15 de janeiro de 2014

Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família adota medida judicial contra zombaria anticristã do grupo Porta dos Fundos


Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família adota medida judicial contra zombaria anticristã do grupo Porta dos Fundos

Comentário de Julio Severo:  Muitos anos atrás, vi a Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família nascer. Essa entidade tem realizado, ao longo dos anos, um espetacular trabalho pró-vida. Seu fundador, Dr. Humberto L. Vieira, foi uma das grandes bênçãos na minha vida. Seu interesse altruísta de promover a causa pró-vida é fenomenal. Com a ajuda dele, publiquei mais de 10 anos atrás o livreto “Abortos no Silêncio,” que explica a postura evangélica oposta à contracepção. Sob minha recomendação, ele se dispôs a fazer uma doação de muitas fitas de vídeo (naquela época, os CDs eram raridade) de um testemunho pró-vida a um famoso bispo evangélico de Brasília que eu havia escolhido. Quando o bispo viu a amostra e percebeu que vinha de uma entidade católica, recusou. Foi uma atitude triste, pois o Dr. Humberto, como católico, não tinha resistência alguma de distribuir esse testemunho, que era de uma jovem evangélica. Fico contente de ver a Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família na luta pelos valores cristãos.
Leia agora a matéria do jornal O Globo:

Associação católica protocola ação contra canal Porta dos Fundos

Documento da Associação Pró-Vida e Pró-Família denuncia ao Ministério Público vídeos que satirizam dogmas religiosos
‘Conteúdo escarnece de modo vil do dogma cristão’, alega representação criminal
Marina Cohen
RIO - A Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família protocolou, na tarde desta segunda-feira, uma representação criminal contra o grupo de humor Porta dos Fundos no Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro.
O ator Gregorio Duvivier interpreta Jesus Cristo em uma das esquetes de zombaria anticristã do Especial de Natal do canal Porta dos Fundos Reprodução / YouTube
O documento ainda será analisado por um promotor, que decidirá se instaura ou não uma investigação com base na representação. O documento relata uma série de vídeos produzidos pelo canal do YouTube que satirizam dogmas da religião católica, principalmente o “Especial de Natal”, que traz diversas esquetes que a associação considera “ofensivo à moral cristã”.
— Vamos nos empenhar pesado nisso — afirmou, por telefone, Hermes Rodrigues Nery, diretor de imprensa da associação brasiliense que veio ao Rio protocolar a representação criminal.
“Não é de hoje que esse canal faz questão de debochar e insultar, das mais diversas formas, as religiões monoteístas – em especial o Cristianismo”, acusa um trecho do documento.
Ao fazer a denúncia, a representação cita o Artigo 208 do Código Penal, cujo texto diz que “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa” pode ocasionar pena de detenção, de um mês a um ano, ou multa.
“O vídeo foi veiculado na antevéspera do NATAL e seu conteúdo escarnece de modo vil do dogma cristão da concepção virginal de Jesus Cristo; ataca vários símbolos religiosos – cruz do calvário, a passagem da mulher adúltera, o ato da crucificação de Cristo, dentre outros; ofendendo, portanto, o sentimento religioso de milhões de cidadãos brasileiros que são cristãos – sentimento este protegido pela Constituição de 1988, e pelo mencionado art. 208 do Código Penal”, enfatiza uma passagem da ação pública.
Críticas nas redes sociais
Os mesmos quadros que arrancam gargalhadas da maior parte do público geraram revolta em grupos cristãos, que consideraram blasfêmia a paródia com o nascimento de Jesus. O polêmico “Especial de Natal” desencadeou reações fortes de alguns grupos católicos, que têm feito campanha contra o canal de humor que virou fenômeno da web nacional. Internautas têm usado as redes sociais para convocar quem não gostou da piada a marcar a opção “não curti”. Por isso, o vídeo já conta com mais de 26 mil rejeições, um dos índices mais altos do portal.
Ainda há uma petição online que exige que a marca de cerveja Itaipava deixe de patrocinar os vídeos do site e “de apoiar o ataque ao Cristianismo”. A fabricante de bebidas já emitiu nota informando que manterá o patrocínio ao canal, mas fez uma ressalva, enfatizando que “não apoia qualquer manifestação que venha a atingir valores religiosos” e não teve qualquer envolvimento com a produção do episódio em questão.
Fonte: O Globo
Divulgação: www.juliosevero.com
Anthony Comstock: o primeiro ativista pró-vida da história moderna

15 comentários :

Carla disse...

Esse pessoal do Porta dos Fundos foi longe demais faz tempo. Jà escrevi pelo menos 2 vezes a eles manifestando total repúdio a alguns desses vídeos e perguntando se eles fariam o mesmo com os muçulmanos. Duvido. Fico feliz em saber que alguma mais está sendo feita.

PRESBÍTERO VALDOMIRO disse...

Esse pessoal do Porta dos Fundos acha que pode zombar de Deus e ficar impune! Mal eles sabem o que os espera após a morte se não se arrependerem agora!

Parece que eles nunca viram estas sérias advertências de Jesus:

"Mas Eu vos digo que de toda palavra frívola que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo" (Mateus 12:36)

"Porque não há nada encoberto que não venha a ser descoberto, como também não há nada oculto que não venha a ser revelado" (Lucas 12:2)

Não menos importante é esta séria advertência do apóstolo Paulo:

"Não erreis: Deus não Se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso ele também ceifará" (Gálatas 6:7)

É como já disseram aqui uma vez: "Quem brinca com fogo, um dia vai se queimar". Tomara que este mesmo fogo não seja o do inferno!

Anônimo disse...

Irmao Julio, a paz do Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Interessante esse portal dos fundos, porque esses covardes e blasfemadores nao ridicularizam e zombam do islamismo ? Qual seria a reacao dos seguidores de maome se esses portal dos fundos fizesse essa zombaria e escarnio que fazem com o Cristianismo ? Sao covardes e moleques, e por causa da sua covardia e falta de responsabilidade devem responder a um processo judicial para que esses covardes respeitem qualquer fe e religiao.

Apologista disse...

Está errado, o que estes grupo estão fazendo com o cristianismo procurando ridicularizar a fé dos que seguem a Cristo. O Brasil tem leis que defendem a fé religiosa. Não podem deixar um grupo ofender a fé de alguém. Que as lideranças que compõem o Corpo de Cristo de que a Igreja, de que os parlamentares em conjunto com a justiça possa valer as lei do nosso País, dos que procuram repeitar a fé, a crença do outro. De que é lei internacional da ONU desde 1948 artigo 18

Em defesa da fé cristã. Um povo que tem trazido uma Palavra Sagrada de que tem mudado bilhões de vida para melhor, trazendo esperança aos que não tem esperança, vida ao que não tem razão para viver, tem trazido a Paz e não a violência e trazido a Salvação Eterna em Jesus Cristo.
Que tem tratado de forma terapêutica com o devocional e o espiritual, para com as vidas que chegam a Cristo Jesus.

Não pode ser ridicularizado afim de promover o ateísmo, a hostilidade, a difamação com o sagrado, de forma sutil e ardilosa contra a fé de um povo.
O apóstolo Paulo quando foi preso injustamente, foi em busca de sues direitos civis de Roma de defendia o cidadão romano das injustiça da fé. Isto foi a 2000 anos, não podemos deixar de que ridicularizarem a crença do outro de forma pejorativa.

Quando amanheceu, os magistrados mandaram os seus soldados ao carcereiro com esta ordem: "Solte estes homens".
O carcereiro disse a Paulo: "Os magistrados deram ordens para que você e Silas sejam libertados. Agora podem sair. Vão em paz".
Mas Paulo disse aos soldados: "Sendo nós cidadãos romanos, eles nos açoitaram publicamente sem processo formal e nos lançaram na prisão. E agora querem livrar-se de nós secretamente? Não! Venham eles mesmos e nos libertem".
Os soldados relataram isso aos magistrados, os quais, ouvindo que Paulo e Silas eram romanos, ficaram atemorizados.
Vieram para se desculpar diante deles e, conduzindo-os para fora da prisão, pediram-lhes que saíssem da cidade.

Atos 16:35-39

Roger disse...

O PORTA DOS FUNDOS faz lembrar pelo nome que adotaram: Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Jo 10:1
O outro idiota-útil das ideologias “Porteiro dos fundos”, Fabio Porchat, companheiro do Gregorio Duvivier, perguntado porque não faz humor com Alá ou Maomé disse:
Eu, por exemplo, não faço piada com Alá e Maomé, porque não quero morrer!
Não quero que explodam a minha casa só por isso (risos)…
Mesmo sem pilheriarem com Alá ou Maomé, vejam o que diz o Alcorão: “Uma vez expirados os meses sagrados, matai os idólatras onde quer que os encontreis, e apanhai-os e tornai-os prisioneiros, e ficai a sua espreita; mas, se eles se convertem, se observam a oração, se concedem a esmola, então deixai-lhes livre o caminho, pois Deus é indulgente e misericordioso.”Sura 9:5).
Infiel é qualquer pessoa que não confessa os dois credos do Islã, ficando automaticamente condenado á morte:
1 – Não há outro Deus além de Alá;
2 – Maomé é o mensageiro de Alá.Convém recordar que ambos apareceram quase 4000 anos após o judaísmo e 700 do cristianismo, dizendo que Alá é o mesmo Senhor Deus de Israel; tem lógica, além de ser um deus de origem pagã, da Caaba, em Meca, Arabia Saudita?
De nossa parte, protestar, boicotar a cerveja Itaipava e os questionar nas redes sociais; aliás, o mesmo tratamento deveria ser dispensado à Globo/sexo-novelas – O INFERNINHO EM SEU LAR – idem com seus programas; assim, os anunciantes sairiam, e com esse pessoal pagão tem é que mexer no bolso deles…

Roberto disse...

Parabéns ao Dr. Humberto L. Vieira.

Mundo do Grátis disse...

Deveríamos pegar isto como exemplo e também boicotar o desenho animado Os Simpsons, porque eles também blasfemam de Deus em vários episódios.

O Sousa da Ponte disse...

Não me parece que tenha pernas para andar. As ofensas podem ser a pessoas físicas ( o manoel ou a maria) ou colectivas (empresas, religiões ou similares)

No caso da porta dos fundos a ofensa, a existir, é a Deus, Cristo e outras personagens que não gozam de personalidade jurídica.

Isto é não tem a capacidade, como Thor ou Gamesha, de se fazerem representar em tribunal ou alegar prejuízo ao seu bom nome.

É difícil que quem se diz seguidor de Gamesha, Cristo ou Karl Marx demonstrar que tenha uma procuração dos mesmos que lhes permita tomar parte numa questão destas.

Isso até iria criar um precedente perigoso.

Se alguém que se afirma cristão poder impedir as piadas da porta dos fundos tendo como base afirmar-se cristão isso pode levar a que outro, que igualmente se auto denomine cristão, tente impedir igrejas de usar o nome de Cristo em curas ou noutro contexto qualquer por ser "anti-cristao".

Parece-me um caminho perigoso.

Anônimo disse...

OTIMO TEXTO

Alex disse...

É ótimo que esses idiotas patéticos do porta furada sejam processados.

Joel Matos disse...

Uma coisa que todo cristão NÃO deveria fazer nunca era consumir bebida alcoólica. As cervejarias lucram altíssimo, patrocinam todo tipo de idiotices (incluindo o carnaval) e, de quebra, o álcool mata milhares de consumidores todos os anos. E aquele que se diz cristão ainda vai dar o seu dinheiro por isso? Depois reclama do diabo.

Anônimo disse...

Na boa, na minha opinião deveria haver total liberdade de expressão tanto para um lado quanto para o outro. Se o pessoal do Porta dos Fundos fez vídeos zombando o Cristianismo, então os cristãos deveriam ter o direito de resposta, fazendo críticas, boicotando ou até mesmo fazendo chacota com o ateísmo, secularismo e abortismo.
É engraçado como estes grupos de minorias que ridicularizam o Cristianismo, como a ATEA por exemplo, quando recebem uma resposta à altura eles saem correndo para pedir ajuda do papai Estado para calar os seus oponentes.
Aliás, um dos maiores males do mundo moderno é a intromissão do Estado em praticamente todas as áreas da vida humana. Se uma pessoa ou grupo se sente ofendido com o que outra pessoa ou grupo disse, apela à força estatal para punir o seu oponente. E assim vai caminhando a humanidade, e quem será a maior beneficiada deste processo será a burocracia estatal.

Anônimo disse...

Os grupos e demais meios cristãos não estão procurando censurar ninguém, apenas estamos querendo manter o respeito.

Engraçado que se fosse com alguma minoria, direitos humanos e etc. caíriam matando.

Mary Ann Silvian

Verdureiro Eliel disse...

Este tipo de atitude, de levar esses zombadores a justiça só inspiram os zombadores. Criticas deste tipo não pode ser tratada na justiça. Não importa o quanto ofensivo é. Nós, cristâos, deveríamos entender que as "barras di tribunal" não foi feito para nossos inimigos, mas para nós mesmos. Desde o inicio da era cristâ foi assim. Zombaria e perseguiçôes sempre foram a tônica contra o cristianismo. Portanto, considero este tipo de atitude contra-producente.

Só acirra e inspira mais ainda os inimigos do cristianismo. E Não resolvem nada, pois nenhum juiz condenará alguém no ocidente por causa de produçâo artistica com conteúdo ofensivo

Verdureiro Eliel disse...

"Na boa, na minha opinião deveria haver total liberdade de expressão tanto para um lado quanto para o outro."

Concordo plenamente. Justiça Não resolve este tipo de caso, só faz inspirar ainda mais os inimigos dos cristâos. Temos que ignorar as ofensas, nada mais que isso. Se todo mundo ignorar estas ofensas, duvido que eles terâo inspiração para continuar a critica. Criticam pois sabem que nos ofendemos facil demais