cara (e, principalmente, se este mesmo povo fosse politicamente conscientizado), não colocaria corruptos no poder em troca do Bolsa–Família (ou em troca de qualquer outro tipo de ajuda ou assistencialismo). Só que o povo, durante as eleições, vota mais com a emoção do que com a razão (ou melhor, mais com a barriga do que com a cabeça). E isso, infelizmente, já criou um ciclo vicioso muito difícil de ser quebrado.

Portanto, diante de tudo que foi dito aqui, só dá pra chegar a uma única conclusão: enquanto prevalecer este quadro, ou melhor, enquanto o povo, em toda eleição, ainda continuar adotando esta mentalidade clientelista (isto é, de só votar em troca de algum tipo de ajuda ou assistencialismo), o nosso país vai estar sempre sendo governado por corruptos.

Que estas palavras sirvam de alerta para que todos, a partir de agora, sejam mais cuidadosos na hora de votar (e não se deixem enganar pelas promessas mentirosas dos muitos lobos em pele de cordeiro que sempre aparecem em todas as eleições)!

Anônimo disse...

Gente, do jeito que a coisa anda, não dá para mudar radicalmente. O melhor seria colocar um partido que defenda um mínimo de sobrevivência para a população sem entrar em outras bandeiras do esquerdismo. Não adianta e ser radical, dizer que o estado não deve prestar nenhum tipo de serviço social. Esse Estado que os irmãos estão defendendo NÃO EXISTE NO MUNDO REAL. Vamos dar um boa educação sem viés ideológico, uma saúde razoável, distribuir alimentos para os que passam fome, etc. Mas sem as outras bandeiras do Esquerdismo (aborto, casamento gay, bolsa-compra-de-voto, eutanásia, Estado-Capitalista, etc...).

Roger disse...

Respondendo ao Presb. Valdomiro.
Parece-me que a muito maior parte dos brasileiros não abre mão: querem mesmo é serem governados por Satã!
Tem razão; como disse, estamos numa encruzilhada de péssimos políticos - MAS É REFLEXO DO IGUAL POVO!
Se fosse um povo que colocasse a confiança em Deus e em suas leis, primordialmente, se fosse algo que prestasse - SALVAS AS EXCEÇÕES DE SEMPRE - jamais votaria em Satã ou no PT, tanto faz, mesmos noutros das legiões infernais, tais como PC do B, PSOL, PSTU, PCB, PSB etc., não se chafurdaria nas sexo novelas, BBBs e similares, em que nessas "ESCOLINHAS DE SATÃ" vai ouvir e aprender diariamente, por meio de seus atores, na teoria e prática pelas suas homilias e atos de como ofender e desafiar a Deus!
È como se dissesse: onde aparece o comunismo, e de onde Deus foi expulso cai essa praga pior que a de gafanhotos que cai por destruir também o espiritual, enquanto o outro é apenas o material.
Que fazer? Para se tentar minorar o caótico quadro é orar e fazer ALTERNANCIA DE PODER, escolher noutros partidos que não os acima OS CANDIDATOS QUE POSSAM FAZER UM MAL MENOR!
Por ex.: Aécio faria um mal muito menor que Dilma.
Marina (melancia) Silva = Dilma ou pior, etc., até que os brasileiros em geral se convertam e recebam as luzes para distinguirem o que é certo do que se parece certo!
Ou então a todos esses o diabo acabe por os carregar!

Anônimo disse...

Concordo 100% com o irmão Roger sobre Cuba. Ninguém quer morar lá, mas todos vão somente para aprender táticas subversivas e de infiltração institucional.
Concordo 100% como o irmão Elquissón sobre o povo votar com a barriga, daí o PROBLEMÃO que é o Bolsa Família.
Concordo 100% com o irmão George, quando diz que a meta dos esquerdistas é a destruição dos VALORES MORAIS e CRISTÃOS.
Concordo 100% como irmão Júlio Severo quando diz que o na concepção dos esquerdistas, o Estado se assemelha a concepção de Deus. O Estado é o “deus” adorado pelos COMUNISTAS “ATEUS”.

Mas não podemos nos esquecer que no Brasil há muita GENTE(SERES HUMANOS - NOSSO PRÓXIMO) pobre, há muita GENTE(SERES HUMANOS - NOSSO PRÓXIMO) tendo uma vida inteira de humilhação e falta de oportunidades. O povo realmente tem uma concepção distorcida sobre o papel do Estado em tudo isso.

Temos de dizer ao povo que o Estado não é Deus. Mas, como pagamos impostos, TODOS , PRINCIPALMENTE OS MAIS POBRES, esse mesmo Estado deve prestar serviços de forma eficiente como retribuição aos impostos pagos. Quais são os serviços essenciais? Defesa Nacional (Exército, Marinha, Aeronáutica), Segurança Pública, Função de Regulamentação (Agências Reguladoras, Institutos que Instituem padrões, etc...), Saúde e Educação. Para mim parou por aí. O Estado deve se restringir a “sua insignificância” . Mas o quê vemos é um Estado inchado, querendo controlar os Meios de Comunicações, Comprando o apoio da população com bolsa-compra-de-voto, Um Estado extremamente Intervencionista, que usa suas Estatais para “dar de comer” aos companheiros cúmplices das “MARACUTAIAS”, que usa o BNDS e Fundos de Pensão do Funcionalismo para DOMINAR e AMANSAR o Capital Privado. Ou seja, um UM SUPER ESTADO ASSISTENCIALISTA, INCHADO, CONTROLANDO TODAS AS ÁREAS DA SOCIEDADE, INCLUSIVE AS IGREJAS EVANGÉLICAS, ELES MESMOS DECLARAM QUE A ÚNICA OPOSIÇÃO QUE ELE ENFRENTAM SÃO OS PENTECOSTAIS E NEOPENTECOSTAIS. POIS O RESTANTE “JÁ TÁ TUDO DOMINADO” SACÔ MANO?

Outra coisa, existe o conceito de Estado Mínimo, porém não existe o conceito de Estado que não atua na área social, ESSE CONCEITO ESTÁ SÓ NO PAPEL, ESTADO QUE NÃO ATUA EM ÁREA SOCIAL NÃO EXISTE NO MUNDO REAL. O quê deve ser pensado é: QUAL O LIMITE DE ATUAÇÃO DO ESTADO NA ÁREA SOCIAL?

CONPRENDES MUCHACHOS?

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Amado irmão Julio Manso como JESUS...
Você detectou cristalinamente algo profundo. Maravilha de texto.
O Senhor Jesus continue abençoando e revelando a você o profundo e o escondido...
NÃO É à toa que você é tão odiado. Mas também não é novidade vc ser tão amado por Deus Todo Poderoso...

ELISEU disse...

Respondendo ao Antônio e ao Roger,

Infelizmente, ainda tem muita gente ingênua que acredita que o diabo vai falar a verdade algum dia. Isso vale principalmente para quem acredita nas promessas do PT e de outros partidos (e políticos) esquerdistas.

Muitos pensam que o diabo vai aparecer em público e dizer: "Eu sou o diabo, e esta é a minha verdadeira face!". Em outras palavras: tem gente que está tão cega pelos enganos do diabo que não quer ouvir a verdade (por mais que sejam dados inúmeros alertas)! Parece que muitos, pelo jeito, só vão descobrir que foram enganados no dia do juízo final! Mas aí já será tarde demais!

Muitos, pelo jeito, estão esquecidos do que disse o apóstolo Paulo:

"Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso" (Romanos 3:4)

Não menos importante foi o que disse Jesus:

"Vós tendes por vosso pai o diabo, e quereis satisfazer os seus desejos. Ele foi um homicida desde o princípio e não permaneceu na verdade, porque nele não existe verdade. Quando ele mente, fala só do que lhe é próprio; pois é um mentiroso e o pai da mentira" (João 8:44)

Como tem gente ingênua neste mundo!

Flávio disse...

Jesus disse que seriamos odiados no nome dele, quem é mais odiado? Neopentecostais ou "apóstolos" socialistas?