11 de março de 2014

Alerta do governo de Israel: evangélicos precisam evitar a Conferência “Christ at the Checkpoint”


Alerta do governo de Israel: evangélicos precisam evitar a Conferência “Christ at the Checkpoint”

David Lazarus  
Comentário de Julio Severo: Venho alertando sobre a Conferência “Christ at the Checkpoint” (Cristo no Posto de Controle) desde o ano passado. E agora o próprio governo de Israel oficialmente avisa que os evangélicos precisam evitar essa conferência dominada por líderes evangélicos esquerdistas que apoiam a Teologia da Libertação Palestina. No ano passado, denunciei que o presidente dessa conferência esteve no Brasil. Para ver quem no Brasil se envolveu com ele, leia “Mensageiros palestinos”: Como Cristo e os cristãos são usados para promover a causa palestina e Ativista anti-Israel faz palestra em Portas Abertas do Brasil. Eis agora o artigo do jornal israelense Israel Today com o importante aviso do governo de Israel:
O Ministério das Relações Exteriores (MRE) de Israel distribuiu um comunicado de última hora recomendando que os cristãos se mantenham afastados da Conferência “Christ at the Checkpoint” (CatC) que começa amanhã (segunda-feira) na cidade de Belém ocupada pelos palestinos. O comunicado, que veio em resposta a uma investigação do jornal Israel Today, considera a conferência CatC como uma grave ameaça de longo prazo para a segurança de Israel.
Numa correspondência pessoal com Israel Today, uma autoridade do MRE disse que “infelizmente, conhecemos bem a conferência [Christ at the Checkpoint],” explicando que para o governo israelense, o evento “é particularmente problemático, pois é designado para a liderança evangélica — uma audiência extremamente importante para nós.”
A autoridade forneceu a seguinte declaração do MRE:
“A tentativa de usar motivos religiosos a fim de mobilizar propaganda política e agitar os sentimentos dos fiéis por meio da manipulação da religião e política é um ato inaceitável e vergonhoso. Usar a religião para o propósito de incitação para o serviço de interesses políticos mancha a pessoa que o faz com uma mancha de infâmia inapagável.”

“Usando a religião para incitação”

Nesse comunicado sem precedente, o governo israelense deu o passo dramático de alertar os cristãos que um evento evangélico está “usando a religião para o propósito de incitação.” O governo israelense deu o alerta porque ficou claro que os evangélicos palestinos na CatC estão usando de forma errada os ensinos cristãos para inflamar paixões anti-israenses. Autoridades governamentais estão preocupadas que a propaganda de “culpar Israel por tudo” está se originando de eventos como a CatC que no final acabam servindo, ainda que sem intenção, para incentivar violência e incitar ainda mais o terrorismo islâmico radical.
O governo israelense reconhece que retratar Cristo sofrendo no posto de controle de Belém sob judeus de botas pesadas e dedos no gatilho é apenas o tipo de imagens estimuladas por motivos religiosos que tem nos anos passados resultado no pior tipo de antissemitismo cristão.

“Mancha a pessoa com mancha inapagável”

Quando o governo de Israel precisa publicar um aviso oficial sobre um grupo de evangélicos dizendo que eles estão “manchados com infâmia inapagável,” é porque a coisa é muito séria. O governo de Israel deixou claro que os que participam desse tipo de manipulação religiosa para provocar incitação estão marcados, figurativamente, e como um foco de ação adicional por parte das autoridades em Jerusalém.
“Já nos direcionamos ativamente para participantes específicos na conferência, bem como líderes dos grupos que participarão do evento, num esforço coordenado para expô-los ao nosso lado da história,” o MRE disse a Israel Today.
Além disso, o governo indicou que considera que certos indivíduos envolvidos na CatC têm reputação de serem envolvidos em atos maliciosos contra o Estado de Israel. Por exemplo, foi recentemente revelado que algumas das principais figuras na CatC têm laços muito íntimos com o movimento Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS) que tem como objetivo deslegitimar e no fim minar inteiramente o Estado de Israel.

Evangélicos amigos ou inimigos?

Que Jerusalém está muito ciente e preocupada com a CatC deveria ser notícia animadora para os evangélicos do mundo inteiro. O governo de Israel os acha “uma audiência extremamente importante,” e a meta da conferência é claramente provocar uma divisão entre os evangélicos e o Estado de Israel. Os cristãos no mundo inteiro deveriam dar atenção ao pedido do governo israelense para se distanciarem da propaganda perigosa e politicamente motivada de “Christ at the Checkpoint.”
Traduzido por Julio Severo do jornal israelense Israel Today: Israeli Gov’t: Christ at the Checkpoint is Problematic
Para compreender os perigos da Conferência “Christ at the Checkpoint,” consulte os seguintes artigos:

2 comentários :

Anônimo disse...

irmão porque q vc não grava um vídeo alertando o povo cristão contra essa propaganda? Eles estão incitando mais ódio contra a nação eleita do Senhor, isso também tem me preocupado.e como eles estão sendo odiado ate pelos cristãos.

Anônimo disse...

Ridiculo, essa conferencia se dizer crista e ridiculo, eles sao na essencia comunistas marxistas a servico da destruicao do Estado de Israel e dos Judeus. O governo Israelense deveria fazer o que puder para nao somente alertar mas impedir que essa reuniao de odio e de rancor contra Israel seja feita. A Igreja crista evangelica ( tradicional e pentecostal ) deveria fazer um profundo e longo manifesto reputiando esse lixo de conferencia.

Pastor Caleb.