22 de janeiro de 2014

Padre assassinado a facadas, com as palavras “escória cristã” colocadas em seu corpo


Padre assassinado a facadas, com as palavras “escória cristã” colocadas em seu corpo

Theodore Shoebat, palestino
As heresias do ateísmo e do islamismo estão inundando a Inglaterra, e isso está trazendo consequências que são tanto inatas quanto inevitáveis pelo fato de que os ingleses estão de forma perigosa aceitando a tolerância religiosa: a violência contra o Cristianismo.
Na Inglaterra, o corpo mortalmente esfaqueado do Rev. John Suddards foi descoberto em Thornbury com uma nota que dizia “escória cristã.”
Nos últimos cinco anos, 200 padres e vigários* sofreram agressões físicas na Inglaterra. Um padre foi espancado em sua igreja, outro foi atingido na cabeça por um pedaço de madeira, e um outro foi mordido na mão, não por um animal, mas por satanista que odiava a Deus.
O Padre Timothy Lipscomb, o vigário de Preston, disse:
“Penso que o problema é que realmente só dá para fazermos um trabalho eficaz quando nos tornamos vulneráveis. É triste que tenhamos de nos proteger para proteger os outros. É completamente errado que as pessoas ataquem o clero. Não estou surpreso… Acho que isso é horrível.”
O que a maioria não confessará é que toda essa violência é a consequência da tolerância religiosa para com as religiões falsas e malignas: ateísmo, islamismo, darwinismo, e todos os frutos em estado de apodrecimento concebidos por árvores cujas raízes estão no submundo e que são fertilizadas e nutridas pelo esterco repugnante dos que querem que a liberdade para pecar seja crida e vivida acima da liberdade pela verdade, sem medo das mãos encharcadas de sangue dos heréticos.
Esta é a raiz principal da violência que está acontecendo contra os cristãos, e só terminará quando as ideologias malignas forem extirpadas. Os filhos de Caim prosperaram em toda a Terra, e por causa disso, “a maldade do homem era grande,” “toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente,” “e a terra estava cheia de violência.” (Gênesis 6:5,11)
A heresia leva à violência, e agora o mundo ocidental está tendo que provar os seus frutos amargos.
* Nota do tradutor: Padres e vigários, das palavras em inglês “priests and vicars,” podem significar tanto da Igreja Anglicana da Inglaterra quanto da Igreja Católica.
Leitura recomendada:

4 comentários :

Cássio disse...

Sintoma desses tempos tenebrosos. Enquanto os cristãos estão sendo massacrados fisicamente em regiões como o Oriente Médio, aqui no ocidente os inimigos de Cristo utilizam métodos de manipulação psicológica para nos afastar o tanto quanto for possível de Deus. Contudo, os episódios de violência física contra sacerdotes que começam a pipocar em países como Inglaterra são preâmbulos do que está por acontecer.

Anônimo disse...

O arrebatamento esta as portas.

pastor Caleb.

Everaldo disse...

Respondendo ao Cássio,

Vendo o episódio relatado neste artigo, me lembrei da carta que Jesus mandou o apóstolo João escrever para a igreja de Esmirna:

Apocalipse 2:8–11

2:8 E ao anjo da igreja em Esmirna, escreve: isto diz o Primeiro e o Último, Aquele que foi morto e reviveu:
2:9 Eu conheço a tua tribulação, a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia daqueles que se dizem judeus e não o são, mas são a sinagoga de Satanás.
2:10 Não temas as coisas que haverás de sofrer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida.
2:11 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: o vencedor não sofrerá o dano da segunda morte.

Naquela época, os fiéis da igreja de Esmirna estavam sendo impiedosamente perseguidos e mortos pela Inquisição e pelo Império Romano, mas Jesus os encorajava a permanecerem firmes a Ele até o fim. Muitos amavam mais a Jesus e à Sua Palavra do que as próprias vidas (uma lição importantíssima para os cristãos dos dias de hoje)!

Ninguém pense que a situação hoje é diferente daquela época. Quem desejar ser um verdadeiro cristão tem que estar preparado para enfrentar o pior a qualquer momento. A vida cristã é uma vida de lutas, de provações, de dificuldades, de problemas a resolver. Assim como o ouro precisa ser provado no fogo para remover as impurezas, assim também o cristão precisa ser provado para enfrentar a maldade do mundo (Tiago 1:12). O verdadeiro servo de Jesus tem que estar sempre pronto para dar a vida por amor a Ele e à verdade de Sua Palavra. Quantos, hoje, fariam como os fiéis de Esmirna (que aceitaram a morte sem nenhum medo)? O verdadeiro cristão nunca pode pensar que nunca será posto à prova por amor a Jesus!
Em relação a isso, a Palavra de Deus diz:

"Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor a Ti, somos entregues à morte todos os dias; fomos considerados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores por Aquele que nos amou" (Romanos 8:35–37).

"Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre" (Salmos 125:1)

"Em verdade Eu vos digo que se alguém guardar a Minha Palavra, nunca verá a morte" (João 8:51)
"No mundo tereis aflições; mas tende bom ânimo, porque Eu venci o mundo" (João 16:33)

"Entrega o teu caminho ao Senhor; confia Nele, e Ele tudo fará" (Salmo 37:5)

O apóstolo Paulo disse que todos aqueles que quiserem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos (2 Timóteo 3:12). Nas épocas do Império Romano e da Inquisição, ser cristão era assinar a própria sentença de morte. Milhões de cristãos foram queimados vivos nas fogueiras, atirados às feras na arena do Coliseu, decapitados, e mortos de muitas outras formas.

Muita gente talvez ainda não tenha percebido, mas estamos, a cada dia que passa, voltando novamente a esses mesmos tempos. Se isto que estão fazendo com alguns cristãos não é perseguição, então eu não sei mais o que é.

Se mesmo com a lei ainda permitindo (por enquanto) a nossa liberdade de expressão já estamos sendo perseguidos, agora imaginem quando nos tirarem esse direito!

Tudo isto que está acontecendo só faz confirmar uma única coisa: Jesus está voltando!

Eu pergunto: quantos, hoje, fariam como os fiéis de Esmirna (que aceitaram a morte sem nenhum medo)? Quem, nos dias de hoje, morreria por amor a Jesus e à Sua Palavra? Quem teria a coragem de um Jeremias, um Elias, ou um João Batista para denunciar as coisas erradas dos poderosos (e também dizer as verdades que muitos estão precisando ouvir)?

Deixo esta pergunta no ar para alguém responder na primeira oportunidade.

DP AGENCIA 1' disse...

Querido Julio é preciso que estas coisas aconteçam, o Senhor ja nos avisou. e no capitulo 13 se resume tudo.


Mateus 24 9.Então eles os entregarão para serem perseguidos e condenados à morte, e vocês serão odiados por todas as nações por minha causa.
10 Naquele tempo, muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros,
13 mas aquele que perseverar até o fim será salvo.