25 de janeiro de 2014

Até quando o Brasil vai tolerar as mentiras e loucuras de Jean Wyllys e Maria do Rosário?


Até quando o Brasil vai tolerar as mentiras e loucuras de Jean Wyllys e Maria do Rosário?

Julio Severo
Quando o jovem homossexual Kaique Augusto Batista dos Santos apareceu morto dias atrás em São Paulo, Jean Wyllys já sabia a resposta: “homofobia.” O deputado, quase sempre alucinado, disse em seu típico tom estridente: “Kaique foi morto. Outros virão. Cada vítima tem um assassino. Mas há outros, no Congresso, no governo e nas igrejas.”
Ele levou suas estridentices à Carta Capital, que, se tivesse um pingo de jornalismo real, teria investigado o caso. Mas quem trabalha com motivações ideológicas não precisa apurar nada nem se preocupar com a verdade.

A Pizzaria Brasil, em excelente vídeo intitulado “Os Caçadores de ‘Homofóbicos’’’ (http://youtu.be/MFKDlQKURaQ) deu até agora a melhor versão do caso.
A versão oficial da polícia de São Paulo foi que o rapaz se matou depois de sair de um boate gay. O motivo do suicídio? Perdeu o amante. Mas para Jean Wyllys, quem foi o culpado? Ele disse, na Carta Capital, sobre o caso Kaique: “Em cada caso aparece, como pano de fundo, o discurso de ódio alimentado por igrejas caça-níquel e pela bancada fundamentalista no Congresso federal, que em 2013 ganhou de cínico presente, com o apoio da bancada governista, a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. É claro que a violência é praticada por pessoas violentas e os agressores são responsáveis por seus atos, mas não é por acaso que as vítimas dessas agressões sejam, repetidamente, jovens homossexuais, e que muitas vezes as pancadas venham acompanhadas por citações bíblicas. A culpa não é da Bíblia, mas dos charlatães que, em nome de uma fé que não têm, distorcem seu texto e seu contexto para usá-la contra a população LGBT, pregando o ódio e convocando a violência. Eles fazem isso por dinheiro e poder — ou você acha que realmente acreditam em alguma coisa? — e o resultado é um país que já se acostumou a assistir no Jornal Nacional à morte de mais um jovem gay, mais uma jovem lésbica, mais uma travesti ou uma pessoa transexual, vítimas do ódio irracional que os fundamentalistas promovem.”
Isto é, se o jovem homossexual se suicidou, a culpa não é a perda de seu amante ou envolvimento em depravada boate gay, mas do “ódio irracional que os fundamentalistas promovem” — que são as igrejas, a bancada evangélica e Marco Feliciano!
Recado de Julio Severo para Jean Wyllys via Twitter
Anos atrás, no artigo “Homolatria: As vítimas VIP da violência no Brasil,” apontei que não existe nenhum holocausto homossexual no Brasil. Mas Wyllys e outros insistem em ver por toda parte homossexuais assassinados por “homofobia” — de preferência, assassinados por pastores e outros cristãos. Sem mencionar que incham todos os números, como sempre fizeram com a parada gay.
Já nos casos de pessoas assassinadas por homossexuais, Wyllys e sua turma silenciam, como mostrei no artigo: “Dois assassinatos horrendos, um assassino e nenhum homossexual.”
Mas a loucura sobre o suicídio de Kaique não veio somente de Wyllys. Augusto Nunes, colunista da revista Veja, diz:
Maria do Rosário resolveu tudo com outra nota oficial cuja essência é reproduzida a seguir:
“A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República vem a público manifestar solidariedade à família de Kaique Augusto Batista dos Santos, assassinado brutalmente no último sábado (11/01). (…) “As circunstâncias do episódio e as condições do corpo da vítima indicam que se trata de mais um crime de ódio e intolerância motivado por homofobia. (…) Diante desse quadro, reiteramos a necessidade de que o Congresso Nacional aprove legislação que explicitamente puna os crimes de ódio e intolerância motivados por homofobia no Brasil, para um efetivo enfrentamento dessas violações de Direitos Humanos”.
Nesta terça-feira, a mãe de Kaique admitiu que o filho cometeu suicídio, hipótese robustecida por mensagens escrita por Kaíque, filmes e depoimentos. Os que embarcaram nas fantasias de Maria do Rosário vão caindo fora da nau dos insensatos. Maria do Rosário continua por lá. E continua ministra. É o Brasil.
Foi Nelson Rodrigues quem constatou que os idiotas estavam por toda parte. Menos de 50 anos depois da descoberta, os cretinos fundamentais são amplamente majoritários no primeiro escalão do governo federal.
Mesmo assim, com sua abundante mente fantasiosa de crimes de ficção, Wyllys inventou um quadro melodramático de assassinato “homofóbico” para Kaique.               
Sem medir os neurônios, ele diz: “Essa loucura tem de parar! E tem que parar a hipocrisia e o oportunismo dos políticos sem coragem que fazem de conta que não veem o que acontece.”
Sim, concordo. As loucuras de Wyllys têm de parar! E tem que parar a hipocrisia e o oportunismo dos políticos sem coragem que fazem de conta que não veem as mentiras e loucuras de Wyllys e Maria do Rosário.
Wyllys lamentou que o Senado tivesse enterrado o PLC 122, impedindo que os autores de “assassinatos homofóbicos” como o de Kaique recebessem uma pena agravada. Os autores, para Wyllys, são as vítimas de sempre: as igrejas, a bancada evangélica e Marco Feliciano.
Usando de mais estridência, o deputado gay desvairado grita:
“Eu já disse uma vez e vou repetir. Cada uma dessas vítimas tem um algoz material — o assassino, aquele que enfia a faca, que puxa o gatilho, que "desce o pau", como o pastor Malafaia pediu numa de suas famosas declarações televisivas. Mas há outros algozes, que também têm sangue nas mãos. São aqueles que, no Congresso, no governo e nas igrejas fundamentalistas, promovem, festejam, incitam ou fecham os olhos, por conveniência, oportunismo, poder e dinheiro, cada vez que mais um Kaique é morto. Eles também são assassinos.”
Paranoia de Wyllys: Toda vez que um gay se matar por perder um amente, culpe Malafaia, Feliciano e igrejas!
Paranoia de Wyllys: Toda vez que um gay for assassinato em perigosa zona de prostituição e drogas, culpe os cristãos!
Minha pergunta é: até quando o Brasil vai aguentar as loucuras e mentiras desse homem?
Leitura recomendada:

15 comentários :

Rodrigo disse...

Wyllys é um pilantra forjado pelo BBB da globo. Não pode ser coisa boa.

Anônimo disse...

O comentário do senhor Jean Wyllys sobre o que ocorreu no Chile, causou-me a impressão de que deve ter havido uma gritaria geral, não só da comunidade LGBT, mas de diversos setores da imprensa (supondo que lá é igual aqui no Brasil), a ponto de até o presidente daquele país ter tomado uma atitude, que tenho dúvidas se em condições normais ele o faria. O próprio deputado deixou claro que as leis que já existiam no Chile foram suficientes para punir devidamente os culpados (já que a lei criada posteriormente não poderia ser usada). Aqui no Brasil também já dispomos de leis suficientes para punir crimes destas naturezas, é só aplicá-las. Se o presidente do Chile fosse dizer que as leis já existentes eram suficientes (como foram), será que ele não seria trucidado pelos barulhentos mencionados acima?
Estou apenas relatando a impressão que tive sobre o texto do deputado, mas posso também estar errado.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

De acordo com o pensamento politicamente correto do governo (e dos homossexuais), ser homofóbico é:

– ser contra o homossexualismo (e dizer que o homossexualismo é pecado);

– não aceitar a agenda gay (nem a doutrinação gay para as nossas crianças);

– ser contra o casamento gay (e também contra as paradas gays);

– ser contra o kit gay nas escolas (e também ser contra a pedofilia);

– obedecer à Palavra de Deus (e dizer que o Deus ama o pecador, mas condena o pecado).

Se ser homofóbico significa ser tudo isto, então eu posso dizer com todas as letras (e com muito orgulho): eu sou homofóbico (com "H" maiúsculo).

Podem fazer qualquer lei ímpia que obrigue a todos (até mesmo com ameaças de morte) a aceitarem o homossexualismo, mas, ainda assim, eu JAMAIS IREI ME CURVAR AOS DESEJOS DO DIABO E DOS HOMOSSEXUAIS. Eu, como cristão, sempre prego (e sempre continuarei a pregar) contra o pecado. Nunca vou deixar de dizer que o homossexualismo é pecado (não estou nem aí para o que os homossexuais vão pensar de mim). Adoto comigo o mesmo lema dos antigos mártires da fé cristã: "Antes morrer do que pecar". Faço como disse o apóstolo Pedro:

"Importa antes obedecer a Deus do que aos homens" (Atos 5:29)

A lei de Deus é soberana, eterna e imutável (nunca poderá ser mudada por nada, e nem ninguém). Para Deus, pecado (seja qual for, inclusive o homossexualismo) é pecado sempre (e ponto final). A lei de Deus nunca irá se sujeitar (ou "se adaptar") aos tempos modernos ou ao "politicamente correto" do governo, dos homossexuais, dos abortistas, dos falsos profetas, e dos falsos evangelhos. A lei de Deus não foi feita para agradar aos homens (e nunca irá se sujeitar a homem nenhum). A respeito da lei de Deus, Jesus foi taxativo:

"Não penseis que vim revogar a lei ou os profetas; não vim para revogar, mas para cumprir. Pois em verdade Eu vos digo que, até que passem os Céus e a Terra, nenhum i ou til jamais passará da lei, sem que tudo se cumpra" (Mateus 5:17–18)

De uma coisa eu tenho plena e absoluta certeza: Jesus voltará um dia para julgar a todos (inclusive os homossexuais e seus cúmplices). O próprio Jesus garantiu isso na Sua Palavra:

"Não seles as palavras da profecia deste livro, pois o tempo está próximo. Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, que se suje ainda mais; e quem for justo, procure se manter justo; e quem é santo, continue a se santificar. Eis que Eu venho sem demora, e tenho Comigo o Meu galardão, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro. Bem–aventurados aqueles que lavam as suas vestes no sangue do Cordeiro, para que possam ter direito à árvore da vida e para que entrem na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os idólatras, os homicidas, os que se prostituem, e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o Meu anjo para vos testificar estas coisas nas igrejas; Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã" (Apocalipse 22:10–16)

Já preguei o evangelho para muitos homossexuais. Mas, como quase sempre acontece na maioria das vezes, eles não me deram ouvidos. Muitos me xingaram de fundamentalista, homofóbico, preconceituoso (e de outros nomes feios que eu nem vou publicar aqui, por uma questão de educação), enfim, me insultaram de tudo quanto é jeito.

Só sei de uma coisa: eu já fiz a minha parte (que é pregar contra o pecado). Estou com a minha consciência tranqüila (até porque eu já cumpri o meu dever de cristão). Se, mesmo assim, esses homossexuais não quiserem se converter, é problema única e exclusivamente deles. No dia do juízo final, será cada um por si diante de Deus na hora de prestar contas. É como alertou o apóstolo Paulo:

"Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus" (Romanos 14:12)

Se os homossexuais e seus cúmplices quiserem ver para crer, depois não vai ter desculpa de falta de aviso!

Anônimo disse...

Os verdadeiros homofóbicos são os Homossexuais que não se aceitam! Escondem-se atrás da própria revolta!

Anônimo disse...

Esse sujeito é um dos piores criminosos desse país, deveria levar processo atrás de processo por suas mentiras e acusações descabidas.

Cláudia disse...

A verdade é que o homossexualismo é uma perturbação da personalidade; daí o índice altíssimo entre os homossexuais de uso de drogas, suicídio e AIDS.

Anônimo disse...

CASAMENTO implica fidelidade e monogamia entre duas pessoas de sexo oposto. Pois bem! Os homossexuais praticam um estilo de vida que abomina a fidelidade e a monogamia, que podemos caracterizar em uma palavra: PROMISCUIDADE. Daí ser patético ouvi-los falar em "casamento" quando sabemos perfeitamente bem que não levam a sério esta instituição milenar, nem querem submeter-se aos seus dois requisitos básicos listados acima.

Wyllys e sua corriola são mentirosos e caluniadores.

Anônimo disse...

Esse deputado federal GAY e a ministra do PT ( partido dos trabalhadores ) deveriam ser processados , julgados e condenados a cadeia por difamacao, injuria e calunia contra os cristaos evangelicos e por incitarem ao odio a religiao.

Claudio Vaz disse...


O deputado gayzista odeia todas as igrejas e não apenas as "caça- níquel".

Os cristãos tolinhos, que querem ser aceitos pelo mundo, que temem ser chamados de "fundamentalista", não podem cair em mais esta patifaria deste falastrão.

Lembro a esses crentes descolados que o deputado-BBB é do PSOL, portanto, façam um esforço, DE NÃO VOTAR EM QUALQUER VAGABUNDO DESTE PARTIDO ESQUERDISTA.

Tadeu Montenegro disse...

Parabenizo-lhe pela sensata alteração na ilustração do post. Agora posso compartilhar.

Justiceiro Solitário disse...

"Até quando o Brasil vai tolerar as mentiras e loucuras de Jean Wyllys e Maria do Rosário?"

Querem a resposta para esta pergunta? Pois bem, aqui está a resposta:

ATÉ O DIA EM QUE O POVO TOMAR VERGONHA NA CARA, E PARAR DE VENDER O VOTO EM TROCA DO BOLSA–FAMÍLIA (OU DE QUALQUER OUTRO TIPO DE AJUDA OU ASSISTENCIALISMO ELEITOREIRO BARATO)! ESSE POVO, NA VERDADE, É MASOQUISTA (GOSTA DE SOFRER)! SABE QUE VAI COLOCAR UM BANDO DE CORRUPTOS NO PODER, MAS NÃO QUER PERDER A SUA "BOQUINHA".

POVO BURRO! VOTA NOS REPRESENTANTES DO DIABO, E AGORA QUEREM QUE ESSES MESMOS REPRESENTANTES FAÇAM O BEM? TEM MAIS É QUE SE FERRAR MESMO!

NESSAS HORAS, EU NÃO SINTO A MÍNIMA COMPAIXÃO DE GENTE BURRA! EU DOU É RISADA QUANDO EU VEJO UM BANDO DE POBRES COITADOS CHORANDO POR TEREM SIDO ENGANADOS POR ESSES CORRUPTOS DO GOVERNO! QUEM MANDA NÃO DAR OUVIDOS AOS ALERTAS DE QUEM É ESCLARECIDO? E DEPOIS DIZEM QUE NÓS É QUE SOMOS OS IGNORANTES!

ISSO SÓ CONFIRMA A REPETIÇÃO DAQUELA MÁXIMA DO ANTIGO IMPÉRIO ROMANO: "DAI PÃO E CIRCO AO POVO, QUE O IMPÉRIO SOBREVIVE!"

DESCULPEM O TOM DE REVOLTA NESTE MEU DESABAFO, MAS COM GENTE IGNORANTE SÓ DÁ PRA FALAR ASSIM (PRA VER SE APRENDE ALGUMA COISA)!

FAÇO QUESTÃO DE QUE ESTA MINHA MENSAGEM SEJA PROPAGADA EM TODOS CANTOS DO PAÍS!

ASS: JUSTICEIRO SOLITÁRIO

Anônimo disse...

O que é triste é que esse "representante do povo" não vai se reeleger, mas deve conseguir uma secretaria para continuar fazendo sua sandices ou mesmo fundar uma ONG, para mamar o nosso suado e mal usado dinheiro dos impostos absurdos que pagamos, sem retorno.

Anônimo disse...

VAMOS ASSINAR ESSE ABAIXO ASSINADO PARA CASSAÇÃO DESSE EXCREMENTO SÓRDIDO DEP. JAEN WYLLYS TÁ NA HORA! jÁ VAI EM QUASE 26.000 ASSINATURAS LINKS:http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=P2013N36942


Adriano Borges disse...

Abaixo-assinado pela Cassação do deputado federal Jean Wyllys
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=P2013N36942

Ernandes Almeida disse...

O PIOR É QUE CRIMES "HOMOFÓBICOS" PODEM VIR A SER CONTRATADOS POR ESTES AI, PARA FAZEREM VALER TUDO QUE CRIAM EM SUAS MENTES FÉRTEIS. ALGUÉM DUVIDA?