26 de março de 2014

Após pressão, Visão Mundial revoga política sobre contratação de homossexuais


Após pressão, Visão Mundial revoga política sobre contratação de homossexuais

Julio Severo
Depois de uma reação contrária dos evangélicos, a Visão Mundial, um ministério internacional sem fins lucrativos, revogou sua decisão de permitir a contratação de indivíduos envolvidos em “casamentos” homossexuais.
A diretoria da organização disse numa carta aos apoiadores na quarta-feira que havia cometido um “erro” ao mudar a política.
“Estamos de coração partido com o sofrimento e confusão que causamos em muitos de nossos amigos, que dizem que viram essa decisão como uma revogação de nosso forte compromisso para com a autoridade da Bíblia,” a diretoria disse numa carta.
A rápida revogação foi o resultado de uma tormenta de críticas pesadas vindas de líderes cristãos.
Esses líderes denunciaram a decisão da organização de caridade contratar empregados envolvidos em “casamentos” homossexuais. Richard Stearns, presidente da Visão Mundial, havia dito que a mudança não “representava uma concessão, mas unidade [cristã].”
Mas líderes evangélicos como Franklin Graham, presidente de Samaritan’s Purse e da Associação Evangelística Billy Graham, repudiaram o argumento de Stearn.
“A Visão Mundial afirma que sua decisão tem como base unificar a igreja — que considero ofensivo — como se apoiar o pecado e a conduta iníqua pudesse unir a igreja,” Franklin escreveu no site da Associação Evangelística Billy Graham.
Além disso, o presidente das Assembleias de Deus nos EUA, George Wood, havia pedido que seus membros dessem seu apoio para outras organizações de caridade. Ele disse: “Longe de promover unidade, a mudança política coloca a Visão Mundial ao lado dos protestantes esquerdistas no debate do ‘casamento’ homossexual, em oposição às igrejas pentecostais e evangélicas nos EUA, sem mencionar as igrejas pentecostais e evangélicas no mundo todo.”
Stearns disse que a diretoria da Visão Mundial vinha orando sobre a decisão há anos, e o resultado foi permitir cristãos envolvidos em “casamentos” homossexuais. Mas na carta aos apoiadores na quarta-feira eles confessaram que não haviam buscado conselho suficiente de seus parceiros cristãos.
“Como consequência, fizemos uma mudança na nossa política de conduta que não estava em concordância com nossa Declaração de Fé e nosso compromisso com a santidade do casamento,” disseram eles.
“Embora a Visão Mundial dos EUA tenha uma postura bíblica firme sobre o casamento, nós fortemente defendemos que todas as pessoas, independentemente de sua orientação sexual, foram criadas por Deus e devem ser amadas e tratadas com dignidade e respeito,” disseram eles.
Vinte por cento do financiamento da Visão Mundial vem do governo dos EUA. Mas a maioria de seu financiamento vem de evangélicos e enquanto eles forem a maioria dos que fazem doações, a Visão Mundial terá muita dificuldade de aceitar elementos da agenda gay.
Contudo, o que acontecerá se o governo dos EUA, que tem sido um ávido promotor do imperialismo homossexual, aumentar substancialmente seu financiamento?
Então, como agora, deveríamos aumentar nossa pressão. É exatamente essa pressão que fez a Visão Mundial nos EUA revogar sua decisão tola de permitir cristãos envolvidos em “casamentos” homossexuais.
Um pouco de pressão poderia também ajudar a Visão Mundial do Brasil, cujo diretor, Ariovaldo Ramos, disse:
“Todos os que, em todo lugar, lutam pela erradicação da pobreza, pela emancipação do ser humano, e por justiça e acesso ao direito para todos, tiveram, em Hugo Chávez, uma referência de compromisso para com o pobre, para com o despossuído, para com o injustiçado.”
Ele também disse:
“O melhor que se pode dizer de alguém é que, porque ele passou por aqui, o mundo ficou melhor! Isso se pode dizer de Hugo Chávez!”
Agora o diretor da Visão Mundial no Brasil seria sábio se imitasse sua organização irmã nos EUA e revogasse seu louvor estúpido a um ditador marxista e seu apoio estúpido a causas marxistas.
Com informações de CBN.News, ChristianPost e declarações públicas de Ariovaldo Ramos.
Leitura recomendada:

6 comentários :

Anônimo disse...

Júlio, eu não sabia que a Visão Mundial estava sob o comando dessa gente, obrigado pelo alerta. E esse negócio de dizer que revogou é balela. Voltaram atrás apenas porque houve protesto. Temos que esses espaços que a esquerda está dominando, antes que seja tarde demais. Abraços!

Anônimo disse...

Irmão Júlio, não pense que foi por amor A Palavra o motivo pelo qual eles voltaram atrás na questão homossexual. Não foi por obediência A Palavra, mas sim por amor ao dinheiro. Como quem paga a maior parte das contas são Protestantes Conservadores FUNDAMENTALISTAS e Evangélicos Pentecostais FUNDAMENTALISTAS , então eles voltaram atrás em sua decisão. Até quanto? Não sei! Só sei que se os trocados que o Obama dá virarem uma enorme gorjeta, então com certeza o Casamento Homossexual será algo Sacrossanto para tal organização e, tenho certeza, que eles pedirão para que os "FANÁTICOS" que Se Mudem.

Thiago Cortês disse...

Os diretores da Visão Mundial falam que buscam direcionamento de Deus, oram, meditam na Bíblia, mas podemos perceber que, no final das contas, eles só adotam a postura correta quando a credibilidade - juntamente com canais de financiamento - fica sob ameaça.

É ótimo que tenham revisto sua decisão, mas é lamentável que tenha sido dessa forma. Ficou provado que a VM está bem longe de ser uma organização cristã séria.

Splanchnizomai abraçando o amanhã. disse...

Meu Deus!!! Não entendo querer fazer da Bíblia uma não-Bíblia. Que bom que se arrependeram da funesta decisão!
Ora,ora... Seja quem for, quererem que o cristão não siga o seu Livro de Receitas de Vida é como se disséssemos ao sambista que ele pode tudo, mas não pode sambar; como se disséssemos ao carnavalesco que ele pode tudo mas não pode dançar carnaval. É muito engraçado (para não dizer sem graça) quando "não querem" que o cristão siga a Bíblia... E é muito esquizofrênico quando isso parte de um outro cristão... coisa de doido...
Ora... se a pessoa é cristã, o seu livro é a Bíblia e pronto. Ponto final. O máximo que pode é nāo querer o cristão. Imagine um marxista só sendo recebido num grupo se ele não aceitar a cartilha de Marx...
Eu hein....
Quanto a essa (falta de) Visão Mundial... basta o nome: Visão Mundial...visão do MUNDO. Mundo é sempre um problema... e problema sério... vai entrando devagarzinho... parecendo que está ajudando o próximo... mas no final quando VEMOS direitinho está brotando a CARNE e depois o DIABO.

Mas crente desbibliado sabe nada disso. Deixa -se levar em prol de seus sonhos, quer dizer, pesadelos...
DANDO O MAIOR TRABALHO AOS SEUS IRMĀOS COMPROMETIDOS COM A VERDADE.
DÓI...

Pedro Santoro disse...

Visão Mundial?? Claro, e que visão eles teriam se não fosse mundana? essa coisa não vingou ainda porque Deus não permitiu!!!

Marco Teles disse...

Se a Visão Mundial precisou de pressão financeira para mudar de opinião é importante que não somente se mude a ação, mas também, que seja exonerada toda a diretoria e eleita nova diretoria, especialmente comprometida com os valores bíblicos, se possível em seu estatuto.

Manter a mesma diretoria é manter o erro, pois um cristão fiel não teria dúvida nem faria experiência sobre a opinião de seus financiadores em questão como esta.